1. Spirit Fanfics >
  2. A garota da casa roxa >
  3. Stiles stilinsk

História A garota da casa roxa - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


oi pessoas
mas um cap pra vcs
comentem
deem suas notas
aceito critica!!!!
e deem ideias

josie acima

boa leitura

Capítulo 2 - Stiles stilinsk


Fanfic / Fanfiction A garota da casa roxa - Capítulo 2 - Stiles stilinsk

 

Senti um incomodo no braço e senti algo me apertar, abri os olhos e me vi sentado em um sofá, todos os moveis eram marrom com paredes roxas, que merda!.. pensei com ironia, minhas mãos estavam para trás com oque pareciam algemas.

- esta na hora de acordar docinho

Disse uma voz feminina atrás de mim, virei a cabeça pra olhar e dei de cara com uma garota de pele morena, seus cabelos ondulados eram de uma cor castanha-clara e seus olhos também.. um castanho normal, era bem bonita, apesar de sua voz ser muito criança ela carregava um corpo de uma mulher bem arruma e decidida.

- que. Quem é você?

- oi stiles, eu sou josette parker saltzman.. não seja sonso!

- como assim, sonso?

Ouvi a garota bufar e dar a volta no sofá, não deixei de olha-la nem por um minuto, oque aquela mulher queria?

- você deve ter batido a cabeça um pouquinho forte demais... TYLER

Gritou ela, a mesma carregava na mão uma barra de ferro com um isqueiro ao fundo da palma, ela me olhava com tanta calma, como se aquilo fosse normal

- oi

- lembre a ele, o motivo dele estar aqui

Disse apontando para mim, Tyler  sorriu e me olhou com pena, o olhei mortalmente já sabendo que iria apanhar. Preciso me lembrar mais tarde de matar esse cara.. o mesmo se aproximou e desferiu um soco em meu rosto me fazendo virar o mesmo

- que isso tyler? Pra que tanta agressividade ?

Disse quase rindo

- você machucou minha namorada

E desferiu outro soco, acho que ele estava falando de Adson, senti meu nariz sangrar e o olhei com pena e soltei uma risada com sarcasmo

- você bate que nem menininha

- seu...

Disse e deu outro soco, eu não conseguia parar de rir, mesmo com a dor. Me acharam finalmente? Não. Senti outros dois socos e o olhei com pena

- mais forte garoto

- você matou meus pais e os pais dela, você matou seus pais e depois fugiu

Não entendia mais nada que ele falava, parei de rir o olhando em confusão seus olhos eram de fúria, eu sabia que Tyler tinha perdido os pais, mas me acusar já era exagero

- eu não matei ninguém.. nem sei quem é seus pais

- mentira

Disse e desferiu outro murro, josette segurou em sua mão para que ele não fizesse de novo e eu os olhei, tentava tirar aquela lamina do meu braço mas já estava ficando apertada

- na boa, oque leva vocês a pensar que foi eu?

- josie eu vou matar ele

Disse me olhando com fúria, a garota negou e Tyler saiu da sala que estávamos, ela não parava de me olhar com pena, então fiquei a encarando, ela puxou uma cadeira de cor.. roxa e se sentou

- para com isso, ele já sofreu demais

- parar com oque?

- seu sarcasmo diário, é nojento ate pra mim stiles

Cruzou as pernas, a olhei balançando a cabeça, suas pernas eram retas, não tão cheia e nem tão magras, sua postura era calma embora seus olhos mostrava aflição, percebi que estava a analisando por alguns minutos e desviei os olhos, senti a dor das laminas no meu braço e suspirei pesado

- as algemas estão me machucando

- você não mudou nada ne stiles... só sua cara que ficou mais bonita, achou que não iriamos te achar ?

Pergunto se levantando, ela se aproximou com um sorriso e tirou minhas algemas, passei a mão em cada pulso vendo o borrão vermelho e a olhei serio

- eu vou embora daqui. Vocês são loucos

Disse levantando e indo em direção a porta, senti algo frio na perna e virei pra olhar, era correntes. Que diabos esses garotos tem na cabeça?

- você vai sair daqui, só quando paga por seus atos seu miserável

- EU-NÃO MATEI NINQUEM JOSIE

Gritei com raiva, a garota veio ate mim e pegou em meu cabelo o apertando, ela era forte pra caramba, me levou ate o sofá e me fez sentar, aproximou-se do meu rosto e sorriu

- para de mentira, ou eu vou te bater de um modo bem diferente

- amor pode me matar.. mesmo assim eu vou continuar negando

Disse por cima dela, peguei em sua mão a vendo gemer de dor e a tirei de meus cabelo

- como ficou assim? Você era tão diferente quando eu te conheci

- quando me conheceu?

- sim stiles.. era tão romântico e fofo, como virou um sádico ?

- desculpa, mas o único sádico aqui é você,  ainda recomendo dormir um pouquinho.. esse stiles não existe

Disse por fim, a garota parecia ter uma ligação comigo, uma ligação que eu não conhecia, nunca tinha a visto em ligar nenhum e ela parecia bem intima.

- eu sei que não. Meu pai estava certo, eu iria te matar um dia e mesmo te amando

- seu pai tinha demência

Senti um tapa quando terminei de falar, a garota era forte de verdade  e louca

- não fale do meu pai

- ta legal... se for me manter na sua prisão roxa e medíocre, me de algo pra comer pelo menos?

Ela sorriu satisfeita e me olhou com um sorriso no rosto, então saiu.. sumiu entre as paredes roxas, e logo voltou com uma sacolinha preta na mão, ela cantava uma musiquinha enquanto colocava as luvas roxas

- deve ter percebido a cor da minha casa.. era o sonho do meu pai

- é estranho.. mas bonita

Disse e a vi parar pra me olhar, pegou a sacola e se abaixou na minha frente, a mesma passou a mão em meu rosto voltando a cantarola a musica

- ele teria gostado, se você não tivesse o matado

A mesma segurou meu rosto com força me fazendo abrir a boca, eu tentava tirar sua mao ate sentir algo molhado e gelado entrar na minha boca. Ela a fecha e começa a dar risadas, reúno minha forma e me levanto a empurrando, cuspo aquilo pra fora enquanto ela se levantava do chão

- oque isso?

- a é so um passarinho que eu matei

Senti meu estomago revirar e cai de joelhos, vomitei por alguns segundos ate senti minha garganta arder

- que foi stiles, não gostou

- eu vou te matar

Disse com ódio, ouvi ela sorrir e levantei meio tonto, primeiro Adson e depois essa garota maluca

- durma

Ouvi ela dizer, não falei nada. Senti meu corpo ficar mole e cai no chão adormecendo e ouvindo ela rir. Oque ela tenha feito eu consegui me assustar

E como sempre meu sonho não foi nada agradável


Notas Finais


bom como eu disse o bridado por ler
vagas de coator esta aberta

ate a proxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...