1. Spirit Fanfics >
  2. A Fênix E O Pavão >
  3. Fênix, o guerreiro que voltou do inferno

História A Fênix E O Pavão - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Só me respondam, os Gif estão funcionando? E desculpem-me por não ter postado domingo, eu estive ocupada.

Capítulo 4 - Fênix, o guerreiro que voltou do inferno


Fanfic / Fanfiction A Fênix E O Pavão - Capítulo 4 - Fênix, o guerreiro que voltou do inferno

Fui ver Seiya no hospital, achei o quarto dele e entrei, Miho estava lá, junto com umas crianças.

_ Keiko, oi._ Miho me abraçou, mesmo eu e ela não se gostando muito.

_ Oi._ Olhei para Seiya._ Então, como está?

_ Dolorido.

_ Ah, não seja um bebê chorão._ Bateram na porta e Shiryu entrou com Shunrei.

_ Shiryu?

_ Como se sente, Seiya?_ Ele se aproximou.

_ Agora estou bem.

_ Que bom!_ Shunrei me olhou e sorriu, sorri de volta.

_ A Shunrei me contou tudo. Obrigado por salvar minha vida.

_ Não foi nada.

_ Vamos voltar aos Cinco Picos Antigos._ Ele olhou para Shunrei que saiu._ Antes eu queria lhe dizer algo interessante.

_ Algo interessante? Ai!_ Ele colocou a mão na cabeça.

_ Desde o fim da nossa luta, tenho a sensação de que estávamos sendo observados._ Seiya apenas o olhou._ Havia alguém no Coliseu.

_ A corrente de Andrômeda, ela ficou estranha, pouco depois de Seiya te ressuscitar._ Ele me olhou._ Eu estava com Shun quando vi.

_ Acha que essa pessoa era o Fênix?_ Shunrei abriu a pequena caixa que carregava, Shiryu se aproximou da janela.

_ Não tenho certeza, mas tenham cuidado. Ele é diferente dos outros cavaleiros. Acho que o segredo do poder dele está na Corrente de Andrômeda.

_ A corrente de Andrômeda? Do que diabos está falando?_ Antes que ele pudesse explicar me levantei.

_ Bem, eu vou indo, hoje é a luta do Shun e prometi que ia estar lá._ Abracei Shiryu._ Faça uma boa viagem.

_ Obrigado, Keiko._ Sorri e abracei Seiya.

_ E você se recupere, queremos o Pegasus bem._ Me levantei já que quase caí em cima dele._ Tchau Shunrei, Miho._ Sai e peguei um táxi para o Coliseu.

A luta ainda não havia começado, já que cheguei quando a cúpula se fechava, me sentei em um lugar que achei, Shun descia as escadas e eu comemorava com todos que estavam ali, ele pulou.

_ Andrômeda!_ A armadura saiu de sua caixa e envolveu o corpo de Shun, ele parou no ringue. Jabu veio logo em seguida, e sua armadura também envolveu seu corpo, algumas meninas começaram a puxar o saco do Shun. Jabu avançou e Shun desviou, um chute de Jabu que Shun também desviou. As corrente começaram a preencher o chão, vi Hyoga e Nachi chegarem, Jabu avançou e Shun puxou as correntes que atacaram Jabu, ele caiu, mas se levantou atacando Shun novamente, e novamente as correntes o protegeu, Jabu caiu de cara no chão, fazendo Shun ser o vencedor. Jabu se levantou, mas caiu nas correntes.

Jabu se levantou e pulou preparando um chute, as corrente novamente atacaram, dessa vez se enrolando de vez em Jabu, fazendo Shun pontuar. Desci dali indo até os outros, Hyoga me olhou.

_ Oi._ Apenas acenei e vi as correntes de Andrômeda indo na outra direção, Hyoga foi na direção do ringue e eu fui até lá._ Shun, o que está acontecendo?

_ Axia? Quem é Axia? Que inimigo é esse?_ Jabu puxou a corrente, Jabu segurava a corrente e tentou dar um soco em Shun, mas como sempre a corrente o protegeu dando choque nele. Jabu caiu e novamente ele começou a se mexer.

