História A Falta que Você Faz - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Jiraiya, Jiratsu, Jiratsuna, Tsujiraiya, Tsunade
Visualizações 107
Palavras 1.739
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção, Romance e Novela, Saga
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - A Volta de Jiraiya


Fanfic / Fanfiction A Falta que Você Faz - Capítulo 2 - A Volta de Jiraiya

Jiraiya chegou no meio da noite em Konoha. Fukasaku o acompanhava desde a hora que o Sannin saiu da Vila Takumi, onde ficou se recuperando por trinta anos.  Após ver que Jiraiya estava bem, o velho sapo fez um jutsu de invocação invertido para voltar para Myoboku.

Konoha estava deserta, com certaza todos já estavam dormindo. Alguns confetes e fitas coloridas estavam espalhadas no chão, dedurando que havia acontecido algum evento comemorativo.

- Onde Naruto deve estar? - Se perguntava Jiraiya.

Naruto chegou na casa se Tsunade. Um de seus braços pousava-se no quadril da mulher enquanto a outra segurava na mão da loura que apoiava seu braço ao redor do pescoço do Nanadaime. Por causa da bebida, Tsunade tinha um pouco de dificuldade pra caminhar.

- Pronto, chegamos Baa-chan... - Naruto pegou as chaves da casa da ex Hokage e abriu a porta, acompanhando a loura até seu quarto. - Me promete que não vai fazer nenhuma besteira.

- Prometo... - Sussurrou Tsunade pegando num sono.

Naruto pegou um cobertor e o depositou em cima do corpo de Tsunade, aquecendo-a do frio. O louro saiu da casa e trancou a porta, passou a chaves por de baixo da porta, para Tsunade poder sair no dia seguinte.

O Nanadaime fez seu caminho para sua casa, estava exausto e queria muito cair na cama. Observava o céu enquanto andava, a noite realmente estava linda. Naruto parou de andar após se encontrar com uma figura escura no fim da rua. Aos poucos a figura se aproximava e Naruto podia ter a clarezade de ver o formato de uma pessoa desconhecida. A luz da lua começou a iluminar o estranho dos pés ao pescoço, e quando chegou em sua cabeça, revelando seus cabelos longos e brancos, os olhos escuros e pervertidos e o mesmo sorriso de galã, Naruto ficou imóvel.

- Como você cresceu, meu garoto... - Observou Jiraiya se aproximando de Naruto.

- E-Ero... sennin... - Gaguejou.

- Já vi que você não mudou nada.

Naruto continuou imóvel. Jiraiya se aproximou mais do louro, colocando sua mão direita no ombro do próprio. Quando sentiu seu toque, Naruto viu que não era uma ilusão... Era real. Jiraiya estava ali, vivo diante dele. Os olhos do novo Hokage lacrimejaram, e isso chamou a atenção de Jiraiya.

- C-como... você... não estava morto? - Perguntou Naruto já com uma lágrima descendo de seu olho esquerdo.

- É uma longa história, mas não acho que aqui seja um bom lugar para contar..

Naruto limpou as lágrimas com sua manga e concordou.

- Claro, venha comigo.

Jiraiya acompanhou Naruto até a casa Uzumaki. Hinata estava na cozinha terminando de levar a louça do churrasco. Quando escutou a porta abrindo logo imaginou que era Naruto, mas ela só não contava que ele trouxe uma visita.

- Naruto-kun, como esta e Tsuna... - A Uzumaki parou de falar quando se encontrou com Jiraiya, vivo, na sua frente. - Jiraiya-sama?!

- Hinata, poderia me deixar a sós por um momento? - Perguntou Naruto gentilmente.

Hinata olhou de Naruto para Jiraiya confusa, mas concordou com a cabeça.

- Claro... - Hinata deu um beijo no bochecha de Naruto. - Vou ver se as crianças estão bem.

Após Hinata ter saído do local, Jiraiya e Naruto se sentaram no sofá da sala.

