História A Excluída - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Bullying, Drama
Visualizações 6
Palavras 623
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Famí­lia, Ficção, Ficção Científica, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 21 - PARTE 3 Os Loxtraide


Conforme o tempo passa, você aprende a ser grato pela pequenas coisas que tem. Pequenas na aparência, mas grandes para aqueles que as tem. Vez ou outra, eu tinha atenção dos meus pais, mas eu sempre pude contar com o companheirismo de Lana e David. E agora eu podia dizer com alegria que até mesmo o pai de David tinha entrado para a minha lista de amigos. David havia me prometido que me apresentaria a ele e então o dia chegou.

A casa de David ficava a oito quadras abaixo do quarteirão em que eu morava. Então eu e ele fomos caminhando até lá numa manhã de sábado. Eu passaria todo aquele dia com David e sua família.

Quando meu amigo entrou na casa, comigo logo atrás dele, avistei quem achei ser sua mãe. Ela parecia ser uma mãe justamente por ter uma expressão facial cansada exatamente como a da minha mãe. Ela tinha traços parecidos com David, mas seus cabelos tinham um tom de cor de caramelo, eram lisos e batiam nos ombros, os olhos castanhos claros estavam apertados e entreabertos.

-David! – ralhou ela – limpou os pés antes de entrar? Acabei de limpar a sala.

-Sim eu limpei, mãe – ele tentou disfarçar a impaciência.

-Ela também limpou os pés? – a mãe de David se dirigiu a mim.

Pensei na hora “uau, se soubesse que ela era assim, entraria aqui descalça”.

-Mãe, ela limpou e você está sendo mau educada – David comentou sendo educado.

-É o que menino? – ela achou aquela insolência o cúmulo do absurdo – anda, vão, vão, saem daqui.

David deu de ombros e eu o segui até o fundo da casa, ainda meio assustada com o jeito de sua mãe.

-Antes que pergunte – meu amigo me disse – ela é sempre assim, mas o meu pai é bem diferente, eu te garanto.

-Tudo bem – eu sorri – confio em você.

Nos fundos da casa, encontramos um homem gordinho usando uma camiseta fluorescente brilhante, eu o vi de costas, enquanto arrumava uma pilha de livros e embalagens de DVD. Seu cabelo era cheio, cacheado e escuro, quando se virou pra nós, vi os olhos como os de David, emoldurados por óculos redondos.

-Oi! – o homem sorriu bem pra mim – você deve ser a Lilian.

-Sou eu mesma senhor – eu sorri meio tímida.

-Não se acanhe querida – ele sorriu de novo – só ignore um pouco a Mara e a Lúcia e fique à vontade. Aliás, eu sou Timóteo, mas pode chamar de Tim.

-Eu disse que meu pai era mais legal – David sorriu vitorioso.

-Você me lisonjeia – Tim revirou os olhos, brincando – agora Lilian, David me disse que tirariam o dia pra se divertir, então separei os livros e os filmes, são tanto do David como meus, não necessariamente nessa ordem.

David me mostrou alguns dos livros e filmes. Decidi levar para casa para ler o primeiro volume de “Magos e Reis” e juntos decidimos assistir ‘Tirano Espacial 1,2 e 3” e depois a sequência de “Expedição Sideral” e “Dinossauros Alados”.

-É... Tim? – eu o chamei antes de começarmos a assistir os filmes – fique pra ver os filmes com a gente, por favor.

-Seu pedido é uma ordem minha cara Lilian – ele se surpreendeu com o meu pedido, mas ficou muito feliz em aceita-lo.

Nós nos arrumamos no quarto dos fundos, onde tinha uma velha televisão, sofá, o aparelho de vídeo e alguma bagunça ao redor. Apesar disso, o lugar ainda era aconchegante. Ocasionalmente Tim tinha que levantar e pedir para que Lúcia abaixasse o som alto do Juninho Bárbaro que ela estava ouvindo. Apesar disso tudo, o momento em que assistimos aos filmes era simples e aparentemente, não tinha nada demais, mas mesmo aquele pequeno momento era muito importante e especial para mim.


Notas Finais


E aí gente? Tem alguém aí acompanhando essa história? Bom a parte final dela está pronta e começa aqui, espero que gostem,


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...