História A Filha Do Mar - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 7
Palavras 1.036
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oii amores,bom,vim avisar que vou tentar postar cap novo toda semana. Ah,e também pedir que me deem sugestões de melhoras caso achem necessário. Sinceramente isso faz toda a diferença na fanfic.
Pra quem me acompanha,sabe que eu tenho outra história,que está um pouco parada nos últimos tempos. Bem,para esses leitores,peço mil desculpas,mas PROMETO que essa semana sai cap novo,bjs.
Boa leitura❤📚

Capítulo 4 - Um novo morador


Fanfic / Fanfiction A Filha Do Mar - Capítulo 4 - Um novo morador

Ao acordar percebi que meu irmão não estava em casa. Provavelmente no trabalho. Will é funcionário em uma empresa de imóveis,papai ofereceu a ele um cargo de gerente em sua empresa,mas a proposta foi recusada com desdém. 


Will disse que não precisava da ajuda daquela família para nada. E realmente não precisa,ele tem a própria família e consegue sustentar a própria casa com o seu dinheiro pois sempre foi muito esforçado. E é feliz! Na verdade,ele nunca precisou de muito para isso. Ainda mais quando conheceu Sara,sua esposa. Ela não pode ter filhos e mesmo que pudesse,ele não concordaria pois não conseguiria sustentar mais alguém. Ainda mais uma criança.


Sara visita os pais algumas vezes por mês,inclusive hoje é uma dessas vezes. Ela está desempregada mas procura trabalho sempre que pode. Por mais que Will recuse,eles sempre mandam uma quantia de dinheiro,nada que possa sustenta-lá,apenas para ajudar no orçamento. Me dou bem com Sara,muito bem mesmo. Ela é muito simpática comigo. É a cunhada que eu pedi a Deus,haha.

Vi que meu irmão havia deixado uma mochila com roupas minhas ao lado da cama,provavelmente de ve ter passado de manhã cedo,antes de ir trabalhar,na casa de papai. Com muita relutância,com certeza.


Após fazer minhas higienes matinais,vesti uma blusa bege de botões,um short jeans e a sapatilha preta que eu havia usado no dia anterior. Fiz uma trança no cabelo,peguei um livro que eu tinha esquecido na casa de Will na volta da compra e acabei não lendo e fui dar uma volta na praia,não era o tipo de coisa que eu fazia todos os dias de manhã,geralmente eu só vou á noite,mas resolvi mudar um pouco a rotina,só pra variar,levando em consideração que hoje completo 16 anos.
Não.
Não recebi parabéns de meu pai e muito menos de Ellen,Will está trabalhando,não tem tempo para comemorações mas deixou um bilhete em cima do criado mudo desejando tudo de bom pra mim. E estou feliz com isso. Louisa também me cumprimentou,me ligou um pouco mais tarde.
Fora isso,só alguns colegas da escola,mas por pura educação.

                                  ▪▪▪▪▪


A praia estava lotada,mas eu não tinha problema nenhum com isso,sempre gostei de observar as pessoas.
Então,me sentei embaixo de uma árvore e fiquei lendo o livro que eu havia levado.


Desde que me entendo por gente,sempre gostei de poesia e de música. Eu até cantava às vezes,mas só quando eu estava sozinha(geralmente nas minhas idas á praia de noite),era algo que eu guardava comigo,pois,tinha medo de que se alguém descobrisse,me dissesse que eu era ruim e estragasse uma das únicas coisas na qual eu me considerava boa. Também tinha dezenas de poemas interminados e até mesmo histórias as quais eu havia criado,guardados às sete chaves em uma das minhas gavetas no meu quarto,na casa de papai.


Sou completamente apaixonada pelo teatro,fico encantada com a facilidade com que as pessoas interagem com o público. Minha mãe era atriz. Lembro que ela sempre me contava uma história antes de dormir e interpretava com precisão cada personagem. Ah,como eu sinto falta disso!


