1. Spirit Fanfics >
  2. A Gamer >
  3. Strikes

História A Gamer - Capítulo 7


Escrita por:


Capítulo 7 - Strikes


ALYA ON

Alya: vamos meninas! – digo batendo palma

Mari: tá pera ae – diz ela passando um batom vermelho bem chamativo

Tikki: amiga isso vai deixar marca – diz olhando para a mari passando o batom

Mari: essa é a intenção

Alya: ai mds, vcs n andam logo com isso

Tikki: eu já tô pronta falta só a bela ali

Mari: aiai – diz finalizando o batom – pronto

Alya: até q fim, vamos!

Elas saem para o boliche que haviam marcado com os meninos

Nath: oi meninas! – ele abre os braços em sinal de abraço e logo vejo mari pulando nele

Mari: oi tomatinho – diz  abraçando ele e olhando pra cima

Nath: tá carente?

Tikki e eu rimos de Mari – kkkkkkk

Mari: noza – diz se afastando dele e cruzando os braços

Nath: queta aí. Mari esses são Marc e Felix

Mari: prazer meninos, pera aí Felix??!! – diz o reconhecendo

Felix: Azulada?! Nossa como cresceu – diz olhando ela de cima para baixo

Azulada? Ele a chamou disso msm, pqp a Mari tem um histórico com garotos q vou te contar em

Mari: ei n me chame assim – dá um tapinha leve em seu peito

Felix: kkk tá

Marc: e ent vamos para as rodadas?

Tikki: é pra já! – diz toda confiante achando q sabe jogar algo

Eles passam um pouco de tempo jogando. Mari, Tikki e Alya se sentam vendo os meninos jogarem.

Alya: affe isso só me serviu de quebrar minhas unhas – digo analisando a situação da minha mão

Tikki: nem me diga, a minha mão direita tá toda fudida – diz mostrando as mãos

Mari: eu sabia q isso ia acontecer, n foi atoa q passai bastante esmalte e ainda to sendo cuidadosa na hr de jogar as bolas. Peguem as bolas mais leves, pq se n vcs se fodem

Alya: pq n disse isso antes?

Tikki: psé

Alya: agr q tá fudido, vou deixar de lado né, chegar em casa aparo

Tikki: dá uma agonia ver elas grudando em roupa

Alya: nem me diga

Marc: Mari e Tikki, são suas vezes

Tikki: bora lá arrebentar essas unhas – diz triste se levantando com a Mari

Marc: e ent Alya certo? – disse sentando ao meu lado e colocando seu braço atrás de mim na poltrona

Alya: isso! A quanto tempo estuda aqui?

Marc: tô no 9° semestre. E vc?

Alya: ah sim, tô no 1° rs – digo dando uma corada

Marc: ainda tem muito oque aproveitar pela frente em

Alya: nem me fale

Marc: Namora?

Alya: n, longe de mim..

Marc: como assim?

Alya: nunca vi alguém q realmente fosse me fazer feliz a vida toda. Já tive 3 namorados, os três n suportei por muito tempo

Marc: kkk, ent só fica

Alya: é por aí – digo com um olhar safado

Marc: quer ir comer algo? – diz olhando pra bancada de lanches

Alya: vamos

Marc: Nath! Joga pra nois aí, vamos lanchar ali – ele pisca pro Nath q responde com um joinha

Ent eles foram para a bancada, onde Alya pede uma fatia de bolo, e Marc pede uma coxinha

Marc: Posso? – diz apontando para o pouco do bolo

Alya; n, via comer sua coxinha – pego e meto pra dentro

Marc: se vc n me deixa, eu busco – ele me puxou para perto e me beijou em busca de restigio

Aquele beijo bem suave e apaixonante, nss que delicia. Nossas línguas entrelaçavam tão bem.

E ent ele se afastou e passou o polegar em sua boca para limpar, e passou em seguida a língua nos lábios de cima, e ent falou:

Marc: muito gostoso por sinal – diz com um olhar safado

Alya: T-tb ahcei – pqp vou gaguejar igual a Tikki agr é?

Marc: ent chega mais – ele me puxou pelo queixo para mais um beijo

Desci da cadeira de bancada e me colei ao corpo dele. Ele deslizou uma de suas mãos até minha cintura, respeitando. O beijo dele era tão quente e sexy, pqp vai ter um beijo bom assim no inferno porra.

MARI ON

Mari: esses dois pelo visto tão bem em – diz olhando pra eles

Nath: deixa eles Mari, estão se divertindo – Diz puxando ela pela cintura – se quiser pode ser a gente tb – diz falando no meu ouvido

Mari: Tikki já volto

TIKKI ON

Já até sei onde isso vai parar, o Nath vai voltar vestido de palhaço certeza.

Tikki: E ent, oque vc cursa? – digo colocando um copo de refri na boca

Felix: direito – Na hora dou uma engasgada – Eita! N vai morrer...

Tikki: só desceu errado – digo dando umas batidinhas no meu peito e tossindo

Felix: e vc?

Tikki: culinária

Felix: ah sim. Bem parecida com vc – olho pra ele confuso – Comida gostosa – ele diz com uma cara bem safada

Tikki: como é? – me viro para ele bem brava

Felix: N, nada demais. Rlx é uma brincadeira ah n ser q vc queira

Plagg: vc por acaso acha q ela é uma das suas? – brota do além, ou melhor das trevas

Felix: Plagg, a quanto tempo em, saudades – diz sarcástico

Plagg: deixa ela em paz, vai pegar suas outras putas!

