História A Flor e o Beija-flor - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO
Personagens Chanyeol, D.O, Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Rosé, Suga, V
Tags Aprender A Amar, Kookv, Recomeçar, Taekook, Vkook
Visualizações 13
Palavras 1.546
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, LGBT, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiiii♡ sei que devia atualizar outras fics, mas eu realmente não consigo, pois quendo fico com uma ideia na cabeça eu não penso em outra coisa♡ espero que gostem boa leitura ♡

Capítulo 1 - O Amor


Fanfic / Fanfiction A Flor e o Beija-flor - Capítulo 1 - O Amor

   

☉  Verão  (P.O.V Taehyung)

  Havia acabado de pegar seu ônibus, que ia direto para Seul.

   Ainda não acredito no que estava acontecendo, num dia estava comendo e me divertindo com minha família, e no outro estava me despedindo de todos para dar uma condição melhor para eles.


  Eu havia recebido uma proposta de trabalho de meu namorado, Minho, que,há alguns anos atrás, havia se mudado para Seul.


   Não pensei nem duas vezes e logo aceitei o pedido, pois além da saudades que sentia do meu namorado, queria dar uma boa condição a minha família, queria que meus irmãos tivesse de tudo e do melhor, o que eu nunca pude ter. 


   Eu amava MUITO meus irmãos, cuidava deles com todo o amor do Mundo, isso dificultou a saida de Daegu, e meus pais que sempre tiveram a do meu lado, até mesmo quando anunciei ser gay meus pais não me trataram mal, continuaram me amando como sempre e até mais  ( pois sabiam quão difícil era ser homossexual num lugar como a Coréia do Sul).


   A viagem era longa, tinha tempo para pensar em tudo e todos que havia deixado, meus amigos Yoongi e Hoseok  ( amigos desde infância, nunca deixavam o outro na mão, sempre se ajudando), já sentia falta deles, e agora? Com quem eu ira compartilhar meus segredos, medos e as fofocas? Claro que tenho um telefone, mas não é a mesma coisa do que ao vivo.

   Aos poucos me arrependia de ter os deixados, mas sabia que era por um motivo bom, ajudaria minha família; e se conseguisse bastante dinheiro poderia trazer-los para morar com migo em Seul.

   As horas iam se passando, e meu sono aumentando, não resisti e  apaguei.

    Assim que acordo o motorista avisava que havíamos chegado a o nossou destino. Logo me animo e pegou minha mala e o celular mandando uma mensagem para que Minho fosse me buscar, como o combinado.
 

****

  Uma hora, duas horas e nada de Minho nem uma mensagem se quer, já pensava em desistir de tudo e volta para casa, mas prometi a mim mesmo que seria forte caso algo desse errado. Mas assim que me levantou, escutou uma voz familiar atrás de mim.


   -Taehyung, Tae amor!-Minho gritava e corria atrás de si.

   Suspiro de alívio, afinal já estava pensando em várias coisas que podiam acontecer, até mesmo na posibilidade de dormir na rua. Corri até o meu namorado dando um simples selar, já estava cansado e com muita fome por ter o esperado por tanto tempo.

    -Porque demorou?-perguntei curioso

 -Estava resolvendo uns problemas no trabalho, nada que você deva se preucupar.-disse Minho simples, deixando um selar na cabeça de Tae.

   -Okay amor, agora me ajuda a carregar a mala- e assim fizeram, logo chegaram no carro, colocaram a mala no banco de trás e se sentaram na frente-E sobre o trabalho?- pergunto ancioso, afinal eu vim para Seul para o trabalho.

   -B-bem...-protestou um pouco- não tem trabalho nenhum- Ainda estava processando a informação que recebi.

     -O QUE?!

   -Desculpas Taetae, é que eu sentia muita falta sua e queria você por perto- Disse Minho, isso não era uma total mentira, ele sentia falta de mim, mas não na palavra amor mas sim na palavra a fazeres, Minho era "ocupado" sempre quis alguem que fizesse as coisas por si.

    -Oh, amor e lhe entendo, mas o que eu digo a minha família?-  Eu era inocente demais naquela época para entender as pretensões de meu namorado.

    -Não diga nada, eu te dou dinheiro todo mês e então você dá metade para sua família- Minho já havia planejado tudo isso, ele sabia que eu faria de tudo pela minha família.

     -Ok...mas o que eu vou fazer aqui?- Eu sou uma pessoa bastante inquieta.

      -Você pode cuidar da nossa casa!

    -Cuidar de casa?-Se eu, Kim Taehyung,  soubesse que era pra isso, eu tinha era ficado em casa mesmo, já fazia isso lá. E ainda teria a minha família e amigos por perto.

    -É! Mas pense que agora nós vamos ficar juntinho!

    Não tinha gostado da ideia, mas se já que tô aqui iria ao menos tentar.

****
    Dois meses haviam se passado, Minho havia comprido seu combinado de me dar o dinheiro todo mês e sempre mandava quase tudo para minha família, sabia que eles precisavam mais do que eu.

   Mas hoje era um dia especial, o dia dos namorados, estava contente por poder comemorar ao lado de Minho, pensando bem vou fazer uma surpresa para Minho!  E agradecer pelo conforto que estava me dando (no fundo, BEMM no fundo, sabia que era mais como uma empregada que fazia sexo com o o chefe).