- Hinata? Crianças?  Percebo que sua vida esta sendo de lá pra melhor. - Comentou Jiraiya.

Naruto deu um sorriso.

- Eu tive sorte, mas agora eu quero falar sobre você. Porque não voltou antes? Porque só agora?

Jiraiya respirou fundo.

- Quando eu estava lutando com Pain, há treze anos atrás, eu tive grandes ferimentos. - Contava Jiraiya. - Fukasaku-sama invocou um dos sapos de Myoboku para me tirar da Vila da Chuva. O "Sapo Cabeça" me levou para a Vila Takumi, onde mora um velho amigo meu, um shinobi experiente em ninjutsu médico. Foi ele que me tratou por esses anos todos. Eu queria ter voltado, mas não podia. Eu perdi muito sangue e enfrentava a morte quase todas as noite depois de uma cirurgia. Foi os piores anos da minha vida...

- Imagino. Várias coisas ruins aconteceram aqui também. A Quarta Guerra foi horrível, e muitos morreram...

- E Tsunade?!

- Não se preocupe, ela esta bem... eu acho.

Jiraiya soltou um suspiro de alívio, mas ficou preocupado ao ouvir as últimas palavras de Naruto.

- Aconteceu algo com ela, Naruto? - Voltou a perguntar Jiraiya.

- Acho que não seria uma boa ideia te contar isso... Mas você vai investigar de qualquer jeito... - Naruto olhava pro chão. Fechou os olhos e voltou a encarar Jiraiya. Desta vez, com um olhar sério. - A Baa-chan tentou cometer suicídio hoje.

Jiraiya ficou perplexo. Isso foi de fato um choque para o Sannin. A sua amada? Cometer um suicídio?! Isso só podia ser brincaderia, mas pela cara de Naruto, aquilo era verdade.

- Suicídio?! Porque Tsunade fez isso?! Ela não é assim!

- Eu também fiquei chocado. Eu tinha ido a casa da Ino para buscar Hinata. Foi quando ela havia me dito para conversar com Tsunade, já que ela havia chorado. - Explicava Naruto se lembrando da cena. - Quando cheguei no terraço, a encontrei na beirada, se preparando pra pular. Eu a puxei para trás e ela começou a chorar...

- Ela disse o porque dela fazer aquilo? 

Naruto ficou em silêncio por poucos segundos. Baixou a cabeça e voltou a levanta-la, olhando para Jiraiya.

- Por causa de você. Ela queria se juntar a você.

Jiraiya não soube como reagir. Descobrir que Tsunade queria se matar para ficar ao seu lado foi um balde de água gelada. Isso comprovou que a loura possuía um sentimento forte por ele. Um sentimento que Jiraiya descobriu somente agora.

- Eu preciso vê-la...

- Agora não é um bom momento. - Interrompeu Naruto. - Ela teve um dia bem difícil, melhor deixar pra amanhã. Assim você vai poder se preparar para a surra que vai levar.

Pela primeira vez, Jiraiya e Naruto caíram na gargalhada, depois de muito tempo sem fazer isso.

- Papai... - Boruto chegou na sala esfregando os olhos por causa do sono. - Você não vem dormir?

- Claro, ja estou indo.

Boruto percebeu a presença de Jiraiya, o conhecia de algum lugar. Sua mente ficou vagando nas lembranças até se lembrar daonde viu aquele homem antes.

- Quem é ele, papai? - Perguntou Boruto.

- Ah! Claro, já ia me esquecendo...

- Esse é o seu filho? - Perguntou Jiraiya observando o pequeno Uzumaki.

- Sim, este é Boruto. - Apresentou Naruto. - Boruto, este é o Ero sennin...

- QUANTAS VEZES VOU TER QUE DIZER PARA NÃO ME CHAMAR ASSIM NA FRENTE DOS OUTROS?! - Berrou Jiraiya. 

