1. Spirit Fanfics >
  2. A garota alérgica ao mundo >
  3. Capítulo 3 - No flagra

História A garota alérgica ao mundo - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - Capítulo 3 - No flagra


Pelas câmeras não dava para ouvir o que eles estavam falando, resolvo subir no segundo andar e aproximo meu ouvido direito o máximo que consigo do vidro para ouvir o diálogo que ali ocorria

- Boa tarde, senhora, sou seu novo vizinho, desculpe o incômodo mas sua filha está?- ele diz

- Boa tarde, não ela não está, o que você gostaria com ela? - minha mãe diz

- gostaria de uma volta com ela, quem sabe nos tornamos amigos, me mudei hoje e vi que ela é bastante solitária, talvez eu pudesse ser um amigo

- Certo, qual seu nome querido?

- Kentin, me chamo Kentin

- Olha minha filha não pode sair de casa devido a um problema, então sugiro que você vá procurar outras garotas para sair, acredito que você encontrará pois esse condomínio é bem grande, e por favor não nos incomode mais - minha mãe responde grosseiramente

- Certo, obrigado senhora, e boa tarde

- Boa tarde

Minha mãe bate a porta e entra em casa, desço as escadas correndo para encontrar com ela

- precisava ser tão grossa?

- Se não fosse grossa, ele iria continuar instindo

- mas não havia necessidade ele parecia ser uma boa pessoa

- E dar ele falsas esperanças, de que algum dia ele iria sair com você? Me poupe Ivone

Decido não discutir com ela, quando minha mãe decide que ela está certa, nada tira essa ideia de sua cabeça.

- Quer continuar assistindo a série?

- Não estou um pouco cansada, podemos continuar

Subo para meu quarto e vejo que a janela do quarto do Kentin era logo em frente a janela do meu quarto

Ele nota minha presença, e logo aponta para seu celular, provavelmente me perguntando se queria conversar por mensagens, aceno que sim com a cabeça, eu ia anotar meu número em um papel em letras grandes, mas quando olho Kentin já tinha anotado seu número no vidro de sua janela

Mensagem

Kentin Online

Evie: Desculpe pela minha mãe, ela foi muito grossa contigo

Kentin: Sem problemas, qual seu nome?

Evie: Me chamo Ivone, mas prefiro que me chame de Evie

Kentin: Certo, Evie

Evie: Seu nome é Kentin, não é?

Kentin: Sim, rs
             Então o que aconteceu com você

Evie: Como?

Kentin: Me mudei há uma semana, 
              e nunca te vi sair de casa
              Estar em algum tipo de prisão domiliciar?

Evie: Não estou presa e poderíamos conversar sobre qualquer assunto que não seja isso ?

Não queria que ele sinta pena de mim, queria ser tratada como uma pessoa normal, assim como Rosa ou Paula me tratam mas infelizmente quando falo que estou doente as pessoas parecem me tratar como se eu fosse morrer amanhã ou começam a sentir uma pena como se eu fosse alguma miserável.

Kentin: Tudo bem, vamos mudar o assunto então, qual série você gosta

E foi assim por dias, conversava com Kentin tardes e madrugadas quase inteiras, às vezes quando minha mãe não estava em casa, eu pedia para me ligar , conversavamos sobre vários assuntos, filmes, séries, sonhos , ....quando eu falo com ele, me sinto lá fora, era incrível a nossa conexão, simplesmente parecia que o conhecia a anos éramos espíritos afins

Pela primeira vez na vida eu tinha um segredo,nem Paula e nem minha mãe sabiam de minhas conversas com Kentin, era estranho nunca havia tido um segredo na minha vida, foi até o dia que eu fui pega no flagra

Estava conversando com Kentin pelo meu Macbook sentada no sofá quando Paula chegou com meu lanche da tarde, e me perguntou o motivo deu sorrir tanto, simplesmente falei que era um vídeo engraçado de meme porém isso foi a pior desculpa que eu podia ter dado
- Sério? Pode me mostrar

Paula se sentou do meu lado quando seu olhar ia se virar em duração a tela do Macbook eu o fechei e agarrei em meu peito
- Não, Paula esse meme é horrível, é um humor macabro

- Então porque estava rindo? Acha que eu não sei? Vc olha frequentemente para a janela do seu quarto procurando ele e vc também pode ganhar o prêmio de pior mentirosa do ano- disse ela rindo

Era verdade eu não sabia mentir, eu quase nunca precisava mentir na vida

- Paula, Talvez ele pudesse me visitar ?

- Você ficou louca ? Sua mãe nunca permitiria

- Ela não precisa saber

- Certo.Vou pensar no seu caso

- Isso é um sim?

- Isso é um talvez 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...