          ????: Esse livro é muito bom! _dei um pulo de susto,quando olhei na direção da voz,um garoto tinha se sentado ao meu lado,ele me pareceu ter a melhor das intenções mas desde o acontecimento de 2011,não confio em mais ninguém. O garoto era alto,de pele clara,cabelo preto e olhos cor de mel. O mesmo clichê de sempre,podia apostar que ele amava futebol e era o garoto popupar da escola,o tipo que todas as adolescentes da minha idade têm interesse,menos eu_

Nathalie: Quem é você?

????: Oh,claro,desculpe,eu te assutei? Me chamo Miguel,e você? _ele estendeu a mão para me cumprimentar mas eu só acenei_

Nathalie: Não,não. Tudo bem. Me chamo Nathalie,prazer!

Miguel: Então,senhorita,espero que não esteja me achando um completo idiota agora _não pude segurar um sorriso_ é que eu acabei de mudar,sabe!? Então ainda estou meio deslocado.

Nathalie: Hum... Então quer dizer que estou falando com um novo morador!? Vou logo avisando que se é um daqueles garotos que está acostumado com agitação,a cidade em questão foi uma péssima escolha,exceto pelo mês de julho e dezembro,é claro _reconheço que isso foi bem péssimo de minha parte! E confesso até que fiquei com pena do garoto,estava todo entusiasmado. Penso que ele deve ter ficado com uma péssima impressão de mim,oque não é de todo ruim,afinal,quem se aproximaria de uma menina tão rude!? Ainda mais este garoto,que deve estar acostumado a ser tratado da melhor maneira possível pelas garotas que conhece. Mas isso não importa mais! Ele vai embora e eu não precisarei mais me preocupar em ser interrompida_

Miguel: Bem,vejo que a senhorita não está em seu melhor dia. Mas se me permite,gostaria de acompanha-la e,quem sabe,melhorar um pouquinho seu humor _mas que garoto insistente! Bom,não vou negá-lo um pouco de educação,não é mesmo!?_

Nathalie: Já que o senhor insiste. E,por favor,sem "senhorita". Me chame apenas de você.

Miguel: Ora essa,então também me acho no direto de pedir que deixe o "senhor" de lado. Mas,se não for incomoda-lá,posso lhe fazer outro pedido?

Nathalie: Se estiver ao me alcance,farei o possível para atende-lo

Miguel: Gostaria que me acompanhasse em minha descoberta pela cidade em que morarei. Como não tenho amigos por aqui,com a exceção de um,mas que teve que ir resolver alguns assuntos pessoais,penso que a senho... Que você poderia me mostrar um pouco melhor o meu novo lar. _tudo bem,ele me pegou de surpresa! Nunca imaginei que fosse este o pedido ao qual estaria se referindo um minuto atrás,mas resolvi aceitar,só para não ser mal educada_

Nathalie: Por mim tudo bem! Só me dizer data,horário e local que eu apareço _o menino deu um sorriso um tanto forçado,ficou um pouco pensativo_

Miguel: Já sei! Por que não vamos agora? _disse ele,todo entusiasmado_

Nathalie: Agora!?

Miguel: Sim,ainda está de manhã e é um dia lindo para se conhecer a cidade na qual se vai morar,não acha!? Poderíamos até ir à algum lugar específico onde pudéssemos ver o por do sol! A não ser,claro,que você tenha outros compromissos _logo em seguida juntou as mãos e fez cara de cachorro pidão_

Por algum motivo,não tive como dizer não para o garoto,e até que poderia ser divertido! Era meu aniversário e eu realmente não tinha nada melhor para fazer pelo resto do dia mesmo.

Nathalie: Na verdade... Eu acho uma ótima idéia!


Notas Finais


Bom,gente,espero que tenham gostado do fundo do meu coração. Essa fic ainda tá pequenininha mas com a ajuda de vcs,sei que ela pode crescer muito ainda e sei também que não vou perder a chance de aprimora-lá cada vez mais. Um grande beijo e até a próxima!❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...