1. Spirit Fanfics >
  2. A filha de magnus e alec >
  3. Vc Esta Cada Vez Mais Fria Tessa...

História A filha de magnus e alec - Capítulo 15


Escrita por:


Capítulo 15 - Vc Esta Cada Vez Mais Fria Tessa...


tessa on


-eu ja disse que ainda não estou pronta,mas se vc se encomoda com isso,não posso fazer nada...-digo fria.


-vc esta cada vez mais fria tessa...


-não estou fria e nen arrogante naginy,estou do mesmo jeito de antes...


-não...vc não esta,antes vc era feliz, animada,educada e se importava com os outros...antes vc se preocupava com o desaparecimento de rafael,agora só se importa consigo mesmo....


-NUNCA MAIS FALE QUE EU NÃO ME IMPORTO COM RAFAEL!


-mas é oq ta parecendo,vc não fala mais nada dele,só se importa com aquelas missões,de treinar,depois da escola vc sempre fala que tem que treinar ou esta acontecendo um ataque de demonio...eu to cansada disso...


-vc tinha que me agradecer,pq se não fosse por mim,talvez vc nen estaria viva,eu te protejo de todas as criaturas demoniacas que estão na terra,vc....deve me respeitar...


-não é pq eu sou uma humana,que não tenho que ser respeitada tambem...


-EU PROTEJO VCS MUNDANOS INUTEIS,VC ME DEVE SUA VIDA NAGINY,MESMO ELA NÃO VALENDO NADA!SOU EU QUE TENHO QUE SER RESPEITADA E NÃO UMA MUNDANA SEM VALOR COMO VOCÊ!!-digo e ela me olha por alguns segundos com decepção de mim e ela sai batendo a porta sen nen olhar para tras,acho que acabei pegando pesado com ela...como vou me desculpar agora?ela não é uma mundana sem valor pra mim,na verdade nenhum mundano é sem valor pra mim,não sei oq me deu aquela hora, eu....só falei,e me arrependi no mesmo instante,mas não conseguia parar de falar aquelas coisas pra ela.

e o baile...o baile era daqui uma semana,pra falar a verdade não gosto muito de bailes ou festas,mas tenho certeza que com um simples pedido de desculpas naginy nen ouviria,vou tentar me assumir e pedir desculpas a ela,sem usar palavras,sou pessima com palavras,se tentasse falar magoaria ela ainda mais...mas oq vou fazer para me desculpar com ela?                                      depois penso nisso,agora eu realmente precisava me focar nas missões,os demonios estão cada vez mais fortes,e cada vez tem mais deles.

depois do intervalo volto a estudar,e de novo aqueles simbolos....aqueles malditos simbolos que não me deixam em paz,nunca!                                                 quando acabam todas as aulas nen perco tempo indo falar com.naginy,ela não iria me ouvir mesmo.Chego em casa e cumprimento meus pais,tomo banho,ponho a roupa apropriada para as missões e pego meu arco e flecha e vou para sala esperar pai alec,que estava um pouco atrasado,porque acabou "dormindo"de mais,não sei pq ainda tentam mentir pra mim,acho até engraçado quando eles ficam atrapalhados quando vejo eles nos amassos.

fomos para aonde estava acontecendo o ataque e quando terminamos,estavamos morrendo de cançasso.


magnus on


alexander e tessa foram para as missões,e aproveitando que tessa saiu fui arrumar o quarto dela,que inclusive estava uma bagunça.começei tirando as roupas do chão e lavando as que estavam sujas,varrendo os papeis de balas e salgadinhos e as garrafas de refrigerante,arrumando a cama e organizando os livros,e quando fui arrumar os papeis que estavam na escrivaninha....essas runas....as runas demoniacas,que meu pai mesmo criou,se tessa algum dia usar a estella dela pra ativar aquelas runas,pode acontecer uma coisa horrivel,também tinhas frases como 'serei a pricesa de edom''todos aqueles com sangue de anjo morrerão''não vejo a hora de me juntar com asmodeus,minha única e verdadeira familia' no idioma de edom que meu pai criou para seus servos.Sem pensar duas vezes amassei aquelas folhas e joguei no lixo.aquele monstro não vai levar a minha filha,ele não vai mesmo.


tessa on


quando cheguei em casa tomei outro banho,e quando entrei no quarto pai magnus estava sentado em minha cama ao lado de pai alec.


-aconteceu alguma coisa?


-com que frequência vc desenha essas runas filha?-pergunta pai magnus me mostrando uma folha.


-eu não sei...faz tempo,eu juro que não conheço elas e nunca as vi em lugar algum,elas só vem na minha cabeça,e eu sinto necessidade de desenha-las.


-vc ja ativou alguma delas com sua estella?-pergunta pai magnus.


-não....por que?


