História A estrada até aqui( 1 e 2 temporada). - Capítulo 124


Escrita por: ~

Postado
Categorias Brinquedo Assassino, Christine, Psicose, Supernatural
Personagens Bobby Singer, Chuck Shurley, Crowley, Dean Winchester, Garth Fitzgerald IV, Hannah, Jody Mills, John Winchester, Lúcifer, Miguel, Sam Winchester
Tags Bobby Singer, Castiel, Chucky Shurley, Crossover, Dean Winchester, Fanfic, Filmes, Horror, John Winchester, Lucifer, Romance, Sam Winchester, Series, Sobrenatural, Songfic, Spoiler, Supernatural, Terror
Visualizações 67
Palavras 1.247
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hello caçadoras..
Espero q gostem..
Música do Aerosmith nas notas finais.

Love.

Capítulo 124 - Rowena.


Fanfic / Fanfiction A estrada até aqui( 1 e 2 temporada). - Capítulo 124 - Rowena.

-Por que não pede para Deus ajudar?.

-porque para essa ocasião prefiro você Crowley.

-ora querida..assim você me  envaidece.

Crowley deu um sorriso sarcástico.

-cala boca Fergus,ela é a única pessoa que gosta de você..porque é fraca..e amor e fraqueza.

A mulher ruiva entrou na sala,seu perfume adocicado invadiu minhas narinas.Seu salto fazia um barulho enjoativo no chão de madeira enquanto ela sacudida seu quadril.

Ela usava um vestido preto com detalhes vermelhos bem marcado na cintura.Parecia luxuosa,saída de um filme dos anos quarenta.

A mulher parou na minha frente fazendo uma saudação esquisita.

Segurei o riso.

-Rowena-ela entendeu a mão-ao seu dispor.

-Julie..

-oh querida,eu sei quem você é.

-Quem é ela?.-olhei para Crowley.

-Fergus,como ousa não ter falado de mim para a princesa?.

-Fergus?-sacudi a cabeça.

-essa bruxa velha pode ajudar-ele deu de ombros-possível que ela tenha uma solução.

-para a marca de  Dean winchester?-ela sorriu-então ela é a esposa e você a amante Fergus?.

Ela gargalhou jogando seus cabelos para trás.

-já falei que é Crowley sua bruxa velha.

-o que posso fazer por você querida?-ela abriu um grande sorriso.

-como faço para tirar aquela marca dele?.

-Deus bloqueou a Escuridão, onde ela não poderia fazer qualquer mal, e criou uma marca que iria servir como chave e fechadura, que ele confiou a seu tenente mais valorizado, Lucifer,nosso amado mestre...

-sério mãe...isso não é necessário..ela sabe essa parte-Crowley revirou os olhos.

-A marca só pode ser transferida..Dean tem que trocar com alguém..é a maldição mais antiga do mundo.A primeira da existência humana.

-de antiguidade ela entende,é uma relíquia essa mulher-Crowley segurou o riso.

-por isso eu deveria ter te trocado pelos três porcos..até uma galinha velha e doente seria melhor que você.

-eu te amo mamãe.-Crowley sorriu.

-Rowena?me ajude..se eu ficar com a marca?.Eu pensei em ficar com a marca e usar a faca do diabo se eu perdesse o controle..

-seria literalmente o apocalipse.

-você me ajudaria a controlar a marca?eu..

-seria um prazer servi-la.

-então o que você sabe?.

-a questão aqui é,você deixaria tudo por ele?.Seu filho..seu pai?Sam winchester?.Por que se você não controlar a marca..

-Você fala como se fosse a melhor mãe do mundo.-Crowley deu de ombros.

-não se meta Fergus..os adultos estão conversando.

-eu não faria essa loucura,eu jamais deixaria meu filho..eu nunca deixaria meu pai..mas eu pensei em assumir a marca por ele..até em morrer um momento de fraqueza.

-o amor pode matar.

-foi o que Mossouri disse...

-a vidente?ela é uma sonhadora..-Rowena gargalhou.

-a questão aqui é se você pode ajudar,mamãe.

-sabe que assumir a marca pode te destruir.Assim como o feitiço Julie,ele pode ser bom ou ruim..Porém,existe um livro muito cobiçado chamado o livro dos condenados.Nele possui os maiores feitiços..os mais poderoso de todos.Dizem que a freira Agnes escreveu o livro com próprio sangue usando sua pele como papel.Esse livro pode ajudar..exceto que você queira a marca para você.

A bruxa se movimentava pela sala rebolando seus quadris,Crowley não disfarçava seu descontentamento com a presença dela.

O que seria óbvio,a chance de uma traição era evidente.Será que ela trairia a filha do mestre?.

Não.

Ela traria seu filho?.

Certeza.

-e você ganha o que com isso?-Crowley quebrou o silêncio.

-poder meu caro..um poder inimaginável..

-onde consigo esse livro?-levantei da cadeira.

-soube que foi perdido e pertencia a uma família,os Stine.Mas ele passou por vários lugares.-ela gesticulava fazendo barulho com suas pulseiras.

-e tem algum risco desse livro não existir?.

-nenhum…

-então vamos ao trabalho.-fui até a porta.

-isso é só o primeiro passo,ainda temos que decifrá-lo.

-vamos tentar então.-sorri saindo da sala.

Eu estava esperançosa.



(...)



Rowena me deu um pouco de esperança.Uma esperança que eu não tinha...

O cheiro de comida caseira fez meu estômago roncar.

Fazia tempo que eu não comia,nem lembro a última vez.

Antes de tudo eu precisava ver minha família.Tyler e papai..

