1. Spirit Fanfics >
  2. A filha do Offenderman >
  3. Oitavo mês

História A filha do Offenderman - Capítulo 44



Capítulo 44 - Oitavo mês


Jeff on..

Jeff: ( nesse momento eu estou parado encostado em uma árvore pensando se foi ou não uma boa ideia ter deixado a Mia em casa sozinha com a Renata, ela tem estado muito sensível e tenho medo que o Bebê nasça antes do tempo esperado. Calma Jeff. Pensamentos positivos. )

Jack.R: ei Jeff , você vai mesmo ficar aí parado?

Jeff: eu falei que não queria vir, eu só vim porque a Mia me implorou!

Jack.R: preocupado com ela?

Jeff: sim..

Jack: ah vai Jeff, tenho certeza que ela esta bem. E posso te afirma que quando voltarmos pra casa ela estará no quarto de vocês com o barrigão, e dormindo !

Jeff: ( ele disse e eu pude respirar tranquilo, e verdade, né? Aliás, o que poderia dar errado? )

Offen: JEFF!

Jeff: ( escutei Offen me gritar desesperado ) o que houve?

Offen: Mia.. Bebê.. Hospital.. Estourou!

Jeff: Que? O que tem a Mia? MEU DEUS, OFFENDERMAN O QUE ESTOUROU??

Jeff: ( ele não conseguia falar, estava super nervoso. Sally veio correndo até o Offenderman que estava parado tentando explicar seja lá oque fosse. Eu já estava desesperado pra descobrir o que aconteceu com a Mia e o que estouro?!

Sally, pegou o celular da mão dele e colocou no ouvido, ela ficou uns segundos assim e abriu um enorme sorriso. ) Sally o que aconteceu ?

Sally: preciso que fique calmo! Ok?

Jeff: ok. Mais me fala logo, o que aconteceu?

Sally: a bolsa da Mia estourou a uns 10 minutos atrás, ela e Renata já estão no hospital, e Mia já entrou em trabalho de parto!

Jeff: ela o que!?

Sally: nos precisamos te levar pro hospital, agora!

Jeff: ( ela disse e rapidamente eu pude raciocinar. Ok. Mia estava entrando em trabalho de parto e eu precisava ir logo pro hospital, mais a bolsa do bebê não estava pronta ainda e o Offenderman estava muito nervoso pra fazer alguma coisa. ) Sally, chame os outros e volte pra mansão! Arrume a bolsa com as coisas do bebê e da Mia e levem pro hospital! Eu vou indo na frente! Sally não esqueça de chamar a Issis, ok?

Sally: ok, pode deixar!

Jeff: ( depois de uma correria eu consegui chegar no hospital, um tempinho depois todos os Creppys começaram a chegar também, Issis veio falar comigo e depois foi até a recepcionista para tentar saber algo sobre a Mia e minha filha. Meu deus, que tudo ocorra bem.. Um tempinho depois Renata entra na sala e todos se levantam e olham pra ela. A mesma estava com um sorriso radiante)

Com a Mia...

Mia: ( nesse momento eu estou deitada na cama do hospital me recuperando rapidamente do parto. Quando a bolsa estourou foi um desespero enorme. Acabou que quem ficou comigo durante o nascimento dela foi a Renata, sei que Jeff não vai ficar muito contente. Mais fazer o que né?

Escuto passos e a porta e aberta com cuidado. Os passos chegam até a cama e alguém depositar um beijo em minha testa. Bem devagar eu fui abrindo os olhos, me acostumando com a claridade. Era Jeff, ele estava do meu direito observando o Berço!) Sabe que se você quiser você pode pega-la, né?

Jeff: você ta acordada. Que bom.. Fiquei preocupado com você. Eu... Queria muito ter acompanhado o nascimento dela..

Mia: ( ele disse meio cabisbaixo. Estava carente. ) vem cá. ( disse e ele deitou em cima de mim, ficando com a cabeça em minha barriga, ficamos desse jeito por um tempo e depois ele levantou. Eu me sentei e resolvi pega-la. A enfermeira já estava na sala conosco avaliando a saúde da Angel ) posso pega-la?

Enfermeira: e claro que pode.

Mia: ( ela disse e veio até o berço onde ela se encontrava dormindo )

Jeff: ela parece com você.

Mia: eu acho que todas as meninas da minha família puxam muito a mãe, tipo eu. ( disse assim que a enfermeira me entregou ela. Uma semana depois nos voltamos pra casa, coloquei ela no quarto dela e fui tomar banho, depois que sai coloquei minhas roupas intimas e me olhei no espelho, meu corpo já tinha voltado ao normal, eu já estava estava com saudades da minha barriga. Vou até o armário e pego uma blusa do Jeff, vou até o quarto dela e vejo ele apoiado no berço a olhando. Ele estava neutro. Chego perto do berço e abraço Jeff por trás ) o que houve?

