1. Spirit Fanfics >
  2. A Filha De Pennywise E O Mago Supremo (Segunda Temporada) >
  3. Pietro Maximoff

História A Filha De Pennywise E O Mago Supremo (Segunda Temporada) - Capítulo 30


Escrita por:


Notas do Autor


Hey My Friends!!!!❤️😍😘❤️





Boa Leitura!!!!

Capítulo 30 - Pietro Maximoff


Fanfic / Fanfiction A Filha De Pennywise E O Mago Supremo (Segunda Temporada) - Capítulo 30 - Pietro Maximoff

Uma tarde inteira no shopping com Pietro se resumiu a várias compras bem desnecessárias, uma treta com um vendedor de loja, nós dois passando vergonha na praça de alimentação, nós dois sermos expulsos do cinema apenas por tretas com uma velha lá, tirarmos várias fotos com os nossos fãs e Pietro brincando de correr pelo shopping.

Quando anoiteceu, voltamos para a base completamente cansados.

Apenas dei um "oi" para o pessoal, coloquei James para dormir e fui para o meu quarto descansar.

Tomei um banho rápido e troquei de roupa, me jogando na cama.

Não é nada fácil, ficar correndo atrás de alguém que tem super velocidade!

Porém não consegui dormir.

Fiquei durante várias horas, se mexendo de um lado ao outro tentando inutilmente pegar no sono. Quando foi notar, já eram quase quatro horas da manhã.

De repente, ouvi um barulho no quarto.

Continuei de olhos fechados, e deslizei discretamente minha mão até debaixo do meu travesseiro, onde havia uma adaga.

Senti uma presença se aproximar por trás de mim e, rapidamente, puxei a adaga, girei meu corpo e a cravei no ombro do homem encapuzado.

Ele encarou a adaga em seu ombro e a tirou de lá, como se fosse a coisa mais insignificante do mundo e tentou investir um soco contra mim, porém eu desviei, jogando meu corpo para o chão e me levantando em seguida.

Ele veio pra cima de mim, com uma katana que tirou do nada e cortou meu ombro com ela. Consegui arrancar a katana das mãos dele (apesar de ter ganhado um corte por isso) e joga-la longe. Chutei-o no estômago e desferi um forte soco contra o queixo dele, fazendo ele cambalear para trás, um pouco desnorteado.

-Sabia que pode machucar alguém com tanta força, Monstrinha?—O homem encapuzado perguntou com certo deboche

Parei de andar na direção dele por um segundo, tempo suficiente para ele conseguir me derrubar no chão e ficar por cima de mim. Impedi ele de cravar uma espada em meu peito, quando eu segurei a espada pela lâmina e consegui a quebrar o que, obviamente, fez com que eu cortasse toda a palma da minha mão.

Joguei a espada para longe, dei uma cabeçada com força nele e enfiei minhas garras no pescoço dele.

-Porque está aqui?!—Eu indaguei confusa e irritada

Ele não respondeu e simplesmente desapareceu.

Soquei o chão irritada.

-Ah qual é!—Eu praticamente rosnei com raiva—Você é alérgico a resposta direta, seu boçal?!

Olhei para minha mão que já estava cicatrizando e respirei fundo.

Me levantei do chão e troquei de roupa. Olhei no relógio, constatando que eram quase quatro e meia da manhã e saí da base dos Vingadores.

Fui andando calmamente pelas ruas de New York. Peguei meu telefone e coloquei meus fones de ouvido, enquanto escutava Youngblood, de 5 Seconds Of Summer.

Em poucos minutos, cheguei na SHIELD e já fui direto na sala de Fury, ignorando completamente a existência de outros agentes como a Romanoff e o Barnes.

-Bom dia, Nick.—Eu o cumprimentei, assim que adentrei seu escritório

-Olha só... Você veio... Mas que raridade!—Ele exclamou em tom divertido

Dei um meio sorriso e me sentei na cadeira a sua frente.

-Como você está, Penny?

Dei de ombros.

-Estou bem... E você?

-Bem... E como está os outros? Os que ainda estão nos Vingadores?

-Bem também...

-Sabe...—Fury comentou sem tirar o olhar do notebook a sua frente—O Bucky perguntou de você.

Franzi o cenho.

-Ele perguntou?

Fury assentiu.

-Perguntou se você estava bem e quando você voltava... Sabe... Ele não parece estar com raiva de você, apenas triste.

-Tenho certeza que ele está com ódio de mim.—Eu disse suspirando pesadamente—Eu matei a esposa dele. Eu matei uma das minhas melhores amigas!

-Não foi sua culpa. Você sabe disso.—Fury afirmou levantando o olhar para me encarar

-Olha eu... Já vou indo. Vou trabalhar.—Eu informei me levantando e mudando de assunto

Fury suspirou pesadamente, mas assentiu e eu saí da sala dele mais rápido que uma flecha.

Fui andando pelos corredores da SHIELD e cumprimentando alguns agentes que estavam no caminho

Cheguei na sala de treinamento e vi que uma agente estava lá treinando.

-Bom dia, agente Evans.—Eu a cumprimentei sorrindo

Jully parou de socar o saco de boxe e me olhou sorrindo.

-Bom dia, Carter! Você sumiu, não?