Papai estava sentado tomando sua cerveja,Jody cozinhava alguma coisa e Howie brincava com Tyler.

Observei a cena por alguns segundos antes de ser notada.

-filha..que bom que voltou-papai foi o primeiro a me abraçar seguido por Jody.

Howie me entregou Tyler.

Sentir o abraço de Tyler me fez esquecer os últimos acontecimentos.

Pensar que desisti de Dean romanticamente me amargurou nesse momento,isso não significa que desisti dele.

Não existe um mundo sem Dean..

Quem iria salvar as pessoas?.

-tudo bem?-Howie direcionou seu sorriso rotineiro.

-quê?.

-perguntei se vai jantar..-Jody sorriu.

-o cheiro está maravilhoso..seria uma idiota se não quisesse..

-que bom Julie,você parece abatida-Howie se aproximou segurando minha mão.

Sentamos na mesa,Howie sentou do meu lado,coloquei Tyler do outro lado.

Jody fez batatas e milho assado,filé e ensopado.

-quem sabe você não queira dar uma volta mais tarde?.-Howie sorriu.

-eu estou cansada.

-vai fazer desfeita filha?você está tão pálida.Tomar ar fresco pode te ajudar..


(...)


-porque você é tão gentil comigo policial?.

Howie andava devagar acompanhando os pequenos passos de Tyler.

-porque amo você e esse garotão.Não pergunte o porquê..eu não sei.

Howie sorriu,e eu adorava esse sorriso sincero.

-isso é uma declaração?.

-deveria ser?-ele levantou uma sobrancelha.

-não...mas é bom ser apreciada.

-você terminou com ele não foi?

-está na cara?

-está-ele pegou Tyler no colo-como ele consegue trair uma mulher como você?.

-eu sou a filha de satã..eu tenho sangue ruim..

-você é filha de Bobby Singer...e Bobby é um homem bom.

-porque não conheci você antes polical Dorough?.

-por que Deus não quis-ele revirou os olhos.

-se você conhecesse Deus,saberia que ele é insuportável.

-isso é blasfêmia sabia?.

-não se tratando do meu avô.

Caminhamos mais um pouco,sentamos em um banco.Sacudi os pés olhando para o céu.

A noite estava agradável.

Tyler dormia nos meus braços.

Howie se aproximou,seu rosto estava próximo do meu.Tão próximo que sentia sua respiração se misturando com a minha.

-porque ele?.

-acho que me encantei desde o primeiro dia com ele,sabe aquele amor que transforma o homem em um escravo?.

-bela situação de Aerosmith..-ele sorriu.

-foi por isso que escolhi o nome de tyler,ele adora essa música.


“tínhamos chegado de mais uma caçada.

Na verdade Christine foi um caso bem complicado.

Dean estava suado.Coloquei minha camiseta enquanto ele fechava o zíper da calça.

-não foi uma boa ideia parar no meio da estrada para..

-qual é Julie-ele abriu o vidro-um minuto atrás você não estava reclamando.

Acendi um cigarro.

-vai fumar agora?.

-Agora você se importa?.Não deveria..eu jamais fumaria se não fosse bom.

-bom?foi ótimo..-ele me beijou-esse é o tipo de amor que transforma um homem em escravo.Eu estou aos seus pés..

-hum...sério?.

-nunca amei mulher alguma..até te encontrar Julie Singer.

-Dean isso é Aerosmith?.

-Perai.

Dean foi para o banco da frente ligando o rádio.Pegou uma das suas fitas velhas colocando no radio.

E começou a tocar crazy do Aerosmith.

-perfeito para o que quero fazer..-ele voltou sentando no banco e me colocando o seu colo.

Dean rapidamente abriu o zíper me invadindo.

-quentinho e apertado…-sussurrou no meu ouvido mordendo minha orelha-eu sou louco por você baby.


Aquele tipo de amor

Transforma um homem num escravo

Aquele tipo de amor

Manda um homem direto para a sepultura


Eu fico louco, louco, amor, eu fico louco




-Julie?-ele estalou os dedos na frente do meu rosto.

-oi?.

-perdida nos seus pensamentos?.

-um pouco Howard.-me afastei-desculpa não ser uma boa companhia..nesse momento.

Ele passou a mão no meu rosto.

-você é linda,não merece nada de ruim..eu te faria feliz se pudesse..

-você..é..

-está tarde-ele levantou.

-melhor irmos,tenho que colocar Tyler na cama.

-vamos.



(...)


Howie levou Tyler no colo até a sala.Papai deixou um bilhete..iria passar a noite fora.

-acho que esse garotão daqui a pouco não vai querer ir no colo..ele está enorme.Quer que coloque ele na cama?.

-claro..lá em cima..

-OLHA QUEM CHEGOU EM CASA..

Dei um pulo com o susto que tomei.

Foi tão rápido,não notei Dean ao lado da janela.

Seus olhos brilhavam na escuridão.

-eu coloco meu filho na cama.Obrigado pela consideração policial.

-o que está fazedo aqui Dean?.-cruzei os braços.

-eu preciso falar com você..agora..

-melhor você ir Howie.Obrigada pelo passeio.

Dean pegou Tyler no colo e subiu as escadas.

-acho melhor você ir..-falei envergonhada.

-você ainda me deve um café...na próxima..e eu vou cobrar.

Howard me deu um abraço rápido,acompanhei ele até a porta.

-boa noite Julie..

-boa noite Howie..obrigada mais uma vez.

Assim que me virei Dean estava parado no pé da escada.

-o que veio fazer aqui Dean?.O que acha que está fazendo?.

Dean andou rápido na minha direção..

Tão rápido...




Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...