História A Gangue de Seul - Taekook - Capítulo 7


Escrita por:

Visualizações 54
Palavras 1.446
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Festa, Lemon, LGBT, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá. Desculpa pelo capítulo pequeno. No próximo será mais longo. Boa leitura!

Capítulo 7 - Capítulo 7



(...)



– Ele está esperando um filho seu?– Um dos homens pergunta.

– Sim ele está. Algum problema?– Tae fecha os punhos com força.

– Nenhum.– O homem disse.

– É claro que tem problema. Você é uma puta, que na primeira oportunidade engravida dele.– O homem oferecido indaga com raiva.

– Olha como fala com ele Minho.– Tae esbraveja com raiva.

Eu continuava em choque. Não conseguia me mexer direito. Taehyung acredita mesmo que estou esperando um filho dele. Se ele descobrir a verdade estou ferrado. E daí que estou mentindo. É para sobreviver. Todos parecia ainda meio surpresos pela notícia que Taehyung estava os dando ali no escritório. Não podia afirmar ou negar. Por isso, apenas fiquei sentado no seu colo quieto. Ao menos, respondi aquele oferecido, que descobri só agora o seu nome. Minho.

– Vocês já podem ir embora. A reunião acabou.– Tae disse.

– Menos você Jin. Preciso falar com você.– indaga.

– E quanto a mim Tae?– Minho diz, triste. Eu tenho muito não sentir ciúmes, mas isso está indo longe demais.

– Não temos nada Minho. Foi só uma noite. Não significou nada pra mim. Agora vai embora.– Tae diz Calmamente ignorando os xingamentos que o mesmo falou.

– Você está bem?– Tae pergunta preocupado.

– Estou. Porque?– E claro que não estou bem. Estou mentindo para um membro de uma gangue, e o pior ele é o líder.

– É que você está quieto demais. Não ligue para o Minho. Ele não consegue entender que eu não devo nada a ele. Foi apenas um noite.– Abaixo a cabeça triste.

– O que você quer Tae? Eu preciso ir.– Jin indaga.

Que intimidade é essa? Ele chamou o meu Taehyung de Tae. Balanço a cabeça por tais pensamentos.

– Preciso que resolva uns problemas pra mim. Você vai ter que ir até Ilsan. – Tae diz apreensivo. Jin abaixa a cabeça triste. Franzo a testa confuso.

– Eu não quero ir até lá. Você sabe o porquê.– Jin disse.

– Eu sei. Mas preciso que resolvam alguns assuntos com o Namjoon. Preciso que seja profissional e esqueça do passado.– Indaga.

– Tudo bem. Eu vou. Mas você vai ficar me devendo.– Diz dando as costas saindo do escritório.

Que estranho.

– Você não está com fome?– Olho para frente vendo as melhor da visões. Tae me olhando com carinho. Pela primeira vez ele me olha desse jeito.

Ainda continuava no seu colo e abraçado no seu pescoço. Coro de vergonha. Aonde tirei tamanha falta de vergonha na cara.

– Tae. Porque falou que eu estou grávido?– pergunto a questão que não saia dos meus pensamentos.

– Porque sim. Eles precisam saber que vou ter um filho. – diz despreocupado dando de ombros.

Tiro os meus braços de seu pescoço. Não querendo realmente. Mas estava ficando um clima estranho.

– Vamos comer. Você nem tomou café da manhã.– O mesmo me tira do seu colo. Entrelaçando nossas mãos.

– Tudo bem.

Saímos do escritório de mãos dadas. Confesso eu tinha gostado. Quando ele soubesse da verdade, iria me matar. Vejo Jimin no mesmo lugar que tinha o visto antes. Ele conversava animado com Yoongi. Sorrindo abobado na sua direção. Ele realmente está feliz. E eu estraguei nossa amizade.

– Porque está triste?– Tae pergunta parando no meio do caminho.

– Eu estraguei tudo com o Jiminie.

– O que aconteceu entre vocês dois?– pergunta curioso.

– Eu vi ele beijando o Yoongi, e fiquei bravo. Porque ele sempre pega só gente que não presta. Por exemplo Jung Hoseok. Ele realmente só usou o Jimin, eu joguei na cara dele isso ontem. Mas não foi culpa dele. Eu sou um idiota por falar o que dá na cabeça.– Solto o ar que segurei por falar rápido demais.

– Você conhece Jung Hoseok?– De repente, ele muda de expressão. Para uma fria e de dar medo.

– Sim. Ele já namorou o Jimin. Ele não presta. Fez o Jiminie sofrer muito.– Esbravejo com raiva.

– Fique longe daquele traste. Se ele procurar você ou Jimin me avise.– Diz sério.

– E porque?

– Só faz o que eu digo porra. – Diz gritando me fazendo dar um pulo de susto. Chamando a atenção de todos na boate.

– Tudo bem.– Digo cabisbaixo.

– O que está acontecendo aqui?– Yoongi pergunta.

– Nada. Apenas cuida dele. Eu tenho que ir em um lugar.– o mesmo diz dando as costas pra mim.

– Tae.– Chamo ele manhoso. Nem isso faz ele olhar pra trás.

– O que você falou pra ele?– Yoongi esbraveja com raiva.

– Olha como fala com meu amigo.– Jimin disse.

