História A Falta que Você Faz - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Tags Jiraiya, Jiratsu, Jiratsuna, Tsujiraiya, Tsunade
Visualizações 164
Palavras 1.970
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção, Romance e Novela, Saga
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olha quem esta de voltaaaaaa !!! E com mais uma Jiratsu!!!
Essa fanfic, pra felicidade de vocês ou não, será dividida em três capítulos. Então... Boa leitura; )

Ps: Essa fanfic saiu da mente de Letícia Uzumaki, só teve alguma alterações que achei interessante acrescentar. Caso tenham idéias sobre histórias Jiratsus que querem que eu escreva... deixem nos comentários ;)

Capítulo 1 - A Falta que Você Faz


Fanfic / Fanfiction A Falta que Você Faz - Capítulo 1 - A Falta que Você Faz

Foi um grande dia para Konoha. Naruto finalmente se tornou Hokage, seu sonho desde criança. Todos aplaudiam e gritavam pelo seu nome. O Jinchuuriki estava emocionado e feliz. Iruka olhava Naruto com orgulho, seus olhos ameaçavam de soltar as lágrimas a qualquer hora. Mesmo com a máscara tapando metade de seu rosto, Kakashi estavam feliz, dava para perceber a feição de seus olhos. Depois da cerimônia, Naruto foi encontrar com seus amigos, que não paravam de parabenizar o garoto, agora um adulto com esposa e dois filhos. Apenas uma pessoa que não foi ao seu encontro... Tsunade. A ex Hokage estava na floresta ao lado da vila, segurando uma garrafa de saque na sua mão esquerda, estava em pé diante de uma lápide feita pelo próprio Naruto, uma homanagem que o garoto fez para seu sensei que morreu, Jiraiya.

Tsunade se sentou na grama com as pernas cruzadas de frente para a lápide, que continha o nome "Ero Sennin, um ninja determinado" escrito na pedra cinzenta. A loura soltou um risinho fraco. Pegou um copo de vidro e encheu com um pouco de saque.

- Pode comemorar, meu amigo... - Dizia Tsunade olhando para pedra, como se tivesse falando com Jiraiya em pessoa. - Naruto se tornou Hokage e salvou a todos. Um brinde a ele... - Tsunade ergueu o copo e deu um grande gole da bebida e depois despejou o resto na grama em frente a lápide. - Sinto a sua falta sabia... Desde aquele dia em que você partiu. Parece que você conseguiu tocar o meu coração, mas se foi cedo de mais para merece-lo. - Tsunade encheu seu copo outra vez e deu mais um grande gole. - Queria que você estivesse aqui... Com o Naruto... E comigo, ao meu lado. Só que não se pode trazer os mortos de volta a vida... A não ser que você saiba fazer o Edo tensei, mas não tenho seu DNA, e também pelo Rinnegan, que é uma coisa que não tenho. - A loura deu uma risadinha. - Mas se eu tivesse um desses dois, eu o traria de volta, só para ver a felicidade de Naruto e poder me ver novamente. - Tsunade se levantou e limpou a lágrima que desceu de seu olho direito. - Enfim, era só isso que eu queria dizer. Mas tenho certeza de que algum lugar você viu o seu pirralho se tornar Hokage. Naruto senti sua falta também, e assim como eu, ele sabe que você sempre estará ao lado dele. Até a próxima, baka...

Tsunade seguiu seu caminho para o escritório Hokage. Ela queria parabenizar Naruto, mas Infezlimente não o encontrou lá. Então decidiu ir num bar pra comprar mais uma bebida.

- Olha só, se não é a Godaime frequentando um bar como esses! - Mei, a Mizukage, estava sentada em uma das mesas do balcão.

- E quem diria que a Mizukage estaria aqui também. - Falou Tsunade com o mesmo tom irônico. - O que faz por aqui.

- Só matando tempo. Eu queria dar os meus parabéns para o Nanadaime, mas ele esta ocupado.

- Percebi. Aconteceu a mesma coisa comigo...

- Ai esta você! - Shizune entrou no bar com Tonton em seu colo, como sempre. - Te procurei por toda parte, Tsunade-sama! Por onde esteve?

- Em lugar nenhum.

- Estava chorando? - Perguntou Shizune após perceber que Tsunade estava com os olhos inchados. Só então Mei também percebeu, e Tsunade escondeu o rosto com sua franja.