_ Shun, o que sua corrente está tentando dizer?_ Entramos no ringue.

_ Ainda não sei._ Todos estavam em silêncio enquanto a corrente se movia.

_ Shun, não é o seu poder que faz com que ela se nova?

_ Não. Ela está se movendo sozinha!_ Shun fechou os olhos.

_ O que é isso?

_ Shun!_ As correntes apontavam na direção da armadura de Ouro.

_ Axia._ Olhei para eles._ Algo valioso.

_ Cuidado pessoal. O inimigo está no fim da corrente. Não só nosso, é o inimigo de todos os cavaleiros!

_ Mas se o inimigo está vindo dali... _ Era a caixa da armadura de ouro. Algo estava acontecendo, tudo ficou escuro e a corrente voltou a se mexer, uma luz saiu da caixa e a corrente ficou inquieta, de dentro da urna saiu Fênix.

As luzes se reacenderam.

_ Aquele homem é o...

_ Cavaleiro de Fênix._ Murmurei

_ Então aquele é o Fênix, o décimo cavaleiro._ Todos comemoravam, estranho, ele não se move, ele se virou e foi para traz da urna dourada, as correntes estavam louca.

_ A corrente está no limite dela. É a primeira vez que vejo isso._ Um sorriso maldoso brotou em seus lábios. _ A corrente está chegando ao limite. A corrente não que mais ficar na defesa, quer atacar!_ Ele não falava nada, e eu sentia que o conhecia._ Eu não tenho escolha.

_ Shun, não ataque!

_ O Fênix é Ikki._ Olhei para Shiryu e Seiya e depois para o cavaleiro. A corrente acertou a mão dele.

_ O quê? O que você disse, Shiryu?

_ Eu disse que o Fênix é o Ikki!_ Todos olhamos para ele.

_ Eu me lembro agora, Shun! Ikki é...

_ É... Meu irmão._ Começou, momento viadagem ativado._ Ikki é meu irmão. Ikki é meu irmão!_ Ele gritou, para que isso? Eu olhei para ele, Ikki estava muito diferente, não digo só de aparência, mas em tudo. Ele atacou Shun que caiu ajoelhado, ele nem sequer tocou Shun, eu não prestava atenção na conversa.

_ Shun, você não mudou absolutamente nada._ Ele ergueu a viseira, revelando que realmente era Ikki, olhei para Hyoga._ Você continua chorando demais. Vou acabar com você primeiro. Será o primeiro cavaleiro a morrer!_ Aquele não pode ser o Ikki por quem eu tenho uma queda.

_ Keiko, sai daqui, pode se ferir._ Hyoga me puxou.

_ Não vou sair, Hyoga._ Ele me olhou preocupado.

_ Ele está vivo. Retornou com vida, como prometeu! Irmão!

_ Cuidado._ Seiya e Shiryu disseram juntos. Eu estava presa ali, não podia acreditar que aquele era o Ikki, o mesmo que conheci seis anos atrás.

_ Ave Fênix!_ Ele atacou Shun que caiu ajoelhado, fui até ele me abaixando ao seu lado.

_ Tudo bem?_ Ele assentiu.

_ Keiko, você tem que ir pra um lugar seguro._ Olhei para Shun.

_ Não vou abandonar meus amigos.

_ Ikki!_ Senti mãos nos meus ombros me puxando para cima, olhei e era Hyoga, me afastei de Shun e Hyoga me colocou atrás dele, meio que tentando me proteger.

_ Ave Fênix!_ Ele acertou um chute em Shun e depois outro, os braços de Hyoga me mantinham atrás dele, Shun caiu de cara no chão.

_ Shun!_ Hyoga me segurou, me impedindo de ir até Shun.

_ O que houve com você?_ Shun olhava para Ikki ainda deitado._ Me responda, irmão!

_ Não te devo nenhuma satisfação.

