História A filha da empregada - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Felipe Neto
Personagens Felipe Neto
Tags Brufe, Brulipe, Bruna, Brunagomes, Febru, Felipe, Felipeneto
Visualizações 124
Palavras 441
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Este capítulo vai ser narrado pela Bruna

Capítulo 13 - O segundo beijo


Fanfic / Fanfiction A filha da empregada - Capítulo 13 - O segundo beijo

O Felipe entra no meu quarto e eu percebo que ele ainda está mal e deve ser por causa do pai dele.
-Bru, desculpa por ter sido grosso com você!-ele pede perdão para mim mas eu não vou deixar barato.
-Eu já estou habituada você sempre me trata assim!-eu respondo sem medos.
-Bruna, desculpa mesmo e eu te tratei muito mal a verdade é que eu preciso muito de você!-eu fiquei sem expressão depois de ouvir aquilo.
-O quê?
-Você foi a única pessoa que esteve do meu lado eu liguei para as meninas que andam sempre atrás de mim para desabafar o que está a acontecer e elas nem sequer me quiseram ouvir...
-Pois, eu só sou importante quando você vê que precisa não é?
-Claro que sim, você é sempre importante para mim cada vez que eu preciso porque eu preciso sempre de você!-eu fico sem reação ao ouvir aquelas palavras.-Então, nao vai falar nada?
-Você deve estar cansado e é melhor irmos dormir!-nossa, não acredito que respondi isto para ele mas ele precisa de se esforçar muito mais para eu o perdoar do que dizer simplesmente umas palavras bonitas.
-É melhor mesmo, boa noite!-ele vai embora.
Eu deito na minha cama mas não consigo adormecer eu fico pensando em mil coisas e o sono não vem.
[...]
Estava chegando ao colégio eu me despeço da mãe do Felipe e entro.
Eu estou achando muito estranho o Felipe não vir ao colégio mas tudo bem.
Eu entro na sala e uma menina da minha turma vem ao meu encontro e diz:
-Bru, você sabe o que aconteceu com o Felipe?
-Não, o que aconteceu?
-Ele teve um acidente e está no hospital.
-NÃO, NÃO PODE SER VERDADE!-eu grito e acordo.
Nossa, que sonho esquisito ainda bem que foi apenas isso um sonho, um sonho não um pesadelo!
Mas e se acontece na realidade? Eu tenho de ir falar com ele!
[...]
Abro a porta do quarto dele e vejo que ele está lá sentado na cama e mexendo no celular, ufa ele está bem!
-O que se passa, Bru? Você também não consegue dormir?
-Não, acabei de ter um pesadelo!-ele se levanta e vem me abraçar.
Ai que abraço mais fofo ele não costuma fazer isso nem parece ele!
Eu encaro os seus olhos escuros e ele encara os meus também eu não resisto e o beijo. Ele retribui e continua me beijando era como se fossemos parte um do outro.
No fim do beijo, ele me leva até sua cama e eu me deito lá, ele começa a fazer cafuné em mim e eu adormeço no seu colo. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...