1. Spirit Fanfics >
  2. A Gangue de Seul - Taekook >
  3. Capítulo 30

História A Gangue de Seul - Taekook - Capítulo 30


Escrita por:


Capítulo 30 - Capítulo 30


Fanfic / Fanfiction A Gangue de Seul - Taekook - Capítulo 30 - Capítulo 30

Olá¿ Alguém aqui ainda?

Bom, vim postar hoje às 00:52 p.m ( bom, é a hora que sou escrevendo isso agora) para pedir desculpas pelo atraso. Foi atraso de uma semana? Nem lembro mais.

Muitas coisas aconteceram comigo. Me descobri ser Bissexual. Sim. Descobri isso algumas semanas atrás. Eu gosto de uma garota, porém ela foi muito escrota comigo, por está razão dei um pé na bunda dela porque não sou obrigada a nada. Mesmo você gostando de uma pessoa, eu e vocês deveríamos nos amar primeiro antes de tudo. Eu sei eu falei bonito agora. Estou convivendo muito com BTS.

Desculpa pelo texto. Eu meio que estava meio mal essas semanas, por isso o atraso. Mas graças a minha amiga Tata, consegui inspiração para escrever esse capítulo. Espero que não ocorra mais atrasos.

Obrigado pelos 13K de leituras e 1K de votos¿. Borahae 💜.

E a foto na mídia acima, é minha pessoa. Sim eu sou gata pra um caralho. Desculpa pela autoestima Maravilhosa que eu tenho, se você não tem trate de ter. Um beijo nos corações de vocês.

Sem mais delongas. Vamos ao capítulo. Quero muitos votos e comentários para animar meu dia.

Se cuidem. Lavem as mãos e passem álcool gel. Coronavarius está aí.

Boa leitura!

**


Jungkook dava vários pulinhos envolta do seu agora noivo, Taehyung. Kim apenas olhava com os olhos cheios de felicidade para aquela pessoa que seria sua para sempre.

Taehyung se assustou quando Jungkook pulou em cima de si puxando-o para mais perto, dando vários beijinhos no seu rosto. Sorriu contagiado com a alegria do noivo, segurando-o firme sua cintura.

Primeiro foi um selinho na testa, no nariz que passou para a bochecha, mais acima continha um piercing pequeno no canto do rosto de Taehyung, que Jungkook tinha achado aquilo muito bonito. Deixou um beijinho ali e foi descendo até encostar sua boca nos lábios carnudos de Taehyung. Sorriu entre o beijo, provocou o noivo com apenas selinhos. Taehyung não perdeu tempo e puxou o seu futuro marido para mais perto de si, tacou os seus lábios na boca entreaberta do noivo que arfou surpreso.

Jungkook gostava muito de provocar Taehyung. Conhecia o suficiente o seu noivo, para saber que ele odiava que ele fizesse aquilo. Mesmo assim, fazia. Apenas para ser puxado bruscamente por Taehyung tacando um belo de um beijo molhado, as línguas se encontraram rapidamente fazendo-o os dois arfarem.

Não importava quanto tempo passasse, o beijo entre os dois nunca perderia aquele sentimento bom dentro do coração e as borboletas na boca do estômago.

Taehyung se afastou minimamente, abriu os olhos que tinha fechado involuntariamente olhando para um Jungkook com as bochechas gordinhas vermelhas, corado. Sorriu malicioso.

Beijar Jungkook era como sair da terra e ir parar em um universo, onde só existiam os dois e nada mais.

— Amor?

Taehyung saiu do seu transe, ergueu a cabeça vendo a expressão preocupada no rosto de Jungkook.

— Sim? O que foi?– Perguntou Taehyung, deixou um pequeno selinho no pescoço de Jungkook arrepiando os seus pelos da nuca.

Aquele ponto era o mais sensível para o garoto.

— Nada. É que você ficou um tempinho pensativo. — Abaixou a cabeça meio triste.

Jungkook ficou um pouco preocupado de Taehyung ter desistido de pedi-lo em casamento.

Taehyung ergueu as sobrancelhas confuso.

— Na verdade eu estava pensando no quanto eu te amo.

Sorriu quadrado na direção do namorado que ergueu a cabeça no mesmo instante. Sorriu na direção de Taehy, que olhava o pequeno com olhinhos apaixonados.

— Eu também te amo. Meu noivo.

Riu divertido. Era estranho pensar que iria casar com Taehyung. Mas estava feliz, isso que importava.

— Meu noivo. — Repetiu as palavras de Jungkook, lentamente se aproximou ainda mais– como se isso fosse possível, estavam quase se transformando em um só por estar tão próximos–, beijou-lhe nos lábios lentamente. Não tinha pressa nenhuma para que aquilo terminasse. Pelos dois, ficariam ali apenas os dois, para sempre.

Jungkook apenas sorriu entre o beijo, colocou seus braços envolta do pescoço de Taehyung, retribuindo o beijo. O beijo que definitivamente estava viciado, e iria passar o resto de sua vida beijando o amor da sua vida.

Vendo que estava muito tarde da noite, Taehyung resolveu que era a hora de voltar pra casa e contar para todos que tinha dado certo o pedido de casamento.

