1. Spirit Fanfics >
  2. A filha da minha patroa (lésbica) >
  3. Amoras

História A filha da minha patroa (lésbica) - Capítulo 23


Escrita por:


Notas do Autor


Capítulo novo meus amores!❤️✨

Capítulo 23 - Amoras


Pov Rebecca

Acordei com andy se mexendo do meu lado e foi quando me dei conta de que tudo era verdade, nós realmente estávamos sozinhas naquele lugar maravilhoso.

Me levantei com todo cuidado para não acorda-lá, coloquei uma almofada em baixo de seus braços e a embrulhei com o cobertor que tinha caído no chão em quanto dormíamos. Apesar do sofá não ser o lugar mais apropriado para uma noite confortável de sono, só o fato de estarmos juntas fazia tudo valer a pena!

Fui para o nosso quarto, abri as janelas e estava fazendo bastante calor então achei melhor escolher roupas mais leves. Separei um vestido amarelo, uma calcinha da mesma cor do vestido e nenhum sutiã. Fui para o banheiro e tomei um banho morno, lavei meus cabelos mas preferi deixar que secassem naturalmente.

Depois que terminei de me "arrumar", voltei para a sala e percebi que a andy não tinha acordado ainda, ela ficava tão fofa dormindo que eu não consegui resisti e dei um beijo carinhoso em seu rosto fazendo com que ela se revirasse no sofá.

Eu não estava afim de acorda-lá então decidi explorar o redor sem ela.

...

De dia dava para contemplar melhor a beleza daquele lugar! Tudo tão belo e gracioso que eu até me peguei pensando em morar lá junto de andy, um sonho um pouco ambicioso demais para alguém como eu.

Continuei andando até o balanço e me sentei ali, aquilo fazia eu me lembrar da minha infância no orfanato e era como se por um instante eu pudesse viajar no tempo.

Enquanto eu me balançava, eu notei que uma pequena fruta caiu da árvore e manchou meu vestido, olhei para cima e notei que a árvore era uma amoreira. Estava tão escuro na noite em que chegamos que eu nem notei a árvore de amora em minha frente, Decidi recolher algumas para fazer uma surpresa para andy.

...

Pov andy

Me mexi no sofá procurando abraçar rebecca, mas percebi que ela não estava, escutei um barulho na cozinha e me levantei na intenção de ir até lá, quando me aproximei pude sentir um cheiro bem docê e vi que ela estava cozinhando.

Enquanto ela estava de costas para mim, eu não consegui deixar de reparar o quanto seu vestido curto destacava suas belas curvas e a medida em que ela se mexia, seu vestido levantava, e me fazia ficar hipnotizada com aquela cena. Era impressionante que até seus gestos mais inocentes pareciam minimamente arquitetados para me provocar.

Sai de meus pensamentos inapropriados quando escutei o som de sua voz me chamando. Ela chegou mais perto na intenção de me dar um selinho e eu obviamente aproveitei a chance para apertar sua bunda.

- andy, você mal acordou e já está pensando em sexo - ela falou enquanto procurava algo na geladeira.

- com uma namorada linda igual você é impossível não pensar besteiras - ela sorriu envergonhada.

Sai da cozinha a deixando sozinha e fui até meu quarto para poder tomar um banho e guarda o cobertor que usamos na noite anterior.

...

Depois de me arrumar, eu voltei para a cozinha e vi que rebecca estava organizando algumas coisas em uma pequena cesta artesanal.

Ela foi até a despensa e tentou pegar o pote de mel, mas ele estava na prateleira mais alta então ela começou a tentar ficar na ponta dos pés para alcança-lo.

Fui até o armário e peguei o pote sem nenhuma dificuldade e entreguei em suas mãos.

- você não consegue alcançar nada, não é mesmo, baixinha? - fiz um carinho em seus cabelos e sai da cozinha. Eu chamava a Rebecca de baixinha de propósito só para ver ela ficando vermelha.

...

Pov Rebecca

O forno começou a apitar, sinal que a torta já estava pronta, coloquei as luvas térmicas e retirei ela do forno com bastante cuidado para não me queimar. A receita que eu fiz era a mesma que as freiras faziam para receber os casais que iriam adotar as crianças, de tanto ver elas cozinhando eu acabei decorando a receita.

Esperei a torta esfriar e coloquei ela dentro da cesta e sai da cozinha, andy estava sentada no sofá da sala mechendo em seu celular, retirei o aparelho de suas mãos e coloquei em cima da mesa de centro.

- ei, eu estava conversando com o bryan.

