1. Spirit Fanfics >
  2. A Filha do Presidente >
  3. Capítulo 5 - O despertar dos sentimentos

História A Filha do Presidente - Capítulo 5



Notas do Autor


Capítulo 5 no ar!!! Nos comentem o que estão achando da história. Vem vindo personagem nova e que vai apimentar a história nos próximos capítulos. Boa leitura!

Capítulo 5 - Capítulo 5 - O despertar dos sentimentos


Fanfic / Fanfiction A Filha do Presidente - Capítulo 5 - Capítulo 5 - O despertar dos sentimentos

Capítulo 5- O despertar dos sentimentos.

 

Rey está pensativa depois do encontro ao qual ela quase teve um ataque de nervoso. Ben não sai de seus pensamentos, tanto que a mesma mau consegue fazer suas lições da faculdade. Os pensamentos à vista do belo rapaz  a atormentam e faz pensar muitas coisas inclusive aquelas que não poderiam existir.

 

-Porque será que eu não consigo para de pensar naquele homen? Rey aflita, indaga consigo mesma.

 

Seus pensamentos logo acabam quando phasma bate à porta de seu quarto a chamando para o café da manhã. Por algum motivo aquela rotina de ser só a filha do presidente não era mais tão interessante. Rey sentia-se perdida e sem liberdade de ser quem ela é e aquilo lhe corroía por dentro.

-Senhorita Rey? Chama phasma. Vamos descer para tomar seu café da manhã. Seus pais a esperam no salão. E vê se melhora essa carinha tá bem?! Avisa phasma com um sorriso gentil.
-Phasma só você mesmo pra me arrancar uma ponta de sorriso com todos os meus pensamentos torturantes. Avisa Rey devolvendo um sorriso calmo para phasma.

 

Ambas descem as escadas e Rey da de cara com Ben a ponta da escada. Eles estava olhando para uma janela até que percebe que Rey e phasma estão descendo as escadas da casa grande. Rey sente um arrepio que começa das suas pernas e terminam nas bochechas. Ela sente um calor e a sente que suas bochechas estão quentes, nunca antes ela havia sentido isso antes. Ben solo lhe provocava sensações que ela mesma não sabia o que era.

 

-Bom dia phasma, bom dia Rey! Cumprimenta gentilmente o jovem ben. Que estava vestido com um terno escuro que provavelmente era o “fardamento” do segurança da frágil filha do presidente. 

 

Phasma sente o aperto que Rey dispara em sua mão e percebe o quanto nervosa ela ficou diante de ben.

 

Rey desce a escadas e cumprimenta ben com um sorriso um tanto tímido mas muito carinhoso.

 

-Bom dia ben solo. Responde Rey ainda sorrindo.
Seu pai está esperando na mesa para tomar café. Responde Ben 
Não vai se sentar à mesa conosco? Indaga Rey.
Não senhorita eu já estou alimentado, sai muito cedo de casa para o primeiro dia. Agradeço a gentileza. Responde ben.
Ó sim claro, me perdoe não quis insinuar... Rey é interrompida por ben nesse momento.
Não precisa de desculpar com nada senhorita. Está tudo bem. Tranquiliza ben.
Me perdoe então.. ao responder Rey da as costas e vai em direção ao salão onde está seus pais a fazer o desjejum.

 

Ben observa ao redor e vê phasma olhando pra ele com um brilho nos olhos como se quisesse dizer algo.

 

-Algum problema senhora phasma? Pergunta ben. 
-Problema algum, vejo apenas olhares brilhantes e com muitos sentimentos aflorando aqui pelos corredores da casa branca. Relata phasma com um sorriso alegre, que logo sai pela lateral das escadas indo até os aposentos da cozinha. 

 

Ben apenas sorri muito timidamente e se dirige até a entrada principal da casa onde irá aguardar Rey para leva lá a faculdade. 

 

Na mesa do café da manhã Rey estranha a ausência de seu pai.

