História A Fera em Mim - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Romance, Sasusaku, Sexo
Visualizações 2.032
Palavras 3.385
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Fantasia, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa tarde meus amores...
Boa leitura...

Capítulo 9 - Capítulo 8


 Os dias foram se passando e já fazia uma semana que ela estava naquela mansão, ainda não tinha visto os amigos e seus pais desde o casamento estava sentindo falta deles, iria conversar com Sasuke sobre ela fazer uma visita a sua aldeia. E por falar nele, ele era um ótimo marido não tinha o do que reclamar, atencioso com ela procurando saber sempre como estava o seu bem-estar fazendo ela se sentir o mais em casa possível e bem na cama ele era incrivelmente insaciável e potente. 

 Ela sentiu a tensão nos ombros e começou a massagear, os sentimentos dela em relação a ele estavam ficando mais intensos totalmente diferente do que ela sentia em relação a Sai, decidiu ir ocupar a mente um pouco. 

 Agora ela estava praticando o  arco e flecha nos fundos da mansão, fazia tempo que ela não treinava, segurou bem o arco e atirou a flecha acertando o que queria, o clima de neve já estava sessando um pouco mais, o que facilitava as coisas.

  - Que mira boa  hein. - A voz grave sussurrou atrás dela, fazendo-a se assustar, ele a olhou tragando o cigarro o corpo dela tremeu inteiro, só com aquela imagem dele, encostando na parede com um sorriso sexy e olhar malicioso, ele lambeu os lábios devagarzinho, fazendo ela acompanhar todo movimento de sua língua. 

 - Você me assustou. - Ele riu jogando o cigarro fora indo até ela ficando por trás, segurou-lhe pela cintura, ela fechou os olhos, sentindo o corpo esquentar com a aproximação dele. 

 - Bom rosadinha, vamos ver se a sua mira é tão boa comigo tão perto assim. - Ele afastou o cabelo dela do pescoço olhou para aquela tentação exposta e assoprou levemente vendo os pêlos do corpo dela ficarem arrepiados. - Vai atire de novo, como você reage sobre pressão. - Ele sussurrou rouco e sensual, mordendo levemente o lóbulo da orelha dela, ele esfregou o nariz no pescoço dela sentindo o seu cheiro doce de morango e raspou os seus caninos  em seguida. 

  Sakura estava quase perdendo a linha do raciocínio. Ela mirou novamente no mesmo ponto de antes, erguendo os braços, ele se aproveitou disse e tocou-lhe os seios por cima do vestido, massageando os bicos sentindo-os ficarem duros em seguida. Ele deu varias lambidas no pescoço dela, sentindo-a se ela apertar as costas contra o peito dele. 

 - Não perde a concentração Sakura, atire. - A voz rouca  e cheia de tesão ordenou e ela soltou a flecha errando, ele a segurou por de trás da nuca pegando na raiz do cabelo e puxando levemente para trás. - Acho que eu sou uma boa distração não é. - Ela gemeu baixinho, sentindo os lábios dele pelo pescoço. - Mais tarde eu vou comer você inteira, agora, quer dar uma volta? 

 - Sim, quero. - Ela disse ainda com a voz rouca pelas provocações gostosas dele, ela deixou seu arco e flecha dentro da mansão e saiu com ele andando pela floresta de braços dados. Apesar de esta bem frio ela não sentia tanto, sempre que ele estava por perto, o calor que o corpo dela sentia a aquecia imensamente. 

 - Então me conta antes de mim, algum namorado? - Ele perguntou como quem não quer nada, curioso para saber se ela tinha tido alguém. 

 - Sim, tive um apenas - Ela suspirou - Nada demais, foi um erro grave - Ele notou que havia uma certa ponta de magoa na voz dela e parou de andar seguindo dela, segurando no rosto. 

 - Ele machucou você? - O raiva lampejou no olhar dele e Sakura se surpreendeu e gostou da reação de proteção vindo dele. 

 - Não... quer dizer, não dessa maneira, eu não o amava. - Ela mordeu os lábios e olhou para olhos de Sasuke. - Eu peguei ele me traindo com a minha melhor amiga. - A boca de Sasuke se abriu e pela primeira vez ela o pegou disprevinido. - Quer dizer ex melhor amiga. 

