1. Spirit Fanfics >
  2. A filha da escuridão - Entre dois mundos >
  3. O cordão

História A filha da escuridão - Entre dois mundos - Capítulo 2



Notas do Autor


Aee voltei com mais um capítulo!

Capítulo 2 - O cordão


Fanfic / Fanfiction A filha da escuridão - Entre dois mundos - Capítulo 2 - O cordão

Dia seguinte fiquei quieta sobre o assunto, até me esqueci que eu tinha ouvido uma voz.

Reiji dormia de forma fofa. Fofa para uma Kitsune hehe.

- Bom dia Reiji! - Disse ao tocar nas orelhas dele.

Ele fica dengoso porém acorda timido.

- Natsume?! Heyy.. sabe que não é para mexer nas orelhas do seu mestre.. - Disse ele nervoso e timido.

- Ok, hehe. Tava fofo. Me desculpe. - Disse timida.

Ele fala mestre e pai ele fala quando quer. Não entendo o porque é assim. Ele me trata como filha, mas também como alguém que irá para a guerra.

Depois de tomarmos café, Reiji me leva a um jardim longo que estava escondido perto de onde moramos.

- Natsume sabe que lugar é esse? - Perguntou Reiji a mim.

- Não, pai. - Disse a ele sem entender.

- É um jardim especialmente para espíritos como nós. Ele é grande, então, é um bom lugar para explorar, filha. - Disse Reiji.

- Wow! Sério? Ahh. - Falei animada, meus olhos se encheram de alegria.

Ser neko tem isso hihi. Curiosidade.

- Posso ir agora?? - Falei animada.

Minha calda não parava de se mover.

- Que fofa. Sim, pode. Mas volte antes do pôr do sol ok? - Reiji sorriu e disse severo.

Comecei a me aventurar naquele local sagrado para nós. Quero saber mais dos espíritos, de mim.

Aos poucos eu descobria e via estatuas de felinos, Kistunes, aquelas máscaras de raposas. Era tudo lindo!

- Está gostando disso, Natsume?? - Dizia alguém com uma voz assustadora.

- Hum? Quem está ai? - Respondi sem entender.

- Não percebeu? Eu sou aquela voz, garota! - Disse novamente aquela voz.

- A não. Porque está aqui? Porque não some? - Disse séria.

- Você não aprendeu ainda a controlar seus poderes não é? A do gelo, um pouco, mas a do seu outro lado obscuro não. - Disse a voz.

- Mas como.. aght. deixa.. Para de me incomodar. - Fecho meus olhos e falo firme.

- Ainda tem que aprender... hehe. - Disse a voz sumindo aos poucos.

Ufa.. saiu.

Foi como Reiji disse: "Mas esqueceu que você tem um poder obscuro dentro de ti, que pode te consumir?! Eu não te proibo de sair, mas tenho medo de você não saber conter e....deixa.."

Não quero preocupar o meu pai! Ele é o único que se importa comigo!

Logo sai dali e voltei para o começo do Jardim de espíritos.

Quebra de tempo

Chego em casa. Reiji estava sentado no sofá, com um olhar sério.

- Aonde esteve? Demorou muito. - Disse ele num tôm calmo.

- Eu estava relaxando, pai... - Falei um pouco nervosa.

- Sei. Não era o que vi. - Disse Reiji.

- O que? Como assim? - Abaixei minhas orelhas e falei com medo.

- Nada. Só sinto... - Disse ele firme.

Ele veio até a mim, ficou em minha frente e me abraçou.

- Você está gelada. - Disse Reiji calmo.

Senti uma energia vinda dele, era quente, calorosa. Ele está me aquecendo?

- Mas pai eu não sinto frio. - Dei um risada e falei.

- Mesmo assim precisa. - Disse ele severo.

Ela não sabe. Eu a observei enquanto ela estava sozinha. Eu, Reiji, tenho a capacidade de virar uma Kitsune só que de fogo. Reiji a observava enquanto ela andava pelo o jardim, mas só que se assustou quando notou que ela falava sozinha como se estivesse alguém com ela.

- Reiji.. wow seu poder.. é esse? - Falava natsume sem reação.

- Sim. Esse é o meu colar. - Disse e mostrei meu cordão.

- Wow o meu é gelo. E o seu fogo. Wow! Papai eu não sabia disso... Porque não contou antes? - Disse ela com uma carinha triste.

- Não pude. Você não entenderia. Mas agora está mais velha, então. - Falei calmo.

Ele tem o poder do fogo? E eu sou gelo! Será que existe mais gente como nós? Logo eu, a Natsume, encontrar mais gente como nós, mas estou curiosa agora sobre o meu cordão. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...