Resolvo ir ao mercado com o dinheiro que tinha e fazer um grande jantar, ligo para Minho e lhe avisou que só voltaria às nove.

O mercado não estava tão cheio quato eu esperava, pego os alimentos que precisava e fui para o caixa. Foi bem mais rápido do que eu podia ter imaginado, chego em casa por volta de umas oito horas.

-Minho?- disse assim que entro em casa, deixando as compras na cozinha.

Barulhos estranhos podiam ser ouvidos, e com o cu na mão pego a frigideira, que estava do meu lado e vou atrás do barulho, que iam direto para o nosso quarto, e me  aproximo lentamente da porta, e a abro com cuidado.Podia jurar que seu coração havia se quebrado ali mesmo. Não acreditava no que meus olhos viam.

Meu namorado com a recepcionista (Jisoo, que por conhecidencia tinha se tornado uma amiga para mim) na cama, transando loucamente, eles gemian alto, sem se importar com a vizinhança, isso doía demais, pois tinha resolvido ficar em Seul somente por causa dele.

Eu não podia suportar isso, meu coração não aguentaria aquilo, saio lentamente do quarto, para não fazer um barulho sequer, pego uma bolsa, coloco meu celular e o troco da compra e me ponho para fora.

Horas se passavam e eu não conseguia encontrar nenhum lugar para passar a noite, minhas pernas estavam fracas, estava começando a me sentir tonto, e pra piorar minha situação começou a chover na rua  e estava muito forte e foi ai, nesse chão inmundo, que eu desmaiei.

****

A luz batia em meu rosto, o que me incomodava, levanto da cama e fecho a janela.

-PERA....ONDE É QUE EU TÔ?!- olho ao redor, não reconhecia nada ali, que quarto era aquele? Parecia ser de uma menininha de tão rosinha que era.

-oh, vejo que acordou!- disse um homem com um sorriso galanteador- trouxe seu almoço. - coloca a comida em cima da cama.

-Quem é você?- pergunto com um pouco de medo, vai que ele era um estuprador ou um vendedor de órgãos?

-Ah! Verdade, você está certo não pode confiar numa pessoa que você nem o menos sabe o nome. Park Jimin mas pode me chamar só de Jimin- sorri- e você meu querido? Qual seu nome?

-Kim Taehyung

- Bem, Taehyung você gostaria de saborear minha especialidade?- disse jimin apontando para a comida na cama.

Sei que minha mãe sempre dizia pra  não confiar estranhos, mas aquela comida tava tão cheirosa e parecia tão apetitosa, que não pude negar.

Me aproximo dá comida e levo uma garrafada na boca, minha mãe faz comidas ótimas, mas nunca tinha provado um Bibimbap tão bom na vida, meus olhos brilhavam de tanta felicidade e meu estômago parece estar pedindo cada vez mais por aquela comida.

- Vejo que você gostou-diz Jimin acompanhado de uma risada.

-humhum- murmurei e balancei a cabeça positivamente, já que não conseguia falar nada por conta da boca, que estava completamente cheia de comida, realmente havia amado aquele prato- Como vim parar aqui?

-Eu lhe vi na rua desmaiado, você me parece que estava bem doente, estava muito pálido, ainda mais no meio daquela 'chuvarada' toda.

-Entendo- estava contente pelo o que ele fez, isso me fazia acreditar na humanidade.

Depois que acabo de comer, eu e Jimin começamos a ter uma conversa sobre tudo o que estava acontecendo, mesmo sem conhecer Jimin de alguma maneira confiava nele ele passavam o carinho e proteção igual a de uma mãe. Mais tarde foi apresentado ao noivo de Jimin, Namjoon.

Ele era muito divertido mas também MUITO desastrado, nesse meio tempo que a gente se conheceu ele já quebrou no mínimo uns dois copos.

-Ah Tae tive uma idéia! Já que você está sem emprego, que tal ir trabalhar conosco na nossa cafetería?- Pergunta Namjoon ansioso, jimin já havia lhe falado sobre mim. 

-Hummm...-dessa vez eu resolvi pensar duas vezes sobre o assunto, bem, eles parecem ser ótimas pessoas além do que isso me traria dinheiro, e eu poderia continuar a ajudar minha família- Certo, eu aceito

-YES!!Certo, você é bom na cozinha?- apenas balancei a cabeça negativamente- okay, números?- repeti novamente o ato- humm...Já sei! Que tal garçom? Você é bastante simpático e também muito bonito.-Não nego que corei.

-Okay, pode ser

-Bem, encima do restaurante tem um pequeno, mas confortável, flat para alugar, eu posso o alugar para você morar lá, o que você acha?- Perguntou-me Namjoon.

-Não precisa, não po- sou cortada por um Jimin levemente furioso 

-Ahhhhh mais você vai aceitar sim! Você precisa e nós vamos fazer isso você querendo ou não! Entendido?

-Tá certo Omma.....-PERA!

-Hahahahaha Omma Hahahaha- Namjoon ria escândalosamente.

- Se eu sou a Omma Você é o que? APPA!- disse Jimin num ar divertido.

Foi a partir daí, que minha vida começou a mudar.


Notas Finais


SERÁ UMA FIC CURTA COM MAIS OU MENOS TRÊS CAPÍTULOS!

E antes de tudo lembre de nunca confiar num namorado que vcs não vem à anos, pode ser uma cilada 😲


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...