 - Nossa que canalhas - Ele disse sério e balançou a cabeça - Isso é errado. - Ele fechou os olhos com força em profunda indignação, ela sorriu ficou na ponta dos pés para poder tocar no rosto dele, ela levemente fez carinho nas bochechas quentes dele. 

 - Está tudo bem, eu já superei, na verdade foi bom. - Ela riu. - Se não eu não estaria casada com você hoje e como eu disse eu não o amava. 

 - Não tenha tanta certeza disso rosadinha.  Você iria ser minha de qualquer jeito. - Ela riu do jeito convencido que ele disse. 

 - Mas eu não suporto traição e motivo para não confiar em mim. - Ela o olhou - Isso me doí muito. - Ele sorriu e a conduziu de volta a caminhada, ela nem percebeu que eles estavam bem longe da mansão já chegando a um lago super congelado. - É gostaria de ir visitar meus pais e meus amigos - Ela se arriscou a dizer e ele sorriu. 

 - Claro Sakura você pode ir, mas eu gostaria de está junto, não gosto de ver você andando sozinha por ai, você é um imã para problemas. - Ele zombou recebendo um tapa dela. - Mas pode ir visitar seus pais e amigos quando quiser. - Ela se animou e sorriu docemente para ele. 

 - Você sempre morou aqui? - Ela perguntou de repente  e olhou para o lago na frente deles. 

 - Sim, quando era mais novo, morei aqui. - ele a olhou sorrindo e ela riu, mordendo os lábios olhando para a boca dele. - Que foi? 

 - Nada... É que... - Ela continuou olhando para boca dele, com a imensa vontade de beija-lo, era quase como uma necessidade, mas tinha que respeita-lo e controlar todo seu desejo, ele percebeu o olhar dela ele se aproximou e deu um beijo na sua testa, e espremeu os lábios ao segurar o riso. - Que foi? 

 Nesse momento ela sentiu algo segurar sua capa e puxar com força, ela olhou em direção ao chão cheio de neve, e levantou a capa vendo um lindo filhotinho de lobo brincando, ele rosnava para ela tentando pegar a capa, enquanto ela segurava e levantava a capa o vendo cair de várias formas desengonçadas ao pular. 

 Sasuke gargalhava enquanto assistia a cena ao lado dela, ela olhou para ele completamente encantada com o som da risada dele, e teve que rir junto, vendo o filhote brincar com ela, Sasuke se abaixou e levantou a mão para ele, que foi obediente e começou a lambe-lo com vontade, balançando o pequeno rabinho, Sasuke brincou com ele fazendo um jogo de mãos ele obedecia todos os seus comandos, deitava e rolava na neve ficando por mim de barriguinha para que Sasuke fizesse carinho naquela região. 

 - Acho que ele gostou de você. - Sakura disse rindo, ele a olhou com seu sorriso torto e pegou o filhote no colo, levantando colocando o filhote a direção de Sakura.

 - Pegue - Ele disse ela o olhou surpresa, vendo o filhote olhar para ela com a linguinha para fora, ela riu e pegou ele, na mesma hora, ele deu uma lambida forte no rosto dela, Sakura riu vendo o filhote a encher de lambidas no rosto. - Ele gostou de você. - Sasuke olhou em volta. - Vamos ficar com ele. 

 - Mas ele vai crescer. - Ela disse agora assustada, ele era inofensivo quando filhote mas e quando crescesse. - E a mãe dele? Ele é tão pequeno. 

 - Bela observação. - Ele disse sarcástico. - Ele não vai fazer nada com você, ele já é leal a você. - Ele disse observando o filhote lambe-la sem parar. - Pelo visto ele se perdeu ou aconteceu algo com a mãe. E ele já escolheu uma nova mamãe. - Ele pós as mãos nas costas dela, fazendo-a andar enquanto segurava o filhote hiperativo nas mãos. - Escolhe um nome para ele. 

 - Que tal Sasuke. - Ela riu observando ele fazer uma careta divertida fazendo um barulho com a boca.

