1. Spirit Fanfics >
  2. A filha do mestre Kagaya Ubuyashiki (Obanai x Leitora) >
  3. Brigas e piolhos

História A filha do mestre Kagaya Ubuyashiki (Obanai x Leitora) - Capítulo 16


Escrita por: KimHaruno_

Notas do Autor


Boa leitura ❤️

Capítulo 16 - Brigas e piolhos


Fanfic / Fanfiction A filha do mestre Kagaya Ubuyashiki (Obanai x Leitora) - Capítulo 16 - Brigas e piolhos

S/n on 

  Se passou uns dias e tive uma briga feia com Obanai, o mesmo surtou de ciúmes, dessa vez ele estava certo...fazia dois dias que a gente não se falava e nem dormia junto, ele faz tanta falta. Bom, terminei de colocar meus irmãos e minha filha pra dormir e fui para o quarto, iria apenas pegar minha roupa e sair porém logo senti o mais velho me abraçando por trás. 


Obanai: Moh...me desculpa...

S/n: Está tudo bem Obanai..não se preocupe..

Obanai: Não tá não..olha pra mim vida..-viro a mais nova pra mim e abraço a mesma- Você é importante pra mim...é a mãe de meu filho ou filha, é a mulher que eu quero casar! Eu não posso te perder pra um babaca igual o Sanemi...

S/n: Eu te entendo amor..se estivesse no seu lugar eu faria a mesma coisa...eu realmente não vi que ele estava me olhando, está tão concentrada na fofoca com a Shinobu que nem percebi..

Obanai: -abraço a mais baixa- Por favor...não me deixa..

S/n: Eu não vou.. 


    Na madrugada, acabei perdendo o sono e resolvi ir pra fora tomar um ar..me sentei e fiquei olhando as estrelas até escutar alguém me chamar..era impossível não reconhecer aquela voz. 


Obanai: Vida? O que aconteceu? 

S/n: Ah..oii amor..eu perdi o sono.. -observo o mesmo se sentando do meu lado 

Obanai: Da pra perceber que você não está bem...o que foi minha gravidinha? -deito ela no chão com cuidado ficando por cima dela a abraçando a mesma 

S/n: -seguro a blusa dele- Posso ser sincera? 

Obanai: Claro! 

S/n: Estou cansada...e sentindo falta de carinho.. 

Obanai: O meu amor...eu não estou te dando carinho o suficiente? 

S/n: Depois na nossa primeira briga..eu tenho medo de não estar sendo uma boa namorada...eu passo o dia todo cuidando dos meus irmãos de da Emi...não temos muito tempo pra ficar juntos..e meio que eu sinto falta de ficar com você..-falei com os olhos cheios de lágrimas

Obanai: -me sento e pego ela no colo ainda abraçado com ela- Eu sei que pra você não é fácil minha princesa..eu também estou saindo muito em missões..mas eu prometo que vou dar mais atenção pra você..-dou um beijinho na bochecha dela- Afinal...você é a melhor namorada do mundo.. e a gravidinha mais linda! 

S/n: -olho pra ele e logo abaixei a faixa que cobria sua boca e dei um selinho no mais velho- Eu te amo...

Obanai: Eu também te amo..-me levanto com ela no colo- Agora..vamos pro quarto, está frio aqui não? 

S/n: Uhum 


      No outro dia cedo, estava indo em direção a sala do piano quando apenas senti alguém me puxando para o quarto do lado, logo pensei que era Iguro, porém estava enganada 


Ayato: -empurro ela contra a parede e tranco a porta 

S/n: Ayato? O que cê tá fazendo? 

Ayato: -abraço ela deixando alguns beijos no pescoço dela 

S/n: Ayato?? Homem o que você quer? 

Ayato: Simples...eu quero você...-roubo um selinho dela 

S/n: -empurro ele- Cê tá louco? Cê tá com a Mitsuri! E eu estou namorando! Nunca vai rolar nada entre a gente! -saio de lá correndo 

Ayato: Vai sim meu amor..ainda vamos ficar juntos! 

S/n: Obanai? -subo correndo quase chorando procurando ele, logo vi o mesmo saindo do quarto da Emi e abracei ele começando a chorar 

Obanai: O que foi meu amor? Porque cê tá chorando? -percebi que ela não conseguia falar, apenas a levei para o nosso quarto e dei um pouco de água para a mesma que foi se acalmando- Pronto..pronto...passou.. me conta o que houve amor? 

