História A espera de um bebê - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Lu Han, Sehun
Tags Abo, Acidente, Amor, Barriga De Aluguel, Bebê, Brigas, Busca, Chanluh, Dinheiro, Drama, Encontro, Gravidez, Lemon, Luhchan, Novos Amores, Primeira Vez, Propostas, Realização De Sonhos, Sebaek, Sonho
Visualizações 80
Palavras 2.101
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que estejam gostando! Desculpe se escapou algum erro!

Capítulo 10 - Em casa


 

O ruivo fez o possível para ir logo para casa, não sabia ao certo mais tinha algo o deixando preocupado ligou para o marido na tarde anterior e o alfa não atendeu, ligou no telefone da casa assim como no celular do Luh e não teve resposta. E quando já estava para enlouquecer e voltar correndo para casa, as exatas duas da manhã o loiro mandou uma mensagem.

~Sehun~ amor desculpe só vi agora meu celular estava sem bateria.

Baek sorriu para o aparelho na mão, ligou para o outro.

_ Boa noite amor _ disse de maneira sensual que tirou um suspiro do marido.

_Boa noite amor _ a voz do alfa tinha traços de sono e fez Byun rir baixo na linha.

_Boa madruga, querido eu te desculpo sim _ fez o outro rir também.

_Está certo, vamos dormir então _ Oh tinha o tom cansado que fez o ruivo encurtar a ligação apesar de preocupado.

_Vamos sim, descanse que amanhã estarei ai e te quero bem descansado pra mim. _ a frase teve o tom sensual.

_ Baek você é terrível _ Sehun riu mais animado e fez o ruivo relaxar um pouco _ Amor você tem que dormir. Boa noite.

 

….

Na manhã seguinte o ruivo pegou a estrada, era uma viajem curta é logo já estava entrando na garagem de casa, o carro do marido não estava ele provavelmente já devia ter ido para o hospital.

_Luh, cheguei _ tinha algumas sacolas nas mãos, coisas que comprou para o mais novo e para o bebe _ Luh vem ver comprei umas coisas lindas.

Entrou no quarto e encontrou o outro dormindo.

_Luh _ chamou baixo e viu o castanho virar pesadamente na cama a barriga fazia uma elevação no edredom _ pode dormir.

Byun saiu, levando suas compras consigo. Já passava das onze quando Luhan apareceu na cozinha e foi abraçado pelo ruivo que estava cozinhando.

_ Bom dia _ sorriu animado deixando um selar barulhento na bochecha do castanho _ dormiu bem.

_dormi _ Luh disse meio sem graça o que não foi percebido pelo outro que tirava o avental e ia em direção da sala.

_Vem ver que lindos!

Luh seguiu sem muita vontade sentando na poltrona e erguendo os pés apesar da bariga atrapalhar um pouco. Baek tirou varias roupinhas de uma sacola eram tons claros as mostrava contente.

_Não são lindas? As coisas mais fofas do mundo.

_São lindas _ por fim Luh sorriu _ o que mais comprou?

Byun deu um gritinho e pegou as duas sacolas maiores entregando para o castanho.

_Essas são para você.

O Luhan tirou o tecido macio num tom azul claro, era uma camisa e uma calça social.

_ Vai ficar linda em você.

Baek tinha um bom gosto, eram muito bonitas o que fez o mais novo sentir o coração apertar.

_ Obrigado.

_Vamos, quero ver como fica em você.

Os dois foram para o quarto e apesar da bariga estar grande a roupa coube perfeitamente e Luhan sorria satisfeito para o espelho. Haviam outras peças de roupa e algumas que só serviriam depois que o bebe nasce-se.

Os dois omegas riram da histórias do ruivo almoçaram, e logo estavam caminhando na pracinha perto da casa deles. O ruivo tentava manter uma rotina, de exercícios para o mais novo como o Park tinha dito ser bom durante a gestação.

 

….

Naquela noite o alfa, ligou avisando que teria que ficar acompanhando um paciente, o ruivo não gostava disso na profissão do marido, mais não reclamava afinal Sehun amava sua carreira.

Conversou um tempo antes do marido desligar e ele mesmo foi dormir.

