História A Espera da Tempestade (interativa) - Capítulo 31


Escrita por:

Visualizações 11
Palavras 748
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Fluffy, Hentai, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Orange, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 31 - A verdade nunca contada, o segredo por trás da promessa!


Fanfic / Fanfiction A Espera da Tempestade (interativa) - Capítulo 31 - A verdade nunca contada, o segredo por trás da promessa!

 

Diferentes facetas do Passado

~~Um mês e meio depois, na base da Tropa de Exploração~~

 

Yuki: Por que nos reuniu aqui Nagisa? Não vê que ninguém aqui está bem nem pra conversar?! - Disse o ruivo abraçando o tritão por trás, o mesmo mostrava um rosto bem abatido.

Mirella: Nem pudemos… recuperar o corpo dela…

No laboratório de Nagisa se encontrava: Levi, Agatha, Erik, Rin, Verônica, Kensuke, Luka, Yuki, Daniel, Mirella, Nicolly, Darlan, Emma, Norman, Yui, Kira, Caleb, Alex, Eli, Anne, Koah, Noah, Niwa e Doku. 

Nagisa fez questão de chamar todos os membros mais confiáveis, e claro, todos os que conheciam a deusa falecida, diferente do costume, ele não sorria nem brincava, e pra alguém que sempre fazia isso, era meio assustador, principalmente para Eli, que o acompanhava todo dia.

 

Nagisa: Verônica-san vejo que já sabe o que eu vou contar, apenas queria deixar a par vocês todos disso.

Erik: Deixar a par do que Nagisa? - Ditou o comandante que possuía um braço enfaixado - Ande logo, a pessoas aqui que estão ocupadas.

Nagisa: Imagino que vocês conheçam a história da deusa Mili…

Rin: É claro que conhecemos, Mili foi a deusa da criação, era um membro de elite, e participava do tribunal celeste, sempre com suas decisões sábias e justas. Porém em uma época, foi encontrado seu corpo já sem vida em um dos salões dos deuses, a mesma fora corrompida por fantasmas do local e acabou morrendo graças a isso, o deus Lican Fritz, na época confirmou o fato.

Nagisa: É poisé, isso é uma grande mentira. - Disse fazendo muitos ali se chocarem.

Kira: O que?! Não seja tolo Nagisa! Haviam provas!

Nagisa: Quando se acha provas falsas e montadas, e outras pessoas que compartilhem a mentira, é fácil transformá-la em verdade. - Disse olhando feio para o ruivo - Eu vi, presenciei e convivi com Mili, e sei como a mesma morreu de verdade.

Yui: Eu não entendo… você tinha me dito que iríamos falar da Pixis Nagisa-kun. - Disse o arroxeados que andava a dias cabisbaixo, dava pra ver no seu pescoço um colar de lua crescente que brilhava calidamente.

Nagisa: Nunca disse que não era Yui. - Disse olhando especificamente para a jóia em seu pescoço - Nunca disse que essa era a história de Mili, na verdade, esta é a história da deusa a qual vocês conhecem como Pixis.

 

~~Na base da Demons, Enfermaria~~

 

Yume: O que quer falar com a gente Allan? - Todos da Demons Estavam lá, pelo menos aqueles que eu disse os status da batalha, quem não estava em condições permaneceu descansando, enquanto Allan requisitou a presença dos outros.

Na sala estavam: Mikaela, Mitsuki, Darren, Lee, Elias,Alexis, Yume, Yukii, Zuki, Eve, Popi, Haru e Blue (que estava bem calado desde o último mês). O resto dos personagens ainda estavam de repouso, Haru estava ali forçadamente, seu mestre estava a dias de coma, e queria ficar ao seu lado quando acordar, a remoção das balas fora um sucesso, porém, precisavam esperar ele acordar pra saber se houve algum efeito negativo, Zuki estava ali amparada pela irmã, pois, como muitos esperavam, ela havia adquirido uma amnésia temporária, bastava o tempo pra dizer quando ela se lembraria. Ninguém estava bem psicologicamente, alguns nem corporalmente, mais foram lá para ouvir Allan, que estava a aproximadamente, um mês sem sair do quarto, indo apenas a enfermaria durante algumas horas, e, ao velório dos membros da Troop que faleceram no ataque, inclusive, era por isso que Aoi não estava ali, ainda estava traumatizada pela morte da parceira tão amada.

Allan: Eu… queria explicar… queria explicar, o por que pedi para que vela-sem o corpo da deusa na cápsula de cura.

Darren: Quer dizer que irá nos explicar o por que velava aquele corpo morto na cápsula de cura, toda a tarde de 5 em 5 dias? - Disse curto o grosso, ainda estava muito estressado daqueles acontecimentos.

Mitsuki: Darren! 

Allan: Tudo bem Mitsuki! Bom, eu não vou explicar apenas isso, vou explicar algumas coisas mais, falarei sobre minha mãe, Nikki, a deusa da cura, sobre meu pai, sobre Memory, a deusa louca da carnificina que me ajudou a construir esse lugar quando era apenas adolescente, e sobre aquela deusa.

Popi: Eu não entendo, o que eles tem haver?

Allan: Tudo Popi.

 

~~Junção de falas~~

Allan e Nagisa: Eu irei contar, a história da deusa amaldiçoada, uma traição que acarretou numa maldição, essa é a história, da deusa mais forte de todas.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...