S/n: Eu..eu tava indo pra sala onde fica o piano..arrumar as coisas pro ensaio com o Rengoku-san...aí..o Ayato me puxou pro quartinho do lado..e tentou me beijar.. -falei ainda chorando 

Obanai: -olho pra ela, não iria conseguir brigar com ela, ela estava desesperada, parecia com medo, e na verdade dela não tem culpa de nada- Moh..vem cá...vem ficar no meu colo..-falei me deitando na cama e logo ela deitou em cima de mim e fiquei fazendo carinho em seus cabelos 

S/n: Eu tô com medo.. 

Obanai: Tá tudo bem..eu tô aqui com você amor...ele não vai fazer nada 

 

      {Mais tarde} 


      S/n on 


   Coloco meu celular apoiado em um lugar onde dava pra ver o Obanai deitado na cama, Emi dormindo no berço, logo fui até meu namorado 


Obanai: O que cê tá fazendo moh? 

S/n: -sento no colo dele- Deixa eu ver seu olho..

Obanai: -bloqueio meu celular e jogo do outro lado da cama- Você quer o que? 

S/n: Ver seu olho! -me ajeito no colo dele 

Obanai: Qual o seu problema com meu olho? -seguro ela e jogo ela pro lado na cama me deitando em cima dela 

S/n: -coloco meus braços em volta do pescoço dele e minhas pernas em volta da cintura dele- Seu olho é lindo amor! 

Obanai: Aham! -me sento na cama junto com ela no colo, acabei me desequilibrando e cai da cama junto com ela 

S/n: Aí Iguro! Minha bunda! 

Obanai: Minha perna caralho...sai de cima...vai S/n! Saiii! 

S/n: -tento sair de cima dele, assim que consegui ajudei ele a levantar- Machucou neném? 

Obanai: -taco um travesseiro na cara dela 

S/n: Ah filha da mãe! -subo em cima da cama junto com ele e começamos uma leve guerra de travesseiro e sem querer acabei acertar a luz que quebrou- Puta que pariu.. 

Obanai: -olho pra ela e logo comecei a rir junto com a mesma 

Kiriya: -entro no quarto- Irmã..

S/n: Toma! -taco a almofada na cara do Kiriya 

Kiriya: Ai.. -caio sentado- Tô bem 

Obanai: S/n a criança! 

Kiriya: -me levanto- Onee-chan, já estou pronto! 

S/n: Me espere na sala de treinamento por favor! 

Kiriya: Certo! -saio do quarto e fecho a porta indo pra onde ela falou 

Obanai: O mulher..cê estourou a lâmpada...

S/n: É...tem que comprar outra..-falei limpando a bagunça- Pronto -pego meu celular colocando no meu bolso- Amor! Olha ela pra mim?

Obanai: Olho meu amor! -dou um selinho nela e logo ela saiu, peguei a pequena e deixei ela com a Mitsuri, fui até a sala do mestre e bati na porta, logo ele permitiu minha entrada- QUE HISTÓRIA É ESSA QUE VOCÊ BEIJOU MINHA NAMORADA? 

Ayato: Do que está falando? -olho pra ele assustado 

Obanai: Você acha que eu sou besta? Ela mesma foi correndo e chorando me contar! 

Ayato: Ela está louca! Eu nunca faria isto! -neguei o que o garoto disse e fui em direção a porta- Eu estou com a Mitsuri, eu a amo muito, com certeza não a trairia

Obanai: -segurei em sua camisa bravo e o joguei para trás, o garoto parou com minha frente e nos encaramos

Ayato: Por algum acaso você está louco..? Eu sou seu mestre! 

Obanai: Você é um mentiroso descarado isso sim! 

     Obanai on 

Enquanto a discussão estava rolando na sala Mitsuri estava passando no corredor, ouviu alguns gritos e resolveu ouvir tudo pela porta

Obanai: VOCÊ A BEIJOU! BEIJOU MINHA NAMORADA E AINDA NÃO TEM UM PINGO DE VERGONHA, E RESPEITO POR SUA PRÓPRIA NAMORADA!

Ayato: -fiquei calado para não piorar a situação até que ouço o barulho da porta abrindo e mudei a direção do meu olhar para lá. Era Mitsuri entrando enquanto chorava, imaginei o que poderia ter acontecido 

Obanai: -não tinha percebido que o garoto tinha mudado a direção de seu olhar para a porta, quando o observo parei para olhar na mesma direção que ele- Mitsuri...

Ayato: O que estava fazendo atrás da porta..?

Mitsuri: Não é da sua conta, Ayato.. eu não acredito que você me traiu dessa formar arrenda..

Ayato: Mitsuri eu poss- 

Obanai: -o interrompo- NÃO DIGA MENTIRAS PARA ELA! Eu ouvi você negando.. você estava negando para mim! por que agora está dizendo o contrário?? 