 

***

 

O clima estava tenso, Sehun quieto enquanto Luhan trancado no próprio quarto, Baek observou curioso.
_ Amor, que foi? _ disse manhoso abraçando o maior.
_Senti sua falta. _tomou os lábios do ruivo com vontade, puxou o omega para o colo.
_ Eu também_ o menor disse ao se afastar do beijo _ vem, vamos para o quarto.
Os dois seguiram para o cômodo Byun fechou a porta atrás de si sorrindo malicioso.
_O que meu alfa precisa _ as mãos magras deslizaram no corpo do maior _ eu faço...
O loiro foi jogado na cama enquanto o ruivo tirava a própria roupa, subindo sobre o maior com um sorriso safado nos lábios.
Byun era incrível capaz de fazer Sehun esquecer o mundo a cada toque a cada beijo o menor sorriso capaz de levar o alfa ao céu e no segundo seguinte ao inferno. Amar aquele ômega era desistir de tudo e Oh Sehun amaria Byun Baekhyun para sempre.
_ Eu amo você_ a voz roca do alfa tirou um sorriso do ruivo deitado sobre ele.
_ Eu também te amo. _ os lábios ainda vermelhos distribuíram beijos colorindo a pele do alfa _ você é meu Oh Sehun _ mordeu o mamilo do loiro o fazendo gemer.
_ Baekkie... _ acariciou os cabelos tingidos _ amor...
O menor levantou o rosto e sorriu para o alfa.
_ Sabe que amo você?
_ Sei Sehun eu te amo muito também. _ selou os lábios do marido, enquanto soltava o cinto do maior.

Os toques do maior eram sempre suaves as mãos desenhavam as curvas delicadas do ruivo, os olhos atentos a cada expressão do omega em seus braços.

_Hunnie …._gemeu quando foi acessado pelo maior, e logo já estava acostumado com o volume dentro de si rebolou lenta e prazerosamente sobre o maior.

E logo o que começou suave tornou-se um movimento ritmado, quicando sobre o loiro. A pele quente coberta de suor dos dois assim como os gemidos de prazer enchia o quarto. O ruivo curvo as costas para trás, tinha as mãos sobre o peito do alfa cravou as unhas deixando as marcas vermelhas na pele branca, quando teve seu ponto doce ser atingido o loiro as mãos do maior estavam firmes na sua cintura.

A resistência do ruivo tinha acabado gemeu arrastado quando liberou seu liquido quente sobre o abdômen do loiro, deixando o corpo cair mole sobre o outro os espasmos do orgasmo o fizeram sorrir e tomar os lábios alheios.

_Você é gotoso Hunnie _ desceu os beijos pelo pescoço por vezes dando leves mordidas marcando a pele _muito gostoso _ lambeu as marcas deixadas pelas unhas momentos antes alcançou o membro duro, iniciando beijos e lambidas pela extensão arrancando do maior gemidos de prazer.

_Baekie...

A boca quente não acomodava totalmente o maior, o ruivo masturbava ritmadamente sorriu travesso quando o loiro moveu a pelve permitindo que mais de si entrasse na boca do menor. Baek afastou-se e colocou-se de quatro sobre a cama um convite que atendido quase de imediato pelo loiro que já o acessou de uma vez o fazendo gemer sofrego e logo já estava gemendo prazerosamente. As estocadas logo tiveram seu ritmo acelerado e o loiro segurou o quadril do ruivo se liberando no interior desse, os dois deitaram na cama desordenada.

 

 

Baek sabia que algo incomodava o marido, estava tenso com isso, tinha medo que alfa não quisesse mais o bebê e esse pensamento o estava consumido não conseguia dormir e quando o fazia os pesadelos o despertavam, o corpo mostrava sinais das noites sem dormir e agora nem a maquiagem escondia as sombras sobre os olhos.

Respirou fundo olhando o próprio reflexo no espelho, riu sem humor da própria cara, estava preocupado com a gravidez do ômega mais novo o que era ridículo já que esse estava tendo uma gestão tranquila, completando o oitavo mês de gestação. O ruivo ia a todas as consultas e se desdobrava entre a empresa e os exames do mais novo.
O dr. Park acompanhava o desenvolvimento do bebê, ele mesmo fazia questão de acompanhar até os exames mais simples o que deixou o ruivo um pouco aliviado.
_ Baek? Está bem? _ a voz do Park trouxe o ruivo para realidade.
_ Estou sim _ sorriu ao ver Luh e o médico parados lhe observando _ só um pouco cansado.
O mais novo seguiu para seu lado todo empolgado.
_ Vamos ouvir o coração do bebê_ o garoto adorava o som ele e o ruivo choravam toda vez que ouviam o pequeno coração.
_ Vamos sim .
Seguiram o alfa até a sala de exames.
Os ômegas tinham os olhos fechados atentos aos primeiros "dum dum".
_ Ele está crescendo bem _ Chany disse com os olhos no monitor_ vocês tem certeza que não querem saber o sexo do bebê?
_ Não queremos _ foi uni-som e os três riram animados.
_ Ok ok. _ anotou o desenvolvimento do bebê antes de liberar os dois _ Nos vemos daqui duas semanas.
_ Até dr. Park.
Um aceno e os ômegas seguiram para o estacionamento.