- Isso não importa. E não to afim de falar sobre o assunto. - Falou a loura pegando a garrafa de saque e bebendo do bico. - Alguma novidade?

- Sim, por isso eu estava te procurando. - Disse Shizune. - Ino vai fazer um contro de garotas, e ela gostaria que você e a Mizukage-sama fossem.

- Encontro de garotas? Parece interessante. - Comentou Mei interessada.

- Não estou afim. Diga a Ino que irei na próxima. - Disse Tsunade.

- Eu já confirmei sua participação...

- O QUE?!

- Tsunade-sama, você precisa parar de se afogar nas bebidas e se divertir um pouco. Por favor, faça pelo Naruto. O encontro vai ser para comemorar sobre o Nanadaime Hokage. Vamos, vai ser divertido! 

- Ta bem, eu vou. Só desta vez. - Disse Tsunade. Quando Shizune queria uma coisa ela sempre conseguia.

- Eu também vou. - Decidou Mei.

- Maravilha! Vamos agora para a casa da Ino, ela deve estar nos esperando.

Tsunade acompanhou Shizune junto com Mei, que se mostrava bem animada para o encontro. Ela era a Mizukage e quase nunca tinha tempo para diversão,  mas agoa seria sua chance.

Ao chegarem na casa dos Yamanaka foram logo recebidas por Ino, que ficou muito empolgada com a chegada das três mulheres.

- Shizune! Tsunade-sama! Mizukage-sama! Que bom que vieram! - Disse a adolescentes super alegre. - Podem ir direto pra sala de visitas, todas ja estão lá.

As quatro mulheres foram até a sala se encontrando com Sakura, Hinata e Kurenai. Havia uma garrafa no centro da sala. Todas se sentaram no tapete. Tsunade ficou entre Sakura e Shizune, um círculo foi formado em volta da garrafa.

- Vamos começar a brincadeira! - Comemorou Ino.

- Que brincadeira?  - Perguntou Hinata.

- Verdade ou consequência. É simples, você gira a garrafa e a ponta vai ser a pessoa que contará a verdade ou irá fazer uma consequência, ou seja um desafio.

- Ja vi que isso vai dar merda. - Sussurrou Sakura para Tsunade que concordou com a cabeça.

- Isso vai ser divertido. - Comentou Mei

Ino girou a garrafa, e o bico parou na Mizukage.

- Mizukage-sama, quer verdade ou desafio? - Perguntou Ino.

- Verdade.

- É verdade que você nunca ficou com algum cara?

- Sim, mas infezlimente ele morreu queimado pela minha lava por acidente. - Disse Mei tranquilamente.

Hinata, Ino e Kurenai ficaram com os olhos arregalados.

Agora foi a vez de Mei. Ela girou a garrafa que parou em Kurenai.

- Verdade ou consequência?

- Consequência. - Respondeu Kurenai.

- A consequência é... você beber aquela garrafa de vodka inteira.

Kurenai pegou a garrafa na mesa e bebeu tudo de gole em gole, deixando todas as mulheres presentes de boca aberta.

Kurenai voltou para a roda e girou a garrafa. O bico parou em Hinata.

- Verdade ou consequência?

- É verdade que quando você e Naruto fizeram sex...

- Quero consequência! - Disse Hinata mudando de ideia.

- A consequência é... você beijar...

- Ah, não quero mais brincar! - Emburrou Hinata arrancando risadinhas de suas colegas.

- Tudo bem, então eu giro a garrafa de novo. - Disse Kurenai. Mais uma vez a garrafa ficou girando por alguns segundos e o bico parou em Tsunade.

- Verdade ou consequência? 

Tsunade pensou por alguns momentos. Se escolhesse verdade teria que revelar algum segredo seu, o que não seria muito legal.

- Consequência. - Escolheu.

Kurenai ficou pensando em qual consequência dar para Tsunade. Foi então que Shizune sussurrou algo no ouvido da ex sensei.

- A consequência é... cantar uma música! 

- Ah não! 

- SIM! - Disseram todas.

- Tsunade-sama, você tem uma voz linda e faz tempo que não canta. Só uma música.

A loura bufou em redenção. Ficou pensando em que música cantar, foi então que ele veio em sua mente... Jiraiya, e aquela música invadiu seus pensamentos. Tsunade respirou fundo e começou a cantar, com uma voz calma e suave, era tão linda que todas ali na sala ficaram adimiradas e encantadas com o talento secreto da ex Hokage.