Jeff: nada, só estava pensando..

Mia: em que?

Jeff: em como tudo passou rápido.. Parece que eu conheci você ontem. Parece que foi ontem que eu conheci aquela menina mimada e que fazia de tudo pra me ver levar bronca do pai! Que sempre ficava me enfrentando e não tinha medo do que eu seria capaz de fazer com você mesmo com seu pai por perto!

Mia: e parece que foi ontem que eu conheci o garoto insuportável que vivia atrás de mim e que dormia de baixo da minha janela. E que me mostrou uma linda cachoeira que mais parecia lava ao invés de Água. .

Jeff: então quer dizer que você me achava insuportável..

Mia: então quer dizer que você me achava mimada.

Jeff: ei, não mude de assunto, eu perguntei primeiro.

Mia: não esqueça que o sofá ainda está lá na sala, e não vai sair de lá nem tão cedo! ( disse e ele ficou quieto rapidinho. Comecei a rir baixo. Nos dois estávamos conversando sussurrando, para não acorda a Angel ) te amo! ( disse meio envergonhada, ele me olhou e me deu um beijo de tirar o fôlego )

Jeff: também te amo!

Mia: ( Jeff com cuidado começou a acariciar as mãozinhas dela

E do nada ele começou a chorar, eu não sabia o que fazer foi muito de repente. ) Jeff, você esta bem?

Jeff: sim..

Mia: ( comecei a rir e ele me abraçou, se aconchegando em meus seios, mais em momento algum se soltando ais mãozinhas dela. E eu não parava de rir )

1° mês de vida da angel..

Mia: ( nesse momento eu estou aqui no meu quarto com a Angel. Jeff esta muito ocupado com os preparativos da festa de um mês da Angel, um tempinho depois Jeff sobe parecendo cansado, ele se deitou do meu lado. Angel ficou sem jogando pra ele, coloquei ela apoiada nele ) jeff , fica de olho nela enquanto eu tomo banho por favor?

Jeff: uhum..

Mia: ( entrei no banheiro, enchi a banheira e entrei na mesma, acabei que relaxei de mais e dormi )

Com a autora

Jeff estava com a mão segurando as costas da Angel. Até que uma coisa inesperada aconteceu. Ela começou a chorar, e no pulo ele levantou. Ele ficou desesperado, não sabia o que fazer. Então por instinto ele pegou ela no colo todo desajeitado e começou a tentar nina ela.

Jeff: meu deus para de chorar. Mia??!!

Ele disse e o choro deu uma diminuída. Mais não parou. Dentro do banheiro Mia acabou despertando com o barulho do choro e saiu da banheira se enrolando na toalha. E saindo do banheiro, encontrando um Jeff desesperado rodando o quarto todo com a Angel toda desajeitada e aos berros no colo dele. Ela foi até ele.

Mia: Jeff segura ela direito!

Jeff: Mia eu nunca segurei um bebê na vida, e ela não para de chora!

Mia: vem cá, eu vou te ensinar a segura-la! ( disse pegando ela do colo dele ) ela não esta com fome e nem com a frauda suja, então esta incomodada com algo. Faz assim cruza os braços, com uma mão você apoia a cabeça dela e a outra no bumbum dela , seus braços são grandes então ela vai ficar mais confortável nessa posição. Depois eu te ensino a segura ela de outra forma!

Disse Mia e foi colocar uma roupa, um tempo depois a Angel acabou dormindo no colo do Jeff. Ele apenas ficou sentado na cama olhando para o pequeno ser em seus braços, que dormia tranquilamente. Ela era tão pequena e frágil. Jeff acabou tendo um choque de realidade, como seria dali pra frente e quando ela entrasse na puberdade? E os primeiros namorados? Jeff concerteza teria muitos problemas com Angel, ainda mais se ela puxasse a parte inteira da Mia. Mia foi Até Jeff.

Mia: posso coloca- lá no berço ou você quer colocar?

Jeff: eu coloco.

Ele disse se levantando e indo ate o quarto da bebê.

Jeff: Mia voce não acha que ela esta muito nova pra ficar aqui sozinha?

Mia: bem se você quiser o berço dela pode ir pro nosso quarto ate que ela tenha idade o suficiente pra ficar sozinha no quarto dela!

Mia disse e uma hora depois o berço já estava no quarto deles, Angel dormia tranquila enquanto Jeff a observava. Ele abriu um sorrisinho bobo e pensou.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...