-nunca...em ipotese alguma ative qualquer uma dessas runas tabom....e tente se esforçar para não desenha-las em lugar nenhum...logo isso vai passar.


-isso não vai passar pai....eu sei que asmodeus vai ficar fazendo isso até que eu desista e ele consiga oq quer...


-tessa...


-eu não quero magoalos....mas sejamos realistas...alguma hora ele vai conseguir oq quer...mesmo eu tentando resistir...


-não....não fale isso tessa...ele não vai conseguir....me ouviu!?-diz pai magnus me abraçando e chorando no meu ombro e eu retribuo o abraço,não queria ter dito aquilo a ele,mas era verdade,por mais que eu não quisesse.

meus pais ja tinham ido dormir e todo dia,quando meus pais dormiam eu saia para procurar rafael,mas nunca conseguia e isso ja estava me deixando irritada.estava andando na rua com meu arco nas mãos e minha espada bo cinto.ouvi um barulho e ja peguei uma flecha indo em direção a um beco da onde vinha o barulho,e quando cheguei la era um demonio atacando um menino que eu acho que tinha uns 11 anos,ele estava deitado no chão com medo enquanto o demonio se aproximava dele para mata-lo,sem pensar duas vezes atirei no demonio e ele morreu no mesmo instante,fui até o garoto que não parava de me olhar de um jeito estranho.


-vc ta legal?-pergunto me aproximando devagar perto do garoto,e quando me abaixei para ver um corte que estava em sua cabeça,era outro demonio,uma armadilha,provavelmente de asmodeus,ele jogou meu arco longe e peguei minha espada e atravessei ela em seu peito,em poucos segundos aquela aberração virou pó peguei meu arco de novo e continuei a procurar,não acho nada e ja estava quase na hora de eu voltar pra casa,mas ouço barulhos de gritos de novo,deve ser outra armadilha,mas mesmo assim,quanto mais demonios mortos,melhor.tive que correr para chegar ao local e quando chego la não era um demonio,mas um cara que parecia ter uns 40 anos tentando abusar de uma garota que eu não consegui ver o rosto,mas não o matei rapido,puxei ele para tras e dava varios socos em sua cara mas quando ele chutou minha barriga peguei logo a espada e também o matei.minha barriga doia muito,então fui obrigada a pegar minha stella e ativar a runa de cura,e quando me aliviei da dor olhei para a pessoa que estava no chão e vejo naginy,ela não me olhava,parecia estar tonta,a ponto de desmaiar.


-naginy...porfavor...acorda...naginy!!!-digo segurando sua cabeça empedindo de cair no chão.oq ela estava fazendo ali?por sorte achei ela a tempo,se acontecesse alguma coisa com ela juro que nunca me perdoaria.


-tessa...-ouço ela sussurrar baixinho,e logo cai em meu colo desmaiando,tento pega-la no colo,mas ela é pesada de mais,ativo a runa de velocidade e de força e a levo até em casa,faço um portal para seu quarto e deixo ela deitada em sua cama,mas antes de sair lhe dei um selinho demorado,sentia falta daquilo.


-me perdoe por tudo....-digo baixinho e saio de la,faltava uma hora para eu voltar para casa,mas fui mais cedo,tinha certeza que não acharia mais nada hoje.  cheguei em casa vesti meu pijama e guardei a roupa de batalha,deitei na cama e cochilei nen duas horas,e ja ouço pai magnus me chamar.


-filha,acorde,vc vai se atrasar.


-só mais 5 minutos pai...pfvr,hoje é sabado,não tenho aula.


-mas sabado vc tem treino de manhã,e vc sabe que alexander não fica feliz quando vc não vai.


-é...eu sei,fica mais mal humorado do que o normal.-digo e eu e pai magnus rimos.


-EU NÃO SOU MAL HUMORADO!!-ouvimos ele gritar do corredor,e logo vejo pai alec entrar no meu quarto-bom dia,saco de preguiça-diz ele me dando um beijo na testa e bagunçando meus cabelos mais do que ja estavam bagunçados.


-eii...-digo franzindo o cenho mas logo rio tambem.


-vc tem 15 minutos pra se arrumar,antão...anda,saia dessa cama.


-ta bom....ja to saindo....e...algum de vcs arrumou meu quarto?eu não to achando mais nada aqui,sabem que eu gosto do meu quarto daquele jeito que estava antes.


-o único maniaco por limpeza aqui é magnus-diz pai alec.


-tessa,como vc não consegue achar mais nada,esta bem mais organizado agora,esse quarto estava um bagunça,tinha embalagem de comida velha no chão junto com suas roupas,que vc não deixa arrumadas no guarda-roupa,eu não entendo como vc achava alguma coisa aqui antes,e como alguem pode gostar de um lugar assim,desarumado e sujo?-diz ele indignado e pai alec ri.