 - Rosadinha, esse nome pertence a um cachorro só. - Ele disse com um sorriso de lado. - E não está disponível - Ele falou no ouvido dela enquanto andavam. - Mas eu estou com vontade de fazer a mesma coisa que ele, lambe-la sem parar. - Sakura ofegou enquanto ele sussurrava no ouvido dela fazendo-a ficar úmida por ele.

 Chegaram na mansão Sakura colocou o filhote no chão vendo ele correr em volta deles, brincando, Naruto passou pelo corredor, e o filhote foi em direção a ele rugindo mostrando os caninos pequeninos. 

 - Ah quem foi que trouxe esse mini projeto de satanás para cá? - Naruto disse se esquivando todo do filhote, que ia para cima dele com tudo. - Sai para lá, sai. - Naruto disse enquanto gritava com o filhote. - O Sasuke ajuda aqui. 

 - Eu não, se vira. - Sasuke disse se divertindo, vendo o amigo brigar com o mini lobo, ele assoviou o lobinho virou e foi até ele correndo, Sakura ria enquanto Naruto saia resmungando. - Eu vou leva-lo para Tenten o alimentar, aproveita tira essa roupinha e toma um banho quente rosadinha. - Ele sorriu e foi saindo. 

 E Sakura realmente queria um banho bem quente para relaxar o músculo, e foi em direção ao quarto, entrou no mesmo o fechando, indo em direção ao banheiro. 

 A  banheira estava super aquecida do jeito que ela estava precisando, ela tirou a roupa deixando o tecido cair no chão, subiu na banheira e deixou o corpo afundar na água quente sentindo os seus músculos se acalmarem, ela sentiu o cheiro de menta pelo ar e virou a cabeça encontrando Sasuke totalmente apoiando na parede, com a maior cara de safado. 

 - É uma delicia ver você toda relaxada assim. - Ele tirou a própria roupa fazendo ela acompanhar todo ritmo de suas mãos engolindo um seco, observando todo corpo perfeitamente sarado de Sasuke. Ele virou de costas para ela lhe a visão da bunda dele. Puta que pariu a bunda dele era maior que a sua. 

 Quando ele veio na sua direção mostrando toda a sua glória quase a deixou a ponto de ter um orgasmo ali, mesmo sem toca-la. A boca dela salivou observando o pau dele pré ereto, Sasuke se sentou na borda da banheira com um sorriso cínico, ele mordeu os próprios lábios em puro tesão. 

 - Você está louca para me chupar, não é rosadinha. - A voz dele era puramente sensual, ela mordeu os próprios lábios sem tirar os olhos do pau duro dele, e foi se aproximando lentamente de um maneira sensual que ela nem sabia que existia. Suas mãos tocaram o membro rijo de Sasuke subindo e descendo tão lentamente que o deixara louco, ela sentiu uma gotinha fina sair fenda de sua glande. - Mete essa boquinha no pau vai. 

 Sakura sentiu sua boceta latejar e ficando completamente ofegante, a língua circulou a volta da glande inchada e vermelha, sentindo seu gosto salgado, fazendo Sasuke grunhir em aprovação. Ele a segurou com força pelo cabelo enquanto a rosada ia empurrando o membro duro e grosso para dentro de sua boca, ele era muito grande não iria caber tudo, então ela usou as mãos até aonde sua boca não ia para  continuar o masturbando. 

 Ela seguiu seu instinto, começou a chupa-lo bem devagar aumentando o ritmo conforme ia pegando o jeito em como ele gostava. Sasuke estava em delírio, sentindo e observando aquela boca gostosa o chupando cheia tesão, ele riu em malicia segurando-a pelos cabelos mais forte, aumentando os movimentos de vai e vem da boca dela. 

 - Isso Sakura. Puta que pariu, delicia de boca. - Ele rosnava e grunhiu baixo, enquanto se deleitava com as sensações gostosas daquela boca, movimentou os quadris para e frente e para trás estocando a boca dela ao mesmo tempo. 

 Sakura sentia o pau dele ficar cada vez mais duro e pulsante na sua língua, fazendo ela própria gemer em excitação, sentindo sua boceta latejar em desespero para te-lo. Sasuke sorriu a pegou pela cintura e a virou de cabeça para baixo,deixando a boceta dela na direção de seu rosto, fazendo um meia nove perfeito. 

