História A Escrava da Rainha - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Capitão Killian "Gancho" Jones, Cora (Mills), Daniel, Elsa, Emma Swan, Fa Mulan, Henry Mills, Lilith "Lily" Page, Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood
Tags Aventura, Romance, Swanqueen
Visualizações 343
Palavras 1.738
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Fantasia, Ficção, LGBT, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 18 - De escrava a Rainha


Fanfic / Fanfiction A Escrava da Rainha - Capítulo 18 - De escrava a Rainha

Antes de se juntar a Regina na cama, Emma foi até a gaveta pegou as algemas e mais uma coisa que Regina não conseguiu ver o que era. Estendeu a mão para a morena, a loira a pós de pé, levando ela até uma barra de ferro que ela tinha comprado, a Rainha se surpreendeu pois nunca tinha visto aquele ferro de alumínio que ia do chão ao teto no seu quarto.

Regina – Onde você comprou esse ferro?

Emma – Silêncio! Por você ter sido uma rainha má e ter dado corda pra aquela oferecida da Lily, seu castigo será muito severo. Você não vai poder me tocar nem falar nada. Lá fora você pode ser a rainha, mas aqui dentro eu mando e você obedece, entendeu!

Regina – sim, senhora!

A loira algemou as mãos da rainha entre a barra de ferro, que ficava de frente para a cama. Em seguida ela pegou o outro acessório que tinha na sua mão. Uma mordaça, a loira amordaçou a boca da morena, o acessório tinha uma bola vermelha no meio.

Ambas estavam nuas, Emma foi para trás da rainha e observou por um tempo o corpo nu da mulher a sua frente, a loira posou seus olhos sobre o bumbum da rainha e o tocou.

Emma – Você tem um corpo lindo, Regina. E essa bunda, - deu um tapa – É uma delícia.

A loira dava tapas cada vez mais fortes fazendo os gemidos abafados de Regina serem constantes. Depois Emma começou a subir suas mãos pelo corpo da rainha, ela foi subindo do abdômen até os seios, os apertando ao mesmo tempo que colava seu corpo ao dela. A loira começou a esfregar sua boceta no bumbum da morena que gemeu com a sensação daquele contato. Emma se esfregava mais, e mais, a umidade da boceta da loira corria pelo bumbum da morena.

Depois de um tempo Emma, que já estava muito excitada teve uma idéia, ela deitou-se na cama, abriu suas pernas e diante dos olhos castanhos que estavam fixos nela começou a se masturbar.

Os olhos de Regina se arregalaram com a aquela cena, a loira estava muito molhada, ela começou a se tocar e gemer para a rainha.

Emma – Ah Regina olha como você me deixa, toda molhadinha e cheia de tesão. - ela começou a se tocar, seus dedos deslizavam de seu clitóris até a sua entrada. -Ahhh Regina isso me chupa gostoso. – provocava.

A Rainha não desviava os olhos, quase não piscava, aquela cena estava sendo deliciosamente sexy, a boceta da morena piscava, a boca salivava, ela queria poder arrancar aquelas algemas e cair de boca no meio das pernas da loira e se deliciar com o sabor. Tudo aquilo estava sendo uma tortura insuportável para a Rainha.

Emma continuava se tocando, gemendo o nome de Regina.

Emma – Isso Regina assim, chupa bem gostoso.

A loira enfiava dois dedos dentro de si, depois tirava e passava no seu clitóris durinho.

Emma – Ah Regina tá tão gostoso, que língua gostosa você tem. – essas provocações estavam sendo um tormento para a morena. – Isso assim... Eu vou... vou..

A medida que ela aumentava os movimentos, mais perto ela estava de chegar ao clímax, foi o que aconteceu. Ela acabou gozando muito, um orgasmo intenso que melou seus dedos.

Emma – Você quer o melzinho? – se aproximou da morena oferendo a ela. E teve um sim como resposta.

Emma baixou a mordaça e deu na boca de Regina, a morena chupou os dedos da loira todo. Emma não resistiu e beijou a morena com agressividade, ela enfio sua língua na boca da morena que a chupou, depois foi a vez da morena ter sua língua devorada pela loira.

Emma pôs a mordaça de volta na boca da morena, e foi para trás dela, ela se abaixou ficando na mesma altura da bunda da morena, a loira beijou, lambeu, chupou o bumbum da morena. O corpo de Regina se arrepiava por inteiro, sua umidade escorria por suas pernas.

Emma passou dois dedos na boceta da morena sentindo toda a excitação da morena.

Emma – Ahhh que delicia, você está tão excitada, tão quente.

Ela esfregava os dedos na boceta da morena, provocando reação da mesma. Emma voltou a se concentrar no bumbum. Ela votou a beijar e dar tapinhas. Mas ela queria mais, queria deixar a morena ainda mais louca de desejo.

Emma – Empina essa bunda pra mim vai. – ordenou e a morena obedeceu, empinou o quanto pôde. – Isso que coisa linda, que bunda gostosa.

Emma se abaixou ficando na mesma altura do bumbum da morena e o lamber todo, com as mãos a loira dividiu as nádegas da morena expondo seus branquinho. A loira lambeu todo, a Rainha mordeu a bola vermelha não sua boca, aquela sensação estava deixando louca, ela intuitivamente começou a rebolar na língua da loira.

Emma continuava seu trabalho, e ela mesma estava ficando excitada de novo, ela Lambia e fazia movimentos circulares no buranquinho da morena. Depois de um tempo concentrada da naquela área, a loira para aumentar o prazer da morena penetrou dois dedos na boceta da mesma, ambas estavam se divertindo muito. As sensações de prazer que a Rainha estava sentindo era indescritível. A loira estava adorando saber o quanto ela estava proporcionando tanto prazer a sua Rainha.