Ayato: CALA A BOCA OBANAI! NÃO SE METE NISS- 

Mitsuri: CALE A BOCA VOCÊ! É TÃO ÓBVIO QUE ELE PODE SE METER.. -gritou entre o choro  você beijou a namorada dele... você me traiu.. EU TENHO NOJO DE VOCÊ! NUNCA MAIS OLHE NA MINHA CARA! ESSE É O FIM DO RELACIONAMENTO!! -correu do local indo para o quarto 

Obanai: -olhei para o garoto- É você merece essa 

Ayato: SAI DAQUI OBANAI! -gritei estressado 

Obanai: Vlaro, claro, não gosto de ficar perto de lixo, eles fedem.. -disse saindo e fechando a porta com força, deixando o rapaz lá sozinho

Mais tarde S/n veio até mim  e segurou em meu braço assim chamando minha atenção 

S/n: Obanai, as crianças já dormiram.. acho que podemos ir também..

Obanai: Claro, amor -disse sorrindo gentilmente para ela -fomos para o quarto e nos deitamos, antes que s/n dormisse, fiz carinho em seus cabelos e logo dormimos 

      Obanai off 

Mas cedo. Obanai acordou e se arrumou pegou algo e guardou no bolso de sua calça, desceu as escadas e foi para fora. mas antes, escreveu um bilhete para a S/n dizendo "me encontre na praça aqui perto quando acordar!". Alguns minutos se passaram desde então e logo a menina acordou, viu a carta deixado por seu amado e a leu, logo não demorou para ir se arrumar e ir até seu encontro. Aproveitou pra deixar Emi com Tomioka, afinal ele pouco fica com a pequena Ubuyashiki


S/n: -cheguei perto da praça e já o vejo parado no meio do local. Corri até ele e o abracei- Oi amor! - disse sorrindo e o roubando um selar de seus lábios

Obanai: Oi minha linda! -disse sorrindo para ela da mesma froma 

S/n: Por que me chamou até aqui..?

Obanai: Então.. -respiro fundo e logo começo a falar- S/n, eu a chamei aqui para promete-lá nunca lhe abandonar, e dizer também que você é uma garota incrível. Desde o dia em que a vi pela primeira vez eu pensei.. que garota maravilhosa, eu quero faze-lá minha.. e aqui estamos hoje! Eu e você... eu te amo e sei que isso é tudo o que importa -me ajoelhei em sua frente e tirei uma caixinha do bolso de minha calça- S/n, você aceita casar comigo?

S/n: -fiquei sem reação e logo explodir de felicidade- Sim!! Eu aceito!! -disse quanto o mesmo colocava o anel em meu dedo e logo fiz o mesmo e dei um selinho nele mesmo por cima da faixa 

Obanai: Que tal.. aproveitarmos que estamos juntos agora e termos um dia só pra nós? -ergui minha mão em sua frente, enquanto pergunto

S/n: Uhum! -concordei com a cabeça ainda meio surpreendida e feliz com a surpresa e segurei em sua mão e começamos a caminhar

Obanai: -caminhamos até uma sorveteria que não ficava muito longe dali. Entramos no local e a olhei- Do que vai querer??

S/n: Hm.. morango! -disse sorrindo para ele 

Obanai: -sorrio levemente de volta para a menina sem mesmo percebe e logo compro nossas sobremesas- Wuer ficar aqui ou... andar mais um pouco?

S/n: Vamos andar mais um pouco.. -disse segundo em sua mão 

Obanai: -acenti com a cabeça e segui pela rua, enquanto conversavamos e tomavamos o sorvete. Fui com ela até um parque, bem florido e com pessoas por toda a parte com suas famílias e amigos 

S/n: -fiquei encantada com o lugar que era realmente lindo. Vi alguns coelhos andando por ali também, as borboletas e joaninhas, que por a caso uma das borboletas pousou no nariz de Obanai, que me tirou uma risada em som baixo de tão fofo que ele estava 

Obanai: -a borboleta saiu de meu nariz e voltou para junto das outras, nos fazendo a perder-lá de vista- Vamos andar mais um pouco pelo parque, vem..

S/n: -acenti com a cabeça e comecei a minhar junto ao mesmo. Conversamos mais um pouco até que sairmos pelo o outro lado do parque

Obanai: -caminhei com a menina até uma pequena loja ali perto, entramos no lugar e a deixei no meio do local e fui até o balcão pedir algo do qual já tinha parado por

S/n:  fiquei esperando por ele. Fico também olhando por volta do lugar e vendo as coisinhas da loja, logo vejo o mesmo se aproximar com alho em suas mãos

Obanai: -a mostro um colar bem enfeitado, mas discreto em formato de coração com nossos nomes escrito nela, logo a amostro que eu também tinha  um idêntico- Eles são únicos, são feitos só para nós

S/n: Não tem nenhum igual? -falo imprecionada com o colar 

Obanai: Não tem nenhum igual!

