História A estrada até aqui( 1 e 2 temporada). - Capítulo 122


Escrita por:

Postado
Categorias Brinquedo Assassino, Christine, Psicose, Supernatural
Personagens Bobby Singer, Chuck Shurley, Crowley, Dean Winchester, Garth Fitzgerald IV, Hannah, Jody Mills, John Winchester, Lúcifer, Miguel, Sam Winchester
Tags Bobby Singer, Castiel, Chucky Shurley, Crossover, Dean Winchester, Fanfic, Filmes, Horror, John Winchester, Lucifer, Romance, Sam Winchester, Series, Sobrenatural, Songfic, Spoiler, Supernatural, Terror
Visualizações 87
Palavras 1.772
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hello caçadoras de emoçoes?.
Suave?.
Como prometido capítulo extra pq amanhã tem Enem e eu não vou postar.
Ja imaginou vocês como personagens?.
Foi o que fiz..espero que aprovem.
Não pedi permissão porque era surpresa.
Os leitores que estão no capítulo são os 5 que sempre comentam..
Moniussana,littlewhichester,andri,lola e solei.
Espero que gostem.
Essa fic não seria nada sem vocês que lêem,comentam e favoritam.
Espero que gostem pendas
Dean narra partes do capítulo.
Bjo.

Capítulo 122 - Kitsune.


Fanfic / Fanfiction A estrada até aqui( 1 e 2 temporada). - Capítulo 122 - Kitsune.

San Diego,Califórnia.


“L.w andava pela avenida deserta carregando sua mochila.Ela apertava o caderno contra seu corpo.Junto o livro preferido da série supernatural o seu preferido espantalho de Carver Edlund.

Tudo parecia mais sombrio naquela noite,embora o céu estrelado e a lua cheia alguma coisa estava errado.Ela podia sentir.

Ela estava com medo.

L.w tirou os fones do ouvido,ela adorava Shawn Mendes..ela era apaixonada pelas músicas dele..sempre faziam lembrar de Jake.

A cada passo que ela dava,olhava para trás e para os lados.Ela achava que era Jake pedindo desculpas.Naquele dia ele tinha sido grosseiro e terminado com ela..

Realmente,era difícil ser uma adolescente.

L.w alisou sua saia apertando o passo.

Ela podia sentir os passos dele atrás de si.

Ainda andando ela tentou achar o celular puxando a mochila para frente.Mas ela estava tão assustada que seu telefone caiu.

A questão era se ela pararia para juntar o telefone.

Ela resolveu parar.

Rapidamente ela pegou o celular discando para a Polícia.A atendente perguntou qual a emergência.

L.w não respondeu..ela estava estática com a visão a sua frente.

Um garoto da sua escola.Ela não o conhecia bem..mas ele sempre olhava para ela.

-graças a Deus Ted-ela olhou para ele,arriscou um sorriso tímido.

Ted não respondeu e também não desviou os olhos dela.Ted já tinha matado duas pessoas essa semana e L.w seria a terceira.

L.w sempre ignorou Ted,ele era estranho e andava sozinho.Agora eles meio que andavam juntos pois ele namorava Sol,uma de suas amigas.

Ele esperou os anos passarem,ele tinha tudo na sua cabeça.Desde que sua mãe morreu ele foi adotado e escondeu quem ele era um kitsune.Sobreviveu motivado por sua obsessão...

Ele não precisava matar,ele roubava cérebros na casa funerária..ano passado ele conseguiu um trabalho fixo no local e sua vida era mais fácil.

Mas ele fez uma promessa a Dean Winchester quando ele matou sua mãe a sangue frio na sua frente.

Ele disse que mataria ele quando o encontrasse.

Dean era a sua obsessão.

Ted queria vingança em nome de sua mãe.Matar era a única forma de chamar atenção da sua presa.Samuel winchester o agradava,Ted tinha lembranças do amigo da sua mãe..mas o outro..ele estava com seus dias contados.

