1. Spirit Fanfics >
  2. A Filha De Pennywise E O Mago Supremo (Segunda Temporada) >
  3. Vincent

História A Filha De Pennywise E O Mago Supremo (Segunda Temporada) - Capítulo 32


Escrita por:


Notas do Autor


Hey My Friends!!!!❤️😘😍❤️






Boa Leitura!!!!

Capítulo 32 - Vincent


Ninguém nem sequer respirava. Quase todo mundo, alternava o olhar entre o Strange/Mágico de Circo e o cara que se diz ser o Strange também.

O cara era idêntico ao Strange, mas ele tinha um ar extremamente arrogante, bem mais arrogante do que o meu Strange.

Depois de um longo silêncio, Steve resolveu se pronunciar:

-De que Universo você é?

-Do Universo DC!—O homem afirmou sarcásticamente e revirou os olhos

-Ele é do nosso Universo. Só que ele é um Strange do futuro.—Eu informei seriamente

O "Strange do futuro" sorriu pra mim. Porém não era um sorriso verdadeiro, era apenas um deboche.

-Até que você não é tão burra assim, vadia.

Senti meu sangue ferver.

Eu vou socar a cara dele!

-O que você quer aqui?—Strange perguntou seriamente

-Eu já falei, seu idiota.—O futurista falou sem paciência—Eu estou tentando salvar o seu futuro. Mereço um obrigado, pelo menos.

-Salvar o futuro, tentando me matar?—Eu indaguei erguendo uma sobrancelha

-Ah não...—Ele respondeu com uma expressão séria—Eu só quero te matar porque eu odeio você. Eu... Odeio você mais do que tudo, Carter. Eu tenho nojo de você.

Isso doeu... Doeu muito no meu coração.

-Mas estou aqui para ajudar a mudar o futuro de vocês.

-Se você muda o passado, o seu futuro não altera.—Laura lembrou com uma expressão séria

-Eu sei disso. Mas eu estou preso no presente de vocês... E não quero passar por tudo que passei novamente. Eu sei o que vai acontecer com vocês... Eu posso ajudar... Na verdade, vocês não tem outra opção além de mim.

-Nos ajudar com o que?—Clint interrogou erguendo uma sobrancelha

-A vencer o Pavor, o senhor do Caos, O Grande Enigma...

-Dormammu.—Strange completou e o outro assentiu—Ele está preso na Dimensão Negra.

-Acha mesmo que um demônio dimensional está lá preso pra sempre? Credo... Eu era um idiota mesmo!—O Strange do futuro disse olhando para o Strange do presente com desprezo

-Como podemos saber se isso é mesmo verdade?—Steve se intrometeu

-Porque é verdade.—Eu afirmei fazendo todos me olharem—A Jóia do tempo tinha me avisado sobre Dormammu e esse daí apareceu... Não pode ser coincidência.

-A Jóia do tempo te avisou? Porque não me contou?—Strange (do presente) indagou me encarando

-Desde quando sou obrigada a contar as coisas para você?—Eu questionei friamente

-Se as coisas tem haver com a Jóia do Tempo, você tem que me contar. Eu sou o Mago Supremo!

-E está desempenhando o seu papel muuuuuito bem, não é?—Eu interroguei sarcásticamente

"Crianças não briguem."—Venom pediu com a voz carregada de deboche

-Enfim... Vocês precisam da minha ajuda.—O Strange do futuro afirmou calmamente

-Não precisamos.—Eu disse convicta

-A profecia vai se cumprir, Carter. Você vai matar todos eles e vai destruir o Universo...—O Strange do futuro afirmou friamente—Você sabe disso, e eu estou tentando impedir isso... Se quiser me ajudar a salvar seu mundo, ótimo! Mas se não quiser... Não me atrapalhe, vadia.

Eu o encarei com muita vontade de socar a cara dele.

Como o Strange, se transformou nisso?

Respirei fundo, sentindo uma dor semelhante a uma facada no peito.

-Certo... Mas, quando isso acabar, ou você cai fora, ou eu te mando pro lugar de onde você veio.—Eu mandei seriamente

-Feito.

Silêncio.