Boruto soltou uma risada.

- Ta bem, ta bem desculpa... Boruto, este é Jiraiya, um dos Sannins Lendários de Konoha... E também um dos meus senseis.

Agora que Boruto se lembrou. Já tinha lido sobre "Os Três Sannins Lendários " na biblioteca, e a foto de Jiraiya se escontrava em uma das páginas.

- O que houve com o seu braço? - Perguntou Boruto percebendo que Jiraiya só possuía o braço direito. Só então que Naruto também percebeu isso. Lerdo como sempre.

- Foi numa batalha que tive a alguns anos atrás. - Respondeu Jiraiya.

- Batalha?! Como foi?! - Perguntou Boruto curioso.

Jiraiya deu um sorriso e fez um sinal com a mão para Boruto se sentar ao seu lado.

Naruto observava Jiraiya contando sua história para seu filho, e um sorriso se mostrava no seu rosto. Deixou o Sannin com o seu filho mais velho e foi para a cama.

No dia seguinte, Naruto acordou cedo para o trabalho. Foi até a sala e encontrou Jiraiya dormindo no sofá com Boruto deitado em seu colo, com os cabelos de Jiraiya envolta de seu corpo. O louro se lembrou da época em que também dormia nos cabelos grisalhos do seu sensei quando era mais novo.

Com cuidado para não acordar seu filho, Naruto balançava o braço de Jiraiya, o acordando aos poucos.

- Ero sennin... vamos, acorde... - Jiraiya continuava dormindo. - Se você quer falar com a Baa-chan, melhor levantar agora.

Jiraiya abriu os olhos e saltou do sofá, derrubando Boruto no chão. Sorte que o pirralho tinha sono pesado.

- Onde ela esta?!

- Calma... Vamos até meu escritório. Eu vou mandar o Kakashi busca-la e nos encontrar lá. - Falou Naruto.

- Hai.

Naruto guiou Jiraiya até o escritório Hokage. O louro era tão lerdo que esqueceu que seu filho estava caído no chão da sala.

O Nanadaime chamou por Kakashi, pedindo para trazer Tsunade até seu escritório.

 

Tsunade acordou com um pouco de dor de cabeça, mas ainda tinha memórias da noite interior. Se levantou da cama e foi até o banheiro, onde fez sua higiene. Lavou seu rosto e ficou observando seu reflexo no espelho por um tempo. Imaginava Jiraiya ali com ela, penteando seus cabelos e a abraçando.

Tsunade foi até a cozinha para se servir de um pouco de café, precisava acordar direito. Deu um grande gole da cafeína e ficou fitando a mesa de jantar por alguns minutos. Algo chamou sua atenção... um canivete. O pegou e girava-o pelo seus dedos. Em seguida o segurou na sua mão direita e precionou a ponta afiada da lâmina no seu pulso esquerdo. Fez um pouco de pressão e gotas de sangue escorriam de seu pulso e pingavam no chão.

Ouve batidas na porta e Tsunade escondeu o canivete e ajeitou a manga de sua blusa, tapando seu pulso um pouco cortado.

- Ah, é você Kakashi. - Disse Tsunade logo depois que abriu a porta e encontrou Kakashi ali.

- O Nanadaime quer falar com você. Disse que é importante. - Falou o Hatake.

- Tudo bem, ja vou ir. Obrigada por me avisar.

- De nada. Tenha um bom dia.

O Hatake voltou ao seus deveres e Tsunade foi até o prédio Hokage.

Ficou curiosa para saber qual seria o assunto que Naruto queria lhe dizer. Atravessou o corredor e deu três batidas na porta. Ouviu o "Entre " de Naruto e entrou no escritório. Fechou a porta atrás de si e quando se virou para encarar Naruto, foi quando seu coração quase parou de bater. Será que ela estava ficando louca? Será que a bebida ainda estava fazendo efeito? Era realmente Jiraiya ali na sua frente?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...