Ted mostrou suas garras para L.w ela deu um grito contido quando ele cortou sua garganta.Ela se afogou no próprio sangue quando ele enfim se alimentou.

Tudo tinha que ser perfeito.”


-eu amo a Califórnia- coloquei os óculos escuros.

Desci do carro.

Julie insistiu para que víssemos de outro jeito.Mas a verdade eu amava pegar a estrada com minha baby..as duas.

Ela dormiu o caminho todo.A verdade é que desde a morte de Abaddon ela não tinha pregado o olho.Julie parecia cansada.

Muitas coisas me preocupavam.

-vamos comer antes?-eu estava feliz.

-tanto faz Dean..eu não estou com fome.

Assim que jantamos Sam ligou novamente e não relutei em vir.

Eu precisava me controlar.

Eu me sentia irritado e irado todo o tempo.Quando segurava a lâmina..eu me sentia vivo e poderoso.

Eu era invencível.

-tudo bem Julie?.

-sim..eu estou bem.

-não,você não está.Está com medo da marca?.

-nunca teria medo de você-ela deu as costas-você vai encontrar a Jo onde?.

Então esse era o problema?Julie estava com ciúme?.

-está com ciúme?.

-não estou..e jamais faria o que você fez..eu jamais ..

-eu sei..

Evitei prolongar a discussão,não levaria a lugar nenhum.

Eu sei que ela falava sobre eu ter atacado o policial e Bobby.

A garçonete veio pegar os pedidos.

-vai comer o que?-segurei a mão dela.

-quero só um café.

-quero o Hambúrguer à moda da casa.

A garçonete saiu nos deixando sozinhos.



(...)


Fomos para o hotel combinado.Sam,Charlie e Jo esperavam.

Assim que nos viu Jo não disfarçou a insatisfação de ver Julie ali comigo.

Jo me abraçou como uma criança feliz pulando no meu pescoço.Julie não deu muita importância.

-porque tantos caçadores para uma única caçada?-Jô falou com sarcasmo.

Julie deitou o  pescoço para o lado,ela iria falar algo quando interrompi.

-não reclama baixinha,você que pediu ajuda.

Charlie e Julie trocaram um breve abraço.Elas pareciam próximas.

Sam não tirava os olhos do monitor.

-temos alguma coisa?-Julie sentou do lado dele.

-três ataques em um mês.L.w,Mary e Vanessa todas estudantes.

-quem se chama LW?.-eu achei estranho.

-é apelido-Sam revirou os olhos -como se isso importasse.

-parece que a garota era fã dos livros de chucky-Julie olhava o monitor.-são iniciais para little Winchester.Coincidência?.

-pior que crepúsculo-dei de ombros.

-como sabe?-Charlie segurou o riso-você leu?.

-vamos ao que interessa-suspirei-pistas?.

-sim,todas eram da mesma escola.Mesmo ciclo de amigas..-Sam levantou os olhos me encarando.

-hora do trabalho.-levantei.



Para Andri foi difícil a perda de sua amiga.

Ela se sentia tão culpada por ter deixado L.w sozinha.

O treino hoje foi mais uma despedida para sua amiga.

Andri tomou um banho demorado,e lá ela chorou..por tudo que estava acontecendo.

Ao sair do banho ela se enrolou na toalha.Na frente do espelho ela arrumou os cabelos.A noite teria uma despedida para a amiga.Ela iria com Sol,Lola e Nica.

Elas eram inseparáveis.Foi então que ela escutou um barulho a porta do vestiário bateu.Andri caminhou cautelosa pelos corredores.

Ela deveria estar escutando coisas.

-tem alguém aí.-Andri caminhou até seu armário.

Andri viu uma mão com garras.

Ela gritou..o mais alto que conseguiu.

Então Ted saiu de trás dos armários.

Seu olhos estavam amarelos.Ele foi rápido quando cortou sua garganta.Ela se afogou no próprio sangue”.



-agente Cobain e Grohl-mostrei o distintivo para o dono da funerária.

-vieram pelas jovens?

