História A Forbidden Love - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook
Tags Amor, Bangtan Boys, Bts, Imagine Jungkook, Jungkook, Romance
Visualizações 12
Palavras 598
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá, espero que tenham gostado do primeiro capítulo...

Capítulo 3 - Capítulo 2


Acordei um tanto cedo, olhei no relógio e não passava das 6h30 da manhã, aproveitei para tomar um banho tranquilo sem toda a confusão que tínhamos de manhã, com as meninas brigando para ver quem tomava banho primeiro. Ao sair do loft, o vento começou a bater, me fazendo arrepender de ter escolhido uma saia ao invés de uma calça, porém sabia que de tarde o sol estaria de matar então apenas continuei. 

Minutos depois...

Ando até uma cafeteria próxima e peço um cappuccino para a viagem. Piso no escritório e Amélia, a recepcionista me encontra com os olhos e vem ao meu encontro para entregar um bilhete. 

"Não esqueça do meu café. J.J"

– Cretino. – me dou a liberdade de xinga-lo

Horas depois...

E lá estava eu, mexendo em uma pilha de papel, deixo tudo de lado e descanso um pouco, até Jungkook aparecer e se encontrar com os meus olhos. 

– O que está fazendo senhorita Reyes? – Adorava aquele olhar, mas nem descansar em paz posso

– Apenas descansando Jungkook, estou com esses papeís para assisnar. – Falo virando meu corpo vendo olhar sobre mim

– Acho que você não me conhece senhorita Reyes, quero que você me respeite e me chame de Sr. Jungkook. Não tenho intimidade com você... Ainda.

A última parte ele disse baixo e saiu me deixando sozinha. Enquanto isso, tento me arrumar na cadeira que não é nada confortável. 

Logo que terminei aqueles papeís, levei até a sala de Jungkook, após abrir a porta de sua sala, dou de cara com Jungkook entre os beijos com uma outra secretária.

– Desculpa atrapalhar, aqui está os seus papeís... Cuidado moça, é pequeno. – Falo provocando e saiu rindo, fazendo Jungkook empurrar a secretária 

Jungkook P.O.V

Você não viu nada Allana, nada... Veremos o pequeno...

No dia seguinte...

Quando chego ao meu andar, a primeira coisa que faço é me dirigir para a copa, faço o expresso do Jungkook, passo na minha mesa para deixar as minhas coisas e entro em sua sala. 

As cortinas estão abertas, o que permite a entrada da luz do sol e fazendo o cretino virar um deus aos meus olhos.

– Dois minutos atrasada Reyes. – Ele fala olhando para o seu caro relógio de luxo

– Não estaria se o senhor fosse útil e simplesmente fizesse o seu próprio café. – Sussuro e vejo os seus olhos se estreitar 

– O que a senhorita disse? – Ele franze a testa me olhando, esperando que eu enfrete-o

– Nada demais. – Me inclino e coloco seu café na mesa – Mais alguma coisa?

Me afasto da mesa sentindo os seus olhos me queimando da cabeça aos pés

– Se segure Jungkook. – Pude o ouvir sussurando – Apenas ligue para Kwan e mande-o subir.

Assim que saiu de sua sala, meus pulmões se esvaziam podendo respirar novamente. É desse jeito que ele me deixa, como se tudo perto dele fosse rarefeito.

Liguei para o Kwan e passei o recado, em poucos minutos o engraçadinho na minha frente. Kwan era quase uma cópia do irmão. Quase a mesma altura, os olhos eram preto só que de um tom mais claro, porte atlético e cabelo penteado para trás. Já Jungkook, tinha os olhos escuros e o cabelo castanho degrade, tudo nele era estupidamente perfeito.

– Ele quer mesmo me ver? – Kwan pergunta.

– Bem, eu não acho que seu irmão seja idiota o suficiente para te chamar aqui só para conferir a cor da sua cueca, então sim, ele quer te ver.

Kwan ri.

– Adoro esse seu humor matinal. Se eu não fosse seu irmão, poderia jurar que Jungkook é gay, mas não posso afirmar nada. – Vi o sorriso de canto de Kwan e ri 

– Mas eu confesso, seu irmão é...













Notas Finais


Não se esqueçam de ir no Instagram e seguir a @mundo_kpoper


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...