- Saber que partiu, é triste de mais. Só Deus sabe a dor que causa a falta que você faz. O seu retrato, lembranças me traz. Só Deus sabe a dor que causa a falta que você faz... A falta que você faz. - Ninguém desgrudava os olhos de Tsunade. A voz doce e a canção linda era fascinante. - Mas hoje eu sei, que a nossa história não vai morrer. Tenho a esperança de um dia no céu te ver. Amigos para sempre nós vamos ser... - De repente, os olhos de Tsunade começaram a lacrimejar, não pelo fato de a música ser um pouco emocionate e triste ao mesmo tempo, mas era pelo fato de essa música estar sendo cantada para Jiraiya. A cada letra que Tsunade cantava ela se lembrava de Jiraiya, e isso a fazia chorar. - Saber que partiu, é triste de mais. Só Deus sabe a dor que causa a falta que você faz. O seu retrato, lembranças me traz, só Deus sabe a dor que causa a falta que você faz... A falta que você faz... - Tsunade começou a chorar e todas as garotas se sentiram um pouco culpadas por terem feito Tsunade se sentir daquele jeito. Shizune pousou sua mão no ombro de Tsunade para reconforta-la.

- Tsunade-sama, a senhora esta bem?

- Na verdade, não. Só quero ficar sozinha agora.

Tsunade se levantou e pegou outra garrafa de saque em cima da mesa. Subiu as escadas do apartamento e chegou no terraço. O vento era um pouco forte, e o céu estava escuro, cheio de estrelas. Tsunade bebia a garrafa sem parar, deixava suas lágrimas fazerem o trabalho. Jiraiya não saía de sua cabeça. Ela queria ficar ao lado dele, sentia falta dele. Meio zonza, a Senju andou até a beirada do terraço. Pensou que se ela se jogasse dali de cima veria Jiraiya? Ele a buscaria para ficarem juntos pra sempre? A bebida estava fazendo efeito, e Tsunade fechou seus olhos, sentindo o vento bater nos cabelos. Segurava a garrafa forte na sua mão, as lágrimas secaram no seu rosto por causa do vento. Ela já estava preparada, ela queria dar o fim de sua horrorosa vida. "Jiraiya..." foi a última coisa que Tsunade pensou. A porta do terraço foi aberta com força e Naruto entrou desesperado, se encontrando com Tsunade pronta para cometer suicídio.

- BAA-CHAN! - Naruto, como um relâmpago, correu até Tsunade, a segurando em seus braços e a puxando para trás. 

A loura ficou um pouco confusa em ver Naruto ali, ela poderia ter certeza de que ja estava morta.

- Ainda bem que Hinata me avisou que estava aqui...

- Me deixa! - Exclamou Tsunade empurrando Naruto. - Não preciso de ajuda!

- Não precisa de ajuda!? Você quase cometeu suicídio! 

- Porque você não me deixou fazer isso?!

- Porque não é isso que o Ero sennin gostaria que você fizesse!

Tsunade ficou quieta. Sentiu suas lágrimas voltarem de novo. Naruto se sentiu mal e abraçou a Senju que chorava em seu peito.

- É por isso que você ia fazer aquilo, não é? - Perguntou Naruto.

- Eu sinto falta dele... - Soluçava Tsunade. - Aquele baka! Eu... eu amava... amava ele...

- Eu sei. O Ero sennin também te amava muito, mas ele não aprovaria esse seu comportamento. É melho parar de beber. - Naruto tirou a garrafa da mão de Tsunade.

- Me desculpe...

- Não precisa se desculpar, Baa-chan... Só prometa que não fará mais isso.

- Eu...Prometo.

Naruto afastou a franja de Tsunade de seu rosto e a colocou atrás de sua orelha.

- Você esta mais jovem do que antes, Baa-chan... - Percebeu Naruto. - Mas continua a mesma velha de sempre.

- Não me faça te dar uma surra!

Naruto deu uma risada e acompanhou Tsunade até em casa, para ter certeza de que ela não faria nenhuma besteira.

No meio daquela noite, enquanto todos já estavam dormindo, um homem chegou na Vila. Em seu ombro estava Fukasaku e o homem possuía só um braço.

- Chegamos, Jiraiya-chan. - Disse Fukasaku.

- É bom estar em casa. - Falou o Sannin parando em frente ao prédio Hokage.

 

Continua...


Notas Finais


A música se chama (A Falta que Você Faz ) é a versão em português da música See You Again. Ouçam q é muito boa <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...