História A estrada até aqui( 1 e 2 temporada). - Capítulo 119


Escrita por: ~

Postado
Categorias Brinquedo Assassino, Christine, Psicose, Supernatural
Personagens Bobby Singer, Chuck Shurley, Crowley, Dean Winchester, Garth Fitzgerald IV, Hannah, Jody Mills, John Winchester, Lúcifer, Miguel, Sam Winchester
Tags Bobby Singer, Castiel, Chucky Shurley, Crossover, Dean Winchester, Fanfic, Lucifer, Romance, Sam Winchester, Sobrenatural, Songfic, Supernatural
Visualizações 59
Palavras 1.472
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hello caçadoras de emoções??.
Espero q gostem o capítulo.
A musica2do capitulo chama shine on da banda LTD o cd foi lançado em 1980.
É uma música importante p mim eu fico feliz em compartilhar com vocês.
Confira a música no final..Vale a pena.

Capítulo 119 - 50 tons de Sam.


Fanfic / Fanfiction A estrada até aqui( 1 e 2 temporada). - Capítulo 119 - 50 tons de Sam.

“Ainda ontem eu descansava meus olhos

Em seu rosto maravilhoso

Mais isso foi ontem

Agora é apenas um sonho

Um sonho que permanece em minhas recordações

Gostaria que fosse realidade”.



-tudo bem?-ele tirou a camiseta-sabe você parece abatida.Eu também estaria se bem..você sabe.

-tudo que quero nesse momento é falar sobre isso Sam.

Ele sentou na cama batendo as mãos nos joelhos.

-pequena,tudo que eu queria é que visse quão idiota e egoísta Dean pode ser.Mas se isso custar sua felicidade eu preferia não ver.

-muito nobre da sua parte..eu no seu lugar tentaria-fiquei em silêncio percebendo a idiotice que falei-quer dizer não estou te encorajando a nada..

-não precisa explicar eu entendi tudo.

-preciso de um cigarro.

Ele sorriu alcançando a carteira de cigarro.

Acendi lentamente passando entre os dedos.

Era muita informação ver a cena deplorável de Dean em meio a várias garotas de programa.

Dean sempre foi o filho obediente com John e eu era como ele..a esposa obediente que sempre perdoa..eu era a idiota que sempre estava lá para ele.Em uma conversa tinha dito que se ele me machucasse de novo eu nunca iria perdoar.

“Deve ser a raiva fervilhando minha cabeça.Mais decepção que raiva..”

Porque eu não escolhi Sam?.Porque raios eu preferi Dean a ele?.

Eu teria mais segurança e provavelmente nunca teria problemas com traição.

-se eu fosse para o inferno por você,me esperaria?.

A pergunta pegou Sam de surpresa.

Sam se movimentou pelo quarto procurando uma resposta.

-a pior merda que fiz na minha vida foi ter escolhido Jess a você.

-você começou o apocalipse.Isso é bem pior..

Rimos.

-mesmo assim Jules,eu sei o que fiz.Acredite eu voltaria atrás se pudesse..eu jamais te colocaria nos braços dele.Lembra quando nos reencontramos no banheiro do hotel?.

-e tem como esquecer?-dei um sorriso tímido.

-ACHO que não..-ele ajeitou o cabelo-eu creio que foi o pior dia da minha vida.Sim queria ter morrido naquele instante..foi como um castigo sabe?a pessoa que você ama e machucou te dando o troco.

-eu jamais faria isso.Nunca imaginei que eram irmãos.Nunca falamos sobre isso,mas é super desconfortável para mim as vezes me sinto entre vocês...eu quero que seja feliz sabe?.

-sei..

-você é um homem lindo Sam,eu sinto um puta tesão em você.E quem não teria?

Apontei para os gomos de sua barriga.

-então rola uma tensão sexual entre nós?-ele me jogou o travesseiro.

-para-joguei de volta.

-isso me lembra a viagem que fizemos para Los Angeles no feriado de natal..aquele na casa da Yuko.-ele sorriu.

-os pais dela super liberais..

-nem me fale,nós nunca tínhamos transado.Estávamos lá só para apoiar ela..e os pais..foi hilário.

-mas agora nós já..

Me calei notando a merda que falei.

-você não colabora pequena-Sam levantou sussurrando no meu ouvido.-eu vou dormir com a Charlie.

-pode ficar aqui,tudo bem.Charlie insistiu em ficar com Tyler essa noite.Acha que tenho que descansar..

