1. Spirit Fanfics >
  2. A Galáxia da Ilusão >
  3. Aprovados.

História A Galáxia da Ilusão - Capítulo 19


Escrita por:


Notas do Autor


Boa Leitura.

Capítulo 19 - Aprovados.


Fanfic / Fanfiction A Galáxia da Ilusão - Capítulo 19 - Aprovados.

— O show de ontem foi maravilhoso.— Kirk falou olhando a fogueira. Eram 14:00 da tarde,eles estavam queimando algumas madeiras velhas,os quatro rapazes bebiam e conversavam animadamente sobre o show do Misfits. Eles voltaram as 03:00 da manhã, foram para a casa de James onde beberam bastante. Quando Dave chegou em sua casa as 08:15, pensou que sua mãe brigaria,mas ela nem se deu conta da saída dele. Ao chegar em casa,Dave encontrou sua mãe e irmã dormindo.

— Com certeza. Já quero outro show! — James falou jogando álcool na fogueira fazendo o fogo aumentar.

— Ih, vai demorar, viu ! — Kirk disse rindo.

— Ei Dave,está tão calado ? Aconteceu alguma coisa ? — Lars perguntou o empurrando. Desde que foram para a casa de James,Dave estava bastante calado. Parecia distante,como se algo o incomodasse.

— As cartas de admissão serão entregues hoje.— Disse.

— É verdade,já ia me esquecendo.— Falou James. — Elas costumam chegar às 16:00 em diante.

— Será que passamos ?

— Dave,não pensa nisso. Claro que passamos, nós estudamos bastante. Agora relaxa um pouco e bebe uma cerveja.— Kirk falou.

— O Papo está bom,mas preciso ir embora,Kirk e eu temos um compromisso daqui a pouco.

— Hum. Esse compromisso se chama sexo,né ? — James perguntou com um sorriso malicioso.

— Com certeza! Até pessoal.— Falou puxando Kirk pela mão. James se levantou e pegou um balde com água jogando na fogueira.

— Vem! Vamos entrar!

Dave se levantou e entrou sentando na cama. James fechou a porta e foi até ele passando a mão em seus cabelos,Dave permaneceu de cabeça baixa .

— Meu bem, não fica assim. Eu não quero te ver triste .

— Eu não estou triste !

— Está sim,eu te conheço bem Dave. Sei quando você está triste,e também sei que você gosta de dançar para esquecer os problemas. — Falou se levantando .

— A mãe do Júnior quer falar comigo.— Disse encarando James.

— O que ela quer ? — Dave deu de ombros.— Por que não me contou ? Não escondemos nada um do outro.

— Eu sei,não contei porque tive medo que eles tentassem fazer algo com você ou comigo. E também o delegado falou para não ir. Mas não sei...

— Ué,como assim?

— Eu estou pensando em falar com ela. Quero saber o que ela quer.— Disse

— Não,de jeito nenhum Dave. Não vou deixar você ir falar com a mãe do seu ex,e se for uma armadilha.

— Mas eu não vou entrar na casa deles,vou ficar na porta .— Disse levantando.

— Eu não sei...

— Confia em mim. Você pode ir comigo . — Falou.

— Ainda acho essa história muito estranha.

— Acho que seria melhor nós dançarmos um pouco.— Dave falou sorrindo. Ele ligou o disco e puxou James pelo braço o girando.

— Você não presta,Dave. — Disse o beijando.

— Eu sei!

(...)

Depois de passarem algum tempo,Dave resolveu ir para casa. Sua mãe tinha ligado para James,avisando que iria sair com Emma e só voltariam mais tarde. No meio do caminho,Dave pediu para James passar no endereço que ele tinha lhe dado,era a antiga residência de Júnior,ele claro,não gostou da ideia,mas no fundo queria saber o que eles queriam. James estacionou do outro lado da rua e Dave desceu vendo aquela antiga casa onde ele tinha ido várias vezes.

— Me espere aqui. Eu já volto ! — Falou

— Tem certeza que não quer que eu vá com você ? — James perguntou preocupado.

