História A filha do Presidente SasuSaku - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Visualizações 58
Palavras 1.534
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá minna!
Sejam bem vindos ao primeiro capitulo da minha fanfic!
Eu me esforcei muito, mais muito mesmo e então... ai está!
Boa Leitura!

Capítulo 1 - O Mafioso


Fanfic / Fanfiction A filha do Presidente SasuSaku - Capítulo 1 - O Mafioso

" No que eu estava presenciando?, eu não conseguia me mexer e meus olhos tremiam com agressividade, meus lábios secos e trêmulos se curvaram em puro desgosto, meus punhos estavam roxeados de tanto aperta-los e minha respiração irregular fazia meu coração bater lento e sereno, tentei gritar mais por mais que eu tentasse a voz não saia de jeito nenhum, o corpo gélido da minha mãe se fazia presente ali, seus olhos vidrados em minha face me encarando com pena, me aproximando dela eu me ajoelho e me apoio em seu corpo e me entrego ao ódio, meus soluços ecoavam todo o quarto escuro, minhas vestes sujas de sangue e minhas lagrimas molhavam seu rosto pálido, seu corpo não reagia ao meu abraço oque me deixou abalada, minha mão direita vai ate os seus olhos abertos e ao passar no seu rosto vejo seus olhos fechados e com olheiras roxas, me entrego novamente as lagrimas e solto um grito de desespero..."

 

Seus cabelos estavam soados como o seu corpo, suas mãos puxavam o lençol branco os deixando contorcidos, seus lábios se abrem soltando um grito de horror despertando todos que se encontravam na mansão.

- Ahhhhhhhhh!! - um grito de horror ecoava os corredores da mansão.

Passos rápidos e desesperosos foram ao encontro do seu quarto - Sakura, filha oque aconteceu?! - seu pai repousava no lado de sua cama suspirado aliviado.

- Eu tive um pesadelo. - resmungava Sakura. - De novo...

- Então, sonhou com sua mãe ou estou errado? - apos Kizashi desferir essas palavras para sua filha que repetinamente se derrama em lagrimas.

- Eu não aguento mais isso... - Sakura suspira indicando soluços - Já faz dois anos desde que ela morreu, e aquele rosto ficou vidrado em minha mente.

 - E só não pensar mais nisso, filha, se você continuar pensando naquilo nunca irá superar á morte de sua mãe, você é uma mulher forte encantadora e nunca neguei isso. - dizia seu pai com calmária.

- Obrigada pai. - sua filha o abraça carinhosamente sendo retribuida - Pai, aquela mulher, ela era amiga da minha mãe? - ao fazer essa pergunta Kizashi a encara assustado.

- Porque quer saber? - perguntou Kizashi.

- Ela parece diferente, sei lá, é melhor eu voltar á dormir. - Sakura desfere um beijo na bochecha de Kizashi que secretamente mantia seu olhar atônito. - Boa noite, pai.

- Boa noite, filha. - KIzashi se retira do quarto de Sakura.

 

...

 

A cidade estava movimentada, as lojas acabaram de serem abertas e os clientes vasculhavam tudo, os imensos portões das empresas foram abertas concedendo á passagem dos funcionários de aguardavam, o presidente adentra sua empresa indo diretamente ao seu escritório ao ser parado pela sua secretária.

- Kizashi-sama, esses são os dados e os arquivos que pediu, aquio está. - fala á secretária lhe entregando algumas pastas grampeadas.

- Obrigado.

 

Na mansão todos os empregados retiravam o café da manhã apressados pois á noite iriam receber o amigo do presidente que aparentemente iriam se tratar de negócios ou lucros que faturaram durante á viagem.

Sakura se preparava para ir ao seu trabalho que se encontrava na empresa junto com o seu pai, ela vestia um conjunto branco que na verdade era uma blusa pequena que deixava á mostra sua barriga e o belo decote sensual formado deixando a mostra seus seios que por sinal são grandes,  e uma saia média também deixando á mostra suas belas coxas, seus longos cabelos estavam soltos e lisos, um salto não muito alto ela colocava enquanto repousava em sua penteadeira onde tinha os seus produtos.

Ao se arrumar ela se retira de seu quarto e vai ate á sua limousine que lhe aguardava na frente da mansão junto com o motorista, adentrando á limousine ela verifica sua bolsa se estava em orden, depois ela esperava calmamente enquanto observava a limousine se movimentando pela janela escura que pelos raios solares que se refletiam dava muito bem para ver.

 

As grandiosas máfias eram lideradas únicamente por bilionários famosos, algumas eram superioras á outras não só pela fama mais também pela qualidade e quantidade de detetives e assassinos, eram se formado um grupo especializdo para cada tipo de trabalho, alguns servem para investigar e outros para matar, como uma dessas havia á máfia Sabaku, localizada no sudoeste e também uma das grandiosas máfias pela sua porcentagem alta, também haviam outras como á máfia localizada no leste comandada por uma mulher chamada Mei que também obtinham uma porcentagem alta, mais claro que não só essas mais também ha muitas espalhadas por Tokyo, mais perante todas elas só havia uma que pela sua fama e uma qualidade inegável, á máfia Uchiha, localizada no centro de todas elas, comandada por Uchiha Sasuke.