-Estava resolvendo alguns problemas.—Eu respondi dando de ombros

-Ainda sabe lutar, ou está velha de mais para isso?—Ela interrogou subindo no ringue

-Nossa que engraçado.—Eu afirmei sarcásticamente e subi no ringue

Ela sorriu de lado e veio para cima de mim, tentando desferir um soco contra meu rosto, mas eu bloqueei o soco e a empurrei para se afastar de mim um pouco.

Segurei o braço dela, quando a mesma estava prestes a me dar outro golpe e eu dei um soco em seu queixo, fazendo-a de distanciar um pouco de mim. Porém Jully investiu contra mim novamente: me deu um chute na boca do estômago e agarrou meu braço, o torcendo para trás. Dei uma cabeçada nela e uma rasteira, a derrubando no chão, ficando por cima dela.

-Ainda acha você que eu estou velha demais pra isso, Jully?—Eu provoquei tentando a imobilizar

Ela me deu uma cabeçada e, em um instante, inverteu as posições e ficou por cima de mim, prendendo minhas mãos no alto da minha cabeça.

-Se eu falar o que eu acho... Eu sou demitida!—Jully respondeu sorrindo de lado

Revirei os olhos e sorri, enquanto ela se levantava e estendia a mão para mim.

Olhei para a porta e vi Barnes entrando na sala de treinamento.

-Oi Bucky!—Jully gritou animada

Tive vontade de esganar ela por isso.

Barnes a olhou disse "oi", mas o seu olhar caiu sobre mim e ele ficou com uma expressão indecifrável, mas logo desviou o olhar de mim.

-A agente Smith está te chamando lá no setor B.—Ele informou para Jully

Ela assentiu e saiu de lá.

Desci do rinque e fui até um dos sacos de boxe que havia lá e comecei a soca-lo, tentando ignorar completamente Bucky, que ainda estava na sala.

-Oi, Carter.—Ele me cumprimentou seriamente

-Oi, Buchanan.—Eu o cumprimentei enquanto me concentrava em socar o saco de boxe

-Como você está?

Franzi o cenho.

Porque ele queria saber?

Mesmo assim, respondi meio hesitante:

-Estou bem... E você?

-Bem também.—Barnes respondeu hesitante—E os outros? Steve, Clint, Strange...

-Estão bem também. E como está a Wanda, a Natasha...?

-Estão bem.

-Legal...

-E o James?

-Bem.

-Que bom...

Silêncio.

Parei de socar o saco e saí da sala, sem dizer mais nada.

Fui andando apressadamente pelo corredor e bati com força contra alguém, quase o derrubando no chão.

-Sinto muito, eu não... Ah, oi Eddie!—Eu o cumprimentei animada

-Oi Penny! Nossa, você veio pra SHIELD e nem me esperou? Estou bem magoado...—Ele disse se fazendo de ofendido

"Dramático..."—Ouvi Toxina murmurar

Eddie revirou os olhos.

-Desculpe, cheguei cedo, você ainda deveria estar dormindo.—Eu comuniquei dando de ombros—O Loki veio?

-Acabou de sair em uma missão junto com Wanda.—Ele respondeu enquanto andavamos pelo corredor

-Loki junto com Wanda? Quem foi o inteligente que teve essa idéia?

-O Fury.

-Tinha que ser...

-PENNY!!!

Estremeci de susto ao ouvir a voz de certo Papaléguas berrar em meu ouvido.

Eu o encarei irritada, enquanto Eddie e Toxina riam.

-Mas de onde foi que você surgiu, criatura?!—Eu perguntei indignada

Pietro sorriu debochadamente, antes de indagar:

-Não me viu chegando?

Eu comecei a estapear ele com raiva.

-Para. De. Falar. Isso. Porque. Já. Encheu. O. Saco!—Eu disse pausadamente enquanto o batia em cada palavra

Eddie e Toxina ficaram rindo.

Eddie estava apoiado em uma porta, porém alguém a abriu para dentro, fazendo ele cair no chão com força.

Eu parei de bater em Pietro e comecei a rir, juntamente com Toxina e Natasha (que foi quem abriu a porta).

Pietro se aproveitou disso e tentou sair de fininho para escapar de mim, porém eu notei isso e fui atrás dele.

Pietro começou a correr pela SHIELD, mas em velocidade normal, para que eu pudesse o acompanhar.

Ele foi correndo e esbarrando em vários agentes que reclamavam. Tirei meu sapato e joguei nele, acertando em sua costas, porém ele continuou a correr.

Tirei meu outro sapato e joguei na direção dele, mas ele desviou e o sapato acertou em cheio o rosto de Fury que surgiu do nada.

Pietro parou de correr no mesmo instante e ficou do meu lado.

Respiramos fundo, vendo Fury com uma cara de ódio.

-Agente Maximoff e agente Carter... Pra mim sala os dois, AGORA!

Fury foi como uma flecha, para a sala dele e muito furioso.

Troquei um olhar desesperado com Pietro e fomos até a sala de Fury.

Depois de quase duas horas de um sermão, onde Fury queria comer nossos fígados (especificamente o meu) e nos acusou de sermos dois idiotas e imaturos e afirmou que eu não deveria ter o comportamento de uma criança porque eu sou a futura diretora da SHIELD... Depois desse eterno sermão, que fez quase com que os meus ouvidos e o de Pietro sangrassem, fomos liberados.

E, quando isso aconteceu, eu e Pietro fomos correndo para a base novamente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...