— Sim. Absoluta!

Dave se virou e suspirou,estava bastante ansioso. Ele caminhou até a porta e antes de desistir,apertou a campainha. Ele olhou para James e deu um sorriso. A porta se abriu e a mãe de Júnior o olhou assustado.

— David.

— Sra. Ellefson . Como está ? — Perguntou

— Bom,não muito bem.— Falou dando um sorriso amarelo. — Vem ! Entra !

— Com licença.

Dave entrou e se sentou no sofá,ele se lembrava muito bem daquela casa,ele conhecia todos os cômodos com a palma de sua mão.

— Como você está ? E sua família ?

— Bom,ainda estamos nos recuperando do susto.

— Entendo. Sei o quanto deve estar sendo difícil para você,para nós também não está sendo nada fácil. — Falou.

— Sinto muito por sua perda.

— Não querido,eu que sinto. Me perdoe pelo que aconteceu,você não teve culpa de nada. Júnior já não pensava direita faz tempo.— Disse chorando .

— Sra. Ellefson,o que queria falar comigo?

— Vem ! Me acompanhe por favor ! — Disse se levantando e indo em direção as escadas.

Dave achou aquilo estranho mas não questionou, os dois subiram a escada sem dizer uma palavra. A Sra. Ellefson parou em frente a uma porta escrito" Não entre" ela respirou fundo e abriu a porta dando passagem para Dave entrar.

— Era aqui que ele passava a maior parte do tempo,ora tocando guitarra,ora lendo.— Falou limpando algumas lágrimas quem caiam.

— Ele adorava ler. — Dave disse dando um pequeno sorriso amarelo.

Dave observava algumas fotos em cima de uma pequena cômoda,a Sra. Ellefson se afastou entrando dentro de outro cômodo. Dave sorriu ao ver uma antiga foto,ele e Júnior tinham tirado aquela foto no parque.

Dave se virou e viu a mãe de Júnior vindo com uma guitarra preta.

— Era do Júnior,sei que você deu para ele,mas queria devolver. — Disse.

— Não,não precisa. Foi um presente, não precisa devolver,Sra. Ellefson.

— Não posso ficar com isso.

— Ele gostava dela,e é melhor deixá-la aqui junto com as coisas dele. Não tem sentido me dar a guitarra. — Falou abraçando-a.

A Sra. Ellefson sentou na cama chorando muito,Dave se afastou indo em direção a porta.

— Adeus Sra. Ellefson sinto muito por sua perda. — Disse saindo.

Dave foi até James o abraçando,nunca pensou que aquela visita o deixaria triste. Não queria pensar naquilo,não queria pensar em Júnior e se sentir triste.

— O que aconteceu? Dave ? O que foi ? — James perguntou espantado.

— Nada! Vamos embora.

Dave subiu na moto e James arrancou em alta velocidade.

                      (...)

Depois que James foi embora, Dave entrou em casa encontrando sua mãe e sua irmã sentadas no sofá. Ao fechar a porta as duas se levantaram o olhando apreensivas.

— O que aconteceu? — Perguntou sem entender nada.

— A carta da faculdade chegou,querido! — A Sra. Mustaine falou entregando-lhe o envelope.

Dave respirou fundo e pegou o papel com as mãos trêmulas.

— Abre logo ! — Sua irmã falou nervosamente.

Dave rasgou o envelope e abriu a carta lendo-a. Um silêncio se instaurou naquele ambiente,Dave colocou a mão no peito e caiu sentado no sofá com uma expressão espantada.

— Meu filho,o que aconteceu? — Sua mãe perguntou assustada.

— Meu Deus...— Foi a única coisa que saiu de sua boca.

— Eu vou buscar uma água com açúcar. — Sua irmã disse saindo.

— Dave,o que aconteceu? O que diz a carta ? — Perguntou aflita.

— Eu passei.


Notas Finais


Desculpem pela demora,a faculdade e o trabalho estão me consumindo .


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...