História A estrada para Sarada - SasuSaku. - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Boruto Uzumaki, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Juugo, Karin, Konohamaru, Naruto Uzumaki, Orochimaru, Personagens Originais, Sai, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shinki, Suigetsu Hozuki, Tsunade Senju, Yamato
Tags Sasusaku, Sasusakusara
Visualizações 145
Palavras 2.500
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ecchi, Harem, Hentai, Literatura Feminina, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


YO!, ESSE CAPÍTULO DEMOROU PQ:

- Eu estou um pouco fadigada.
- Fiz uma fuckin prova enorme.
- me entupi de doce em uma festa de crianças.

Só mais uma coisa, quero lembrar a vocês para que não se esqueçam de beber água.


Leiam com sabedoria ...

Capítulo 3 - Capítulo 3-


Sasuke.

Nesta manhã, fui solicitado por Kakashi, e eu realmente estou disposto a ir, então me levantei cedo e segui em direção á sala do Hokage, que aos poucos mudava radicalmente, ao entrar na sala, vejo Kakashi apoiar a cabeça na mão, provavelmente ele está demasiado exausto, me aproximei aos poucos, e foi então que Kakashi me notou.

 — Ah?, você já está aqui, que surpresa gavião. — Kakashi começou a se espreguiçar, realmente estava muito cedo, mas eu preciso resolver tudo que me falta.

 — Diga. — Falei, Kakashi então muda de posição para algo mais... Apresentável, e então cruzou os braços.

 — Escute, eu sei que você está passando esses dias em Konoha, e primeiramente não estou te mandando em bora, é o seguinte, está acontecendo fenômenos inexplicáveis nas regiões norte e leste, eu queria que você investiga-se tudo, e se for possível você poderia encontrar o problema, estamos espertos para alguma atividade dos Otsutsuki. —  Kakashi disse, nesse momento fiquei um pouco pensativo, se tudo isso que está umaaaontecendo tiver algo com os Otsutsuki, eu precisarei agir...

 — Entendo, a segurança de todos depende de como eu agir, me dê mais detalhes, se possível relatos, partirei amanhã cedo. — Falei, desta vez Kakashi assentiu com a cabeça e logo começou a ler um papel que tinha a sua frente.

 — Preste atenção, Exatamente a alguns dias atrás, pessoas estão avistando fenômenos estranhos, algumas relataram desaparecimentos e outras relataram sumiços de objetos importantes, além disso, nas proximidades está tendo avistamentos de coisas flutuando e de animais sendo totalmente dilacerados, não podemos deixar de citar, que moradias e pessoas estão sendo destruídas. Veja bem... — Kakashi falou, e então ele pegou um papel para que ele me explica-se o resto. — A alguns dias atrás, foi avistado criaturas não catalogadas, além disso, tem florestas sendo totalmente marcadas por um chacra estranho, meu palpite agora é que vamos lidar com algo feroz e poderoso. — Kakashi encerrou.

 — Poderei rastrear o indivíduo, enquanto aos outros fenômenos, poderei investigá-lo o tanto antes. — Falei, eu estou totalmente conformado em sair da vila, não me importarei de sair dela se for para o bem do povo.

 — Vamos com calma, não esqueça que se tantas pessoas foram mortas, o nosso procurado ou procurada não é nada tonto, devemos ser pacientes, nada se resolve na pressa, tudo que quero que faça por enquanto, é que apenas investigue e repasse informações. — Falou Kakashi.

 — Farei o possível para pelo menos recolher o suficiente, logo mandarei pelo falcão. Agora só quero que você entenda, que independente do quê você me diga, eu tenho meu jeito próprio de agir. — Falei dando a meia volta, em direção a porta.

 — Vejo que o que eu falo não está entrando totalmente na sua cabeça. A propósito... — O Hokage falou, e isso chamou minha atenção, apenas virei minha cabeça para olhá-lo.

 — Diga logo. — Falei.

 — Uma missão com um objetivo como essa, pode demorar bastante tempo, eu sei disso. Mas você não está devendo algo? — Perguntou o Hokage.