-Tudo bem...—Rogers se pronunciou meio hesitante—É... Strange!

-Que foi?—Os dois perguntaram juntos

-Não... É, o outro Strange.—O Capitão comunicou calmamente

-Eu?—Os dois novamente indagaram ao mesmo tempo

-Não, não... O outro Strange!

-Sou eu!—Denovo falaram juntos

Se eu não estivesse com raiva, eu estaria rindo.

Steve coçou a nuca, meio constrangido.

-Não, pessoal... O Strange...

-Então sou eu!—Ambos falaram juntos e se encararam irritados

Laura e Pietro começaram a rir, porém disfarçaram com uma crise de tosses.

-Não é... Droga!—Steve bufou irritado—Vamos fazer assim: O Strange do presente...

-O babaca supremo.—Loki cantalorou

-O Strange do presente...—Steve continuou dizendo—Vai continuar se chamando Strange, ou Stephen... E o do futuro...

-O mais babaca ainda.—Loki cantalorou novamente

Rogers bufou, perdendo a paciência.

-O do futuro vai se chamar... Vincent. Tudo bem pra vocês?

-Tanto faz essa merda!—Vincent disse com desprezo—Eu sabia que vocês eram idiotas esse ano, mas não me lembrava que era tanto!

Respirei fundo e saí de lá, o mais rápido possível

Entrei no meu quarto e tranquei a porta.

Respirei bem fundo e devagar.

Isso não está acontecendo comigo, está?

Sim... Está!

Me sentei no chão, encostada na parede.

Minhas mãos tremiam e suavam; meu coração batia muito acelerado, enquanto eu sentia um aperto no peito, minha respiração estava ofegante e eu sentia falta de ar.

Ouvi batidas na porta.

-Penny? Posso entrar?

Ignorei o pedido e depois de um tempo as batidas cessaram.

Respirei fundo, agradecendo a Odin por isso, mas...

-Você tá bem?

Tomei um susto e apontei uma arma para Strange, que arregalou os olhos e levantou as mãos, em sinal de rendição.

Abaixei a arma. Era somente o Strange, não ele do futuro.

Apesar de serem os mesmos, Strange nunca tentaria me machucar fisicamente...

Ele do presente.

Strange se abaixou e me olhou preocupado.

-Você está bem?—Ele puxou meu braço e arregalou os olhos—Meu Odin do céu Penny, sua pulsação tá fraca!

-E daí?—Eu puxei meu braço, me livrando das mãos dele—Eu não morro mesmo!

Ele me olhou e piscou atordoado.

-Está com raiva de mim?

-Não.

-Está sim. Eu te conheço.

-Você não me conhece Strange! Você nunca conheceu!

Ele me olhou com deboche.

-Eu te conheço melhor do que você mesma! Você pode até negari mas eu te conheço muito bem.

Não respondi e desviei o olhar dele.

-Penny, você vai ficar assim comigo até quando?

Não respondi novamente. Fiquei olhando para as minhas unhas, apenas para não o encarar.

Strange suspirou pesadamente.

-Penny, eu amo você... E não tem um dia que eu me odeie pelo que eu te fiz, me perdoa por favor... Eu não aguento mais isso, eu só quero que a gente volte a ser como era antes... Eu Te Amo e...

-Você não ama.—Eu interrompi seriamente

Strange piscou atordoado.

-O que?

-Você não me ama... Você ouviu você dizer... Você ouviu o Vincent dizendo... Você me odeia.

-Ele te odeia, mas eu amo você.

-Você é ele, seu idiota. Se ele me odeia, você também me odeia.

-Penny, eu...

-Cala a boca.—Eu mandei seriamente—Cala a boca, porque eu estou louca pra socar a sua cara...

Eu suspirei pesadamente e abaixei o olhar.

Strange segurou em minha mão e a acariciou.

-Eu Amo Você Penny... Eu Te Amo mais do que tudo... Você pode até me odiar se quiser, mas eu sempre vou amar você... E eu não vou desistir de nós dois.

Então ele se levantou e saiu por um portal que ele abriu.

Assim que o portal se fechou, encostei minha cabeça nos meus joelhos e suspirei pesadamente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...