História A filha de 3 lâminas - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias League Of Legends (LOL)
Personagens Garen, Katarina, Kayn, Personagens Originais
Tags Lily, Noxus
Visualizações 19
Palavras 1.490
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Heyy espero que gostem do cap
Boa leitura!!

Capítulo 9 - Demacia! pt.1


Estávamos a chegar a Demacia, assim que chegamos perto das grandes muralhas brancas e douradas, havia vários guardas a vigiar. assim que Sona se aproximou, eles abriram a porta, mas pararam-me com uma espada apontada.

-Está consigo?- Perguntou um dos guardas a Sona e ela afirmou com uma cara chateada.- Me desculpe pela indelicadeza senhora...- Disse o guarda a se afastar.

-Não faz mal..- Eu disse continuando a andar.

Assim que entramos em Demacia, era uma cidade completamente diferente das outras que tinha estado, era tudo mais moderno e claro, parecia tudo valioso, eu e Sona fomos levadas para um hotel ao lado do palácio de Demacia. Eu e Sona tivemos direito a cada uma ao seu quarto, assim que eu entrei no meu fiquei admirava com o luxo que aquilo tinha. Era tudo com tons brancos e dourados, com muita luz duas janelas enormes, com uma vista perfeita. Eu saltei para a cama e dei um sorrisinho. Estes últios tempos tinham mudado a minha vida por completo. Se me dissessem que isto iria acontecer a 2 meses atrás nunca iria acreditar. Eu fechei os olhos durante um tempo até me baterem a porta.

-Sim?- perguntei levantando-me.

Assim que eu disse isso uma mulher abriu a porta.

-Era só para dizer que o almoço esta servido.- A mulher sorriu e foi embora.

Eu ainda fiquei lá um pouco no quarto até que decidi descer e ir para a sala de jantar, onde estavam lugares reservados, eu estava a procurar até que vi uma mão no ar, era Sona a sorrir e a chamar-me eu dei um sorriso e sentei-me ao lado dela.

-Estas nervosa para amanhã?- Perguntei.

-"+/- já me vou abituando com o nervosismo"- Ela escreveu e sorriu.

-Deve ser muito bom poder conhecer estes lugares todos fazendo a coisa que mais gostas!- Eu disse.

-"Sim, sinto-me realizada, depois deste tempo todo e tenho a certeza que amanhã vais poder falar com o teu pai"- Eu deu-me um abraço.

-Obrigada por tudo Sona!- Eu retribui o abraço e depois começamos a comer.

Passado  um tempo Sona foi para o seu quarto treinar e eu fui andar pela cidade. Era tudo muito bonito, até que reparei alguns homens a fazer uma roda. Assim que passei estava um homem da minha idade com uma trança e uma especie de foice a ser agredido, mas porque é que ele não atacava.

-Ei! o que é que vocês estão a fazer? Ele nem está a atacar!- Eu disse e os homens riram..

-Mas o que é que uma menina está a fazer aqui sozinha por estas ruas? Nós estamos a nos divertir com o novato, ou queres nos divertir por ele..?-O homem aproximava-se.

-Deixem-na..- Disse o rapaz atrás dele no chão.

Eu fiquei com tanta raiva naquele momento,  mas tinha de cobrir o meu disfarce, então tinha de resolver aquilo de forma civilizada.

-Caso vocês não saibam, eu venho de Ionia e sou a guarda-costas de Sona..- Os homens ficaram confusos.- Se não querem arranjar problemas, acho bem que deixem-me e também aquele rapaz.- Eu disse de forma fria.

-Hahahhaha, tu guarda-costas de Sona? Ouviram isto rapazes?- Assim que o homem se virou de costas aproveitei e fiz-lhe uma rasteira deixando-o no chão com a minha espada apontada ao seu pescoço.

-Acho melhor irem embora.- Eu dei um sorrisinho e eles foram embora.

Depois aproximei-me do rapaz.

-Estás..bem..?- Perguntou ele.

-Eu estou ótima, mas já tu...o que aconteceu?- Eu perguntei levantando-o e apoiando-o no meu ombro.

-Eu estava aqui por Demacia, e entrei em um bar, eu só queria uma bebida, mas claro que como não me conheciam começaram a querer briga, mas eu ignorei e fui embora, mas eles apanharam-me na rua, mas não valia a pena lutar, porque se os guardas me encontrassem eu é que iria ser o culpado...sou de outra cidade.- Disse ele suspirando.

-Entendo...eu vou-te levar comigo e vou tratar desses ferimentos.- Eu disse.

-Não precisas..- Ele disse tentando se manter em pé sozinho, mas antes de ele cair consegui agarrá-lo.

-Eu vou-te ajudar....qual é o teu nome mesmo?- Perguntei.

-Kayn...e tu?- Ele perguntou assim que começamos a andar.

-Lily..-Eu dei um sorriso.

