História A Garota da Casa em Frente. - Imagine Jungkook. - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Amor, Bangtan Boys, Cute, Hoseok, Hot, Jimin, Jin, Jungkook, Mistério, Namjoon, Poesias, Suspense, Taehyung, Yoongi
Visualizações 471
Palavras 1.110
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Self Inserction, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura. ♡

Capítulo 9 - "Date" Chapter Nine.


Fanfic / Fanfiction A Garota da Casa em Frente. - Imagine Jungkook. - Capítulo 9 - "Date" Chapter Nine.

Jungkook 

- Quero te convidar para sair. 

Ficamos em um silêncio desconfortável. Encarando os olhos da menina, sinto tremer um pouco, engulo seco.

Ela me encara, com a cabeça levantada (já que era menor do que eu), com sinal de estar confusa e irritada. Suspirou abaixando a cabeça. 

- Isso é brincadeira? - Murmurou.

Sem esperanças, eu volto a ficar em silêncio. Ainda estou me perguntando, por que que eu fiz isso?!

- Isso é brincadeira?! - Repitiu em um tom mais alto. Volto a lhe encarar, um pouco assustado.

- Não. - Respondi baixo. Ela me olhou meio entristecida, bufou.

- E por que eu? - Murmurou, e eu a olhei sem entender.  - Podia ter convidado aquela garota..

- Emma? Como assim? Está com ciúmes?  - Pergunto, meio vitorioso. Não sei porque, mas eu adoraria ver ela com ciúmes.

Me encarou irritada.

- Cala a boca! - Colocou o dedo na ponta do meu nariz me empurrando. Suspiro e ela abre o caminho.

Entro, sentando no seu macio sofá. A mesma sobe as escadas, arrastando o cobertor que usava. Fiquei uns minutos esperando.

Ela me deixou mais curioso agora; por que ela perguntou aquilo? Será que sente ciúmes? 

Irônico. Não tem como ela sentir ciúmes. Não somos nada.

Somente amigos.

Mas, por que então? Será que ela pensou que eu namorava a Ginna? Isso também é sinal de ciúmes.

Aí,  aí.  Jungkook.

- Estou pronta. - Ela disse descendo as escadas. Me levanto, a encarando surpreso. Ela usava um short marrom e uma blusa branca, com um tipo de "casaco" da mesma cor. Além, de uma bota marrom. (Foto)

- Uau... - Murmurei,  sorrindo. 

- Já disse que não gosto disso! - Cruzou os braços, desviando o olhar.

Ri soprado. Saímos da casa, e eu fiquei encarando o céu estrelado, enquanto a esperava. Se aproximando, cruzou os braços. 

- Pra onde vamos? - Perguntou. A encarei, confuso.

- Como? 

- Você me convidou para sair, e não sabe onde levar? Idiota. - Riu soprado. Cocei a nuca.

- Vamos jantar!  Te levo em um restaurante. 

- Okay, Okay. .. - Murmurou. Ela sempre teve esse ar "irritado"?

Andamos, em completo silêncio. A mesma, gostava de olhar bastante para as estrelas, parando toda vez no caminho. Em um silêncio desconfortável. 

Eu podia ouvir o som dos grilos, e os carros passarem. O silêncio na estrada fazia deixar o clima mais tenso e constrangedor. Eu só quero anima-lá, mas acabei a chamando para ir em um encontro.

Era até que bom. Eu me sentia normal e ansioso com aquilo; sair com Emma. Me fazia tão bem aquela emoção e necessidade de fazer isso.

Droga, Jungkook! 

Minutos depois.

Chegamos no restaurante.  Entrando no lugar, que parecia ter uma mistura de chique com humilde, sentamos em uma mesa próxima da janela. 

Uma garçonete se aproxima, junto com um bloco de notas. 

- O que vão querer? - Sorridente, perguntou. Emma parecia estar indecisa, encarando as milhares de sugestões que tinham no cardápio. Vendo a situação dela, resolvo agir.

- Esse daqui. - Apontei para o prato. - Para ambos.

A garçonete assente e logo vai para outra mesa. A menor abaixa o cardápio, suspirando aliviada.

