História A Filha do Pastor - Reescrevendo - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys(bts), Hentai, Hot, Jeongguk, Jungkook, Kook
Visualizações 452
Palavras 1.426
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi meus amores!!!!! Tudo bom com vocês? Eu espero que sim.
Bem, lá vamos nós a mais um capítulo, espero que gostem!!!

Capítulo 13 - Chapter 13


Fanfic / Fanfiction A Filha do Pastor - Reescrevendo - Capítulo 13 - Chapter 13

[Baek Lia on]

Fazia dois meses desde que tudo estava indo muito bem. Yuna finalmente arranjou um emprego no pet shop, depois de ter tentado emprego na sorveteria, no pequeno mercado do bairro, até no colégio. Mas parece que ela é boa mesmo com animais, ou subornou o veterinário. Eu e meu pai quase não trocamos mais palavras, nem mesmo o bom dia. Vivo tentando ao máximo evitar contato. Conversamos geralmente quando eu realmente necessito dizer algo ou coisa relacionada. Minha mãe também não fala mais com ele, e está dormindo em meu quarto. Ofereci minha cama a ela e desde então eu durmo no colchão. Mas era confortável. Jungkook e eu estávamos nos dando impressionantemente bem.

Faltam apenas uma semana para as provas finais e eu estava com muito medo de Jungkook me dececionar e não estudar, sei lá. Então eu estava completamente preparada para ensiná-lo algumas coisas. Ou tentar alguma tática para que ele estude. Eu estava indo com ele todos os dias nas corridas ilegais. E eu estava adorando aquilo. Comecei a aceitar o dinheiro que ganhava e fizemos um acordo em sempre dividi-lo, não importa quem ganhasse e coisa relacionada. Minha mãe passou a saber disso assim que começou a dormir em nosso quarto e me viu saindo pela janela. No começo ela ficou brava em ver o que eu estava fazendo.

Mas acho que ela está se acostumando. Ou, pelo menos, escondendo a frustração que possuía em ver sua filha correndo. Como não tinha nenhum carro, geralmente eu usava o de Jimin, amigo de Jungkook. Ele não gostava muito de correr.

– Se eu já não gostava de perder para Jungkook, como acha que eu ficaria ao perder para vocês dois? – Dizia ele sempre que eu perguntava se ele se importava em me deixar usar.

Já estava à noite e eu estava pronta para ir às corridas. Sentei-me na janela esperando ver o carro de Jungkook estacionado na esquina. Yuna estava deitada na cama emburrada quando minha mãe entra no quarto, já sonolenta deitando em minha cama.

– Vai ficar emburrada comigo por quanto tempo? – Pergunto a Yuna, agarrando minhas próprias pernas, sem encará-la. Ela insistia que eu a levasse nas corridas, mas temia que minha mãe ficasse brava.

– Até você finalmente me deixar ir com você. Qual é? Quase todas as minhas colegas já foram. Eu quero só conhecer. Prometo não abrir a boca. Será como se eu não estivesse lá. – Diz ela animada, pulando na cama. Ela sabia que eu não aguentava ficar brava com ela por tanto tempo, e essa brincadeira já estava durando duas semanas.

– Mãe... – Murmuro seu nome e ela encara a mim e a Yuna. Minha irmã dá um pulo na cama e quase se joga nos braços de nossa mãe. Implorando em silêncio, e dando beijos em todo o rosto dela.

– Por favor não deixe sua irmã entrar em encrenca. – Sussurra minha mãe me encarando. Yuna bufa.

– A última vez que alguém disse isso, quem entrou em encrenca foi ela. – Bufa minha irmã e eu estremeço ao me lembrar do ocorrido.

Ela corre para seu guarda-roupa e fica horas escolhendo uma. Avisto Jungkook do lado de fora e a apresso. Mas é lógico que ela decide demorar. Por que eu decidi levá-la mesmo? Vou perder a corrida e isso me irrita. Yuna entra no banho e fica horas lá fazendo uma turnê no chuveiro. Ligo meu celular e envio uma mensagem para Jungkook.

Poderia esperar um minutinho? – Pergunto enviando a mensagem e observo-o com cuidado enquanto ele recebia a mensagem. Um sorriso escapa de seus lábios e eu arqueio as sobrancelhas.

Está se arrumando para mim é? ;) – Jungkook me devolve a pergunta e eu dou uma gargalhada. Yuna sai do chuveiro e começa a escolher uma de suas roupas. Estranhei o fato de não estar mexendo no meu lado do guarda-roupa, o que era frequente.

Sonha, mas quem dera se esse fosse o motivo do atraso. – Mando a mensagem e volto a observar Yuna.

– Não dá pra se apressar? – Pergunto e ela bufa, jogando as roupas em todo o canto do quarto.

– Diz isso porque fica bonita até de pijama. – Sussurra ela e eu arqueio a sobrancelha. Isso é sério? Caminho até ela e encaro suas roupas pegando um vestido verde de babados que ela tinha e era lindo.

