1. Spirit Fanfics >
  2. A Força De Uma Flor >
  3. Capitulo IX

História A Força De Uma Flor - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Oi
Mas um capítulo desculpa pela demora!

Capítulo 9 - Capitulo IX


Fanfic / Fanfiction A Força De Uma Flor - Capítulo 9 - Capitulo IX

Depois de toda aqulela conversa constrangedora com o Sasuke e tendo o Kakashi como testemunha e a noite ter que ouvir os risos da Ino toda vez que lembrava do que o Sasuke falou ao fim da conversa eu finalmente tive paz e dormi, mas logo que amanheceu minha mãe me acordou, desde que soube que poderia ver meu pai sempre que quisesse ela não perde a chance de ir vê-lo e quando ela me avisou que iria até o Forte Hashirama eu quis ir junto, depois que Ino voltou para a casa dela formos ver o meu papai, ficamos juntos por muito tempo, quase a manhã toda, mas foi bem menos do que eu gostaria.

Quando cheguei em casa Izumi e uma jovem de cabelos pretos amarrados com um rabo de cavalo estavam a nossa espera.

- Bom dia senhora Haruno! Bom dia Sakura!

- Bom dia! - mamãe e eu respondemos juntas.

- Vim ajudá-la a se arrumar para o noivado. - Izumi falou sorridente.

- Está muito cedo, o noivado vai ser a noite não é?

- Sim, mas temos que arrumar cabelo e maquiagem, tenho que falar alguns detalhes com vocês duas, eu trouxe Ilana para nos ajudar.

Durante a tarde toda precisei ouvir recomendações da Izumi, sobre o que eu deveria dizer e fazer no noivado, ela falou que seria algo breve, porém não poderia haver erros e como se eu me importasse ela disse que eu deveria passar uma boa impressão para os senhores Uchiha. No meio disso tudo Ino chegou toda falante com o seu vestido e sapatos devidamente prontos para serem usados a noite, como os Yamanaka tem laços de amizade com os Uchiha a Izumi disse que eu poderia convidá-los, é claro que fiquei feliz em ter além da minha mãe outras pessoas em quem confio.

Por fim a hora chegou, Ino estava simplesmente linda com um vestido azul escuro de comprimento até os joelhos com saia levemente rodada com mangas curtas e com um bordados discreto da mesma cor do vestido no busto e sapatos da mesma cor, ela fez um rabo de cavalo e colocou brincos de pérola.

- Estou bonita?

- O senhor Yamanaka vai não é?

- Claro que o papai vai…Você não respondeu se estou bonita e por quê ainda está com roupão?

- Calma Ino, eu ainda estou ajudando ela com a maquiagem. - Izumi fala ao entrar no quarto toda sorridente ao lado de Ilana.

Ela está muito elegante usando um vestido amarelo clarinho de alcinha, longo até os joelhos com um decote discreto, um pouco justo, mas nada que revelasse muito do seu corpo, seus cabelos estão presos em um coque, ela usa um sapato de salto médio cor nude, sua maquiagem está impecável sempre com os olhos marcados e um par de brincos de brilhantes.

- Quero ajudar! Que tal um batom vermelho. - Ino fala enquanto mexe nas maquiagens.

- Não gosto de maquiagem muito forte, quanto mais simples melhor.

- Sakura nada de simplicidade, Izumi vamos caprichar. - Ino fala dando uma piscadela para Izumi.

Depois de me sentir uma das bonecas que Ino brincava quando era criança e ver ela e Izumi não deixarem eu opinar em nada sobre minha maquiagem ou cabelo, elas finalmente deixaram eu me olhar no espelho e confesso que por um momento não me reconheci, não por estar muito maquiada, mas porque nunca havia colocado jóias ou roupas caras, Ino escolheu o vestido que é branco com cintura marcada, saia rodada com detalhes em azul de raminhos de flores e o busto em um formato de coração, meus brincos são de prata com brilhantes em formato de estrela e um cordão fininho de prata com um pingente igual a dos brincos, Izumi me fez usar um batom vermelho, mas nada tão forte, um rímel incolor e uma sombra translúcida que deixava meus olhos com um leve brilho e um blush suave no rosto, como meus cabelos são curtos Ino achou melhor fazer duas tranças laterais e amarrá-las atrás deixando parte dos meus cabelos soltos, não gosto de saltos, mas fui obrigada a usar um sapato branco de salto médio.