Uchiha Sasuke foi o único sobrevivente de sua familia apos sofrerem um massacre terrível e traumatizante em sua infância, um homem frio e materialista como todos os mafiosos ele era oque mais possuía quantidade detetives e assassinos, aparentemente ele obtinha mais de trinta mil grupo de assassinos e á mesma quantidade de detetives ou investigadores, não só pela quantidade mais também pela qualidade de seus assassinos e detetives, sua máfia era cercada por guardas e várias câmeras de segurança rodeadas, também morava em uma mansão não muito distante de sua máfia.

Nesse exato momento o mafioso se encontrava em seu escritório na máfia, recebendo nele seu parceiro também dono de uma máfia.

- Teme, meu amigo, á quanto tempo eu não o vejo. - comentava o loiro se acomodando na cadeira a frente da mesa.

- Dobe, eu digo o mesmo, sem mais rodeios eu quero tratar um assunto sobre oque nos faturamos. - dizia Sasuke direto pegando á pasta com alguns papeis.

- Novecentos milhões de dólares, Teme, nos faturamos bastante. - o loiro tentava disfarçar á sua expressão atônita mais diante de tanto dólares que faturaram era impossível, o Uchiha mantinha sua expressão fria e normal.

- Faturamos pouco, devia ter enviado mais grupos, não se contenta com pouco, Dobe. - dizia Sasuke enquanto colocava vinho em duas taças e uma delas entregou para o loiro.

- Para mim já faturamos oque devia, então, oque fazemos com todo esse dinheiro. - perguntou o loiro enquanto bebia o vinho.

- Com certeza iremos aumentar á quantidade de assassinos e investigadores, e oque sobrar gastaremos individualmente, eu irei comprar novas armas, essas já estão meio velhas e estou cansado de usá-las. - finaliza o Uchiha.

 

<<<

 

Já tinha se passado algumas hora e á noite chegou, á mansão dos Haruno estavam movimentados para receberem o parente do presidente que aguardava na sala enquanto sua filha se arrumava, uma limousine repousa em frente á mansão do presidente, um homem de cabelos grisalhos toca campainha sendo recebido pelos empregados que o levaram ate o presidente que o aguardava.

- Ora ora se não é o kakashi. - cumprimenta o presidente o abraçando. 

- Presidente...

- Me chame pelo meu nome, como está o seu pai? - perguntou o presidente se acomodando em sua poltrona e o grisalho fex o mesmo.

- Está bem, onde está á sua filha? quero conhece-la. - apos perguntar sobre á filha do presidente os dois escutam passos vindo da escada e ao olharem para cima, eles verem uma bela mulher, o grisalho ficou encantado com a sua beleza, Sakura usava um vestido vinhoque deixava á mostra uma de suas belas pernas, seus cabelos estavam soltos e á sua maquiagem masrcante combinava com o seu vestido, o grisalho se aproxima de Sakura e educadamente ele pega sua mão e á beija, á mesma se impressiona com a delicadeza que o homem obtinha.

Os três foram ate o banquete especial formado.

- Senhorita. - o grisalho dá espaço para que Sakura se acomodasse em sua cadeira.

- Obrigada. - agradece Sakura educadamente.

Os empregados foram ao encontro deles e o serviram, ocomeçaram á comer tranquilamente enquanto conversavam.

- Então Kakashi, como anda os negócios na empresa dos Hatake? - perguntou Kizashi bebendo novamente o vinho.

- Anda tudo bem, meu pai disse que em breve eu seria o novo comandante daquela empresa. - dizia Kakashi enquanto tirava sua mascára deixando todos surpresos.

- Bem merecido, não ha dúvidas. - comenta Kizashi novamente no assunto - Como sabe em breve minha filha será á nova dona da minha empresa, e eu não me supreendo muito, ela tem bastante capacidade nesse tipo de negócios e é muito inteligente.

- Pai. - reclamava Sakura sem graça.

- Eu concordo com o senhor. - dizia o homem de cabelos grisalhos concordando com as palavras que o presidente desferiu. - Alem de inteligente é muito bonita.

- Concordo plenamente como você, kakashi, é muito bonita encantadora puxou á mãe, e o pai, claro. - nessa parte todos riram incluindo Kizashi.

Apos ficarem conversando e se divertindo enquanto almoçavam, o tempo passou e só faltava apenas alguns minutos para dar meia-noite, o presidente e sua filha se despedem educadamente e se retiraram da sala, cada um foram para os seus quartos e decidiram descansar, pois saberam que o outro dia sera longo e cansativo...

 

...

 

"Por isso não confio em ninguém. Ninguém é meu amigo."


Notas Finais


Eae gostarão?
Continuo ou não?
Ate o próximo capitulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...