História A esperança de Andora - Capítulo 7


Escrita por: e Ne-Beseun-

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Aventura, Djennifer, Felipe
Visualizações 13
Palavras 822
Terminada Não
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Fala pessoas

Capítulo 7 - Choque


             Pov's Felipe 

Estava indo onde Djennifer estava quando a Kaioane me para e fala uma única frase:

- Pense bem no que você vai falar

Apenas aceno com a cabeça e vou lá.

Chego onde ela está, pois da estava bem longe do grupo, lendo aquele maldito livro e falo:

- Prescisamos conversar

Ela me olha e fala: 

- Tudo bem Felipe. Fale

É a primeira vez que  ela me chama de Felipe, acho que deveria me preocupar.

- Me desculpe, eu não pensei antes de falar.

- Eu ouvi uma frase interessante um dia desses - Ela olha pro livro e o fecha com força - " Quem fala esquece, quem escuta NUNCA" 

- Você não me contou que era de Andora, era a primeira escolhida e também que me conhecia. Você mentiu

- Eu não menti - ela me olha - Eu omiti, vai por mim é diferente.

- Você não perde a piada né?

- Bom eu me esforso - ela ri - Nois tamo de boa, beleza pivete?

- Beleza.

- Pivete, para sua direita

Eu não entendo mas, me esquivo mesmo assim e vejo uma flecha atingindo o chão onde eu estava. Vou até onde a flecha caiu e olho para a direção que a flecha veio e vejo uma pessoa com uma máscara.

Ela corre e nos corremos atrás mas não conseguimos alcança-la. Estávamos olhando pra onde ela foi quando olho para a Kaioane e vejo ela falar alguma coisa no ouvido da Djennifer, a mesma faz uma cara de susto. Do nada Kaioane some e Wendy fala:

- AGORA

Do nada a areia sobe formando uma cúpula, nos impedindo de sair, eu desmaio mas escuto a Djennifer falar

- Pivete, não faz isso comigo, acorda.

Depois disso não escuto mais nada.

Quando acordo vejo que estou amarrado na parede, olho para o lado e vejo que a Ana também está amarrada na parede. Olho pra Djennifer e vejo que ela esta amarrada numa cadeira. Tento me soltar mas a Djennifer fala:

- Nem tente pivete, é vibraniun, material que é tipo um "desativador" de poderes.

Ia falar alguma coisa mas a porta abre e vejo a Wendy entrando. Ela se dirige até a Djennifer e fala:

- Cadê a Kaioane? 

A Djennifer não diz nada

- Não vai dizer? - Wendy olha pra Djennifer que tenta se soltar da cadeira mas não consegue - Vou encarar isso como um sim. CHEFE BÁRBARA 

A porta abre e a tal Bárbara entra com uma máquina... de dar choque. Aaaaah não eu já sei o que vai acontecer.

- Olá Djennifer - ela fala com um sorriso no rosto - Cadê a Kaioane?

- Não vou dizer

- Tá vendo isso - ela mostra dois negócios que estavam conectados a máquina - se você não falar, isso vai entrar em conexão com o seu peito.

- Não vou falar absolutamente nada

Primeiro choque.

- Nunca - ela estava pra receber o segundo choque quando fala - Pivete, tente se lembrar.

Quando ela fala isso, imediatamente vem um flashback. Ela com um violão cantando pra mim e me chamando de pivete, eu a chamando de maninha.

Ela é minha irmã, ela mentiu de novo. Que droga ela só mente. Bárbara diz:

- Aumenta pra vinte mil volts 

Segundo choque.

- É só você falar

- Nunca - Djennifer diz fraca - Nunca.

- Aumenta pra trinta mil

Terceiro choque. Djennifer fecha os olhos com força e morde o lábio inferior.

- Cadê a Kaioane? 

- Djennifer fala - Ana diz desesperada - Você vai morrer se continuar.

- Eu fiz uma promessa - ela diz tentando se manter acordada - E eu vou cumprir.

- Aumenta pra quarenta mil.

Quarto choque.

- Última chance - Bárbara diz - Cadê a Kaioane? 

- Eu n-não v-vou fal-lar 

- Cinquenta mil.

Último choque. Não sinto mais a força vital de Djennifer. 

- Tire o vibraniun - Bárbara diz - Não quero desperdiçar vibraniun a toa.

Wendy tira o vibraniun e me olha:

- Desculpa - ela sussurra - Eu não tive escolha.

Djennifer cai no chão morta.

Então Bárbara sai da sala e do nada a Djennifer levanta a cabeça e eu grito

- DJENNIFER

- xiii - ela diz baixinho - vai estragar meu disfarce.

Então ela deita a cabeça novamente no chão e Bárbara entra novamente na sala

- Não maninha - Eu finjo - Não.

Ela me olha e ri. Depois sai.

Djennifer levanta e me ajuda a sair do vibraniun

- Isso vai ser muito útil - ela fala - muito útil 

Ajudamos a Ana a sair do vibraniun. 

- Temos um problema - Djennifer diz - Não temos saida.

- Vocês tem sim - Wendy surge do nada - por aqui.

- Por que devemos confiar em você - Ana diz - quando nos confiamos você nos traiu.

Wendy não diz nada.

- Ela é nossa única esperança

- Djennifer não acredito.

- Quando a Bárbara mandou ela aumentar pra cinquenta, ela diminuiu pra trinta. Por isso eu não morri.

- Vamos logo - Eu digo - tem soldados vindo.

Saímos e do nada alguém nos ataque, mas Djennifer cria um campo de força e diz

- vão na frente eu alcanço vocês e Wendy... Eu confio em você

Continua...


Notas Finais


Bzhsusbsusis


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...