1. Spirit Fanfics >
  2. A flor que murchou pelos maus toques. >
  3. Ela apreciou, mas ela se machucou.

História A flor que murchou pelos maus toques. - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem <3

Capítulo 1 - Ela apreciou, mas ela se machucou.


Lee Sunmi apreciava aquele mundo avançado com devoção e cautela. Todas as noites, a meia-noite, ela saia de sua pequena casa, no meio de uma floresta de pinheiros, e ia para seu esconderijo secreto: uma pequena plataforma discreta entre as folhas de uma árvore alta próxima a uma cidade, onde ela conseguia a vista inteira de um pequeno aglomerado de casas movimentadas na noite. 

Por mais tarde que fosse, ela via os seres pecaminosos — de acordo com sua mãe — festejando; humanos jovens com idades equivalentes a sua, saindo para bailes com suas roupas de época coloridas. 

Era 1989, uma época que todos pareciam divertirem-se, e ela amava pensar que o propósito daquela quadrilha¹ era esse: espalhar felicidade, amor e colorir todos os cantos. Ela passou todos os 19 anos de sua vida apenas observando ao longe, conseguindo enxergar com seus olhos verdes reluzentes a malta² saindo e entrando de estabelecimentos, sempre parecendo tão alegres.

Por mais que tentasse convencer sua mãe para que ela a deixasse sair, a bruxa com décadas de idade voltava a dizer: "aqueles são seres com maus corações, não chegue perto do que é tóxico, caso o contrário, irá murchar".

E dia após dia ainda admirava, amando o que mal conhecia, tendo ideias erradas do que realmente se tratava tudo aquilo. De certo, ainda temia, sim, o que poderia acontecer caso entrasse na cidade — o que só os seus pais podiam fazer. Depois de muitos anos de sermões de sua mãe, dizendo para deixar essas ideias bobas de lado, aprendeu que a dinastia de bruxas boas estava quase no fim, destruída por tentações e pecados que os humanos cometeram. Sabia que seus progenitores apenas estavam com medo que descobrissem sua tão amada família de bruxos, mas Sunmi ainda não consegui evitar.

Todas as luzes, músicas e conversações que ouvia quando se atrevia a chegar mais perto, lhe atraiam e cativavam de tal maneira, que nunca esqueceu tais vontades de saber mais. Foi por isso que, em uma noite de inverno, quando o relógio apontava vários zeros, ela passou da margem da floresta. E isso se repetiu na noite seguinte, e na próxima, e na outra… Quando menos percebeu, estava viciada em tal mundo.

Coisas que são consideradas comuns para humanos, como beber, fumar, furtar e mentir, eram um perigo para bruxos do bem.

E quando menos percebeu, seus cabelos e olhos começaram a escurecer, o que levou a certa preocupação a sua família, mas estes se fingiram de cegos perante a situação. Sabiam que nada poderia ser feito.

O fios de cabelos, antes laranjas, agora estavam negros, e os olhos verdes como a grama nova estavam cinzas. Toda a transformação se concluiu a meia-noite do seu vigésimo aniversário, e foi aí que realmente não havia mais volta.

Para pessoas comuns, o que ela passou a fazer era cotidiano, mas para o seu próprio ser, era como estar manchada. A flor havia murchado.


Notas Finais


1 - "4. [Popular]  Conjunto numeroso de pessoas = CHUSMA, MALTA" (só para vocês não confundirem com festa junina ou manada/bando);
2 - 4. "[Informal]  Grupo de pessoas com actividades ou interesses afins = PESSOAL" (tem outros significados muito bons que se encaixam na fanfic. Veja: https://dicionario.priberam.org/malta)



CAPA MARAVILHOSA PARA UM *palavra de baixão calão* FEITA POR @foxye. QUERIDA EU TE AMO MUITO, OKAU??? OBG, MESMO, MESMO, MESMO!
@kpopstory essa era para vc, mas eu desisti. Porém obg por me fazer escrever hushus

Digamos que a inspiração de local para essa dabble foi Brownsville - Pensilvânia (a mesma da série I'm Not Okay With This).


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...