Do q diabos esses dois tão flnd.... Só fiquei assistindo de camarote oque estava acontecendo em minha frente...

Felix: vc fala isso, como se n fosse o senpai de muitas aí – diz se esparramando no sofá com os braços abertos e pernas cruzadas em 4

Ai credo q nojo

Plagg: pelo menos eu n as drogo e abuso delas.. – diz fechando o punho

Porra. Essa briga tá ficando interessante..

Felix: aí Plagg, tão inocente, vc só n sabe aproveitar sua juventude

Plagg: a claro! Pq deve ser muito bonito sair dizendo q sai dopando geral e logo estuprando

Felix: é pq isso é só pra quem é do meu nível – diz colocando a mão no peito

Plagg: se quer dizer, babaca?

Felix: como é? – ele fica em pé de frente para Plagg

Nss vendo assim o Plagg realmente é um porte, e que quando tá com raiva fica gostoso pqp. ONDE DEABOS EU ESTOU COM A CABEÇA! FOCO NA BRIGA FOCO!

Plagg: n ouviu ou quer q eu repita – diz chegando com o rosto bem perto da do dele

Felix: quero ver vc repetindo – diz subindo as mangas da blusa social

Plagg: vem no soco! – diz com os punhos serrados

???: EIEIEI! PAREM JÁ COM ISSO! – diz um dos funcionários – SE FOR PRA BRIGAR VÁ PARA O LADO DE FORA! ESTÃO INCOMODANDO O PESSOAL!

Felix: desculpa senhor é esse – é parado por um soco na cara

Plagg; tenho prazer de nunca mais pisar aqui, agr se me der licença – me puxou pelo braço

Tikki; ououou qq eu tenho a ver aqui – digo ainda sendo arrastada

Plagg: ah ent quer dizer q quer ser estuprada? – diz parando

Tikki: err – digo tímida

Plagg: pelo jeito n né?! Ent vamos – diz e me puxa para o lado de fora do estabelecimento – manda mensagens para a suas amigas.

Tikki: meu telefone tá com a Mari – só ouço o batido dele em sua testa

Plagg; toma manda do meu – estendeu o seu celular para mim, e q celular em pqp bicho deve foi meu rim com brinde do meu pulmão

Tikki: pronto – digo dando de volta seu celular

Plagg: vamos ent! – ele entra no carro e eu entro, tô com medo de apanhar

Tikki: pera aí – digo enquanto ele vai tirando o carro e continuando – como sabia q eu estava aqui?

Plagg: bem eu vi vcs sábado no parque, quando eu vi esse cara fiquei preocupado

Tikki: comigo? Kkkkkkk me poupe

Plagg: Nss para de agir como se isso fosse uma brincadeira. Eu sei bem quem é ele, inclusive é um primo do Adrien. E desde novo o conheço, ele sempre foi de sabotagens e ainda por cima um basicamente, estuprador de luxo.

Tikki: ave credo

Plagg: agradeça, por nesse momento n está na cama dele

Pensei justo no q ele disse, e deixei um lagrima escorrer

Plagg: Tikki? – ele me olha rapidamente, mas olhando para frente para n bater o carro, ent para. – eiei – ele se vira pra mim – qq houve?

Tikki: é pq.. – digo olhando para meu colo com os punhos serrados

Plagg: Tikki? Tem algo q ele disse para vc? Algo q queira desabafar?

Tikki; ah 1 ano..

Plagg: eiei – diz tirando o cinto de si – olhe pra mim – ele levantou meu queixo para direcionar a ele só desviei meu olho – vc n tá bem.. Cadê a Tikki q me xinga, q quer me bater?

Tikki: ela tb sofre – só sinto uma lagrima escorrer – uma vez -  puxo a respiração – quase fui estrupada...

Plagg: Tikki! – ele me deu um abraço imediato e forte

Eu retribui o abraço, e ent dei continuidade

Tikki: eu estava com um cara e ele colocou algo em minha bebida...... Quando acordei ainda meio tonta, em um quarto fechado..... – dizia ainda no abraço dele e só sentindo lagrimas caindo – vejo um banheiro meio aberto, com ele se preparando para algo, meu modo fugitivo foi pular da janela, ainda meio dopada ..... ainda carrego essa cicatriz em mim – digo me afastando e olhando de lado

Plagg: tikki... – ele me pega pelo queixo e olha diretamente em meus olhos – se for preciso estarei sempre aqui pra te ajudar, msm q vc n suporte minha presença – ent eu o abracei dessa vez – vamos, vc precisa descansar

Ent ele me deixou em frente ao meu quarto..

Tikki: obg Plagg – beijo sua bochecha

Plagg: amigos são para isso – ent ele sai.

PLAGG ON

Nss ela parece ter complicações com homens. Acho q fiz o certo em seguir ela por tudo quanter canto. Ela é tão fofinha, baixinha, chatinha, porra ela é tudo de bom.

Sai dos dormitórios

???: Plagg oq faz aqui?

Ah?

Plagg: ah oi, quem é vc msm?

???: Nss n se lembra de mim? Lyla

Plagg: ah certo, Lyla!

Lyla: minha pergunta...

Plagg: vim deixar uma garota em casa

Lyla: n quer dar uma passada no meu quarto n?

Plagg: n vlw – logo lembrei da Tikki e do que ela havia me confessado – n tô no clima

Lyla: oq essa garota fez com meu Plaguizinho – diz se aproximando

Plagg: primeiro n me chame assim, n gosto. E segundo n tô afim, figurinha repetida n rola – digo e saio

Nss essa Lyla, n sei n irmão!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...