1. Spirit Fanfics >
  2. A esposa >
  3. Vinte quatro

História A esposa - Capítulo 24


Escrita por:


Notas do Autor


Estamos próximo da reta final.

Capítulo 24 - Vinte quatro


O louro caiu sentado no chão e Kyoko Tsurugui tentou novamente abraçar ele. 

-Adrien, como sua esposa...

- Ex,pois você que resolveu me abandonar aqui com meu filho Hugo Agreste! - e se levanta bruscamente 

- Nosso!-retrucou ela

- Uma ova! Você não tinha que ter voltado ordinária! - diz ríspido 

- Adrien, não fale comigo neste tom! -diz Kyoko Tsurugui, com semblante triste 

- É mesmo,cadê seu amante? Se arrependeu foi?A transadele não é satisfaz mais?- pergunta Adrien, com fúria 

- Não! -diz Kyoko Tsurugui, triste - e eu quero voltar a viver no Castelo, como antes!- diz Kyoko Tsurugui, calmamente 

Ele revirou os olhos com irá. Os criados escutavam tudo,boquiabertos.

- Ah, ja que quer tanto ficar aqui, tenho uma solução! - diz Adrien Agreste 

- Qual, amor?-diz esperançosa 

- Guardas, levem ao calabouço. -ordenou Adrien Agreste 

- Adrien, eu sou sua....

- Cale se!Estou farto de suas mentiras!Deixou de ser minha esposa no momento que me largou aqui. - e os guardas reais levam a japonesa ao calabouço subterrâneo. 

Adrien Agreste, obviamente, conseguiu sair e do Castelo indo até a mestiça,em seu alazão. Seu coração e sua mente vagava em Marinette .Pretendia pedir perdão por tudo,beijar os pés,amar novamente. 

- Marinette, onde está? pergunta Adrien, apreensivo 

Natanael Kurtzberg, contudo, esperava no bosque perto 

- Adrien, cansou de perder? - pergunta ele, calmamente 

- Seu idiota, o que quer? -diz Adrien, devolvendo a pergunta. 

- Não sabe? Eu vim fazer um visitinha a sua amada!-diz como quem quer nada.

Adrien não pensou duas vezes e pulou  do cavalo. Seu coração palpitou de medo por crer que ele falava de Marinette Dupain Cheng 

- cretino!-e começam a lutar. Natanael Kurtzberg tenta perfurar várias vezes com a espada, Adrien esquiva.

- Adrien, ela era tão linda...

- Miserável, que fez com ela?

- Brincávamos de marido e mulher até que matei! 

- Desgraçado! -e tentou empurrar ele,caindo.

- Adeus, Adrien Agreste! -e perfura ele,abaixo dos fechos do colete.O ruivo ri e sai rindo dali , em seu corcel.


Marinette estava ao longe, buscando comida no bosque.  Fome era por dois e rejeitou ajuda dos vizinhos próximos. Chateada com tudo que aconteceu naquele momento desagradável,  única coisa que não queria fazer era aproximar se do então Adrien Agreste. 


- Mas quem está ali?-se questiona Ela. 


Caminhou passos largos até o bosque próximo dali. Seu coração palpitou de medo. 



- Adrien! -gritou Marinette Dupain Cheng, vendo que ele estava ensanguentado 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...