– Eu só estava dizendo sobre o que falei para o Jimin ontem. Sobre o Jung Hoseok.– Digo.

– Cala a boca Jeon. Não fala dele mais.– Jimin grita.

– Vocês conhece o Jung?– Yoongi pergunta surpreso.

– Sim. Ele foi o ex- namorado do Jiminie.

– O que eu falei pra você Jeon? Nunca mais falar sobre ele.– Jimin avança em mim me dando um tapa no rosto.

Fico tão surpreso que nem ao menos consegui revidar.

– Me desculpa.– O mesmo vem até mim. Me abraçando.

– Como pôde me bater?– Sussurro em seus ouvidos.

– Me desculpa.– Seu tom de voz era arrependido.

– Você sabe o quanto isso me fere.– Digo magoado.

Ele sabia o que eu queria dizer com aquilo. Meu pai. Sempre foi violento, sempre me bateu quando eu fazia coisas erradas. Ele até me bateu por causa da morte de minha mãe.

– Jeon. Me desculpa. Você sabe o que acontece quando falam sobre ele. Me desculpa mesmo.– Diz ainda me abraçando.

– Tudo bem. A culpa é minha. Eu sempre falo o que não devo.– Digo.

Ele me solta do seu aperto. Me olhando nos olhos. Ele parecia arrependido mesmo.

– Vocês tem que ficar longe do Jung Hoseok. Ele não presta.– Yoongi diz sussurrando. Ele parecia com medo?

– Porque o Tae ficou daquele jeito?– Pergunto preocupado.

– É uma longa história. Não posso falar disso pra ninguém. Se ele quiser te contar mais tarde tudo bem. Agora vamos pra casa.– Yoongi diz nos levando até a porta.

Isso está muito estranho. Eles conhecia Jung Hoseok?

Taehyung POV:

Ao falar aquele nome não consegui controlar a minha raiva. Jung Hoseok, foi um dos meus melhores e únicos amigos. A amizade não fez que ele desistisse de tentar me matar. Nós éramos parceiros no crime, ajudavamos um ao outro sempre que pudéssemos. Ano passado, ele planejou o meu assassinato. Para tomar o meu lugar em Seul. Ele pensou que poderia planejar algo assim, e não ter consequências. Não consegui matá-lo. Infelizmente, fui fraco na época. Me arrependo até hoje. Nunca mais o vi, isso faz 3 anos. E ele conhecer Jeon e Jimin, faz eles correr risco de vida. Se ele souber que Jeon espera um filho meu, ele com certeza usará isso contra mim. Ninguém pode saber disso. Ligo pra única pessoa que pode me ajudar nesse momento.

– Alô?– Namjoon atende do outro lado, com uma voz sonolenta.

– Namjoon preciso da sua ajuda.– Digo aflito.

– Taehyung, sabe que horas são? Muito cedo. Mas o que precisa?– Pergunta.

– Preciso de alguns homens seus que vá até Gwangju hoje mesmo.– Indago.

– Para que exatamente?– Namjoon disse.

– Para matar Jung Hoseok. –Esbravejo com raiva.

– Calma aí. Matar Jung Hoseok? Você ficou louco? Sabe o que vai acontecer se mexermos com a gangue de lá?– Esbraveja com raiva.

– Eu não quero saber. Ele conhece o Jeon e Jimin. Se ele souber que o Jeon está esperando um filho meu, ele vai tentar matá-lo.– Sussurro com medo de alguém escutar.

– Quem? Quer saber eu vou pra Seul. Conversamos quando chegar aí.– Desliga na minha cara. Quanta ousadia.

Mando uma mensagem pro Jin, avisando que não precisa mais ir até Ilsan. Que o mesmo viria até aqui. O mesmo responde com um ok.

Eu preciso proteger Jeon e meu filho. Não importa o que aconteça. Eu preciso.






Jeon POV:




Ao voltar pra casa do Tae, subo as escadas para descansar um pouco. Não sei o que aconteceu comigo, comecei a ter tonturas e anseia de vômito. Deito na cama para tentar descansar um pouco. Quase fechando os olhos para dormir Jimin adentra o quarto.

– Você está bem?– Pergunta preocupado.

– Não muito. Estou sentindo um pouco de tontura e anseia de vômito.– Digo.

– Você parece um pouco pálido. Já comeu?

– Não ainda. O Tae iria me levar pra comer, mas saiu apressado de lá.– Falo baixinho.

– Vou preparar algo pra comer. Descanse um pouco. Depois eu te acordo para você comer.– Disse parado na porta.

– E Jeon?– Me chama antes de sair do quarto.

– Sim?

– Me desculpa por tudo. Nunca mais vamos brigar.– Disse com um tom de voz triste.

– Me desculpa também pelo que eu falei. Nunca mais chim.– Sorrio em sua direção. O mesmo retribuí saindo do quarto em seguida.

Adormeço lentamente pensando o porquê do Tae ter saído daquele jeito.









Notas Finais


Deixa nos favoritos e divulguem a fanfic. E comentem o que estão achando. Eu comecei uma nova fanfic Garota problema está no meu perfil. Se demorar pra postar aqui é por causa das outras fanfics. No próximo capítulo vai ser maior então se preparem hehe. Bjs até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...