1. Spirit Fanfics >
  2. A garota de cabelos azuis >
  3. Preciso distrair a cabeça

História A garota de cabelos azuis - Capítulo 25


Escrita por:


Capítulo 25 - Preciso distrair a cabeça


 - vai com calma Katheryne amanhã você tem aula - Scoot tentou pegar a garrafa quase fazia do Bourbon em minha mão mas eu fui mais rápida

- Não enche Scoot, preciso mais que isso para ficar bêbada - resmunguei com a boca meio mole tomando mais um gole

- seu pai vai te matar - ele sorriu de lado - são quase cinco da manhã e você tá aqui bebendo no meu apartamento, já bebeu até cair no bar e levantou da cama para tomar a garrafa de Bourbon - dei risada batendo no fundo da garrafa pra ver se saia mais alguma coisa

- que bosta - olhei pelo bico da garrafa vendo ela vazia

- Acho que já deu, não quero você em coma alcoólico…

- A sua adega de vinho - sorri cambaleando até a cozinha

- Katheryne…

- olha esse parece uva - virei o vidro do vinho para cima vendo mais de um vidro na minha mão - vai esse mesmo

Peguei o abridor pendurado na parede e tentei abrir quase quebrando a garrafa, mas consegui fazer um furo na rolha onde saia vinho, sem pensar duas vezes virei ele

- pelo menos vai cair bêbada aqui - Scoot tirou a garrafa da minha mão e abriu ela para mim

- você é um gato Scoot - apontei para ele sorrindo

- vamos sentar na sala - ele me entregou a garrafa e colocou as mãos no meu ombro me levando para a sala

- isso tá muito bom - falei virando a garrafa

Me sentei no chão da sala, não conseguia levantar então tomei toda a garrafa de vinho ali mesmo, Scoot apenas me observava de longe, até tinha uma cara engraçada, meu telefone tocou mas não consegui levantar para pegar

- É o Nickolas - ele pegou meu telefone olhando a tela enquanto ele tocava, algo em sua voz me fazia rir - quer que eu atenda?

- Tô de boa dele por hoje, deve ter feito merda de novo - dei de ombros me agarrando nas coisas para levantar

Fui para a cozinha achar outra garrafa de vinho e tentar abrir, de longe escutava um pouco da voz de Scoot mas não conseguia me focar o suficiente para saber direito oque sua voz queria dizer.

- você vai quebrar a garrafa - Scoot gritou da sala e correu pra cozinha, ele me pegou no colo e me colocou sentada no chão da sala novamente - ela está quase babando de bebada mas pode te escutar

Sorri de canto para Scoot pegando oque acreditei que fosse o meu celular, coloquei em minha orelha rindo

- Até que demorou…

- Não tô afim de brigar - falei com a boca mole, arrastando as palavras

- Você tá enchendo a cara na casa do seu ex namorado? - seu tom frio não me afetou me fez rir em resposta

- eu poderia estar fazendo muito mais doque bebendo - devolvi a resposta em um tom provocativo

- eu não fiquei com ninguém bêbado…

- porque não quis Nick, que eu saiba sou livre e você também para transar com qualquer um - não deixei ele terminar de falar e já respondi seca - olha não estraga minha noite, o dia foi bem difícil para mim e eu não quero acabar ele brigando com você

- eu fiquei sabendo doque aconteceu, por isso liguei, queria saber e está bem mas pelo que vi tá ótima e ainda mais com o filha da puta que fez você ver aquilo - tirei o telefone de perto da orelha, deixei meus olhos na tela e achei o botão de desligar o celular

Joguei meu celular no chão um pouco longe, Scoot arregalou os olhos e quando foi abrir a boca encarei ele com ódio

- se perguntar se eu tô bem eu vou fazer algo parecido com você - falei fria - abre aquele whisky que você escondeu de mim no armário

- Katheryne…

- abre o whisky ou eu vou descer do apartamento e andar na rua até achar um bar aberto para terminar de encher a cara - Iria beber até perder a consciência dos meus atos, a ressaca amanhã vai me livrar de culpa ou pensamentos de mais cedo

Pelo que me lembro tomei o whisky inteiro no bico, bebi mais vinho, vomitei, bebi mais, não me lembro de muita coisa depois mas acordei na minha casa, ou da Camila nem sei mais de quem é a casa. Passaram algumas semanas decidi me focar mais nós estudo pois tive semanas avaliativas, as vezes ajudava Scoot com algum problema nos Santos ou saia com alguém para se divertir, sem muito exagero, não tinha notícias de Nickolas pois ele não me ligou mais, de Nate apenas sabia que ele estava em coma se recuperando da cirurgia já que meu irmão também ficou puto de eu beber daquele jeito mas eu resolvi com Lucy para ir no final de semana ver eles, Lucy achou a passagem e embarquei as três da manhã de sexta, não teria aula mesmo, Scoot que me deixou no aeroporto e esperou eu embarcar

Enquanto estava sentada esperando o avião ser preparado para embarcarmos liguei para Nickolas, se falasse com Sam ele iria gritar comigo

- Ignorar sua ligações por uma semana inteira não foi bem claro para você? - ele atendeu com a voz meio arrastada

- Eu sei oque você anda aprontando Nickolas então não me julga…

- Eu to enchendo a cara e dormindo em um hotel sozinho, não na casa da minha ex - podia ver seu sorriso debochado mas ignorei

- Não quero discutir, preciso do endereço de onde você está ficando, tô embarcando e vou chegar aí umas quatro, cinco horas - a linha ficou muda por um tempo

- você está vindo para cá?

- tô esperando o avião no momento, como você tá bêbado eu pego um táxi até o hotel só espero que você pelo menos esteja lá quando eu chegar - resmunguei

- porque vai vim agora?

- To preocupada com você e meu irmão, Lucy também então eu vou ver se ajudo em algo - ouvi a voz de que o avião estava pronto para embarque - eu tenho que ir se quiser me passa o endereço se não passar eu vou direto para o hospital e fico por lá

- Eu vou passar o endereço, só não vejo motivos para você vir…

- preciso distrair minha cabeça daqui um pouco, não tá fácil sem meu irmão e Nate - me folguei na cadeira

- Eu não faço falta então? - dei risada

- Oque você faz falta pode ser feito com outras pessoas Nick - provoquei

- Vai dormir no hospital então - ri novamente da raiva em sua voz

- Quem vê pensa - resmunguei

- Sua sorte é que eu não séria filha da puta ao ponto de te deixar ir para o hospital sozinha e cansada

- Eu sei - sorri

Desliguei o telefone e me direcionei ao portão de embarque.


Notas Finais


Obrigado (a) por ler até aqui, espero que esteja gostando e que continue a ler


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...