 Ele a abraçou pela cintura segurando com força e empurrou seu pau duro novamente para a boca dela fazendo-a agora chupar com força, enquanto ele abria sua boceta e metia a língua dentro. Sakura deu um gritinho de satisfação sentindo ele a chupar enfiando a língua em todos os lugares certeiros nela. 

 Ela o chupava como se a sua vida dependesse disso, sentindo a glande dele bater até o fundo da sua garganta, sem se importar se estava engasgando ou não ela só queria vê-lo assim louco de prazer. Sasuke a estocava com a língua alternando entre sugadas e lambidas, ele sentiu o seu abdômen  se contraindo indiciando que ele estava chegando ao limite. 

 Sasuke retirou seu membro da boca de Sakura e virou novamente, colocando a de pé de costas para ele, usou uma mão para lhe segurar pela raiz do cabelo com força e puxando levemente para trás, com a outra mão ele levantou a perna dela e a estocou com força, fazendo ela jogar a cabeça para trás em um  profundo êxtase. Ela sentiu ele  dentro dela assim: bruto, grosso, pulsante quente. 

 - Geme para mim rosadinha e goza gostoso. - Ele disse rindo sacana no ouvido dela, de um jeito que só ele sabia fazer. Sasuke começou as estocadas fortes e totalmente enlouquecedoras dentro dela. Ele puxava cada vez o cabelo dela para trás fazendo-a olha-lo  e encostar a cabeça contra o seu peitoral sem parar de estoca-la, sentindo a boceta dela  lhe apertar com força. - Ah Sakura, é sempre gostoso senti-la apertar meu pau desse jeito. 

 O barulho dos corpos se chocando era insano e excitante, Sakura sentia como se a qualquer momento fosse morrer de tanto prazer, ele empinou o traseiro dela fazendo ela  se apoiar na borda da banheira, lhe dando um tapa nas nádegas redondas, ele grunhiu alto se enterrando nela com mais força ainda. 

 - Sasuke...- Ela amava o jeito de como ele a estocava, sentia-se como se fosse rasgar no meio e isso a excitada ainda mais, mordeu os lábios sentindo seu corpo ir para frente e para trás rapidamente, os seios dela pulavam com força. Sasuke a beijou nas costas dando leves chupadas, sentindo o suor escorrer pela testa. - Sasuke...- Ela gemeu o nome dele, sentindo o corpo inteiro em chamas, jogou a cabeça para trás fechou os olhos com força, sentindo os espasmos de prazer a dominar gozando intensamente. 

 No mesmo instante em que o prazer dele chegou ele se retirou rapidamente de dentro dela, deixando-a bem empinada ele tocou no próprio membro totalmente melado fazendo um vai e vem rápido, contraiu o abdômen sentindo o prazer intenso e gozou com força jogando jatos extensos na bunda dela melando-a toda.  

 - Você está bem? - Ele perguntou vendo-a se apoiar com força na borda da banheira, ela apenas assentiu, ele a pegou no colo e mergulhou na banheira com ela. - xi calma. - Ele usou pegou o frasco e usou um aroma passando no corpo dela inteiro, ela sorriu encostando a cabeça contra o ombro dele enterrando o rosto no pescoço de Sasuke. - Em breve vou ter que fazer uma viagem, resolver um assunto em outra cidade mas eu volto logo. Tudo bem? - Ela assentiu novamente. - Vou te colocar na cama. 

 Ele a pegou no colo e segurou a toalha em cima da pia de mármore, foi a secando o máximo que podia até chegar na cama, a colocando deitada com cuidado, ele fez um leve carinho no rosto dela percebendo que ela já dormia e deu um sorriso a cobrindo e por fim um beijo na testa, ignorando as batidas intensas e estranhas do seu coração. 

* * * 

 O dias se passaram a mudança da estação estava acontecendo, a neve tinha cessado, mas o clima frio continuava e nunca acabava, e com isso vinha também a mudança da lua que o  deixavam completamente mais irritado e agressivo e mais perigoso do que nunca. Ele olhava pela a janela a tarde caindo, quase anoitecendo e a Lua cheia se formando para fazer o seu inferno pessoal acontecer. 

 - Conseguiu o que eu te pedi? - Ele perguntou para Naruto. 