-vc realmente é maniaco por limpeza pai.


-não precisa ser um maniaco por limpeza, como vcs me chamam,pra se sentir pelo menos desconfortavel com a bagunça que estava aqui antes e que vc não arrumou tessa lightwood-bane-diz ele nun tom de voz autoritario.-apartir de hoje vc vai arrumar seu quarto todos os dias se não vai ficar sem seu arco e flecha...


-oh,pera ai magnus,não pegue tão pesado com.....-pai alec tenta terminar mas pai magnus se vira e o encara,da mesmo forma de quando ele fala alguma coisa que não devia-claro...-fala pai alec um pouco baixo.


-a não pai...pfvr,não tem outra coisa não?eu gosto dele daquele jeito...


-primeiro,não tem outra coisa,segundo,trate de deixar seu quarto brilhando agora.-diz ele nun tom mandão,e eu balanço a cabeça concordando.-bom mesmo....agora,vamos,tome um banho rapido e va para seu treino.-fala ele e eu saio da cama resmungando,faz dias que eu não durmo nen 4 horas,então quando sinto muito sono ativo a runa de energia e continuo fingindo que nada aconteceu.

tomo um banho rapido visto a minha roupa e pego o arco e vou para sala avisando que ja estou pronta pra irmos,pai alec se despede de pai magnus com um selinho e eu com um abraço.       quando chegamos no instituto vamos direto para a area de treinamento,e como o esperado,estava morrendo de sono e acabei desconcentrando e não conseguindo nen me defender.


-qual é tessa,vamos...se concentre!


-espera,vou pegar minha stella.-falo pegando ela e ativando a runa de novo,e na mesma hora acordo e começo a prestar atenção no treino.

depois do treino fomos tomar café no instituto mesmo,e eram panquecas com mel,devorei aquele prato inteiro,e quando estavamos nos preparando para a missão tio max aparece e pai alec o trata igual a uma criança.


-cabelo de fogo,estava com saudades de vc....finalmente venho me visitar.-diz pai alec bagunçando o cabelo do mais baixo.


-alec para,não sou mais uma crinça!


-pra mim vc sempre sera meu pirralho-diz pai alec e tio max bufa revirando os olhos.


-tessa,isso é pra vc-diz ele me entregando uma caixa de presente até que grande,e quando abro vejo uma besta ali dentro.


-valeu tio...muito obrigada


-eu sei que vc prefere o arco igual ao seu pai,mas quando vi ela achei a sua cara,e como eu sei que vc gosta de experimentar coisas novas,lembrei que vc nunca usou um besta...-ficamos conversando até chegar a hora da missão,e estava tentando entender como aquilo funcionava,era basicamente um arco e flecha,não achei tão dificil de usar,mas é claro que usaria meu arco,ele estava escrito o meu nome e o nome de rafael nele,era como um amuleto para mim,pode  até parecer bobo,mas acho que é o objeto mais precioso que tenho,pq é a única coisa que tenho de rafael além das lembranças.

vamos para a missão e quando chegamos parecia que tinha o triplo da quantidade da ultima vez,matei dois,mas um acabou me atinjindo,tive q me esconder para me curar.estava escorada na parede recuperando o ar para voltar para la,quando um demonio enorme apareceu na minha frente,ja tinha tentado o atacar com a flecha e com a espada mas ele ja tinha jogado elas longe,não tinha mais oq fazer,ele era bem mais forte que eu,até que venho a imagen de uma daquelas runas,mas pai magnus falou para não usa-las,maa e ae afontecer alguma coisa boa?infelizmente a única opção que tinha era tentar usar aquela runa,então peguei minha stella e desenhei a runa na pele daquele demonio,demorou alguns segundos com ele se contorcendo de dor e depois ele simplesmente explodiu,não aconteceu nada de mais depois disso,só peguei minhas armas e voltei para ajudar os outros shadowhunters.                                  e agora,como contaria a pai magnus que ativei aquela runa demoniaca,mas,foi para me protejer,ele ia entender,eu acho... não vou contar nada,não aconteceu nada de ruin,não é?


chegamos em casa,e eu fui tomar banho e colocar o pijama,para ir "dormir". todo dia é a mesma coisa,de madrugada saio para procurar alguma coisa que possa me ajudar na busca de rafael,de manhã,vou para escola,e quando chego da escola vou treinar e ir pra as missões,e no sabado e domingo,de manhã eu treino,e o resto do dia vou caçar demonios,todo dia a mesma coisa.


quando aai de madrugada não achei nada denovo,mas uma coisa não aaia da minha cabeça,oq nahiny estava fazendo aquela hora da noite na rua,ela teve sortevque eu achei ela a tempo,mas acho que nen essa pergunta iria fazer ela falar qualquer coisa comigo.quando cheguei fui dormir e passei a semana fazendo isso todo dia.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...