História A Força do Desejo - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Saint Seiya
Personagens Personagens Originais, Saga de Gêmeos, Shaina de Cobra
Tags Saga X Shina
Visualizações 50
Palavras 722
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Obrigada a todos que visualizaram, deixaram favorito e comentaram essa história.

Capítulo 2 - Quarta-feira



Em um dos prédios mais modernos de Atenas, se localiza uma empresa de tecnologia em que o seu dono é um lindo homem de 32 anos, alto, de longos cabelos loiros, seus olhos são verdes e demonstram serem frios.

Saga tem uma origem simples, com muito esforço e determinação conseguiu erguer uma pequena empresa enquanto ainda cursava ciências da computação, em poucos anos, sua empresa cresceu e atualmente ele emprega 2000 pessoas.

Saga gosto de sair para baladas, beber, conquistar mulheres para simplesmente satisfazerem seu desejo sexual, ele não se importa com sentimentos das outras pessoas, é um homem egoísta, as vezes pode até parecer ser cruel.


Saga


Estou no meu escritório comendo a minha secretária, ela é uma linda loira, que só vem ao trabalho com saias curtas, não importa se esse seja o padrão das secretárias usarem, a única coisa que me importa é olhar para suas pernas, depois de três meses olhando para o seu lindo corpo, desde que ela começou a trabalhar para mim, finalmente tive coragem de assediar ela.

Disse que ela era linda, gostosa, que queria muito sentir seus beijos, ela não respondeu nada, eu a puxei pela cintura e a beijei intensamente e instantes depois fui retribuído.

Jogo tudo que estava em cima da minha mesa de trabalho no chão, a coloco sobre a mesa, abaixo minhas roupas, suspendo sua saia até a cintura, arredo sua calcinha vermelha sexy e de uma vez a penetro, ela solta um gemido alto, que eu nem ligo se alguém ouça, tamanho é o meu tesão.

Seguro seu quadril com força e meto com força. 

Geme vadia, eu sei que estava louca para mim te comer.

Saga, mete mais, está muito gostoso, não para.

Abro sua camisa que é de fecho, ela não usa sutiã, chupo os seus seios grandes e gostosos, ela me segura pelo pescoço e geme mais alto.

Aí,  como está gostoso, mete mais forte em mim.

Continuo metendo com força naquela vadia, sua buceta é muito gostosa, se imaginasse isso, já teria a comido antes, não é a primeira secretária que eu como no meu escritório.

Saio de dentro dela, a coloco apoiada na mesa de costas para mim, dou um tapa na sua banda e imediatamente penetro na sua bunda, é tão apertada, o que só aumenta o tesão, ela grita de dor, não importo com isso, seguro mais forte na sua cintura, vou metendo nela com forças, seus gritos de dor não diminui, a como com força até gozar, saio de dentro dela, jogo a camisinha usada no lixo, arrumo as minhas roupas.

Se arruma e saia do meu escritório, quero ficar sozinho. (Falo do jeito mais neutro e direto possível).

Ela vira para mim, vejo em seus olhos raiva e dor.

Você me machucou seu animal, agora me manda embora como se não fosse nada (Fala enquanto arruma sua roupa e começa a chorar).

Deveria saber desde que aceitou trepar comigo que para mim você não passaria de uma foda gostosa.

Ela sai do meu escritório com dificuldade para andar e com muita raiva.

Não me importo com isso, no outro dia arrumarei uma secretária mais gostosa, essa daí já não me interessa mais.

Desde que comecei a ficar rico que conseguia facilmente mulheres para satisfazerem meu desejo sexual, nunca dei importância a nenhuma delas, não me importo com isso, eu sou lindo, gostoso, loiro e rico, nenhuma mulher me rejeitará, mas também sei que todas se aproximam de mim por causa de dinheiro.

Arrumo a minha mesa e volto a trabalhar.


Shina


Estava no trabalho quando o meu celular toca, atendo ele, falo com o meu chefe e saio correndo do hospital, espero que nada de grave tenha acontecido, não pensarei que algo assim tenha acontecido.

Entro no meu carro, tento ficar o mais calma possível, sei que direção e nervosismo não combinam.

Minutos depois, entro correndo na minha casa, entro em um quarto e me ajoelho no chão ao lado da cama.

Coloco a mão em sua testa, meu loirinho está ardendo em febre, lhe dou um comprimido, me deito ao seu lado e o abraço com muito carinho.

Você é tudo que eu tenho, não posso te perder meu amor.

Ele abre abre os olhos lentamente e abre um fraco sorriso.

Mamãe.

Fala isso e me dá um beijo no rosto, eu te amo muito, sem você eu não teria forças para superar todo o meu sofrimento, a febre dele diminui um pouco, ficamos abraçados e acabamos dormindo.



Notas Finais


O que acharam desse capítulo?
Abraços a todos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...