- Sakura você está linda!!!! - Ino fala entusiasmada.

- Vocês conseguiram até arrumar minhas unhas, nunca as vi tão bonitas.

- Passamos esse esmalte clarinho e com um brilho bem discreto, já que você não gosta de cores fortes.

- Senhora Izumi está quase na hora.

- Obrigada Ilana!

Quando estamos saindo vejo minha mãe na sala e ainda não está arrumada.

- Mãe a senhora ainda está assim?

- Eu não vou, Izumi me perdoe eu sei que comprou vestido e sapatos, mas eu não quero participar disto.

- Mãe?! - não consigo esconder minha frustração.

Izumi percebe tudo e logo chama Ino e Ilana para me esperar no carro, deixando eu e minha mãe a sós.

- A senhora vai me deixar sozinha no dia do meu noivado com aquele Uchiha?

- Se eu soubesse que você está casando por amor eu iria, mas assim Sakura eu não consigo.

- Estou fazendo isso por nós! Pelo papai! - fecho os olhos e respiro fundo - sou tão teimosa quanto a senhora e sei que se disse que não vai a senhora está decidida.

- Ainda bem que entende! - ela responde seca.

- Mas não significa que isso não me magoe.

Saio sem olhar para trás, Ino e Izumi me esperam no carro junto do motorista e de Ilana, quando vou entrar eu vejo o Lee.

- Você está linda Sakura!

- Obrigada!

Não sei muito o que falar neste momento, mas aceito o abraço que ele me dá, aquilo de alguma forma me deu força para segurar uma lágrima que queria cair devido a atitude de minha mãe e me fez seguir em frente, quando nos afastamos eu disse tchau e entrei no carro, fiquei em silêncio durante o trajeto, já Ino não parava de falar sobre como deseja que quando se casar seu casamento seja lindo e com uma grande festa, percebi que Izumi ria de tudo que ela falava e vez ou outra olhava para mim com um olhar gentil tentando de alguma forma me consolar.

Quando chegamos ao restaurante percebi que ele havia sido fechado apenas para este noivado, quando chegamos até área que fora toda reservada vi o Sasuke, seus pais, kakashi e um homem que penso ser o seu irmão Itachi e o senhor Sai se levantarem.

- Chegamos! Aqui está a noiva. -Izumi falou e foi para o lado do Itachi que estava muito elegante com terno azul marinho, calça da mesma cor e com uma blusa de um azul quase branco, o Sai estava todo de preto, já o Sasuke estava com um terno cinza, calças da mesma cor e com uma blusa branca.

- Boa Noite Sakura! - ele falou olhando diretamente para meus olhos, desviei o olhar por um instante sempre que ele me olha nos olhos tenho a impressão que está tentando descobrir algo sobre mim e isso me deixa nervosa.

- Boa Noite!

- Este é o meu pai Fugaku Uchiha e esta minha mãe Mikoto Uchiha e meu irmão Itachi Uchiha.

Quando olhei para os senhores Uchiha senti que o senhor Fugaku me olhou como se eu fosse um lixo e o mesmo fez a senhora Mikoto, eu os comprimentei, mas não deixei de me sentir mal naquele lugar.

- Senhorita Haruno sente-se espero que tenha gostado da decoração. - Kakashi falou com um sorriso gentil no rosto e um tanto formal, imagino que seja por estar na frente dos pais de Susuke.

- Está muito bonito, eu gostei!

- Claro que ela gostou! Imagino que nunca viu um lugar tão lindo como este, ela deve conhecer apenas aquelas festas pobres dos plebeus.

Itachi fala ao se sentar, Sasuke faz uma cara feia para ele e Izumi o repreende, seus pais demonstram um sorriso nos lábios após o comentário do filho, o lugar estava realmente lindo, um grande lustre iluminava o lugar e deixava um ar mágico, a mesa estava toda ornamentada em preto e prata dando um ar sofisticado ao nosso jantar, mas eu não abaixaria a cabeça diante daquele comentário.

- Sim conheço apenas as festas pobres dos plebeus, mas elas são cheias de alegria e pessoas com muito amor - fiz uma pausa e olhei para cada um - algo que não estou vendo aqui.

- Sakura não fala isso! - Ino me repreendeu.