S/n: Coloque ele em mim? 

Obanai: Uhum -pego o colar que estava em uma caixa, preta e o coloco em volta do pescoço da menina 

S/n: -quando o mesmo coloca o colar em meu pescoço e vejo mais de perto e olho para o garoto- ele é lindo..! Obrigada amor!! -disse sorrindo para o menino 

Obanai: De nada amor! -disse sorrindo da mesma forma pra ela 

S/n: -encarei um pouco o colar e olhei para o menino novamente- Precisamos voltar para cara.. tenho que conversa com Mitsuri...

Obanai: Ah.. tudo bem, vamos voltar! 

S/n: Vamos! -disse segundo na mão do rapaz e caminhando com ele de volta para cara, enquanto conversavam mais um pouco. Quando chegamos o dei um beijo que foi retribuído e subi para o quarto de Mitsure. Ao chegar na porta de seu quarto bati na porta e avisei quem era, a mesma deixou eu entrar e foi o que eu fiz, e me sentei a cama

Mitsure: -antes que pessoa entrasse em meu quarto. Quando ouço alguém bater a porta sequei minhas lágrimas e me sentei na cama

S/n: Mitsuri.. desculpe por não te-lá avisado sobre isso.. essa não foi a primeira vez que isso aconteceu.. e eu não queria perder sua amizade...

Mitsuri: Está tudo bem amiga.. eu ja devia ter percebido as intenções dele, você nunca iria perder minha amizade... -abraço ela- Minha gravidinha preferida 

S/n: -retribuo o abraço- Te amo minha princesa! Saiba que pode ficar aqui na mansão o tempo que quiser! Quero você e esse bebê junto comigo!  

Obanai: Licença..-entro no quarto com a Emi toda descabelada em meus braços- Tem um bebê que acordou! 

S/n: Minha princesa acordou meu deus..-pego ela no colo e abraço ela 

Emi: Hm.. -seguro a blusa da mamãe 

Obanai: Mitsuri...como está? -me sendo na cama olhando pra ela 

Mitsuri: Bem na medida do possível..obrigada Obanai e S/n..

Obanai: Não precisa agradecer Mitsuri! 

S/n: Você é da família! Não importa se está com o Ayato ou não!


        /mais tarde/  


S/n: -saio do banheiro com Kiriya em meu colo enrolado na toalha, entrei em seus quarto e fechei a porta- Kiriya...acho que já está na hora de parar de usar isso...-falo me referindo roupa que ele sempre usa 

Kiriya: Como assim onee-chan? 

S/n: -pego uma roupa parecida com a de nosso pai e ajudei ele vestir- Um mini Kagaya.. -diu um beijo na testa dele

Kiriya: Isso é mais confortável.. 

S/n: Bem melhor não? 

Kiriya: Uhum! -me sento para ela pentear meu cabelo  

S/n: -tirei a toalha do cabelo dele e comecei a pentear o cabelo dele- KIRIYA DO CÉU! CÊ TA CHEIO DE PIOLHO! 

Kiriya: -olho pra ela confuso- Por isso tava coçando..eu achei sue era falta de lavar..

S/n: Pelo amor de deus, não sai desse quarto! -corri para meu quarto e peguei uma toquinha de banho e coloquei em meu cabelo 

Obanai: Que cê tá fazendo agora louca? -olho pra ela 

S/n: Kiriya tá lotado de piolho! 

Obanai: Aonde tem essas toquinhas? -olho pra ela 

S/n: No banheiro, tem várias, pega uma pra você e da pro povo dessa casa! -falo indo pro quarto do Kiriya- Menino, bora lá fora! Vamo tirar esses piolhos! -seguro na mão dele, peguei uma toalha e um pente e descemos- Ayato? Ayato menino cadê você? 

Ayato: To aqui! O que foi? 

S/n: Kiriya pegou piolho! Vai na farmácia comprar um remédio! 

Ayato: Aí meu deus! Meu cabelo!! -saio dali correndo 

S/n: É um vagabundo mesmo! -me sento lá fora e coloco o menor entre minhas pernas e comecei a tirar os piolhos dele 

Kiriya: Isso vai me matar? 

S/n: Não meu amor, você só não pode ficar perto das suas irmãs..pra elas não pegarem também..

Kiriya: Onee-chan..os vizinhos estão olhando.. -falei escondendo meu rosto no peito dela com vergonha 

S/n: Que olhem! Nunca viram uma criança com piolho não? -falei meio alto 


        Continua...


Notas Finais


Desculpe os erros na escrita ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...