História A farda e o amor - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Personagens Originais
Tags Bangtan Boys (BTS)
Visualizações 1
Palavras 735
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Suspense, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha só quem resolveu voltar depois de quase um século estou eu aqui de volta...
Peço perdão a todos que acompanham a fic mais eu não consegui escrever por esse tempo mais algo me diz que vai me fazer bem voltar a escrever...


Espero que vocês gostem boa leitura

Capítulo 5 - Dúvidas?!?


E se realmente fosse verdade aquela sensação que algo possa ter acontecido, uma pequena lembrança apagada com o tempo....

As coisas não aconteceram como a tenente queria  ela achou que ele teria a maturidade de admitir o que fez mais pelo contrário ele apenas enrolou a Kim fazendo ou pelo menos tentando que ela caice em seus joguinhos.

S/n: eu não aguento esse garoto quem ele pensa que é para me tratar desta maneira - a garota encontrava impaciente no se quarto tentando consertar aquela bagunça - achei que ele seria homem o suficiente para admitir o que fez mais nem para isso ele serviu.

JM: calma s/a não adianta se estressar por causa disso, ele quer apenas te atingir você é muito mais forte que isso e não é um babaca como ele que vai te deixar mal. 

S/n: tem razão eu sou muito melhor que isso - ela diz se aproximando do rapaz o abraçando - mais eu tenho uma leve impressão que eu o conheço de algum lugar a forma que ele agir me lembra alguém.

Jm: talvez realmente o conheça afinal você já morou por um tempo fora do quartel - ele diz acariciando o frágil rosto da mais nova - vamos arrumar esse quarto e parar de falar nesse garoto temos muito o que fazer ainda.


[...]


JN: tenente Kim os novatos já receberam as devidas punições como o solicitado.

S/n: ótimo vou averiguar se eles fizeram o serviço corretamente - ela vai ater os banheiros encontrando quatro soldados revoltados limpando - muito bem meninos estão fazendo um ótimo trabalho, eu sei que parece errado todos serem punidos mais como não tenho total certeza de quem foi o responsável todos terão que arcar com as consequências e talvez assim  aprendam que não estamos mais no Encino médio que temos que ter responsabilidade e que devemos agir como adultos e não como crianças mimadas.

TH: a tenente diz que não devemos agir como crianças mimada mais está agindo como uma só por causa de um quarto bagunçado.

S/n: não é só pela bagunça foi destruído coisas que eram importante para mim lembranças que nunca mais serão vívidas tudo isso foi perdido graças a uma brincadeira idiota de tentar me atingir.

Yg: se você tem tanta certeza de quem fez isso porque não puniu somente a ele.

S/n: porque são uma equipe e todos tem que aprender a se comportar adequadamente aqui, e eu sei que o autor não vai parar só com isso afinal seu objetivo não foi alcançado quero ver até onde sei orgulho chega.

JK: mais isso é injusto porque um des nos errou todos tem que ser punidos.

S/n: não vai ser sempre assim esse "castigo" é apenas uma tarefa dos soldados mais cedo ou mais tarde seria a vez de vocês mesmo eu apenas adiantei um pouco.

JM: com licença, tenente o coronel Kim está na linha te esperando.

S/n: obrigada, e vocês continuem a trabalhar quero esse banheiro brilhando - ...- alô coronel Kim.

NJ: Olá minha filha como vão as coisas por aí?

S/n: está tudo em perfeita ordem Appa, e sua viagem como foi?

NJ: foi tranquila cheguei em segurança mais terei que ficar por mais tempo aqui, não sei ao certo quando voltarei, por favor cuide de tudo na minha ausência.

S/n: pode ficar tranquilo eu e o tenente Kim vamos cuidar de tudo.

NJ: assim eu espero, vou ter que desligar tenho uma reunião importante agora, fique bem minha filha e qualquer coisa que acontecer fora do normal me avise.

S/n: tchau Appa, pode deixar - assim ela finaliza a ligação um pouco desanimada mesmo não sendo tão próximo de seu pai gostava de ter a presença do mesmo.

JN: está tudo bem pequena? você ficou desanimada depois de falar com seu Appa.

S/n: eu não sei mais a forma que ele falou me deixou preocupada ele parece que está escondendo alguma coisa, tenho a sensação que algo possa acontecer.

JN: calma vai dar tudo certo seu pai é um cara forte e independente do que acontecer eu vou está do seu lado.

S/n: obrigada Jin não sei o que faria da minha vida sem você - diz abraçando o mais velho.


E se realmente algo acontecesse que fosse capaz de mudar completamente a vida de cada um de nós, mais tudo que acontece tem uma razão mesmo que a princípio não entendemos....

.

.

.

Contínua.....


Notas Finais


Obrigada por ter lido espero que tenham gostado até um próximo capítulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...