- Você é bem abusada mocinha - senhor Fugaku falou me olhando com fúria.

- Parem! - Sasuke fala - Sakura é a minha noiva e vocês devem tratá-la com respeito.

- Senhorita Haruno por favor sente-se - Sai fala para tentar amenizar a situação.

- Melhor falar apenas Sakura, afinal este clã Haruno esta manchado - senhora Mikoto fala fazendo cara de nojo ao pronunciar o nome do meu clã, quando iria responder eu ouço uma voz.

- Mikoto não seja tão chata, quem renega seu clã não merece respeito e quem ofende o clã de outra pessoa também, você sempre me falou isso, agora está quebrando sua própria regra?

Uma mulher muito bonita de longos cabelos vermelhos e um sorriso largo nos lábios fala e vejo Mikoto apenas a encará-la de cara feia, mas não com com uma expressão de raiva.

- Senhora Uzumaki seja bem-vinda - Sasuke fala indo em direção a ela e a um homem loiro de olhos azuis.

- Minato Namikaze - falo em voz alta sem perceber.

- Então você é a noiva, é um prazer com conhece-la!

Fico paralisada não só por estar na frente de um dos homens mais importantes de Konoha, mas também por estar diante dos pais do Naruto, fico pensando se ele já sabe que irei me casar com o Sasuke.

- Pai! O senhor chegou atrasado! - Ino fala em tom de repreensão.

Vejo senhor Inoichi chegar e me sinto um pouco mais segura, esta noite ele fará o papel do meu pai.

- O senhor não está atrasado é exagero da Ino, seja bem-vindo.

- Obrigada Sasuke.

Quando todos estão a mesa, fiquei feliz em ficar ao lado da Ino, mas desconfortável por ficar ao lado do Sasuke.

O jantar correu bem, em alguns momentos senhor Fugaku falava sobre política com o senhor Minato, mas a senhora Kushina sempre os interrompia com alguns comentário divertido.

- Naruto odeia falar sobre política em momentos assim, com certeza ele estaria chateado com vocês dois.

- Ele chegará a tempo para o casamento?

Deixei um talher cair quando ouvi a pergunta da senhora Mikoto, respirei fundo e tentei manter a calma.

- Ah! Mikoto nem conseguimos falar com ele, a comunicação com Sunagakure está péssima.

- Gostaria de tê-lo em meu casamento.

Dessa vez eu quase cuspi a água que estava bebendo quando ouvi Sasuke falar isso, aquela conversa toda estava acabando com minhas forças e com certeza deixando Izumi nervosa, já que ela passou a tarde me orientando em como agir.

- É chegada a hora do pedido, como a senhora Mebuki não está aqui farei o pedido para o senhor Yamanaka.

- Será uma honra representar os pais de Sakura.

Sasuke levantou e eu também olhei para as pessoas na mesa, exceto por Ino e seu pai todos os outros eram pessoas que eu acabara de conhecer e não possuía nenhum vínculo afetivo, senti falta dos meus pais, mas agradeci mentalmente a Deus por eles não estarem ali sendo hostilizados pelo irmão e os pais do Sasuke.

- Senhor Yamamka permita que eu tenha a mão de Sakura Haruno?

- Sei é vontade de ambos eu abençoo este pedido e permiti como muito gosto é claro.

- Sakura Haruno aceite este anel como o início de uma nova vida para nós dois e que nosso casamento possa lhe fazer feliz.

Não esperava um anel, não espera um pedido assim, para mim estava tudo muito claro um casamento para salvar meu pai e Sasuke se livrar da Hyūga e nada mais. Como eu poderia ser feliz em um casamento assim? Quando Sasuke pegou minha mão e colocou um anel prata com uma pedra em formato de flor cravejado de diamantes senti uma sensação estranha como se tudo aquilo não fosse acabar em cinco anos, como se aquilo tudo fosse ser eterno e isso me angustiou de alguma maneira, olhei para os pais do Naruto, e se fosse ele ali e não o Sasuke e se eu fosse a noiva do filho deles, será que eles me aceitariam?! Só uma voz me tirou dos meus pensamentos.

- Aceita se casar comigo senhorita Haruno?