_ Espere aí, seu babaca._ Jabu o segurou._ Eu ia lutar contra o Shun! Que atrevimento aparecer aqui, do nada! Vá para o inferno..._ Ele tentava puxar Ikki, em vão, já que Ikki é muito maior que ele. Ikki tentou socar Jabu que desviou._ Interessante. Então não liga para quem vai ser seu oponente? Sendo assim, então vou ser o primeiro..._ A armadura de Jabu quebrou no ombro e ele cai, Shun havia se sentado.

_ Jabu? Você está bem?

_ Saori! Nunca vou perdoar você nem o Mitsumasa Kido!_ Olhei para a cabine onde Saori estava e onde o Ikki apontava._ Tatsumi! Vou me vingar das coisas que me fez. Não perde por esperar!_ Ele olhou para os outros._ Quem é o próximo? O Seiya? Ou o Shiryu?

_ Ikki!_ Seiya queria entrar, mas Shiryu o segurou.

_ O antigo Ikki não existe mais._ Olhei para Ikki, será mesmo que aquele antigo Ikki não existe?_ Não é mais o mesmo. Ele mudou!_ Hyoga e Nachi me levaram para fora do ringue, aquele não podia ser Ikki, ele sempre protegeu Shun, independente do que fosse.

Shun sempre foi um chorão e Ikki um briguento para protegê-lo, mas doce e preocupado, até mesmo comigo que nem era da sua família, mas algo na ilha da Rainha da Morte fez Ikki mudar. Hyoga me abraçou, comecei a chorar, eu não queria mostrar fraqueza naquele momento, mas eu precisava.

A urna da armadura de Nachi se abriu.

_ Ikki você está comentando um erro. Não tem que lutar contra o Jabu ou o Shun._ Olhei para Nachi._ Conforme o planejado, eu, Nachi de Lobo, vou ser o seu oponente!_ O olhei.

_ Nachi, não! Vou vai morrer._ Ele me olhou e sorriu.

_ Não se preocupe, vou ficar bem, Keiko._ A armadura envolveu seu corpo, ele parou no meio do ringue com Ikki e a cúpula se tornou o céu estrelado. Eu observava aquilo, Shiryu e Seiya puxaram Shun e Jabu. Ikki nem tocou em Nachi e ele ficou lá, paralisado, até que ele gritou e levou as mãos a cabeça.

_ A alma dele está morta. Eu a esmaguei completamente._ O quê? Olhei para Ikki, ele empurrou Nachi que caiu, Seiya o pegou.

_ Nachi, fale comigo._ Fui até Nachi e vi Ikki atacar Tatsumi sem nem mesmo o tocar.

_ Quem é o próximo? O Seiya, o Shiryu... Ou quem sabe o Hyoga? Ou todos querem me enfrentar de uma vez, junto com o Shun?

_ Ikki!

_ Tive uma amostra de todos os poderes de vocês! Mas não achei nenhum rival à altura._ Ele atacou Seiya que caiu nas correntes, depois Hyoga que foi para trás sem ao menos tocar nele, o mesmo aconteceu com Shiryu.

_ Para, Ikki!_ Ele parou.

_ Seiya saiu do hospital e nem está usando sua armadura... E nem vale a pena perder meu tempo com os outros.

_ Vá para o inferno...

_ Mestre Ikki! Deixe a creche conosco!_ O que?_ Nós somos os Cavaleiros Negros a serviço do Ikki!_ Ele tem lacaios agora.

_ Os cavaleiros Negros?_ Ikki deu uma risada maligna.

_ Somos os Cavaleiros Negros!_ Eles desceram parando atrás de cada um de nós._ Gente, já deu por hoje. Muito bem, trouxemos uma lembrancinha da nossa ilha.

_ Lembrancinha?_ Olhei Seiya e vi três Cavaleiros Negros perto da armadura de Ouro, Ikki estalou o dedo e tudo ficou escuro. Raios vermelhos começaram a iluminar o Coliseu e atingir a armadura de Ouro, a urna liberou um brilho dourado ao ser atingida e a armadura saiu da urna e com um movimento de mão os Cavaleiros e a armadura sumiram.

_ Shun...  Vou poupar a sua vida por hoje. O mesmo vale para o Seiya e os outros._ Ikki sumiu.

_ Espere!_ A urna caiu vazia e a risada de Ikki soou.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...