-sinto muito pela noite ter sido desagradável.

-você não respondeu Sam.

-o que?.

-se teria me esperado?.

-sempre esperei por você..eu espero até hoje.

Sam sorriu levantando da cama.

-vou tomar banho..eu preciso.

Ele saiu em silêncio para o banheiro.


“Brilhe passado

Leve me para longe

Deixe-me ficar em seus braços

Te abraçando novamente

Brilhe passado

Leve me para longe, para ficar com você

De algum modo fazer o meu sonho se torna realidade.


Assim que Charlie abriu a porta ela fez uma careta.

-xiii-colocou os dedos nos lábios-ele está dormindo,vai acordar ele.

-não quer que eu leve ele para quatro comigo?.

-não…-ela deu espaço para eu entrar-não era para você estar aqui.Porque você não está transando nesse momento?.

-acha que devo fazer sexo com Sam para me vingar?.

-não,acho que deve fazer porque está afim..rola uma Química sexual louca entre vocês..

-claro que não.

-se não transar com ele vai ter que ter transar comigo..

-você é..

-vai logo,estou com sono.

Ela me enxotou do quarto.

-boa noite Julie..


(...)


Voltei para o quarto.

Sam estava em pé enrolado em uma toalha secando seus cabelos.

Desviei o olhar indo para o banheiro,essa ideia era impossível de acontecer.

Eu nunca faria nada por vingança.Chucky sempre diz que Deus tem que saber perdoar.

Entrei no banho e demorei o mais rápido que consegui.Com sorte Sam estaria dormido quando eu voltasse.

Não sei quanto tempo fiquei no banho.Mas suficiente para ele estar dormido.

Ele estava deitado de lado fazendo conchinha com as mãos.Coloquei uma camiseta que Missouri emprestou,soltei os cabelos e deitei do lado dele.Me cobri rapidamente virando para o outro lado.

-boa noite Sammy.-bocejei.

-boa noite pequena.

-você está fingindo..que feio Sam Winchester.

Puxei as cobertas me enrolando nos cobertores.

-ei..para com isso.

Sam começou a me empurrar.

-Covardia..você tem dez vezes minha altura Sammy.

-até parece Julie...sua nanica.

Ele estava por cima de mim,trancou minhas mãos em cima da cabeça.

Senti todo seu peso por cima de mim,quase não consegui respirar.Seus cabelos caíram no meu rosto fazendo cócegas no meu nariz.

Essa tensão toda me deixava confusa,eu jamais iria fazer nada sem ter certeza.

Ou faria só por fazer.. Nem por vingança.

-eu..eu..eu não pense que isso está acontecendo porque quero me vingar do seu irmão..

-nunca pensei nada de você..nada de ruim.

-Sam..isso não..

Ele me interrompeu colando seus lábios nos meus.Um beijo reconfortante e limpo.Sua língua invadiu minha boca e eu não mostrei resistência.


“Você sabe que às vezes eu paro

Sem importar onde estou

Pensando em você novamente

De vez em quando eu chamo seu nome em voz alta

Esperando que você ouça

Esperando que minha prece lhe traga aqui.


Sam se movimentou em cima de mim.Senti sua ereção roçar minha perna.

Arfei,enroscando meus braços no seu pescoço.

Sam me olhava nos olhos,um olhar cheio de desejo.

Eu não me importei com o que acontecia lá fora.Rapidamente ele tirou minha roupa.

Suas mãos fortes passavam se impondo pelo meu corpo.

Sua boca desceu pelo meu pescoço em lambidas lentas.

-isso é tortura Sam..-sussurrei tentando controlar minha respiração.

Eu queria me sentir culpada..mas eu não conseguia.

Nunca foi um vingança com Dean,era sobre essa tensão que tínhamos.. Sam e eu.Nós tínhamos algo mal acabado aqui e isso era visível.

Sam desceu distribuindo beijos pela minha barriga e pélvis.Ele me encarava com o olhar sério.

-preciso sentir seu gosto..-sua voz estava embargada.

Senti sua respiração na minha intimidade antes de ser invadida.Sua língua me invadiu explorando cada pedaço da minha intimidade.

-o gosto ainda é o mesmo...tão doce.

Suas palavras me trouxeram uma onda de prazer.

A muito tempo eu não me sentia desejada por alguém.

Sem cobranças..

Só sexo.