 — Não estou entendendo, não devo absolutamente nada. — Falei firme.

 — Sasuke, você está devendo algo a uma pessoa ... Uma promessa na verdade, eu me lembro deste dia, e eu estou demasiado velho... — Kakashi disse guardando algumas papeladas.

Logo a imagem de Sakura veio a minha cabeça...

 — Sakura?, não pretendo levá-la, prefiro que ela continue em Konoha, a vila necessita dela. — Falei, sei o quão importante foi aquele momento, mas Sakura apenas se arriscaria, e agir sozinho é melhor nessas situações.

 — Hum... Entendo, opiniões e ideias são passageiras. Mas mesmo que não a leve, não acha que deveria pelo menos se despedir?, e não esqueça de Naruto, ele ficará um pouco agitado... Hehe.. — Kakashi falou, dando algumas baixas risadas.

 — Farei o que der. — Me virei e saí da sala de Kakashi, que agora era conhecido como Rokudaime.

Ele não está errado, eu realmente devo uma promessa importante para Sakura, e mesmo tudo isso acontecendo eu gostaria de sua companhia, tudo que me impede agora, é essa maldita insegurança...

Continuei caminhando em direção á Naruto, preciso conversar com ele, logo em seguida vou atrás de Sakura. Andei um pouco até chegar a sua residência, e chegando em frente a ela, percebo o quanto Naruto conseguiu superar as dificuldades, e olhe para ele, hoje é casado e tem uma casa para os futuros filhos. Filhos?, não consigo imaginar Naruto sendo um pai, bem... Eu também não me imaginaria sendo um pai "normal".

Me aproximei da porta e dei algumas batidas nela, esperei um pouco e fui atendido pela mulher de Naruto, ela parecia surpresa com a minha aparição.

 — Sasuke?, deve ter vindo atrás de Naruto... — A esposa do mesmo pareceu entender a situação.

 — Onde ele está? — Perguntei, me mantive com uma cara firme.

 — Bem... Eu ouvi dizer que ele está treinando perto de um rio, lá é um bom lugar para meditar... — Disse ela timidamente.

 — Entendo, desculpe incomodar. — Falei me retirando.

Agora eu andava em direção a um rio próximo, se me lembro ficava perto de nosso velho local de treinamento, imagino que seja lá, fui calmamente para o rio, e aonde eu passava chamava atenção, meus cabelos estão maiores e o meu tamanho teve uma mudança totalmente considerável. Entrei em meio as árvores e arbustos, eu chegaria mais rápido por meio deles, e então foi aí que escutei sua voz estridente por trás de todo aquele mato, como pensei ele estava treinando o rasengan.

 — Ei. — Chamei sua atenção, e então o mesmo vira sua cabeça para me olhar.

 — Sasuke?, eu não esperava você aqui, achei que estava em reuniões chatas. — Naruto falou limpando um pouco do suor.

 — Preciso falar com você, então cale a boca. — Me aproximei dele.

 — Que mal humor é esse?, não tomou café?, eu sempre fico assim quando não como no café da manhã. — Ele falou indo em direção a um tronco de árvore que permanecia no meio do campo, e lá permanecemos. — Então, pode falar. 

 — Estou com uma nova missão, e novamente terei que me afastar da vila. — Falei me mantendo em pé.

 — O quê?!, seu idiota!, você mal chegou e já está nós deixando?. — Naruto se via um pouco irritado.

 — Não tenha essa reação, a vila sempre veem por cima de minhas necessidades de permanecer nela. — Falei, agora eu terei que explicá-lo. — Não sei se você sabe dos casos paranormais que estão acontecendo fora daqui, mas caso saiba, você deve ter uma noção que nada pode ser ignorado. — Falei o olhando.

 — Bem, é certo dizer que a vila é muito importante. E além disso eu faria o mesmo, não exatamente o mesmo, mas eu faria. — Naruto agora cruzou os braços. — Entendo que a ameaça pode ser algo imprevisível, mas você poderia pensar um pouco, antes de sair de casa.