 

-Bom dia mamãe! Onde esta o senhor presidente?! Pergunta a jovem Rey. 
-Seu pai precisou sair cedo para uma reunião com snoke. Foi com o luke. Responde Katherine.
-Nossa deve ser bem importante pra sair tão cedo. 
-Sim senhorita Rey é muito importante essas reuniões do presidente com o snoke. Responde Hux que estava logo à espreita na porta do salão. 
-Bom dia senhorita Rey, bom dia primeira dama. Cumprimenta Hux.
-Bom dia Hux seja bem vindo. Responde a primeira dama.

 

Rey continua em silêncio ao ver Hux entrando sem ser convidado ao salão. Logo se levanta da cadeira e se despede de sua mãe.

- Bom eu já estou atrasada pra minha aula. Bom dia mamãezinha até mais tardar. Despede se Rey dando um beijo em sua mãe.
-Vá com Ben minha filha e juízo! Comporte se com o rapaz. Alerta a primeira dama. 
-Tenha um bom dia Rey! Deseja Hux para Rey.

 

Rey não responde e não esconde a sua indignação com a presença de Hux na casa branca. 

Ao sair a porta encontra Ben encostado na pilar de frente a casa branca com as mãos nos bolsos. O brilho nos seus olhos encantam Rey de uma forma que ela por uns instantes perde toda a noção do tempo. 

 

-Vamos?! Alerta Ben

-Sim claro vamos! Já estou atrasada creio eu. Responde Rey entrando no carro.

 

Ben entra no carro em seguida dando partida na ignição. Olhando para Rey pelo retrovisor ele avisa.

 

-Está dormindo demais senhorita para perder a hora. Temos que honrar com nossos compromissos. Avisa ben em tom de descontração porém com preocupação. 
-Eu dispenso os conselhos de um segurança recém contratado, não se meta na minha vida e lembre se que você é meu empregado. Alerta Rey em tom superior.
-Eu trabalho para seu pai, ele que paga meu salário e não você, então abaixa esse nariz e aprenda a falar direito com as pessoas. Alerta ben.
-Como ousa?! Vou avisar a meu pai que está muito abusado para o primeiro dia. Esbraveja Rey já irritada com a conversa. 
-Ok ok, quero ver quem aguenta a senhorita. Só eu posso controlar o seu gênio impulsivo. Ben avisa com tpm sarcástico e um sorriso de canto.
-Dá pra dirigir e me deixar em paz? Eu agradeço. Avisa Rey visivelmente chateada. 

 

Ben apenas cala e sorri olhando de vez em quando a cara de Rey pelo retrovisor. 

Ao chegar à faculdade ben para o carro e desce pra abrir pra Rey, porém ela desce antes e sai correndo em direção à porta da faculdade sem avisar. 

 

-Rey?! Por está correndo assim? É perigoso pode cair. Avisa Ben.

 

Quando ele se vira pra fechar a porta Rey cai no chão e derruba os livros e a bolsa. Ben corre pra apanha la, segurando em sua cintura. Rey se vira e da de cara com ben a segurando. Nesse momento os olhos deles se cruzam e a respiração de Rey acelera. Enquanto ele a levanta ela consegue sentir seus bíceps pela grossa camada de tecidos que compõem o terno, a sensação que ela tinha era de estar nas nuvens, seu rosto ficou gélido e seus lábios corados. Ela podia sentir a respiração de Ben bater em seu rosto. Faltava poucos centímetros de distâncias dos lábios um do outro. Ben quebra o gelo na hora...

 

-Eu avisei pra ter cuidado quando fosse correr do carro, não faça mais isso por favor ou me sentirei culpado por machuca la. Avisa Ben ainda segurando Rey.
-Está bem me desculpe. Responde Rey que logo se afasta e solta o braço de Ben. 
-Até mais tarde então Ben. E obrigada por me ajudar. Agradece Rey e logo da as costas pra ben e entra na faculdade.

 

Ben apenas olha Rey se distanciando sem tirar os olhos da mesma. 

 

Continua no próximo capítulo. 

A chegada de uma personagem pode colocar Rey em uma saia justa e em um possível triângulo amoroso.


Notas Finais


Continua no próximo capítulo, aguardem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...