1. Spirit Fanfics >
  2. A Filha Do Deus Da Trapaça >
  3. Por favor!!!

História A Filha Do Deus Da Trapaça - Capítulo 21


Escrita por:


Capítulo 21 - Por favor!!!


Um trono de gelo era a única imagem no meio da escuridão. Um trono congelado e gigante! E a única pessoa que se via ali na frente dele era Anne. E a mesma olhava o trono com tal admiração. A mesma começou a caminhar em volta do trono. E um som se iinstalou no meio da escuridão, ela não entendeu mas continuou ali, observando com tamanha admiração, como se o trono fosse uma pintura, uma escultura. Ela voltou a fiicar de frente aoo trono, e se aproximou e se sentou. 


Anne acordou sentada com o som do despertador -que seria o celular- e respirou fundo. Era só um sonho. Um sonho estranho. Pensou e assim que foi no banheiro pra fazer suas necessidades e tomar um banho, e logo se arrumar, sai do quarto e arruma a mesa pro  seu café da manhã. 

-  Bom dia, criança tola. 

A mesma já  não se assustou com  a voz do pai, e sorriu o encarando. 

- Bom dia, pai! Tudo bem? 

O deus estranhou com a pergunta, já estava acostumado só com o "bom dia" da filha.

- Ahm... Tudo. Eu acho. E... você?

- Muito bem, obrigada!   - Disse entre um sorriso o que fez o deus estranhar mais ainda.

- Certeza?  - Perguntou com uma sobrancelha arqueada.

- Humrum!   - Falou enquanto coloca um pedaço grande de pão recheado a nutella na boca.

- Hum... Okay então. 


...


Anne bate a porta do armário se assustando ao ver Parker bem ao seu lado.

- Ah! Oi Peter! Nem te vi aqui! 

- O-Oi Anne! 

- Hoje não vi MJ e nem Gwen. 

- A-Ah bem... MJ ficou doente e Gwen deve ter se atrasado! 

- Hum.  

O sinal soou e apareceu Ned junto com Miles.

- Eai  Anne!  - Falou o garoto moreno abaixando os fones de ouvido.

- Oi Miles!

- Oi Anne!

- Oi Ned! 

Os quatro foram para suas salas, Anne se sentou ao lado de Peter já como de costume, enquanto o professor chegava.

- Hey, Peter!  - Chamou a loira e o garoto a olhou.

- O-oi?

- Já sabe qual vai ser o projeto de.. ciências?  - O garoto arregalou os olhos.

 - Merda!

- Olha a boca!  - Diz rindo  - Eu pensei em um!

- Ótimo! Qual?

- Bicicleta que gera energia! 

- Isso sim que vai ser um ótimo projeto, Senhorita Laufeyson!  - Comentou o professor Erick para a garota na frente da mesa da mesma -  Espero que dê certo! Vai fazer com quem?

- Ahm... O Peter e o Ned.

- Ótima escolha! Os dois são ótimos alunos!   - Ele conta sorridente e Anne estranhou. O professor dar as costas se sentando em cima da mesa e começando a aula.

- U-Uma bicicleta?

- Sim, Peter! 

- Boa idéia! Mas.. vamos ter que montar a bicicleta? 

- Sim, Parker! Por que? Não sabe montar uma bicicleta? 

- É...

 - Eu sei montar uma bike! É muito fácil!  - Falou Ned olhando os amigos. 

- Viu? O Ned sabe!  - O comentário da loira fez o garoto revirar os olhos e cruzar os braços  - Depois a gente ver quem vai arrumar a bike, e depois a gente compra as coisas!

- O-okay.


***


No intervalo...


- É... A Gwen não veio mesmo.  - Falou desanimada olhando pros três amigos.

- E nem eu sei o motivo da falta dela.  - Contou Miles com um olhar perdido mirando seu pudim.

- Hum... Aliás, sobre o trabalho...  - Comentou Parker puxando a atenção dos amigos.

- O tal do trabalho de Ciências que você comentou no grupo?  - Perguntou o moreno e Parker confirmou.

- Vamos fazer uma bicicleta que gera energia!   - Contou Ned empolgado com o trabalho.

- Ah! Que legal galera!

- Vamos fazer na.. casa de quem?  - Perguntou o mesmo ainda empolgado.

- ... Podemos votar!   - Diz Anne entre um sorriso grande.

- Boa idéia!   - Falou Peter desta vez. 

Como estavam de mochila, Anne pegou um caderno e rasgou uma folha e picotou três pedaços escrevendo os nomes dos amigos e o dela.

- Pronto! Miles, poderia fazer o favor?

- Claro!   - Afirmou entre um sorriso. Amassou os papéis pequenos sacudiu  a mão, e logo os abriu e tirou um dos papéis - Anne.  

Os dois garotos estremeceram e olharam para a única garota no meio.

- Que foi?

- É que o seu pai....  - Começou Ned.

- Então podemos fazer na casa de um de vocês! Por mim não tem problema!

- Isso seria trapacear. 

- Meu pai ia rir disso.   

- É... Vamos ir na sua! Caso algo aconteça, podemos ir na minha!   - Falou Peter decidido.

- Ótimo! Assim tudo bem! O trabalho é pra entregar no dia dezessete! Teremos tempo com três semanas e meias! 

- É! 

- Depois da amanhã, na minha casa então. 

- Okay!   - Os dois garotos disseram juntos.

- E eu vou ficar sozinho. Boa pro Miles!

