História A filha de Hades - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Mitologia Grega
Personagens Personagens Originais
Visualizações 24
Palavras 966
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Capítulo 6 - Capítulo 6


Depois de sair daquela reunião cansativa, Poseidon retorna ao seu castelo onde escuta algo sair da boca de sua amada que ele não consegui acreditar.

– Sorento de sirene, quero de faça algo para mim. E levante-se. 

Fale minha Deusa. Fico bem atento ao que ela vai falar. 

– Quero que dê um fim na vida dessa nova Deusa e não diga nada a ninguém é muito menos a Poseidon. 

– Sim Senhora. Saio após a ordem da Deusa Atena e vou em busca da garota. Segundo o que soube ela é linda chega até ser mais bela que Atena e Afrodite. 

Fico atenta a chegada de meu noivo. – Meu amor! Que bom que chegou. Falo indo de encontro a ele com um sorriso doce.

Fico calado a observando, não sabia que ela é capaz de tal coisa sempre tão bondosa e gentil. – Atena, tão linda e doce.

– Obrigado meu amor. Disse o olhando nos olhos, vejo perfeitamente uma forte presença nas lembranças dele e é o rosto daquela imunda. – Poseidon. O mesmo não me escuta e grito.

– O que deseja? Meu amor. 

– Estou falando com você e parece que está distraído com alguma coisa. 

Dou um beijo na testa dela. – Não quero que se sinta pressionada com o casamento ainda temos 4 anos para nos preparar até o próximo eclipse.

– Como sempre tão preocupado comigo. Ele me beija. – Vai voltar hoje?

– Sim. Sabes bem que agora tenho uma grande responsabilidade nas mãos. 

Faço uma cara de tristíssima. – Que chato meu amor. 

– Preciso ir. Meu amor. Saio de lá e vou para Terra e chego em minha humilde mansão, olho para meu relógio e ainda são 7hs da noite. Entro em minha biblioteca e dou de cara com Beatriz lendo um livro e parece bem distraída. – O que faz aqui? Falo um pouco ainda irritado. 

– Me perdoe! O senhor Hypinos disse que eu podia ficar por aqui para me distrair.

– Tudo bem! Você está bonita nesse vestido. 

Fico envergonhada. – Bem! Foi o senhor Thanatos que disse para vesti-lo e ficar bem apresentável no jantar. Achei depravado, muito curto e colado no corpo.

– Não dê muito ouvidos a Thanatos. E esses livros aqui? Falo colocando as mãos sobre eles em minha mesa. 

– O Senhor Hypinos que me deu para lê-los e posso dizer que a mitologia grega não é tão chata como pensei. 

– Está lendo o livro onde fala dos três grandes deuses de lá  e qual deles te fascinou mais?

– Bom! A história de Hades é interessante, porém,  o que mais me cativou foi a de Poseidon o deus dos oceanos. Mais no decorrer da leitura encontrei algo sobre ele que não gostei.

– E qual foi a parte? Pergunto curioso até por que isso é ao meu respeito. 

– A de Medusa, onde Poseidon abusou dela de baixo da estátua sagrada da Deusa Atena e como ele era um Deus muito prestigiado, Atena não podia o punir e então lançou sua irá sobre ela a transformando  em uma besta horrorosa, pele escamosa e seus cabelos transformados em serpentes enroladas.

Ela tinha que ter lido essa parte e isso não foi nem muito grave, eu tenho instintos que me dominam as vezes. – Não foi nem um absurdo assim. Ela só foi punida por que perdeu a pureza. 

– Você acha isso pouco. A coisa mais valiosa que uma mulher tem é a sua pureza. E quando um homem chega e a pega a força, isso se torna um fardo muito pesado de carregar, vocês homens não tem noção do que é andar na rua e observar pra ver se não tem ninguém atrás e mais depois que isso acontece a mulher se sente suja e nojo de se mesma. 

– Perdão não era minha intenção dizer aquilo. Pego no rosto dela e ela tira minhas mãos e fica nervosa. 

– Algum problema? Pergunto já preocupado.  

– Nada só lembrei que a essa hora minha irmã está sentada no sofá me esperando voltar pra casa. Ele se aproxima de novo. 

– Calma você irá vê-lá amanhã. Olha está gelada e nervosa é melhor irmos jantar. Ela me acompanha até mesa e eu puxo a cadeira ao meu lado para que a mesma sente. – Fique a vontade. Começamos a jantar. 

– Posso perguntar uma coisa? 

– Pode é claro. Permito e ordeno que sirvam um suco à ela.

– Por que quase não se ver mulheres por aqui além das empregadas? 

– Nossas namoradas estão viajando mais o chefe aí tem uma noiva. Fala Thanatos. 

– Eh...eu tinha uma noiva. E é bem difícil encontrarmos mulheres que fazem nosso tipo. Fala Julian.

– Vocês são parentes? 

– Não.  Por que a pergunta?

– Vocês são um pouco parecidos. Tem o mesmo porte físico, músculos definidos. Mudam poucas coisas. São dotados de beleza e vocês dois são uns gêmeos bem estranhos. Não se parecem nada além do corpo e do rosto e o resto tudo muda.

– Sei como é. São extremamente diferentes sem contar no humor deles que dá de perceber claramente. Conversamos e sorrimos durante o jantar e ela parece um pouco mais a vontade conosco. Quer passear no jardim um pouco?

– Sim, é uma bela ideia. Ele pega na minha mão me levando até lá, eu solto a mão dele.  Me sinto realizada vendo tantas flores e rosas de diversos tipos. 

Meu celular toca. – Bia, vou precisar atender, mais não se afaste muito de mim. 

– Claro. Me distância um pouco e encontro um cara. 

– Essas rosas são belas. Falo olhando a mesma. 

São belas. Mais aquela preta se destaca no meio das vermelhas. Falo apontando em direção a ela.

– Eu ainda não tinha percebido essa rara rosa, vai lá pegue ela. Falo pronto para realizar meus planos. 

– Espero que o Sr. Julian não brigue. Digo o olhando. 

– Ele não vai brigar com você. Afinal são apenas rosas e tem milhares delas por aqui. 

Continua...


Notas Finais


Aceito sugestões para melhorar a fanfic


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...