História A Família Nara - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Shikadai Nara, Shikaku Nara, Shikamaru Nara, Temari
Tags Família, Nara, Naruto, Shogi
Visualizações 53
Palavras 1.436
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Jogando Shogi


Fanfic / Fanfiction A Família Nara - Capítulo 1 - Jogando Shogi

Na aldeia da Folha, numa bela noite na casa da família Nara, Shimakaru estava lendo um livro enquanto Temari estava fazendo a janta. Logo após, Shikadai chega em casa depois de uma tarde chata na academia.

 

– Voltei! - Falava o garoto tirando os calçados colocando-os no canto encostado na parede.

– Ah finalmente! Você tinha prometido para mim que jogaria Shogi comigo. - Dizia o pai abraçando-o.

– Ta tá! Eu já sei, não precisa ficar falando isso para mim toda hora, é uma chatice.

– Toda hora? Eu só te relembrei agora!

– Aha, então no que me diz ontem? Ou hoje antes de mim ir para a academia? Ou talvez agora?

– Tsc já entendi!

– Hey, eu também não posso receber o meu filho?! - Disse Temari andando em direção aos dois, dando um forte abraço em Shikadai.

– A-ah... Mãe! Esta me... apertando! - Falou o garoto quase sem fôlego.

– Hehe desculpa! Vamos a janta já esta pronta. - Disse ela.

– Já? Eu demorei tanto assim? - Perguntou o menino.

– Que tal dar uma olhada lá fora? - Respondeu Temari apontando para a janela.

– AH?! Já esta escuro?!

– Então vamos nos apressar! Ou não vamos conseguir jogar hoje.

– Não! A janta primeiro! - Replicou a mulher.

– Não, vamos jogar, não vai demorar muito amor!

– EU DISSE A JANTA PRIMEIRO!! - Gritou ela pegando um mini leque e bateu na cabeça de seu marido.

– A-AAI! ISSO DÓI CACETE!

– Então, quer jogar ou COMER? - Falou com uma cara meio assustadora.

– Ah... vamos Shikadai... vamos comer... - Dizia coçando a cabeça aonde sua esposa havia batido.

– Tsc, que chatice... - Murmurou o garoto indo até a cozinha.

 

Então se sentaram na mesa e se serviram, eles comeram macarrão com um molho de tomate em cima com alguns temperos, e claro saladas, também havia sobremesa, que era salada de frutas, tinha maça, banana, kiwi, e uva picados dentro de um copo com um suco de laranja sem açúcar, após comerem, Shikamaru e Shikadai foram jogar Shogi e Temari foi lavar a lousa. Depois de uns 20 minutos ela termina e vai em direção aos dois que estavam bem concentrados jogando.

 

– Hmm, já ouve algum vencedor aqui?

– Não, ainda não... - Respondeu Shikamaru.

– Posso jogar depois dessa partida? - perguntou ela.

– Oi? Você jogar? Shikadai o mundo não é mais o mesmo! - Dizia Shimakaru tentando provocá-la.

– OI?! AGORA EU NÃO POSSO MAIS JOGAR?!

– Como assim não pode mais jogar? Você nunca jogou e nunca teve interesse! - Respondeu o Nara.

– Agradeça por eu estar de bom um humor hoje e querer saber mais sobre ele! - Falou Temari.

– Hmpf, que seja, explica logo para ela pai! - Shikadai.

– Que chatice... tá bom vou explicar! Todas as peças no Shogi usam as mesmas regras para se movimentarem e para capturarem peças do adversário. As últimas três linhas da perspectiva de cada jogador formam as zonas de promoção e quando qualquer peça as atinge, pode ser promovida para a peça promocional correspondente com diferentes capacidades de movimentação.

– Me fala um pouco sobre as peças, amor? - Perguntou Temari curiosa.

– que seja, Um rei move-se uma casa vertical, horizontal ou diagonalmente. Um rei não pode jogar para uma posição que esteja a ser ameaçada por uma peça adversária. Se um rei estiver a ser atacado esse jogador tem de cancelar o cheque imediatamente. Se tal não for possível, o jogador perde o jogo. Um general dourado move-se uma casa horizontal, vertical ou diagonalmente para a frente. Um general prateado move-se uma casa na diagonal ou para a frente. Um general prateado promovido move-se como um general dourado.

– Continue...

– Um cavaleiro move-se uma casa para a frente, seguido de um movimento na diagonal para a frente, podendo saltar sobre casas ocupadas por outras peças. Um cavaleiro promovido move-se como um general dourado. Uma lança move-se um qualquer número de casas em frente. Uma lança promovida movimenta-se como um general dourado. Um bispo move-se um qualquer número de casas na diagonal. Um bispo promovido combina os movimentos de um bispo e de um rei.

– Uaaaaa ai pai da pra resumir mais rápido? - Disse Shikadai bocejando de sono.

– Calma calma! Estou explicando da maneira mais fácil possive para ela entender, diferente de você que precisou de umas 20 explicações!

– Ta tá! Vamos logo diga-me mais! - Respondeu ela impaciente.

