História A Freira e o Vampiro - Capítulo 14


Escrita por: e MSH

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Reiji Sakamaki, Ruki Mukami, Seiji Komori, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yui Komori, Yuma Mukami
Visualizações 171
Palavras 699
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 14 - Capítulo 12


Yui //on//.

Eu estava à caminhar pelo jardim, Mary me acompanhava, ela não dizia nada, assim como eu. Neste jardim, apenas havia rosas brancas, era uma pouco parecido com o jardim da mansão onde o Ayato-kun mora, mas não tem a grande variações de rosas como lá.

Mary:- Senhor Sakamaki pode ser bastante assustador, frio, e também cometer atos estranhos e até um pouco aleatórios, mas eu sei que no fundo ele pode ser uma pessoa boa.

Acho que Mary estava querendo amenizar um pouco da situação. Mas nada melhorava, e muito menos piorava, aliás não tinha como ficar pior.

Mary:- Acho que é melhor voltarmos para dentro, Senhor Sakamaki me avisou que não é bom você ficar tanto tempo fora da mansão.

 Ela disse me levando para dentro da mansão.

Após chegarmos, ela tranca a porta usando uma chave qualquer de um GRANDE molho de chaves, acho que seria de todas as portas desta mansão...

Mary:- Senhor Sakamaki mandou me avisar, que foi convidado a ir a um jantar, por conta disto, você ira junto

Yui:- Não sei se estou em um clima bom para este jantar, eu poderia ficar no quarto?

Falei desanimada, a última coisa que eu gostaria de fazer é ir a um jantar um pouco agitatado.

Mary:- Sinto muito, mas não. O Senhor Sakamaki, me avisou que, como a futura senhora Sakamaki, você tem que agir como tal.

No momento em que ela disse futura senhora Sakamaki, eu fiquei confusa, afinal, ela estaria falando de Ayato-kun?

Karlheinz:- Creio que Mary está certa, como minha futura esposa, terá que se encaixar aos meus costumes e caprichos.

Opa... Acho que me enganei completamente, tem como ficar cada vez mais pior.

Novamente isso está acontecendo, parece que não tenho liberdade, será que um castigo que Deus me mandou? Será que seria por eu ter feito isso com papai ?

E novamente, me ponho em lágrimas. Eu estava cansada de tudo isso, cansada de não ter liberdade para um simples sim ou não, o que será que tenho de tanto especial?

Eu chorava silenciosamente, minha vontade era de gritar, ou até mesmo de evaporar do mundo.

Karl:- Se acalme meu pequeno passarinho, sei que isso tudo é novo para você. mas é questão de tempo. E Ayato já deve ter esquecido de você, já deve estar tendo uma paixonite por outra qualquer.

Essas palavras me machucaram mais, mas será que ele esta certo? Será que Ayato já se esqueceu de mim?.

Acho que senti que isso era verdade, afinal, Seu pai deve o conhecer melhor que eu.

Karl:- Vá com a Mary minha querida, logo logo meus sócios estarão aqui e quero te ver linda em um vestido que eu gostaria muito que usastes.

Eu apenas acento, seco minha lágrimas com as mãos e vou com Mary.

Karlheinz //on//.

Parece que até agora, meu plano esta ocorrendo perfeitamente, se continuar deste jeito, ela vai estar na palma da minha mão. Pronta para me satisfazer.

Era tão bom ter ela por perto, acho que mudarei algumas coisas nos meus planos, talvez se ao invés de apenas usala para o meu prazer, eu possa cuidar dela como minha legítima esposa, apenas quero que ela me veja como o seu homem, e que ela se veja como minha mulher.

Sei que isso nunca foi uma coisa que eu fassa, mas, amar uma segunda vez poderia ser bom para mim.

Isso me lembra Beatrix, a única esposa que amei na minha vida inteira, ela sim sabia como "cuidar" de mim, ela era tão boa, sempre tentando fazer coisas que me agradacem, mesmo errando com nossos filhos.

Por algum motivo, algo dentro dela à fez se tornar fria, arrogante e egoísta, creio eu que seje pelo fato que sempre teve uma rivalidade com Cordélia, ela até conseguiu tratar um pouco bem a Christa, mas com Cordélia era totalmente diferente.

Pensei nisso tudo tirei minhas próprias conclusões. 

Acho que, mesmo que fassa mal à Yui, quero ela aqui, ela ameniza toda esta solidão e dor, ela me faz me sentir vivo mesmo que meu coração nunca tenha batido, ela me faz sentir aquele sentimento bom e esperança de que tudo vai dar certo.

Acho que agora, quero fazer de tudo para que Yui se sinta bem, que pelo menos uma vez na vida ela diga que me ama, é tudo que pesso.




  






 




Notas Finais


Espero que tenham gostado!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...