Os movimentos estavam tão bom que a Rainha estava quase chegando ao seu prazer. A loira sentindo que o corpo da Rainha estava quase pronto, ela parou, quando ficou de frente para Regina e viu o olhar semicerrado da morena ela falou:

Emma – Não me olhe assim, tenho uma coisa melhor.

Ela foi para o banheiro e demorou um pouco lá, deixando a Rainha impaciente. Quando a loira saiu, os olhos da morena se arregalaram quando ela viu o que a mais nova vestia. Uma cinta preta com um strap-on tamanho médio, porém grosso.

Emma foi até a gaveta novamente e pegou a coleira com corrente, se a próximos da morena e pós a coleira nela.

Emma – Eu vou soltar você, mas se eu ouvir qualquer reclamação o castigo será pior, entendeu? – a morena balançou a cabeça positivamente.

A loira tirou a mordaça, logo depois as algemas, que deixaram o pulso da morena todo marcado.

Emma – Agora de joelhos. – ordenou e a outra obedeceu.

Emma caminhou até a mesinha que onde elas comem, puxou a cadeira e sentou, sendo seguida pela morena que engatilhava na direção dela como uma cachorrinha.

Emma – Isso boas menina, agora eu quero vê você chutar esse pau, prepare ele para você.

Regina obedeceu e começou a chutar o “brinquedinho” sob o olhar atento da loira que mordia o lábio inferior. Nunca, nem na sua imaginação mais insana a jovem escrava imaginou que um dia veria uma Rainha ajoelhada de ante si, e totalmente a sua mercê, aquela imagem extremamente sexy de Regina iria ficar marcada na sua memória para sempre.

Muito tempo depois, a loira não aguentando mais o desejo, pegou a Rainha pela cintura e a sentou em cima da mesinha, a loira se encaixou no meio das pernas dela e a beijou, foi descendo os beijos pelo pescoço, busto, até chegar nos seios, onde dedicou um tempo ali.

Regina gemia livremente com todo aquele contanto, a loira foi descendo mais seus beijos, chegando no seu alvo principal, ela abriu mais as pernas da morena e sua boca salivou quando viu a boceta molhada e piscando para ela.

Emma sorriu para a Rainha, antes de cair de boca no seu ponto desejado. Regina pendeu a cabeça para trás quando sentiu a língua quente da loira no seu clitóris, ela o tomou como vontade, chutando, lambendo e movimentando a ponta de sua língua no nervo rígido.

Regina enterrou sua mão nos cabelos dourados buscando mais contato. Emma ainda pós dois dedos na entrada da morena e movimentava lá dentro.

Regina – Ahhh Emma assim, eu vou... Eu vou... – sua voz estava mais rouca de desejo e excitação, estava deixando a loira louca.

Quando o corpo de Regina começou a dar espasmo, sinais que ela estava chegando no clímax, mais uma vez a loira parou. Antes da morena reclamar, a loira a beijou, e encostou o strap-on na entrada da Rainha, ela segurou na base do pênis de borracha e ficou passando ele de cima para baixo, provocando a morena.

Emma – O que você quer Regina? Diga!

Regina – Eu quero que você me fôda! – disse e a loira sorriu.

Emma de pronto atendeu o desejo da mais velha e foi penetrando o strap-on na entrada dela, a morena estava tão molhada e quente que não teve dificuldade para entrar, a loira a beijou mais um pouco antes de começar a se movimenta.

Os movimentos começaram lentos, depois foi se intensificando.

Regina – Isso mais forte, me fome mais forte.

Assim a loira fez, sob os gemidos altos e existentes da morena, ela se movimentava cada vez mais rápido.

Emma – Ah Regina você é tão gostosa.

Regina apoiou seus braços nos ombros da loira e elas se encaravam, os olhos verdes cheios de tesão, e os castanhos com luxúria e revirando de uma forma linda e gostosa.

Regina – Assim, tá tão bom. – seu corpo dava espasmos, sua boceta começou a contrair. Estava sendo delicioso ser preenchida pela loira.

Emma – Isso minha majestade, goza pra mim. – ela aumentou as estocadas.

Regina se agarrou mais na loira, quando seu corpo entrou em combustão de prazer, seu gemido ecoou pelo quarto, quando seu gozo chegou forte, e incontrolável.

Emma ainda continuava se movimentando dentro dela, mas depois foi parando aos poucos. A Rainha repousou a cabeça no ombro da loira, tentando normalizar sua respiração.

Emma delicadamente saiu de dentro dela.

Regina – Uau! Essa foi a melhor fôda que eu já tive. – sorriu pra loira.

Emma – Gostou da minha surpresa?

Regina – Então foi assim que você gastou meu dinheiro.

Emma – Tudo muito bem pensado para o seu, o nosso prazer.

Ambas se beijaram calmamente.

Regina – Até que você é uma boa dominadora.

Emma – Tô aprendendo com a melhor. Ainda tem mais, não esqueça que eu ganhei a aposta, você é minha escrava por uma semana.

Regina – De escrava a Rainha, por uma semana você será minha dona.

Emma – E nós ainda vamos nos divertir muito.

Elas tomaram um banho juntas, depois desceram para comer pois estavam famintas.

Depois da refeição elas voltaram para o quarto, deitaram e uma se alinhou nos braços da outra e dormiram.  Felizes e muito satisfeitas. 


Notas Finais


Até o próximo, 👋😁


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...