-sim senhor.Agora isso é uma investigação federal.-Sam sorriu.

O dono da funerária nos levou até o corpo da moça.Ela estava intacta.

Exceto pela cabeça.O pequeno buraco mostrava por onde o kitsune tinha atacado.

A única Kitsune que enfrentamos foi liquidada.

Eu não poderia deixá-la viver.

Sam nunca me perdoou por isso.

Notei um garoto no canto,limpando o chão.Ele parecia familiar..impressão.

-seu filho?

-Ted?ele trabalha aqui.


(...)


Nos reunimos no hotel.

Julie e Charlie descobriram que mais uma moça foi atacada.

Pela lógica de Sam ainda tinham três,elas seriam as próximas vítimas.

O jeito era vigiar essas garotas.

Por algum motivo o kitsune seguia um padrão.

A noite teria uma festa de despedida na praia e nós iriamos.

Eu ainda tentava evitar Jo,gostaria muito que ela entendesse que foi só uma noite,eu estava com a marca.Meu arrependimento foi tanto que ataquei Julie e o polícia na praça.

Eu sabia que estava fora de controle.Mas isso não era desculpa para o meu deslize.

Julie me abraçou.Como se sentisse que algo não estava bem.Eu amava Julie,do meu jeito.

-eu te amo sua cachorra-dei um sorriso.

Eu adorava provocar Julie.

Jo observava de longe.

Ela não disse uma palavra.



“Nica estava no quarto se preparando para  a homenagem.Sua mãe tinha saído para trabalhar.Ela era médica e seus plantões eram noturnos.Ela nunca falava do seu pai.

Nica ajeitou os óculos.Ajeitou seus cabelos passando seu batom preferido nos lábios, de cereja.Jeff seu namorado adorava seu batom.

Ela ficou de encontrar o namorado no local.

Nica desceu as escadas lentamente quando escutou um barulho na coZinha.

Seria sua mãe?Teria ela esquecido algo?.

O barulho de algo quebrando deixou Nica arrepiada.

Ela acendeu a luz do corredor indo até a cozinha.

Então ela viu Ted sentado.

Ele estava sorrindo.

-como entrou na minha casa?-ela tropeçou quase caindo.

-xiiiii-Ted levou as mãos aos lábios.

Nica viu suas garras e seus olhos amarelos.

Ele foi rápido ao cortar sua garganta.

Foi então que ele sentiu prazer em fazer aquilo.

Nica caiu morta no chão da cozinha.”


Assim que chegamos nos dividimos para procurar as tais garotas.

Julie veio comigo.

Jo e Charlie estavam juntas.

Sam estava sozinho.

Todos acendiam velas e um um mural com fotos de garotas.

Julie me cutucou dizendo que ali estavam duas das garotas.

Elas estavam abraçadas e choravam.

-muito triste isso não?-falei para julie.

-dizem que tem um assassino a solta-Julie falou chamando atenção das garotas.

-eram nossas amigas-a de cabelos pretos e lisos falou.

-sentimentos pela sua perda-apertei a mão dela.

-eu sou Lola e ela é a Sol.

Sol deu um sorriso tímido.

-sabem o que aconteceu?-Julie perguntou.

-não sabemos ainda.-Lola falou triste.

-aliás eu sou Dean e ela Julie.

-igual os personagens de supernatural?-Sol nos olhou-vocês sabem de Calvin Edlund.

-não sabemos não-Dei de ombros.

-nós íamos na comic con com Calvin ano que vem..-Lola sorriu.

-eu já volto Lola.Ted chegou.

Percebi que era o garoto da funerária.E ele era tão familiar para mim..

Sol se afastou nos deixando ali com a amiga.



‘'Ted segurou a mão de Sol.Trocaram um beijo rápido.

-que tal darmos uma volta?-ele sugeriu.

-eu estou de luto sabia?.

-qual é Sol,rapidinho….

-tudo bem.

Os dois caminharam de mãos dadas.Ted se afastou o mais rápido que conseguiu.

-estou preocupada,Nica ainda não apareceu..