– Por que não usa esse? – Questiono ela entregando o vestido. – Ótima escolha, eu nem tinha visto esse vestido. – Murmura correndo para o banheiro.

– Mas estava na sua frente. – Vocifero estressada. – Já vou descer. – Digo a minha mãe que sorri. Corro até ela lhe depositando um beijo e indo em direção à janela. Pulo a mesma e caminho pelo telhado até chegar em frente de um enorme latão de lixo fechado, pulando sobre a tampa e finalmente chegando ao chão.

Caminho vagarosamente sem desviar o olhar de Jungkook. Ele estava deslumbrante, com sua velha jaqueta de couro, sorrindo e mostrando suas covinhas. Paro em sua frente e o impeço de entrar no carro. Ele me olha interrogativo. Mas sua feição muda ao ver Yuna tropeçando pelos próprios pés correndo até nós. Uma risada escapa de nós dois. Ela estava animada até demais.

– Esperem. Estou pronta... – Grita, mesmo já estando próxima a nós dois. Dou a volta no carro e sento no banco da frente e Yuna vai atrás. – Finjam que eu não estou aqui. – Cantarolou.

Arqueio a sobrancelha. Não entendi nada do que ela quis dizer, mas gostei do fato de não precisar cuidar dela feito bebe. Contanto que ela ficasse calada, estaria fora de encrenca. Jungkook liga o carro e em questão de segundos estávamos lá. Desço do carro. Jungkook segura minhas mãos e caminhamos juntos até Jimin com Yuna nos seguindo logo atrás. Andarmos de mãos dadas havia se tornado quase que frequente. Jimin sorri animado saltitando até nós também. Encaro Lisa de imediato, em um canto com um grupo de amigos. Ela fecha a cara e eu sorrio falsamente. Lisa me odiava. Jimin disse que era um milagre ela ainda não ter feito algo contra mim. Ou me implicado somente para avançar sobre mim. Ela que tente... Bufo baixinho ao imaginá-la me implicando.

– Que lugar legal. – Gritou Yuna encarando o local com os olhos brilhando. Como ela consegue? Na primeira vez que vim aqui, senti pavor.

– E quem é essa? – Pergunta Jimin.

Acho que se ele ganhasse um dólar toda vez que fizer essa pergunta, estará milionário daqui uns anos.

– Oh! Sou Yuna, cunhada do Jungkook. – Diz ela estendendo as mãos para Jimin que dá uma risada. Quase engasgo com minha própria saliva. Eu sabia que estava muito vermelha. Alguém tem um buraco onde eu possa enfiar minha cabeça? Encaro Jungkook que ria levando aquilo numa boa. Dou um tapa no ombro de Yuna. – Ah! E sou irmã da Lia.

Lerda.

Suspiro pesadamente. Vejo Taehyung se aproximando.

– Desculpem, mas só consegui segurar uma vaga para vocês dois. As coisas lotaram hoje. – Murmura ele e eu faço biquinho. Encaro Jungkook questionando se o mesmo gostaria de ir hoje. Ele sorri me entregando as chaves do carro. Agora sou eu quem estava animada.

– Eu posso ir com ela? – Pergunta Yuna para Taehyung que a encara com a sobrancelha arqueada.

– E você é a...?

– Minha irmã. Yuna. – Grito assim que ela ia abrir a boca.

Jimin e Jungkook dão uma gargalhada e Yuna me encara fazendo careta e correndo em direção ao carro de Jimin. Dou de ombros. Caminho vagarosamente até lá quando ouço Jungkook me gritando.

– Ganha essa pra gente. – Diz ele sorrindo e eu pisco pra ele. Assim que entro no carro vejo Lisa se aproximando e meu sangue ferve.

– O que vai fazer? – Pergunta Yuna ao perceber que eu estacionava ao lado dos competidores com o carro já ligado.

– Eu vou correr. – Falo e ela me encara assustada.

– Desde quando você corre? – Questiona e eu sorrio. Ela sabia que eu era uma boa motorista. Sempre fui desde que tirei a carteira. Mas o fato de que eu era boa em uma corrida era algo que nem mesmo eu sabia.

– Desde que conheci Jungkook. – Murmuro posicionando meu pé no acelerador.

Lisa aparece no meio da pista com a arma na mão. Ela me encara com desdém antes de anunciar o começo da partida. Sinto vontade de atropelá-la. Piso fundo no acelerador e me sinto livre de novo durante alguns segundos.

– Uhuuuuuuuul... Isso é muito legal. – Grita Yuna do meu lado. Reviro os olhos, mas acabo dando uma gargalhada ao vê-la encarando o pessoal na janela dando acenos como se fosse uma celebridade.

[Baek Lia off]


Notas Finais


Espero que tenham gostado. Bjs e até...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...