- Obrigada. Eu não sabia qual escolher. - Agradeceu enquanto fitava a janela. Suspirei apoiando meus braços na mesa. Ela ficou mais silenciosa, mais quieta, mais irritada.  Isso ia me deixando curioso e inquieto. 

- Aqui está!  - Aparece a garçonete, junto a uma bandeja, qual continha os pratos. Ela colocou ambos na mesa, se retirando. Emma encarava o prato meio desanimada.

- Jungkook. Por que me convidou? - Disse quase em um sussurro. A encaro confuso.

- Sabe. - Coloquei o garfo no prato - Eu senti que você estava muito triste, e que não tinha falado comigo hoje. - Desviou o olhar.

- Quer dizer que se importa comigo? - Falou,  em tom de raiva e ignorância. Suspiro, já cansado dessa situação. Coloco a mão na cabeça. 

- Claro que me importo, Emma! - Volto a encarar seu rosto. - Por que você insiste em dizer que não? 

- Porque as pessoas são assim! Elas cuidam de você, dão amor e carinho, mas chega um tempo que tudo aquilo voa com o vento e elas te abandonam!

Ficamos em silêncio. Eu apenas encarava surpreso, os olhos caramelizados da menina. Bufo irritado, cruzando os braços.

- Mas, eu não sou assim. - Murmurei.

- Eu sei que não. Mas, eu tenho medo... - Sussurrou a última parte. 

- Não precisa ter medo. Eu posso te provar, sabe, só eu ter tido a coragem de bater na sua porta é uma prova! - Digo, e a mesma fica em silêncio. Ela é bastante complicada.

- Tudo bem. - Murmurou.

Terminamos de comer, pago um suco para ela. Saímos do restaurante e resolvemos ir para um lugar alto, para observar as estrelas. Vejo, de longe, um monte com flores. Curioso, nunca o vi antes.

Subimos no monte, nos deitando entre as flores. A visão do céu estrelado é bonita daqui. Emma, ficou impressionada.

- Eu amo as estrelas. - Começou. - Quando eu tinha 13 anos, eu queria começar a estudar sobre elas. Mas, não consegui.  - Riu soprado.

- Por que? 

- Aconteceu algumas coisas... E você? Terminou os estudos?

- Sim, sim. Eu queria estudar economia. Será que eu me sairia bem? - Pergunto, já pensando bem no assunto. Escuto ela soltar uma risada alta.

- Como assim? Terei que chamá-lo de Senhor Jeon Jungkook? - Disse enquanto gargalhava. Fiz uma cara emburrada, mas não consegui me segurar e acabei rindo.

Ficamos por ali a noite toda. Já era bem tarde quando decidimos ir para casa. Andando pela calçada, as ruas estavam mais frias. Olho para a menor, que estava esfregando os braços (com frio). Coitada. Retirei meu casaco e coloquei por cima da mesma, desviando o olhar.

Ficamos em silêncio; sem nada a comentar.

♡ 겨울

- Obrigada, Jungkook. - Ela abaixa seu tronco, em forma de agradecimento. Logo, volha a seu lugar dando um sorriso.

- De nada! Foi divertido. - Digo, suspirando ar frio. 

- Seu casaco! - Ela tenta o tirar.

- Pode ficar, você me entrega amanhã. - Ela insiste, mas nego. Ficamos um pouco em silêncio - Sabe, Emma... você não respondeu minha pergunta.

Ela me encarou confusa; sem entender. Encaro de volta com um sorriso vitorioso.

- Você está com ciúmes?

Pergunto. A mesma arregala seus olhos caramelizados, surpreendida. Ficou em silêncio, até formar uma expressão completamente de fúria. 

- Eu não estou com ciúmes! Eu não vou ficar com ciúmes por sua causa! - Exclamou, colocando a mão no meu abdômen e empurrando. Entrou, me ignorando, e fechou a porta de firma brusca.

Fiquei encarando a porta de madeira, que se encontrava trancada. Pude escutar a mesma deslizar as costas na porta, se sentando no chão. Soltei um sorriso pequeno. 

- Ela estava com ciúmes.







Notas Finais


{ Se você leu antes do edit, so sorry! Meu celular bugou. }

Espero que gostem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...