1. Spirit Fanfics >
  2. •♫•♬•A Filha do All Might•♫•♬• >
  3. Teste de admissão

História •♫•♬•A Filha do All Might•♫•♬• - Capítulo 2


Escrita por: Mel_Hatake

Capítulo 2 - Teste de admissão


Fanfic / Fanfiction •♫•♬•A Filha do All Might•♫•♬• - Capítulo 2 - Teste de admissão

Entrei naquela escola, o momento que mais esperei, finalmente vou entrar na U.A, que sonho!

Na sala onde ia ser a orientação do exame, o herói profissional, Present Mic, vai explicar. Oh meu Deus, é realmente um herói profissional aqui, ooohhhh!

Ele começou a falar como seria o teste. Se trata de cidades artificiais, com vilões falsos. Esses vilões são robôs que temos que derrotar. Um robô que vale 1 ponto, outro que vale 2 e outro de 3. Ganhamos esses pontos usando nossos poderes para derrota-los. Além desses, também tinha um que não valia ponto nenhum, era apenas um obstáculo, não era obrigatório derrota-lo.

[...]

Aqui estou eu, junto de outras pessoas na frente do portão do campo. Isso vai ser incrível.

Encontrei Midoriya no meio das pessoas, elas estavam rindo dele porque tropeçou na entrada da escola, eu nem tinha visto isso acontecendo, mas se eles tão falando né.

Nesses dez meses, eu criei uma relação forte com ele, papai também. Ele é quase como um irmão pra mim, e não é legal ver ele sendo ridicularizado por essas pessoas que nem o conhecem.

- ei, Izuku! - andei até ele - não liga pra esses idiotas - revirei os olhos - e pra vocês, aqui ó! - mostrei o dedo do meio - vamos! - puxei Izuku pelo braço. Nos afastando daquelas pessoas.

- agora, comecem! - Present Mic chamou atenção, abrindo os portões. 

Rapidamente, corri pra dentro do campo, já dando de cara com um robô de dois pontos.

- ah, isso vai ser fácil! - me ergui com a água.

Estendi minhas mãos, saindo água em estado líquido delas, atingindo com tudo o robô. A água pode parecer leve e mole, mas dependendo da força com que entra em choque com outra coisa, pode causar muito dano, o que acabou de acontecer.

Olhei para o lado, tinha um robô indo na direção de Izuku, ele não faz nada, porque?

- IZUKU! TOMA CUIDADO! - corri até ele e criei uma bolha de água, que nos protegeu do ataque do robô - porque não fez nada?!

- e-eh, eu não sei!

- então é melhor descobrir, porque não posso te proteger toda hora! - desfiz a bolha e atingi o vilão falso com água, quebrando-o. - de nada. - saí correndo, a procura de mais robôs. 

[...]

Ah, isso é tão divertido! Eu destruí tantos robôs, perdi a conta, até!

Em um momento, cheguei numa rua onde estava o pico de tudo, com muitos robôs e participantes destruindo-os. Não consegui achar um disponível pra mim.

Senti o chão tremer, e olhei para o lado, avistei o grande robô de zero pontos, vindo na direção dos estudantes, é maior do que pensei. Ele atingiu o chão, causando um temor maior ainda, quase fui jogada pra trás.

Meu primeiro pensamento foi fugir, eu não precisava derrotar aquele robô de qualquer jeito, mas isso mudou quando vi uma garota presa entre as pedras. Ela é morena, tem cabelo curto e é fofa. Eu preciso ajuda-la a sair dali, senão vai ser atingida!

Para chegar nela mais rapidamente, fui sendo erguida pela água, e usei a mesma para levantar as pedras.

- não se preocupe, menina, eu vou te ajudar - falei ofegante, é preciso muita força e energia para levantar algo pesado assim, mas eu vou conseguir!

Me distrai quando vi Midoriya correndo na direção do robô, o que diabos ele vai fazer?!

Deu um pulo, um grande pulo, que fez ele ir super alto, na altura do robô. Quando chegou lá em cima, seu braço começou a brilhar, e sua manga rasgou. Acertou um soco muito forte no topo do vilão falso, fazendo ele quebrar.

- isso foi... Incrível... - falei surpresa, as pessoas ao redor estavam boquiabertas.

Bem, acho que falei cedo demais, porque ele começou a cair, cair muito rápido.  

- aí meu Deus! Ele vai morrer se atingir o chão, eu preciso fazer alguma coisa!

Criei uma plataforma de água em baixo de Midoriya, trazendo ela ao chão lentamente. 

- Izuku, o que aconteceu com você?! - falei ao ver seu braço e pernas escuros e quebrados - ah, então foi isso... - falei pensativa, óbvio que seria assim no começo, o corpo dele foi modificado às pressas, então não seria perfeito no começo. 

- o tempo acabou! - ouvi Present Mic gritar.

- o-o que?! - Midoriya falou antes de desmaiar.

- Izuku? IZUKU! - Balancei o corpo dele, mas não acordou - mas que merda!

Com o tempo pessoas se juntaram ao nosso redor, interessados em Midoriya.

- o que é esse cara? Ele pulou no obstáculo... - um garoto falou - ele parecia ter uma individualidade de reforço, mas isso foi incomum.

- mas se ele tinha um poder tão incrível, que tipo de vida ele tinha sendo um completo estranho desesperado?

- talvez estivesse tentando enganar os outros, mas não parece que ganhou algo fazendo isso. Enfim, não há dúvida que ele parece ser alguém legal.

- depois disso, qualquer um acharia, né? - murmurei pra mim mesma.

- certo, bom trabalho, ótimo trabalho! - ouvi uma voz feminina falar atrás de mim - minha nossa, se machucou tanto usando o próprio poder? - essa é a Recovery Girl, que incrível! 

Ela se aproximou do rosto de Izuku e depositou um beijo em sua bochecha, faz parte de sua individualidade. Imediatamente, o braço e pernas de Midoriya voltaram ao normal, apenas não acordou. Ah, tomara que fique bem.

[...]

Uma semana se passou, estou deitada na minha cama, esperando meu pai chegar e me falar o meu resultado.

Como ele vai ser um professor esse ano, não preciso da carta vinda da escola, e só ele falar diretamente pra mim.

- Miko! Cheguei! - meu pai gritou da sala. Esse é um apelido que só pessoas íntimas a mim me chamam, bem, só papai e Izuku.

- Paaiii! E aí? Como eu fui?! - perguntei animada. 

- você foi ótima! Com um total de 55 pontos de vilão, e 26 de resgate, passou no exame! Estou orgulhoso de você, filha!

- isso, isso, isso! Ah meu Deus, eu estou tão feliz! Isso vai ser incrível!

Mal posso esperar pelo primeiro dia.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...