Ted beijou a namorada mordendo seus lábios.

-não se preocupe..ela está bem..eu mesmo me certifiquei.Ela está morta…

Sol arregalou os olhos quando sentiu uma forte dor na cabeça.

Seu sangue escorria pelas costas.

Ted gostava do sangue quente nas suas mãos.

Depois que se alimentou ele deixou Sol no chão.



-a garota ainda não voltou-Falei olhando em volta.

De longe o namorado e Sol me olhava..ele sorriu.

-Julie? E se foi o namorado?O moleque tem acesso a funerária..

-Dean,esse garoto deve ter no máximo dezessete anos..ele não parece um assassino.

-consegue ler os pensamentos dele?.

-consigo Dean.

-então vai.

Julie se concentrou.Então eu vi ela empalidecer.Ela olhava fixo..

-é ele..

-então vamos.

-não-segurou meu braço-eu vou.

-porque?-levantei a sobrancelha.

-porque?sei lá..posso parar ele.

-eu vou meter uma bala na cabeça desse desgraçado.

-ele é um garoto..assim como Tyler..

-ele é um monstro canibal que come cérebros de garotas inocentes.



(...)


Julie parecia preocupada.

Sam e Charlie iriam ficar de olho em Lola.

Fui com Julie e Jo atrás do kitsune.

Julie disse que ele voltaria para a funerária.Foi o que ele pensou.Eu não sei porque ele se entregaria assim.

Provavelmente era uma armadilha.



“Assim que Lola recebeu a ligação de Ted ela aceitou encontrar ele e Sol na casa funerária.

Ela pegou um uber,era perigoso ir sozinha.

Ela já tinha perdido sua amigas e se sentia na mira de um serial killer

Será que ele matava garotas lindas?Por isso minhas amigas.

Ted disse para Lola ir para o porão que ele esperaria lá.Foi o que ela fez.

Lola foi encontrar seus amigos.

Ted estava sozinho sentado em uma cadeira.Foi aí que Lola viu seus olhos amarelos.

Ela gritou”.



Escutei um grito agudo.

Jo e Julie entraram correndo.

Os gritos de socorro vinham do porão.

Assim que entramos vi a garota caída no chão.A garra do kitsune atravessou seu peito.

-acabou-Apontei a arma para ele-eu vou esfaquear seu coração seu cretino.

-assim como fez com minha mãe -ele rosnou-isso é entre eu e você Dean.

-como sabe quem eu sou?-apontei a arma para a cabeça dele.

Julie me olhava apreensiva e Jo parecia gostar da situação.

-eu jurei Dean,eu jurei que te mataria..quando você matou minha mãe eu jurei..eu falei que te mataria.

-seu monstro.

-monstro é você..como você mata uma mãe na frente do filho?.Eu sabia que viria.

Então eu recordei..anos atrás quando matei Amy.

Ela estava matando para salvar o filho.

Ela não merecia viver.

-porque as garotas?-respirei fundo.

-tá brincando?Essas vadias viviam falando de vocês..de um livro, elas mereciam por idolatrar um assassino.

-acredite,não foi diferente de você.

Senti meu sangue ferver.Ele borbulhava nas minhas veias.

-vou atender seu pedido pirralho.

Peguei minha espada.Senti como se fossemos um só.

Me senti poderoso..

-Dean..por favor não mate o garoto..ele é só um garoto perdido-Julie segurou meu braço.

-não se meta-empurrei Julie.

Ela caiu sentada no chão.

-deixa,ele sabe o que está fazendo..-Jo olhava com carinho.

-não se meta-repreendi.

Levantei indo na direção de Ted.

Assim que levantei a lâmina cravei no peito do garoto.Ele merecia cada facada.

E eu estava descontrolado…

-chega Dean-Julie me segurou.

Dei um soco acertando seu nariz.Julie levou as mãos controlando o sangue que jorrava.

Ted caiu sem vida no chão.Ainda assim eu não estava satisfeito.

E eu continuei..





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...