– Ok, Uma torre move-se um qualquer número de casas vertical ou horizontalmente. Uma torre promovida combina os movimentos da torre com os do rei. Um peão move-se apenas uma casa para a frente. Um peão promovido comporta-se como um general dourado. - Explicou.

 

Depois de mais um tempo explicando tudo para fazê-la entender, Shikadai aproveitou e deu uma cochilada, mas rapidamente é acordado por sua mãe levando um tapa. Primeiro os dois foram terminar a partida que haviam começado, e nessa, Shikadai surpreendentemente ganhou de seu pai, que o mesmo ficou encarando o tabuleiro por vários minutos até aceitar que havia sido derrotado.

 

– Certo, Temari qual de nós quer desafiar primeiro?

– Hmm, que tal o vencedor? - Perguntou Shimakaru.

– aaah? Tem certeza? Quer começar perdendo? - Disse o garotinho todo iludido.

– Ha, iludido, eu vou mostrar para você que já vai começar perdendo! - Respondeu ela.

– É o que vamos ver! - Finalizou Shikadai.

 

Os dois ficaram jogando a mais de 30 minutos, Shikamaru observava atentamente, logo deu um sorriso de lado, percebeu que sua esposa prestou bem a atenção na explicação, por isso ainda não perdeu, na primeira vez que Shikadai jogou com ele, demorou menos de 5 minutos até o garoto perder.

 

– Cheque! - Disse Temari movendo uma peça.

– O-O que?! - Falou Shikadai de boca aberta.

– N-Não é possível... você... você realmente prestou atenção na minha na minha explicão? - Perguntou Shikamaru surpreso.

– Tsc, é claro! Eu faço de tudo para conquistar uma vitória! - Falou debochando.

– Hmpf! Ainda não!

– … Hã?

– Cheque! - gritou Shikadai.

– O QUE NÃÃO!

– Hehe pensou que poderia vencer de mim? - Disse Shikadai.

– …

– … Hehehe... - Riu Temari observando o tabuleiro com um sorriso ameaçador.

– MATE!! - Gritou a garota movendo a peça retirando o rei de Shikadai do tabuleiro.

– O QUE?!! - Falou colocando as mãos na cabeça.

– MAS COMO?! ESSE ERA O SEU PRIMEIRO JOGO NA SUA VIDA COMO FEZ ISSO?! - Perguntou seu marido quase ficando louco.

– Isso meus amores, se chama talento! - Disse colocando a mão sobre o peito.

– Ha! Eu não vou aceitar isso! Agora você joga comigo! - Respondeu Shikamaru tirando as peças de cima do tabuleiro bruscamente.

– Ta bom, mas não chore depois meu bem! - Falou ela se sentando.

 

Jogaram mais 50 minutos, a batalha no jogo estava tensa, sempretentando achar um meio de matar o rei adversário mas sem abaixar a guarda, mas parece que Temari não conseguiu atingir seu objetivo e perdeu.

 

– HA! Ganhei!

– AAAAH NÃO! - Disse ela se atirando no chão.

– Parece que todos nós estamos empatados, Uaaaa – Falo o garoto sentado no sofá bocejando.

– Muito bem! Quem quer desempatar? - Respondeu Shikamaru.

– EU!

– Ah? - todos dizem.

 

A porta se abre e Shikaku entra na casa se aproximando deles.

 

– Vovô?

– Ah! Shikadai!! - Disse Shikaku abraçando o neto com força.

– V-Vô tá me... APERTANDO!

– Desculpe hihi.

Cara sério que chatice... - Pensou o garoto.

– O que veio fazer aqui pai? - perguntou Shikamaru.

– Vim dar uma passadinha aqui para ver com estavam, mas não pude resistir de responder sobre o jogo.

– Então... você quer desempatar?

– Sim, e quero começar com a princesa dos ventos!

– E-Eu?

– Sim, vamos ver se você é boa mesmo. - Disse dando um sinal para Shikamaru deixá-lo sentar-se em frente ao tabuleiro.

– Bom, por mim tudo bem.

 

Shikaku já começou dificultado para a nossa Princesa, agora demoraram um pouco mais para terminar jogo, dando 1 hora e 23 minutos, nesse tempo, os dois ficavam se trancando no meio da batalha. Mas até que finalmente, houve um vencedor.

 

– HAA! EU DISSE!! EU SOU A MELHOR!!

– M-Mas como... ela.. -Shikaku tenta achar palavras.

– HÃ?!! - Dizem Os dois que estavam observando.

– TOMA ESSA VOCÊS QUE NÃO TEM A VONTADE DO FOGO!! - Gritava e saltitava a garota cheia de alegria.

– Ha... aproposito mãe... que hora é agora? - Pergunta Shikadai.

– Hm? Ah verdade! Nem me toquei nisso... - Respondeu ela indo em direção ao relógio que ficava na cozinha.

– É O QUE?!!! - gritou.

– hmm?? - todos se olharam confusos.

– DUAS E CINQUENTA E CINCO DA MANHÃ?!! - Falava a Mulher enlouquecida.

– Duas da manhã?! - Todos gritam.

– Ta na hora de todo mundo ir pra cama já!! - Disse Temari saindo da cozinha indo em direção deles empurrando-os para seus quartos.

 


Notas Finais


Espero que tenha ficado boa <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...