Sasuke beijou minha mão e me olhou diretamente nos olhos, enquanto fez isso por um momento esqueci onde estava, havia algo em seu olhar que me deixou confusa sobre sua real intenção neste casamento, era tudo por conveniência? Era assim mesmo da parte dele? Um casamento por contrato e nada mais?!

- Sakura responde! - Ino falou entre risos, certamente amando a cena que via a sua frente.

- A…aceito! - desviei o olhar e ouvi algumas palmas.

Diante de tudo que acontecia ao meu redor, me senti sufocada e não demorei muito para eu sair um pouco.

- Senhores peço a sua licença…

Saí apressada e fui até a varanda do restaurante, uma área bonita e elegante em que pude enfim respirar e olhar para o céu estrelado como se estivesse em festa.

- Sakura você está bem?

Sasuke surgiu logo depois de mim, parecia calmo, mas preocupado.

- Não…eu não estou bem! Sua família deixou bem claro que odeia a ideia de ver você casado comigo e eles tem razão.

- Seus pais também odeiam não é?! Sua mãe nem veio.

- Ainda bem que ela não veio, eu não suportaria vê-la sendo maltratada, eu me arrependo de ter aceitado este casamento o que me mantém aqui é o meu pai, mas quando eu lembro… - por pouco não falei o nome do Naruto que não sai da minha mente, respiro um pouco e continuo - quando eu lembro de como tudo vai mudar na minha vida eu me sinto sufocada.

- Sakura eu…

Antes que Sasuke falasse algo um homem alto e forte chegou, Sasuke o olhou e pareceu ficar tenso ao vê-lo.

- Aconteceu algo Juugo?

- Sim senhor! Desculpa a intromissão, mas é algo sério.

- Tudo bem! Eu tenho que ir Sakura, por favor volte para junto dos convidados e da minha família, não fique muito tempo aqui fora a noite está muito fria, não quero que fique doente.

Ele vai embora com o homem e ambos saem apressados.

Fico um tempo olhando o céu, até que resolvo voltar para dentro do restaurante, quando me viro vejo Itachi.

- Então você está aqui…

- Com licença.

- Espera! - ele segura meu braço com força.

- Itachi me larga!

- Olha só você me chamando pelo primeiro nome como se fôssemos iguais.

- Eu estou mandando você me largar! - puxo meu braço, mas ele me segura com força e não consigo me soltar.

- Você não manda aqui plebéia! Você é um nada! Ouviu bem?! Sasuke vai casar com você, mas ouça trate de não envergonhar nosso clã, já é vergonha suficiente ter uma garota tão insignificante como você entre os Uchiha.

- Você não é superior a mim e eu não tenho medo de você. - falo com a voz firme.

- Não sou bonzinho igual ao Sasuke, não vou tolerar sua teimosia…Não gosto de você e acho melhor você fazer o que eu disse, NÃO ENVERGONHE O MEU CLÃ!!!

Ele falou em alto e bom som com o rosto bem próximo ao meu e logo depois me soltou bruscamente e foi embora, eu não quis chorar mesmo que lágrimas desejassem querer cair.

- Sakura!

- Oi Kakashi… - falei ainda passando a mão em meu braço que doía um pouco.

- Você está bem? Está tão pálida!

- Eu quero ir embora agora!!!

- Sasuke está resolvendo alguns problemas, mas já está vindo e todos a esperam no salão.

- Você não entende, eu quero ir embora não aguento mais ficar aqui.

- Saky!

- Ino!

Quando vi a Ino eu a abracei e ela mesmo sem entender me abraçou também, eu insistia em ir embora, mas ambos me convenceram a ficar, quando Sasuke retornou ele ficou ao meu lado, houve um último brinde e um fotógrafo contratado pela família tirou algumas fotos.

Não olhei para Itachi eu sentia que ele estava observando cada passo meu e isso me assustava, na ida para casa, Ino foi com seu pai, eu queria muito ter ido com eles, mas foi Sasuke quem me levou, dispensando até o motorista que estava pronto para nós levar.

Quando chegamos em minha casa ele parou o carro e disse que antes de eu sair havia algo que precisava me falar.

- Sakura tenho algo sério a lhe contar.

-Aconteceu algo? - pergunto aflita, meu pai vem a minha mente na hora.

- Obito quer ver seu pai morto, ele é um homem tão influente quanto eu e óbvio já deu um jeito de prejudicar o Kizashi.

