História A garota - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Aberforth Dumbledore, Draco Malfoy, Fred Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Ronald Weasley
Visualizações 6
Palavras 627
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Como o segundo capítulo ficou horrível eu resolvi refazer

Capítulo 2 - Encontros


A garota saiu numa rua qualquer da Londres trouxa, se sentindo tonta e sem jeito.
Ela se encontrava num lugar agitado, não possuía foco de vista, a cabeça dela dava voltas.
 

"Ei você"
 

Alguém estala os dedos na frente da garota até que ela se recuperasse.

 

Hagrid: Olá?

Malu: Hagrid? Mas que porra?! Eu tô em Londres?!

Harry: Você tá bem?

Malu: Desorientada e vendo fios por toda parte?! - Ela olhou bem e por todos os lados haviam fios vermelhos ligados a os dedos das pessoas

Harry: Qual o seu nome?

Malu: Maria Luiza mas pode me chamar de Malu meu caro Harry, quero dizer, Potter! Vocês ingleses! Frescura essa chamar pelo sobrenome!

Harry: Como você?

Malu: Sei o seu nome?! Não importa por hora!

 

Surpreendentemente ela é atingida por uma carta com o selo de Hogwarts.

 

Hagrid: Acho melhor você  abrir e é melhor sairmos daqui!

Malu, ponto de vista:
         Entramos em um barzinho meio sujo onde todos vieram cumprimentar Harry aproveitei para ler minha carta.

 

ESCOLA DE MAGIA E BRUXARIA DE HOGWARTS
Diretor: Alvo Dumbledore
(Ordem de Merlim, Primeira Classe, Grande Feiticeiro, Bruxo Chefe, Cacique Supremo,
Confederação Internacional de Bruxos)
Prezada Srta Sousa,
Temos o prazer de informar que V. Sa. tem uma vaga na Escola de Magia e Bruxaria de
Hogwarts.

Estamos anexando uma lista dos livros e equipamentos necessários.
O ano letivo começa em primeiro de setembro.

Aguardamos sua coruja até 31 de julho, no mais
tardar.
Atenciosamente, Minerva McGonagall
Diretora Substituta

Ok! Isso é fantástico! Inesperado e fantástico! Espere, tem algo mais no envelope, uma chave?

Hagrid: Uma chave para Gringotes
Malu: Esse dia está cada vez mas estranho!

Seguimos os três para o banco e tomamos direções diferentes a dupla foi com um duende chamado Grampo e eu com um chamado Clipe.

Entramos em um carrinho que andou velozmente, foi de fato muito divertido.

Paramos no cofre 303 que o duende abriu rapidamente, haviam pilhas e mais pilhas de sicles, nuques e galeões.

Depois de pegar uma boa quantidade sai do banco e me dirigi a uma loja chamada "Madame Malkin – Roupas para Todas as Ocasiões." e achando Lucius e Draco Malfoy na entrada.

Reparei que ele também tinham fios vermelhos presos nos dedos mindinhos.
 

Malu: Quem serão as pobres almas que estão ligadas às deles? - riu só

Lucius: Quem é você?

Malu: Uma meio bruxa que vê fios vermelhos meu caro Lucius

Lucius: Como ousa dirigir a palavra a mim?

Malu: Como ousa por sua família em perigo ao se aliar a Voldemort? sabia que o futuro do seu filho será terrível perante o que você ensinou a ele?

Draco: Se aliou a quem?!

Lucius: Como você sabe disso sua sangue-ruim?!

Malu: Não me ofenda! Eu sei umas milhares de coisas que não vou comentar além de aconselha-lo a deixar o platinado ali aprender uma ou duas lições com o padrinho

Madame Malkin: Oh! Querida um uniforme para Hogwarts? - se aproxima

Malu: Exatamente

Madame Malkin: Em alguns minutos eu trago - sai

Lucius: O que você quis dizer com terrível?

Malu: Você na prisão de Azkaban, Narcisa depressiva e ele sendo condenado na escola graças a missão que não vai conseguir cumprir

Lucius: Qual?

Malu: Matar Dumbledore - vejo Harry entrar na loja - você deve mudar as coisas rápido se o fizer eu estarei na estação para pegar o trem

Madame Malkin: Querida peguei o uniforme do seu tamanho

Malu: Tenho que ir até - Saio sem dizer nada a mais
 

Depois de algumas horas eu já tinha tudo, entrei num beco e girei a chave/pingente no ar e uma porta apareceu passei por ela e estava na frente de casa agora como explicar esses negócios?

Tem de caldeirão a capa para esconder da minha mãe!
  



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...