 — Não tenho o que refletir, tudo que farei é sair em busca de respostas.

 — Tá,Tá , entendi, mas eu tenho certeza que você não deve uma despedida só para mim. Sakura não ficará nem um pouco contente em saber que está indo embora, você devia vê-la quando você ainda investigava fora daqui. — Naruto se sentou no chão e cruzou as pernas, agora ele parecia tentar se concentrar. — Não acho justo o que você está fazendo com ela.

 — O que quer dizer?. — Perguntei.

 — Bem, a Sakura te esperou esse tempo todo, e deixá-la sem previsões não será nada legal. — Naruto falou, e isso fez minha mente levar uma martelada. — Não importa quem chegue perto dela, a única pessoa que Sakura aguardava era você.

Fiquei um tempo pensativo.

 — Eu queria poder fazer algo por ela, mas eu não quero vê-la machucada.

 — Em que mundo você vive?, machucado será o coração dela quando você sair, vamos colocar a cabeça para funcionar não é ? — Naruto falou, Odeio admitir que esse imbecil está certo. — Mude está cara Sasuke, viva sua vida, pessoas assim que pensam em você e nunca te abandonam, não são achadas em qualquer lugares. Hinata nunca deixou de acreditar e de se preocupar comigo, e hoje somos felizes...

Olhei para Naruto com uma cara indecifrável, ele realmente tinha amadurecido, e ele parece entender muito mais de amor do que eu, bem... Eu não sei nem o quê é ter uma relação séria com alguém...

 — O que devo fazer?. — Perguntei virando meu rosto para o chão.

 — Hmm, eu não sou tão bom assim com conselhos amorosos, mas eu recomendo você parar de ser um babaca. — Naruto falou se levantando, e logo deixando escapar uma risada.

Bem, ele continua pensando como uma ovelha.

 — Vai ficar parado olhando para o chão?, treine comigo!. — Naruto aumentou o tom de voz.

Olhei para ele com dúvida, depois de tudo que ele me disse, treinar era o que importava?.

 — Que seja, ande logo com isto. — Me virei em sua direção...

Nós afastamos consideravelmente um do outro, e começamos um treinamento breve. A mira de Naruto com Shurikens, tinha mudado para um nível totalmente diferente, fui encurralado por clones, mas logo consegui desviar de ambos golpes, a agilidade de Naruto também está diferente, independente do que aconteça ele é um ninja totalmente preparado. Demorou um tempo mas acabamos tudo aquilo, eu estava consideravelmente cansado, para o Sharingan, a única fraqueza é o tempo em que posso mante-lo, em outras palavras... Minha energia é o que importa.

Naruto e eu estávamos desgastados, e foi então que escuto um barulho familiar, o memorável barulho de roncos de Naruto, sinceramente acho que tem alguma coisa que faz a barriga dele rugir...

 — Caramba!, estou faminto. — Ele falou se deitando na grama verde, o vento levava as primeiras folhas laranjas que apareciam nas árvores...

Continuei quieto e pensativo, agora penso em procurar Sakura para conversar, o quanto antes eu conversar com ela, mas preparado para tudo eu estarei. 

 — Tenho que ir. — Falei me levantando.

 — Mais já?, achei que comeria comigo... — Naruto levantou o torso e permaneceu sentado, agora com os braços cruzados.

 — Deixe isto para a próxima vez, tenho coisas a fazer. — Me virei para sair.

 — Espera!, você está indo até Sakura?.

 — Não espere que eu te responda...

 —  Não seja assim Sasuke, me escuta, pensa no que eu te disse, se você magoar ela de novo, eu acabo com você!!!. — Naruto gritou, odeio escutar ameaças toscas vindas dele.

 — Cale a boca e cuide de sua vida. — Saí de-lá em direção a onde eu imagino que Sakura está, se não me engano, ela trabalha em uma clínica aqui perto, eu com certeza encontrarei ela lá.