- O que ele fez? Meu pai... Meu pai... aconteceu alguma coisa com ele? - falo nervosa.

- Não! Não Sakura! Seu pai está bem e seguro, mas Juugo me informou que o julgamento foi adiantado.

- Não! Como ele conseguiu isso?

- Como falei meu primo é influente…

Sasuke observou meu rosto e continuou

- Sakura devido ao adiantamento do julgamento do seu pai o nosso casamento será daqui três dias.

Não sei se minha voz sumiu, mas não consegui falar nada eu apenas olhava para o Sasuke que me observava sem saber ao certo o que falar, eu sabia que casar com ele seria algo inevitável, mas não esperava que seria tão rápido.

- Sakura eu sei que tudo isso está sendo difícil, mas…

Quando Sasuke tocou na minha mão eu a puxei e o olhei com raiva, por mais que ele esteja me ajudando não consigo deixar de despejar a raiva que estou sentindo depois de tudo o que irmão dele me falou.

- Você sabe?

Saio do carro e Sasuke sai atrás de mim ele segura meu braço para me fazer parar.

- Sakura espera!

- Não me toca! A sua família é louca, vocês são todos arrogantes e se acham superiores a todos. Vocês deveriam investigar este crime e não deixarem meu pai preso e sair o culpando por algo que ele não fez.

- Sakura você não entende, as coisas não são tão simples.

- Não vai dar certo este casamento, não vai! Meu pai não quer me ver casada e infeliz e eu não vou aguentar o seu clã me olhar como se eu fosse um lixo.

- Não é assim Sakura. - ele fala com firmeza.

- Não é assim? Seu irmão deixou bem claro que é assim?

- O que o Itachi lhe falou? Sakura me diga! - ele me olha nervoso e vejo uma ponta de irritação em sua voz.

- Não importa o que ele disse!

- Claro que importa…

- Vai embora, eu preciso ficar sozinha!

Saio correndo ouço a voz do Sasuke, mas não retorno quando paro percebo que estou na pracinha em que Naruto e eu nos beijamos.

Sentei no banco e passei a mão no lugar onde ele sentou ao meu lado.

- Eu queria você aqui comigo! Volta para mim Naruto, volta por favor!

Todas as lembranças daquela noite estavam ali, eu fechei os olhos e pude por um momento sentir seu toque quando abri meus olhos, vi aquele céu que agora não estava mais tão estrelado, parecia que uma chuva estava prestes a cair.

- Sakura!

Sasuke surgiu, estava escuro e não pude decifrar se estava zangado ou preocupado, mas seu tom de voz parecia cauteloso.

- Sakura volte para sua casa, amanhã nós conversamos.

- Vou ficar aqui e você pode ir embora

- Sou responsável por você Sakura, agora que é minha noiva não deixarei você sozinha.

- Você…não é responsável por mim, nunca foi e nunca vai ser.

Não sei por quanto tempo fiquei sentada naquele banco, enquanto Sasuke ficou em pé a uma curta distância, por fim decide voltar para casa eu já não tinha vontade e nem disposição para conversar ou brigar, Sasuke apenas me seguiu calado até minha casa.

- Até amanhã Sakura tenha uma boa noite.

- Até!

Entro em casa e vejo minha mãe no sofá assistindo tv.

- Como foi lá?

- Está curiosa? Pensei que não quisesse saber do noivado.

- Sakura eu não conseguiria ficar ao lado daquelas pessoas.

- Por um lado foi até bom a senhora não ter ido - falo mais para mim que para ela.

- Como disse?

- Não falei nada! Eu…

- O que foi minha filha? - mamãe vem em minha direção.

- Daqui três dias eu vou me casar, por causa do primo do Sasuke o julgamento foi adiantado então…

- Ah Sakura! - minha mãe me abraça - Desista disso! Eu vejo o quanto está se sacrificando.

- Já pensei nisso, mas sei o que é mais importante.

Eu a olho nos olhos e ela não fala mais nada apenas me abraça novamente e ficamos ali no meio da sala por um tempo, olho para minha mão e vejo o anel que Sasuke me deu e sei que este casamento mudará tudo não só em minha vida, mas também mudará muita coisa em mim.


Continua...


Notas Finais


Eitaaaaaaa
A Sakura está tão chatinha com o Sasuke...
O casamento está chegando...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...