...

_ Luh vamos passar no shopping. Sabe quero comprar umas coisas. _ Byun tinha várias coisas no quarto do bebê e constantemente comprava mais, o ruivo ia sempre sozinho porém naquele dia queria companhia do mais novo.
_ Quero _ Luh estava empolgado.

Foram em todas as lojas de bebê, tiveram ajuda das vendedoras para guardar as sacolas e caixas no carro.
_ Se comprar mais alguma coisa não vamos caber _ Luhan disse sentando na frente ao lado do ruivo.
_ E meu marido pede o divórcio_ Byun riu animado, nem percebeu a expressão pensativa do moreno.
Chegaram em casa, Baek fez questão de guardar tudo enquanto o outro foi descansar.
Luh acabou por dormir a tarde toda, e o ruivo aproveitou para ir ao escritório tinha muita coisa pra resolver, o que achou que levaria uma hora tornou-se cinco.
~Baek ~ Luh desculpe estou preso no trabalho. Comprei seu jantar vão entregar.
~Luhan~ não se preocupe. O jantar já chegou. Eu e o bebê estamos bem. :).
~Baek~ que bom. Até depois.
~Luhan~ Até.

....

Era quase meia noite quando Byun entrou em casa, estava tudo silencioso, foi para o quarto o mais quieto que conseguiu.
_ Boa noite _ Sehun estava sentado na cama com um livro nas mãos.
_ Oi amor. Achei que já estava dormindo_ sorriu pequeno a voz do alfa estava seria.
_ Estou te esperando, e sabe nenhuma mensagem sequer. _ tinha fechado o livro e agora encarava sério o menor.
_ O...desculpe. _ tinha esquecido de avisar o marido e agora o loiro estava chateado _ tive que ir para o escritório e as coisas complicaram.
Byun tirou o casaco deixando a peça na poltrona e começou a desabotoar a camisa enquanto caminhava até a cama. _ não consegui sair antes.
O ruivo sorriu ao sentar sobre o alfa, um edredom fino entre os dois, moveu o quadril até achar a posição mais confortável.
_ Sou culpado.
_ É sim. _ Sehun não conseguia se concentrar o menor tirava lentamente a camisa deixando o corpo magro a mostra.
_ Me desculpe amor _ disse manhoso e o alfa assentiu puxando-o para deitar junto a si.
_ Desculpo claro que desculpo...você já jantou?
O menor apenas concordou com a cabeça, a verdade não tinha tido tempo se quer para comer, mais como conhecia o alfa apenas concordou, não era mentira só omissão de alguns detalhes.
_ O que comeu Baekie?
_ Lanche. Pedimos no escritório_ a voz sonolenta do ruivo fez com que o marido o deixasse quieto.
_ Vou trocar de roupa...._ se arrastou para fora da cama os olhos fechados , seguiu para o banheiro.

_Baekie? Oi amor? _ Sehun chamou fazia tempo que menor tinha entrado no chuveiro o som da água e o vapor saia por baixo da porta, girou a maçaneta e para sua surpresa estava trancada o som baixo de algo caindo fez o loiro forçar a porta e bater com força _ Baek abre a porta!!!
Nenhuma resposta e quando o loiro ia chutar para abrir a maldita porta, o chuveiro desligou.
_ Baek? Tudo bem?
_ Está sim. Já estou saindo.

O ruivo estava apoiado na parede o corpo pesado, e quase não teve forças pra responder o marido, estava cansado e quase desmaiou no banho, sentiu tudo girar e sentou no chão frio involuntariamente  permaneceu ali tentando se recompor, vestiu o roupão e saiu a passos lentos encontrando um alfa agitado.
_ Hei, Baek o que foi? Está tudo bem?
_ Estou sim acho que cochilei no chuveiro_ riu de lado _ me coloca na cama _ esticou as mãos para o loiro que o levou nos abraços até a cama.
Não dormiu foi mais como desmaiar, e o sonho de todas as noites não se repetiu foi apenas escuro.
 

...


Notas Finais


beijinhos no kokoro!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...