- Hey, Anne. Seu pai te mataria se levasse mais um garoto?   - Perguntou Ned olhando com pena o amigo.

- ... Nah. Posso conversar com ele. Ou hoje ou amanhã de manhã! 

- Então, Miles?

- ... Okay. 

- Caso alguém for morrer amanhã... Peter pode nos proteger! Ou a Anne!  - Falou Ned entre um sorrriso torto, fazendo os outros rirem.

- Verdade!   - Concordou Miles rindo.


***


- Bem, caso você for falar com seu pai, e caso ele negue... Me avise, aí já podemos mudar a casa!   - Falou Parker indo para fora da escola junto com os outros. 

- É.. Acho que vou ouvir todas as línguas dos Nove Reinos numa só frase!

- Boa sorte!   - Falou Ned e todos ali se despediram seguindo seus caminhos.

Anne não demorou para estar na frente da porta do apartamento, respirando fundo diversas vezes ouvindo a voz do Olaf do Frozen a perguntando por que ela não bate ou abre a porta.

Sem mais delongas, ela destranca a porta e entra. Caminha devagar e nem olha se tem alguém na sala ou não. 

- Parada aí, Criança tola!  - Fala o deus mago fazendo Anne parar no lugar ainda virada de frente ao corredor. Estava tão perto de chegar no quarto.

- Ah! Eai, pai!  - Se virou pro deus que se via sentado na poltrona com uma das pernas em cima da outra  - Como vai? Tá bonitão hoje!  -  Mesmo que o deus esteja normal, e com suas roupas normais.  E o mesmo franziu a testa já cruzando os braços. 

- Antes de perguntar... Não tenho dinheiro midgardiano!   - Diz calmo achando que era isso.

- Ahm... Okay.. Ah que pena que não tem!  - Forçou um sorriso bem grande  - Pena mesmo! Vou pro meu quarto!

- Tenho a rara impressão que não é isso. Vamos, Anne. Sei que você pode mentir melhor!  - Sorriu com deboche - Eai, qual vai ser a próxima mentira?

- ... Vai ter um trabalho escolar. Que é formado por.. grupos! E... Caso...um grupo de três pessoas virem... Quatro contanto eu!... O senhor deixaria eles virem?

- ... Seriam o que? 

- Bem.. Se for meninas, iguais eu de minha idade, o senhor deixaria?

- ... Sim.

- Mas... E se for meninos, mas de minha idade, o senhor deixaria?

- Não. 

- Mesmo que.... tenha um dos Vingadores entre eles? Estou falando do garoto aracnídeo... o senhor deixaria?

- Anne Miller Laufeyson! Você está tentando trazer três garotos e um deles é um idiota de um dos Vingadores, para este apartamento? 

- ... É necessário.

- Não é não! Você só conseguiu fazer amizade só com garotos?!

- Que? Não! Por favor, pai!

- Você queria minha resposta, e a minha resposta é não! 

A mesma suspirou e se encostou na parede olhando a porta. Estreitou os olhos ee fungou o nariz.

- Haha! Esse truque não funciona comigo, criança tola. 

A mesma continou até sentir lágrimas nos olhos e o deus se levantar. 

- Anne. Você... não tá na chorando de verdade... ou está?

Uma lágrima deslizou sobre a bochecha de Anne, e o deus se irritou por fazê-la chorar.

- Okay, Okay! Pode trazer seus amiguinhos!   - Falou mas logo se arrependeu ao ver a garota secar a lágrima rapidamente e sorrir.

- Obrigada, pai! Te amo do fundinho do meu coração!  - Falou e correu literalmente parra dentro do quarto e se trancou lá. Loki a seguiu irritado e bateu com força na porta.

- Hey! Você trapasseou, criança tola! 

A porta se abriu devagar amostrando a garota com olhar confuso.

- Está brigando comigo por ter.. trapaceado?

- ... Estou!

- Logo o senhor? O deus da trapaça?

- É diferente! Eu sou seu pai!

- ... Pensei que se orgulharia por isso.

- ... Estou orgulhoso. Bem, foi melhor que sua mentira!

- Agora boiei! 

O deus riu ao entender a palavra.

- Você sempre foi assim. Uma malandrinha. Manipuladora e trapaceira!  - Disse entre um sorriso.

- ... Como assim "sempre"?

O deus arregalou os olhos e sorriu amarelo.

- Eu quis dizer que você tem esse jeito de manipuladora. Menos mentirosa.

- Nunca fui tão boa assim em.. mentir. 

- Eu notei só pela mentira esfarrapada de hoje. 

- É... Mas... obrigada por aceitar que meus amigos possam vir amanhã! Vai ser depois da escola, e se estiver em casa... por favor... não me chame de criança tola.. please! 

- ... Irei pensar no seu caso.

- E aliás, daonde tirou esse apelido?

O deus riu.

- Ele combina com você.

- Combina não. 

- Combina e nem tente rebater. 

- ... Okay. Aliás, quer pipoca? Acho que ainda tem! 


...


- Eu choro por que ele morreu. E olha que já é a terceira vez que assisto isso!

- Qual o nome dele mesmo?

- Merle.

- Hum. 

- Aliás... que horas são?

- Exatamente meia noite!

- Meia noite?!  - Gritou assustada  - Ah que saco! Amanhã nem vou conseguir acordar! Boa noite Loki!

- Boa noite, criança tola.













Notas Finais


Gostaram? Comentem o que acharam e beijos de chocolate seus lindos 😘❤🍫


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...