O resto do caminho foi calmo, as pessoas olhavam para nós mas nada de especial, eu entrei no meu quarto e meti-o na minha cama. Depois fui buscar água e um pano, comecei a passar pelas feridas e pelo peito dele e reparei que ele tinha um corpo muito bem feito, musculado e também era muito bonito, eu depois passei uma pomada que eu tinha feito em cima das feridas e uma toalha fresca na testa dele.

-Pronto, agora podes ficar a dormir que eu vou tomar um banho..- Eu virei-me só que ele agarrou o meu braço.

-Obrigada por tudo Lily..-Ele deu um sorriso.

-De nada..eu já passei por estas situações e também gostava que me tivessem ajudado.- Eu dei um sorriso fraco e fui para o banheiro, tirei a minha roupa e tomei um banho.

Kayn on

Lily estava a passar uma pomada pelo meu corpo, as mãos dela eram tão macias e ela estava tão linda, o toque dela deixava-me maluco, tudo nela me encantou, ela tinha-me salvo e dado uma lição aqueles homens que eram o dobro dela. Eu queria falar sobre Noxus...mas não sabia como começar. Ela depois foi para o banheiro e eu fiquei lá no quarto sozinho eu fiquei a pensar até que ouvi a porta a abrir e fechei os olhos. Ouvia andar descalço dela pelo quarto. Eu abri um pouco os olhos e vi-a a vestir-se, eu corei na hora e fechei os olhos, depois senti-a a aproximar-se.

-Hmm acho que já estas melhor, mas é melhor ficares aqui a noite. Eu vou buscar comida.- Ela disse e saiu do quarto.

-Rhaast...ela é linda não é?- Eu perguntei.

-Sim, sim mas concentra-te na missão..- Disse ele.

-Sim, não precisas de lembrar.- Eu disse virando os olhos.

-Voltei, trouxe comida- Lily entrou com uma sopa no quarto.

-Obrigada...- Eu senti-me na cama.

-Consegues comer sozinho?- Ela perguntou.

-S-sim..- Eu disse.

-Okay, eu vou preparar outra pomada.- Ela levantou-se e começou a fazer a pomada.

-Onde é que aprendeste a fazer isso?- Eu perguntei enquanto comia.

-Eu vivia em uma parte da minha cidade meio complicada...e a minha mãe...ensinou-me podemos dizer isso porque ela era enfermeira.- Eu disse.

-Vivias em que cidade?- Eu perguntei e não obtive resposta.- Eu era de Noxus...mas eles fizeram algo que me revoltou muito então quero vingar-me..- Não não acabei a frase e ela aproximou-se.

-O que é que eles te fizeram?- Ela perguntou, ela estava com uma cor de sofrimento.

Eu contei-lhe a minha historia e depois ela abraçou-me e eu fiquei sem saber como reagir e depois abracei-a também e comecei a mexer no cabelo dela.

-Eu também sou de Noxus...e por causa deles ando fugida porque eles querem-me morta...- Ela disse afastando-se do meu peito e limpando as lágrimas.- Eu fui criada por uma familia que eu pensava que eram os meus pais mas não...e depois quando me descobriram mataram-os e prenderam-me, se não fosse Draven e os meus tios eu estava morta neste momento...por isso eu quero ajudar-te a destruir Noxus...mas primeiro tenho um assunto a tratar aqui em Demacia.- Ela disse e eu peguei no delicado rosto dela.

-Eu vou-te ajudar Lily..podes contar comigo...- Eu limpei-lhe as lágrimas e dei-lhe um beijo na testa e abracei-a.- Por isso mete um sorriso nessa carinha.

Ficamos lá abraçados e quando demos por nós tinha-mos adormecido abraçados. Eu acordei primeiro e ela estava em cima do meu peito, com uma cara tão calma, quem diria que aquela miúda tinha passado por tanto terror naquela sua vida e manter o sorriso sempre...custou-me tanto ver as suas lágrimas, só me apetecida matar todos aqueles Noxianos...Eu mexia no seu cabelo até que ela começou a mexer-se.

Lily on

Eu estava em algo macio e quando abri os olhos reparei que estava no peito de Kayn o que me deixou corada e levantei-me.

-D-desculpa!- Eu disse e ele começou a rir.

-Não precisas de te desculpar...dormiste bem certo?- Ele perguntou metendo-se de pé.

-S-sim..quer dizer normal.- Eu disse

Depois ouvi baterem a porta e mandei kayn ir para o banheiro.

-Sim?- Perguntei.

-É para dizer que Sona vai sair mais cedo e que vai para o palácio, por isso pode começar a se arrumar.- Disse a empregada.

-Okay.- Eu disse e ela foi embora.

Depois Kayn abriu a porta.

-Parece que esta na minha hora de sair.- Ele disse.

-Leva a pomada...- Eu disse dando-lhe.

-Obrigada ruivinha.- Ele pegou na pomada e deu-me um beijo na testa e aproximou-se da janela, sorriu e saltou.

-O QUê?! CUIDADO!- Eu fui a correr para a janela mas ele já estava no chão seguro.- Ele é maluco....- Dei um sorriso aliviado e fui-me vestir.

Agora tinha de me concentrar em encontrar o meu pai e falar com ele..

 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado!!
bjss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...