 - Sim não foi fácil, mas vai prender suficiente, tem certeza disso? - Ele perguntou, observando Sasuke ir até o bau e olhar as novas correntes bem mais fortes que as anteriores. 

 - Vai doer e muito. - Ele disse já soando só de pensar naquele treco encostando no seu corpo. - Não posso arriscar com ela nessa mansão. - Ele ouviu as batidas na porta e fechou o baú. - Entra Sakura.

 - É oi... - Ela olhou para o baú. - Você já está pronto? - Ele fez que sim, Naruto saiu do escritório deixando os dois sozinhos. - Vai voltar logo? 

 - Sim eu vou voltar logo ok. - Ele sorriu e fez carinho nas bochechas rosadas. - Sei que você vai morrer de saudades de mim, rosadinha. - Ele disse todo sedutor. 

 - É eu vou e o Amarok também. - Ela disse apontando para o lobinho que já estava um pouco mais crescido, ele riu, a expressão do olhar dele se tornou mais quente, ele esfregou o nariz na bochecha dela fazendo um carinho gostoso. 

 - Logo estou de volta. - Ela suspirou, ele deu um beijo na bochecha dela e piscou, ela saiu do escritório dele. - Cuida dela hein. - Ele disse para o lobinho que deu um rugido baixo e saiu atrás. 

 Ele olhou para o bau pegou na mão e foi em direção ao local que ele mais detestava, quando chegou na parte debaixo da mansão, fechou a porta, observando Naruto logo em seguida atrás dele, Sasuke ascendeu as luminárias do local e tirou a camisa, Naruto observou alguns arranhões no peito dele e sorriu malicioso. 

 - Hmm... Ela é selvagem hein. - Sasuke o olhou e concordou em silencioso, ele ficava com um péssimo humor em dias assim. Naruto tirou as correntes feitas de prata grandes e extensas a pendurando no local da parede, Sasuke abriu a garrafa de wiskey e a bebeu quase inteira. 

 Ele foi  tirando os sapatos e a máscara, amarrando o cabelo no curto rabo de cavalo, ele se ajoelhou enquanto sentia Naruto o amarrando com as correntes pelo braço deixando-os pendurados dos lados. No momento em que elas encostaram na pele de Sasuke, ele sentiu queimar e franziu a testa em pura dor, suando um pouco. 

 - Quer mesmo fazer isso Sasuke? - Naruto parou e olhou o rosto dolorosamente retorcido de Sasuke. 

 - Anda logo Naruto, isso não é o suficiente para me matar. - Ele disse rouco. Naruto continuou o amarrando em volta das pernas, barriga, cintura. Observando a pele dele avermelhada pela queimação. - Você pode ir e se algo acontecer já sabe o que fazer. - Ele assentiu e deu mais olhada em Sasuke, fechou as portas a trancando. 

 Sasuke sentiu todos os seus músculos ficarem fracos, dessa vez iria funcionar e ele não iria se quer nem se mexer, o suor escorria pelo seu corpo sem parar, e a unica lembrança que tinha para melhorar um pouco a sua dor, eram aqueles olhos verdes e os cabelos rosas, por que ela era única que lhe acalmava e trazia paz a dominando completamente a fera dentro dele. 

* * * 

 E como ele imaginava a noite foi horrível e muito dolorosa, ele achou que iria morrer, acordou pelado, sentindo Naruto lhe tirar rápido das correntes e o cobrir seu corpo febril, ele olhou para Naruto, tentando ainda focar na imagem dele, balançou a cabeça agora tendo o controle novamente, sentindo as marcas de queimadura pelo seu corpo se curarem, ele observou o rosto de Naruto totalmente sério. 

 - O que houve? 

 - Aconteceu outra morte. - Ele disse ajudando Sasuke a se levantar.  - Da mesma forma, o que isso significa Sasuke? 

 - Significa que estão saindo da linha. - Sasuke disse completamente aborrecido. - Está na hora de uma conversinha. 


Notas Finais


Opa... tem um spolier enorme nesse capítulo kkkk
O coraçãozinho do Sasuke tá começando a bater mais forte. A Sakura nem preciso falar nada né
Se preparem o próximo capítulo teremos uma cena bem fofa do casal... e outras coisinhas...
Beijos até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...