História A Filha de Anthony Stark - Capítulo 25


Escrita por:

Postado
Categorias Homem de Ferro (Iron Man)
Personagens Personagens Originais
Visualizações 7
Palavras 1.168
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Luta, Magia, Mistério

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 25 - Capítulo 22 parte 2


O que ele esta fazendo? 

E esse foi o meu último pensamento antes de tudo acontecer. Antes de que eu corpo fosse tomado por uma sensação estranha de "borboletas" no estomago, não era uma sensação normal e sim daquelas que você vai para o barco viking e quando este brinquedo está lá na altura máxima bem no alto sentimos a adrenalina vindo. E quando no fim aquela sensação acabou e senti meus pés por fim tocando o chão pude desabar e sentir aquela ânsia de vômito voltar, mas não era só isso, ali eu desabei a chorar e vomitar, só senti alguém segurar meu cabelo para não sujar e alguém no fundo dizendo "eca". O que eu poderia fazer? Aquele paranauê todo que Thor fez era muito assustador além, de estranho.

- A minha filha está aqui? - perguntei assim que melhorei ainda com a voz baixa

Que mico.

- Sim. - Tony respondeu depois de aterrissar com sua armadura

Como ele consegue?

- Como você pode deixar a minha filha aos cuidados de um maníaco por poder? - Brad falou revoltado e com raiva, muita raiva, ao ponto de ficar vermelho igual um pimentão

- Eu também ainda estou me fazendo a mesma pergunta há horas, mas até agora não obtive respostas. Só uma observação, minha filha. - Tony respondeu dando ênfase em 'minha'

- Seria sua filha se o 'papai' aí tivesse criado e dado todo amor e proteção que uma criança precisasse, mas não, a vossa senhoria não fez isso então fique quieto aí e não atrapalhe. Porque é isso que você Anthony Stark faz, só sabe estragar as coisas. Por que você não ficou no seu canto como fez nos últimos anos sabendo da existência de Emilly? Por que teve que voltar só para piorar as coisas? Quis voltar para ver se Emilly queria ter você como pai sabendo que tem um pai mil vezes melhor que sempre esteve ali apoiando e dando tudo o que precisasse? - Brad falou com ironia em 'papai', terminou de falar com a voz embargada e com lágrimas escorrendo livremente por seus rosto

Aquele assunto tanto para Tony quanto para Brad era delicado. Não fico de lado algum, apenas ao lado da minha filha, o que ela decidir estarei apoiando.

Vi que Tony iria responder a "afronta" que Brad disse então, resolvi dar um basta naquela palhaçada toda.

- Olha, eu não sei vocês, mas eu tive um dia muito cansativo e só quero ver meus filhos. Não importa quem é o pai, tá legal? Emy que irá decidir o que fazer. Não importa essa briguinha toda de vocês para ver quem irá ficar no ou com o papel de pai aqui. A única pessoa quem poderá decidir isso é a Emilly e somente ela. Então, chega com essa competição e vamos ver as crianças. - falei cansada de tudo aquilo

Me levantei do chão e comecei a andar para dentro daquele apartamento, pelo menos era isso que parecia e muito luxuoso por sinal. Depois do choque de realidade que dei naqueles dois não escutei um "piu", nem me preocupei com eles só queria ver meus filhos, tudo estava escuro e silencioso demais até parecia que ali não tinha ninguém, nem parecia que meus filhos estavam ali principalmente, os gêmeos. E foi ai que percebi que apenas Tony e Brad estavam atrás de mim, Thor tinha sumido sem nem dar pistas de sua saída.

E foi aí que vi Thor saindo de um quarto com o semblante preocupado. Como ele pode ter sido tão rápido e chegado a um quarto sem nem passar por minha vista? Ou será que passou e eu nem me dei contar por estar em outro mundo?

- Minha filha está nesse quarto? - perguntei a Thor quando ele nos viu

- É óbvio que não, Emilly está no quarto dela. - respondeu Tony não deixando Thor responder

- Na verdade... - Thor começou a falar atrapalhado quando a porta foi aberta pelo deus moreno com minha filha em seu colo dormindo

Ali eu vi que minha filha tinha muitas chances de gostar daquele deus e ele com o olhar brilhando olhando para Emy vi que realmente ali entre os dois existia um sentimento senão o começo de um sentimento. Vendo minha filha toda encolhidinha no colo do deus vi que seria sogra de deus trapaceiro, mas sogra. E com esses pensamentos acabei sorrindo.

O que veio a seguir foi algo inesperado e toda a discussão que Brad e Tony armou acabou acordando Emilly que até pouco tempo estava dormindo muito bem por sinal no colo de Loki.

+ Loki On + 

Sai dos meus aposentos com Emilly no meu colo quando dei de cara com todos eles ali na frente da porta, a família quase que completa da minha garota e Thor. O que eles estavam fazendo ali?

No fim das contas Stark deu uma de louca gritando para os quatro e meu futuro sogro foi na dele. E tudo resultou em acordar uma Emilly irritada, eu entendia ela e se fosse eu em seu lugar não ficaria diferente, seria pior.

- O QUE TÁ ACONTECENDO? - gritou Emilly se remexendo no meu colo e logo se acalmando um pouco

Com aquele grito Emilly acabou assustando quase todos naquele recinto, digo "quase" pelo fato de só não ter assustado a mim e minha sogra que nos olhava admirada. Saber daquilo me assustou um pouco.

- Loki, leve minha filha para o quarto dela. Ela deve estar cansada assim como todos nós. Amanhã nós conversamos. - minha sogra falou se aproximando e dando um beijo na testa da garota que estava ali no meu colo

Apenas assenti e os deixei para trás com cara de taxo, da parte de todos os homens que ali estavam porque pelo que entendi, minha sogra irá ter uma conversa séria com Brad e o senhor Stark.

- Loki? - Emilly chamou depois de alguns segundos de silêncio

- Sim? - perguntei sorrindo

- Você tá gelado. - respondeu calma com um pequeno sorriso nos lábios

- E isso é ruim? - perguntei também sorrindo

- Não, é bom. Aconchegante. - sussurrou no final

Abri a porta de seu novo quarto provisório e a deitei na cama.

- Loki? - chamou quando tinha acabado de cobri-la com um cobertor com aparência quente

- Oi. - respondi calmo

- Dorme aqui comigo hoje? - perguntou com o olhar fixo aonde segundo eu, acho, vinha a minha voz

- Certeza? - perguntei me aproximando

Ela apenas assentiu então, me deitei na cama, me aproximando cada vez mais e por fim, abraçando sua cintura. Pelo jeito ela gostou pois, sorriu e eu cada vez mais me apaixonava por ela, o que eu achei que fosse impossível acontecer mais.

Aquela seria a primeira de muitas noites bem dormidas ao seu lado.

Farei de tudo para tê-la ao meu lado. Irei ajudá-la em tudo que for possível e impossível principalmente, nessa sua "cegueira".

....

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...