- meu amor, quando nós irmos embora você conversa com seus parentes, por enquanto você é toda minha! - falei puxando andy para que ela se levantasse do sofá.

Depois que andy levantou eu reparei melhor no que estava vestida, ela estava usando um short preto curto e uma camiseta que ficava larga em seu corpo, um tipo de roupa que ela jamais poderia usar por conta de seu trabalho.

...

Escolhemos um lugar de baixo de uma árvore e eu forrei uma toalha vermelha com desenhos quadriculados brancos na grama, Andy e eu nós sentamos e eu retirei os mantimentos de dentro da cesta, depois de tirar tudo eu peguei dois pratos e talheres e nos servir com a torta que eu havia preparado.

Andy provou a torta e por sua cara ela parecia ter ficado apetitosa, modesta parte eu era muito boa em tudo que fazia.

- princesa, essa isso está muito bom!

- obrigada meu amor!

Continuamos comendo e conversando sobre coisas aleatórias, depois nos deitamos na grama e ficamos olhando para o céu e tentando achar forma nas nuvens.

...

Pov andy

Eu estava fazendo carinho em rebecca quando ela se afasta de mim e se levanta de onde estávamos deitadas.

- pra onde você vai?

- vou nadar na piscina, você vem?

- talvez depois.

- você que sabe - ela falou retirando seu vestido amarelo e jogando ele em qualquer lugar da grama. Só naquele momento eu pude notar que Rebecca usava somente uma calcinha por de baixo do seu vestido.

Aquela mulher voluptuosa e seminua em meio a um lugar tão lindo no qual estávamos, fazia aquela ser a visão do paraíso. Ela entrou na água e deu um mergulho profundo e em seguida surgiu com seus cabelos molhados e recuperando o fôlego.

Não aguentei ficar só olhando e decidi que também iria aproveitar aquela água que parecia estar ótima.

Pov Rebecca

- andy a água está agradável, vem ficar comigo! - falei incentivando a entrar na piscina.

Andy se levantou de onde estava e começou a tirar sua roupa, Primeiro ela tirou sua camiseta me dando uma visão ampla de suas tatuagens que combinavam perfeitamente consigo, depois retirou seu short ficando somente de calcinha e sutiã.

- andy você tem certeza que retirou toda sua roupa? - falei e ela entendeu meu recado e tirou a parte de cima da langerie branca que usava.

Que mulher perfeita, e que corpo lindo a minha andy tinha, só de olhar para ela eu sentia meu interior esquentar. Era uma pena que ela seguia um código de vestimenta rígido e vivia sempre ocultada por ternos de alfaiataria. Era raras as ocasiões em que ela podia se vestir de forma confortável e quando isso acontecia eu procurava aproveitar.

Andy foi entrando na água devagar para que seu corpo se acostumasse com a temperatura, depois que ela estava confortável eu a puxei para perto de mim e começamos a nos beijar, nossas línguas dançavam em harmonia e eu decidi tomar as rédeas da situação e comecei a explorar aquela boca macia e com gosto de amora.

...

- o vento está ficando forte, acho melhor entrarmos - falei saindo da piscina, andy concordou e me seguiu.

Vestimos nossas roupas e recolhemos os pratos e talheres que usamos para o pequenique.

- Andy que tal apostarmos uma corrida?

- valendo o que?

- quem perder lava a louça.

- então tá! Valendo agora! - Andy começou a correr e eu tentei alcança-lá.

- ANDY DESSE JEITO NÃO VALE, VOCÊ DEVERIA ME ESPERAR! - eu gritava e ela dava risada.

- ALÉM DE BAIXINHA AINDA É LERDA! - ela dizia me deixando nervosa.

...

Pov andy

Eu cheguei em casa primeiro e coloquei as coisas no lugar e rebecca chegou logo em seguida com o rostinho emburrado, ela se jogou no sofá e ficou com os braços cruzados, nem olhava em meu rosto.

Cheguei perto dela e a abracei bem forte e lhe dei alguns selinhos inocentes.

- você sabe que eu não falei sério, não é mesmo? Minha baixinha linda, eu te amo do jeito que você é! - ela corou.

Rebecca me puxou e deu um beijo em meu rosto.

- eu não estou com raiva, aliás, eu amo quando você diz que eu sou sua baixinha, isso só reforçar mais o carinho que eu sinto por você! - ela ia se levantando para ir até a cozinha quando eu a puxei.

- eu fui trapaceira na hora da corrida, então não é justo que você lave a louça -Rebecca concordou e foi para o quarto.


Notas Finais


Espero que tenham gostado!❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...