Sam colocou seus dedos dentro de mim alternando com sua língua.Arqueei meu corpo segurando meus gemidos.

Enrosquei minhas pernas no seu pescoço trazendo sua cabeça para mais perto.

-tão apertada Julie..-sua voz era carregada de desejo.

Meu corpo estava em chamas.

Sam se livrou rapidamente das roupas.Seu membro duro foi revelado.

Mordi o lábio o encarando.

Sam era lindo..e ele ficava mais lindo nu.

Um Deus grego.

Sam ficou parado me encarando.

Me ajoelhei na cama segurando seu membro entre minhas mãos.Apertei levemente fazendo pressão,ele pulsava.

-uma delícia-sussurrei antes de abocanhá-lo.

Sam segurou meus cabelos me trazendo.mais para si.Alternei entre lambidas e sugadas até sua extensão.

-puta que pariu Julie...eu preciso de você agora.

Sam me jogou na cama caindo por cima de mim.

-porque a pressa?-trocamos um beijo misturando nossa sabores.

-porque preciso te sentir Julie.

-calma garoto-falei sarcástica.

-xiiii-ele colocou o dedo na minha boca.

Lambi seu dedo enquanto seu rosto se contorcia em prazer.

Subi por cima de Sam encaixando seu quadril no meu.

Sam deu um gemido segurando meu quadril.

Comecei mexendo devagar,aproveitando cada centímetro até me sentir preenchida

Sam me erguia,subindo e descendo suas mãos pela minha cintura.

-caramba..você é tão gostosa pequena.

-você também é.

Segurei a cabeceira da cama pegando impulso.Ele arqueou as pernas dando mais impacto ao ato.

Joguei O  corpo para trás sentindo Sam me invadir com seu prazer.Nossos corpos suados chegaram juntos no clímax.

Joguei o corpo para o lado.

Minha respiração estava ofegante.

-não lembrava que era tão bom assim Sam..

-não?-ele apoiou o rosto no cotovelo.

-você treinou muito só pode..

-podemos treinar juntos..

-deixa eu me recuperar..

-será que Missouri vai ficar chateada?.

-não..ela deve saber o que está acontecendo.

Sam me puxou para si.

Deitei a cabeça no seu peito ,seu coração batia tão rápido.

-não pense que fiz isso para me vingar do seu irmão.

-você jamais faria isso.

Sam rolou pela cama deitando por cima de mim.Ele se encaixou entre minhas pernas me penetrando novamente.

-de novo?-colei meu rosto no seu peito.

-porque..você não quer?

Ele deu uma estocada forte fazendo a cama ranger.

-oh...Sammy que covardia..

-não quer?-ele sussurrou mordendo minha orelha.

-claro que sim Sammy..claro que quero..ahhh..pode fazer isso de novo?.

-posso fazer isso a noite toda ..

-então faça..faça..



“Então brilhe passado

Leve me para longe

Deixe-me ficar em seus braços

Te abraçando novamente

Brilhe passado

Leve me para longe, para ficar com você

De algum modo fazer o meu sonho se torna realidade.”


(...)


Acordei com a luz do sol batendo no meu rosto.

Esfreguei os olhos,identifiquei uma silhueta sentada do lado da cama.

Assim que recobrou a visão notei quem era.

-bom diaaaa-ele abriu os olhos..

Olhei em volta,eu estava sozinha no quarto.

-Sam desceu para fazer companhia para Missouri.-ele falou como se lesse meus pensamentos.

-Gabriel…

-Julie…-ele falou irônico.

-o que faz aqui?.

-adivinha?achei Abaddon..-ele levantou o dedo-você fede a pecado criança.

-e onde ela está?.

-vem comigo e eu te mostro onde..ou vai seguir as ordens do seu amado?.Imagina se ele sabe o que você fez aqui?.

-vou me arrumar e vamos.

Ignorei as ironias de Gabriel.

-se Dean quase perdeu a cabeça quando te levei para outra realidade..imagina o que ele faria se soubesse o que você fez com Samuel aquí?ele mataria você..

-vou ver Tyler antes..

-eu estou ansioso para conhecer seu bebê..

Levantei indo para o banheiro…

Será que Dean teria coragem de me machucar?.

“Foco Julie..vamos pegar aquela vadia.”


Notas Finais


Link

https://m.youtube.com/watch?v=sDqS_JIj9kE

Espero q gostem da música e do cap..
Contem ai..


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...