Na verdade, todos sabiam o que iria acontecer no primeiro encontro dos dois, menos Jungkook é claro.

— Vamos voltar amor?— Perguntou Taehyung baixinho nos ouvidos de Jungkook, esse que abraçava o tronco de Taehyung, com um sorriso enorme no rosto.

— Vamos. — Respondeu Jungkook dando um último selinho em Taehyung, antes de entrelaçar seus dedos nos dedos de Taehyung.

Taehyung sorriu minimamente e caminhou a passos lentos na direção do carro que estacionou não muito longe do Rio Han. Não demorou mais do que três minutos para que chegassem ao carro. Trataram de entrar no carro e seguir viagem de volta para mansão Kim's.

**

Ao chegar na mansão, Jungkook soltou um longo bocejo evidenciando seu sono.

Taehyung saiu do veículo e correu até o outro lado do carro, apenas para ser um cavalheiro e abrir a porta para o seu noivo.

— Obrigado amor.— Agradeceu Taehyung com um selinho nos lábios alheios. Kim apenas sorriu pegando sua mão entrelaçando os dedos.

Os dois se olhavam a todo momento, quando encontrava os olhos, sorriam e diziam num sussurro: “ Eu te amo”.

Estavam dois bobos apaixonados.

Um dos homens de Taehyung curvou-se aos dois quando avistou o chefe chegando, abriu a porta para que entrassem na sala. Encontrando sua família ali.

Jimin estava deitado de barriga pra cima, evidenciando o enorme barrigão. Ao lado dele, tinha Yoongi e Hoseok assistindo algo na televisão, que parecia ser muito interessante para não perceber a movimentação de Taehyung e Jungkook.

— Que demora!— Resmungou Jimin. Estava irritado pelo atraso. Como um bom fofoqueiro e curioso, queria saber logo de uma vez se deu tudo certo com o pedido.

Jungkook apenas revirou os olhos, bocejou mais uma vez se escorando no noivo que ria da irritação de Jimin.

Os hormônios deixavam qualquer um maluco.

— Me desculpa, se eu– Disse Jungkook com um deboche no tom de voz, ergueu a mão mostrando a aliança prata com um pedrinha pequena de diamante, no dedo em sua mão esquerda—,  estava sendo pedido em casamento. — Gritou animado.

Correu na direção de Jimin que já estava se levantando animado, para correr na direção de Jungkook pra dar um simples abraço.

Mas que significava tudo para eles. Irmãos de coração e alma.

— Aii, meu Deus. Eu sabia!– Pularam animados no meio do abraço desajeitado por causa da barriga enorme de a.mbos que começou a atrapalhar.

Taehyung sentou-se do lado de Yoongi e Hoseok, que tiraram sua atenção da televisão para ver o escândalo de Jimin e de Jungkook.

— Parabéns cara.– Hoseok parabenizou Taehyung com um aperto de mão. Enquanto Yoongi observava tudo com atenção.

— Obrigado Hobi. Estou muito feliz que deu tudo certo.– Sorriu quadrado, desposando sua felicidade em sua face.

— E você Yoongi? Não irá parabenizá-lo?

Perguntou Hoseok, olhando torto para Yoongi. Esse que revirou os olhos.

— Parabéns para os dois.— Olhou na direção de Jungkook seguiu o olhar do mesmo que parou em Taehyung.

Sentia-se feliz por ver a felicidade dos dois amigos. Era tudo o que ele sempre quis. A felicidade de Taehyung.

Do seu irmão.

— Obrigado Gi.— Disse Taehyung, abraçou o melhor amigo que não recusou o abraço. Uma coisa rara. Yoongi não era muito de abraços.

Jungkook continuava a tagarelar com Jimin sobre o casamento. Como iria ser, até mesmo sobre a cor das flores eles discutiam.

Jungkook gostava de vermelho. Rosas vermelhas. E Jimin de rosas azuis.

Taehyung, Hoseok e Yoongi reviraram os olhos juntos.

— Eles vão discutir sobre rosas até amanhã.—  Reclamou Taehyung, rindo um pouco do noivo.

— Conhecendo Jimin como eu conheço.— Disse Hoseok.— Essa discussão irá até amanhã.

— Não deveríamos intervir?— Perguntou Yoongi, gargalhando baixinho da cena diante dos seus olhos. Jimin e Jungkook ambos com as mãos nas cinturas, com a barriga enorme atrapalhando um pouco a discussão. Pareciam que iam começar uma guerra de barriga. Riu com seu pensamento.

— Não. Deixa eles continuar. Eu quero dar risada.— Disse Taehyung, rindo dos rostos dos amigos. Dizendo: “ Eu pensei a mesma coisa”.

Os três não prestavam.

Mas no fim, todos eram uma família. E tinha duas pessoinhas vindo para trazer mais alegria para aquela família. E com certeza, muito amor e carinho. 






Notas Finais


Deixa nos favoritos e comentem muito. Detalhe: eu posto essa fic no wattpad primeiro, depois eu eu passo aqui. Então não estranhem as leituras e votos por lá, não sendo a mesma coisa por aqui. Bjs até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...