História A filha do manager - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags A Filha Do Manager
Visualizações 80
Palavras 1.030
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Famí­lia, Ficção, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi, eu sei que era pra postar amanhã, mas vamos falar já é quase meia-noite. Bom, também estou postando agora, pq talvez ficarei sem Net amanhã.

Chega de papo e boa leitura...

Capítulo 3 - Capítulo 3


Acordo assustada, por conta das fortes batidas que se eram ouvidas na porta. Me sento na cama, pegando meu celular e eram apenas 8:20 da manhã. O que querem comigo em plena manhã.


Suspirei me levantando e saindo do quarto, indo pra sala. Acendo a luz e abro a porta, sem ao menos olhar pelo olho mágico. Ao abrir fico surpresa com quem estava ali. Era nada mais, nada menos que... Park Jimin! O mesmo não estava com uma cara nada boa.


- Jimin você tem idéia...


- Posso entrar? - me cortou.


- Pode! - dei espaço, e o garoto entrou. - Continuando... Você tem idéia de que horas são? - Jimin bufou, revirando os olhos.


- Tem como você calar a boca e me escutar? - fiquei surpresa com a reação dele mas, apenas assenti. - Obrigado! - sorriu forçado. - Você viu o que saiu? 


Neguei. Ele tirou seu celular do bolso e me entrou, após ter o desbloqueado. Peguei o aparelho, não entendendo aonde ele queria chegar.


- Leia! - arqueio uma sombrancelha e olho pra tela do celular. Meus olhos se arregalaram. Havia uma foto minha, junto de Park com a seguinte legenda:


"Um paparazzi flagrou Jimin, membro do BTS, na tarde de ontem (23/07/2017), em uma praça com uma garota, ainda não identificada. E queremos saber: Jimin estará namorando?


Eu abria e fechava a boca várias e várias vezes, mas nada saia. Eu sinceramente não sabia o que falar... Estava em choque!


- Oque... Oque vai fazer? Em relação a isso? - perguntei dando uma olhada pra foto.


- O que eu vou fazer? - riu soprado. - O que nós vamos fazer? 


- Como assim? O que nós vamos fazer? Eu não tenho nada a ver com isso! - falei com firmeza, mas eu sabia que ele tinha razão... Eu também estava envolvida nisso. - Merda!


- Eu não sei qual será a reação do Bang Si-Hyuk em relação a isso! - falou passando as mãos nos cabelos. 


Nesse momento o celular do garoto começa a tocar, e por o mesmo estar em minhas mãos pude ver quem era.


- É meu pai! - falei entregando o aparelho pra ele.


Ele bufou e se afastou um pouco, atendendo a chamada.


Eu estava apreensiva, com medo... Sei lá, com o que eu estava. Só sei que meu pai vai me matar. 


Pude ouvir algumas coisas, mas nada que me ajudasse em algo. Até eu Jimin encerra a ligação, vindo até mim.


- Bang Si-Hyuk quer falar comigo, quer dizer com nós! - deu uma olhada rápida pra mim, antes de caminhar até a porta. - Você vai ficar aí parada? - perguntou sem olhar-me.


- Deixa pelo menos eu trocar de roupa! - falei correndo até meu quarto, mas deu pra ouvir o bufar do mais velho.


Coloquei uma roupa qualquerz peguei meu celular e assim sai junto de Jimin. Pedimos um táxi e fomos o caminho inteiro em silêncio. Jimin batia seus dedos freneticamente em sua perna, me deixando um pouco irritada com aquilo. Mas enfim chegamos em frente a empresa: Big Hit entertainment!


Pagamos o taxista e entramos, dando de cara com meu pai e manager de Jimin.


- Ele está os esperando na sala dele! - avisou. Sua voz estava grossa, mais que o normal, o que me fez sentir um arrepio de medo. - E você mocinha, depois vamos conversar!


Assenti e ele nos acompanhou até a sala de Bang Si-Hyuk. Meu pai bateu na porta recebendo "entra" como resposta. Ele abriu a porta e entramos.


- Jimin estará namorando? - ele fala, assim que entramos em sua sala e nos sentamos a sua frente. - Você tem noção que uma notícia dessas pode acabar com sua reputação?


- Sim! Mas como eu ia saber que isso aconteceria? - ele respondeu olhando pro seu superior.


- E você não poderia saber! Mas devia ter tomado mais cuidado, então ambos sofreram as consequências! - eu olhei pro mais velho a minha frente, como se ele tivesse falado um absurdo, que na verdade ao meu ver era.


- Como assim "ambos"? - perguntei fazendo aspas com o dedo.


- É simples... - falou apoiando suas mãos na mesa, nos olhando. - Vocês! - apontou pra nós dois, e voltou as mãos onde estavam. - Fingiram por  tempo, que estão namorando!


- O QUE? - eu e Jimin exclamamos juntos, nos levantando.


- Você não pode me obrigar a fazer isso! - olhei pra ele incrédula.


- Eu já conversei com seu pai e ele aceitou numa boa! - me olhou, sorriso vitorioso.


Limpei uma lágrima que escorreu, por conta do nervosismo. Eu sempre choro quando estou nervosa.


Sai daquela sala, batendo a porta com tudo. Caminhei até  a sala de ensaios, que é onde meu pai se encontrava e entrei.


- Você não pode fazer isso comigo! - berrei ao entrar na sala, recebendo o olhar de meu pai e dos meninos.


- Abaixa o tom! - falou chegando perto de mim.


- Pai, tem tantas garotas por aí! Ele pode pagar qualquer uma pra fingir essa tal namorada, ninguém sabe que a garota da foto sou eu! - falei o olhando.


- Chega de drama ______! É só por um tempo! - falou revirando.


- Eu não...


- Já está resolvido e não questiona!


Virei as costas e sai da sala, batendo contra alguém. 


- Desculpa! - disse somente e sai o mais rápido daquele local.


Ao sair pela porta da empresa, sinto meu braço ser puxado, fazendo me virar bruscamente e bater contra o corpo da pessoa. Ergo meu olhar, identificando Jimin.


- Por favor, me solta! - falei cansada.


- Você vai ficar bem? - ri sem humor, ao ouvir a pergunta.


- Vai fingir que se importa agora? - ri novamente e soltei meu braço de seu aperto, dando as costas pra ele.


No caminho fui pensando no que acabara de acontecer... Eu não tenho outra escolha a não ser aceitar isso! 


Peguei meu celular do bolso, ao senti o mesmo vibrar. Era uma mensagem do meu pai.


"Filha, e só por um tempo!" - Shin Ji-sang.


Suspirei e respondi.


"Eu sei pai, amanhã apareço aí pra resolvermos isso! Só preciso de um tempo sozinha, por tanto não venha aqui! - enviei.


Ao entrar no apartamento, tiro meus sapatos e me deito no sofá, fitando o teto. Mas logo o sono chegou e dormi.



Notas Finais


Desculpa qualquer erro!

Bjinhos!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...