Passei pelas ruas que agora se enchiam de pessoas, todas indo almoçar ou encontrar pessoas, quando passo em frente a uma floricultura, percebo cabelos rosas dentro da loja, Sakura é a única pessoa de cabelo rosa que eu conheço. Sem pensar entro na loja, e no balcão vejo Ino sorrir para mim.

 — Olha só quem apareceu... — Disse a loira.

Logo Sakura se virou bruscamente, foi então que trocamos olhares...

 — Sasuke?, é... Oi, eu não sabia que viria comprar flores... — Ela disse, vi um sorriso marcar o seu rosto.

 — Não vim para comprar flores, eu vim para te encontrar. — Fui direto e falei.

 — Wow, dá no mesmo, só que essa flor você leva de graça, garantia para a vida toda. — Disse a loira, que logo caiu na risada com o comentário.

 — Ino por favor... — Sakura mexeu nos cabelos um pouco desconfortável, foi então que me virei para a saída da floricultura.

 — Venha, precisamos conversar. — Saí pela porta sendo acompanhado por Sakura, logo estávamos lado a lado.

 — Então.. Pode falar... — Sakura olhou para mim com dúvida.

Sakura.

Inesperadamente Sasuke tinha entrado na floricultura de Ino, e lá fui chamada para conversar, estou um pouco nervosa e eu tenho que admitir que tenho curiosidade, Sasuke não é de conversar muito...

 — Então.. Pode falar... — Falei, e logo tentei achar uma resposta em seu rosto, que permanecia sereno.

 — Estou indo embora. — Ele falou naturalmente, aquilo me deixou um pouco mais nervosa, parei naquele instante, e logo ele virou para me olhar.

 — Embora?, mas você mal chegou e já vai embora?, bem... Você deve ter seu motivo para sair, não é? — Perguntei para ele, e foi então que vi sua cabeça assentir.

 — Tenho uma missão com risco, e eu estou indo nela para manter você e a vila a salvo. — Ele falou, me manter a salvo?, senti um breve calor em meu peito.

 — Ah... Eu entendo, e você tem previsão de volta? — Perguntei voltando a andar, novamente ele mexeu sua cabeça, mas desta vez negando. — Entendi, você é realmente muito forte, é a pessoa perfeita para missões — Falei tentando não parecer incomodada.

 — Algo aconteceu. — Sasuke falou inesperadamente, as vezes eu não entendo o seu diálogo.

 — Ahn?, o quê foi, pode me contar? — Perguntei, o mistério que ele emanava deixava tudo mais interessante.

 — Estava pensando naquele dia, em que... Nós despedimos. — Ele falou, olhando para sua mão, que parecia arranhada. — Todos estão me lembrando daquele dia, e todos estão me fazendo lembrar da promessa que te fiz. — Ele virou seu olhar para mim, por um segundo não deixei de sentir o meu rosto ficar um pouco mais quente.

 — E... O quê aconteceu? — Perguntei, agora ele parou totalmente no caminho, e permaneceu parado.

 — Eu tinha tomado a decisão de não te levar nessa próxima vez. — Ele falou com uma tranquilidade... Mas respirou fundo e me olhou de novo. — Mas eu vejo que se eu te deixar estarei errando com você de novo, sou um covarde por achar que você não é capaz de me acompanhar, desculpe por isso. — Ele voltou a sua atenção para o caminho.

 — O quê?, não precisa se desculpar eu... Eu não faço ideia do que você está falando, mas eu realmente gostaria de ir com você. — Falei com o coração, eu sinto que devo estar com ele..

 — Você é uma pessoa forte, e importante para mim, e eu devo continuar pagando pelo que fiz com você, por isso eu... Eu vou te levar comigo. — Ele se virou bruscamente e continuou a andar, desta vez com passos apressados.

Fiquei parada, senti um nó na garganta, nesse momento eu fiquei parada no mesmo local, olhando para as costas de Sasuke que eram cobertas por uma capa que parecia desgastada. Meu coração vibrou com cada palavra dita, por algum motivo eu sinto vontade de abraça-ló, mas devo guarda esse abraço para outro dia...

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


" O quê acharam?"


Coloca algo aí nós comentários;


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...