História A garota do meu irmão - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Itachi Uchiha, Sasuke Uchiha
Tags Hinata, Itachi, Itahina, Itahinasasu, Naruto, Sasodei, Sasuhina, Sasuhinaita, Sasuke, Triângulo Amoroso
Visualizações 113
Palavras 1.835
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, LGBT, Musical (Songfic), Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura XOXO

Capítulo 3 - Best friend


Fanfic / Fanfiction A garota do meu irmão - Capítulo 3 - Best friend


Hinata estava atrasada, Deidara definitivamente a mataria.  Quase todos os dias o seu melhor amigo a chamava para irem ao Starbucks, uma desculpa barata para o loiro secar o ruivo que trabalha lá. Acabou ficando tempo demais no escritório e esqueceu do compromisso com o loiro a tarde. Sentiu seu ombro ser chocado com o de outra pessoa, estava andando muito apressadamente e nem se deu o trabalho de pedir desculpas, ao longe avistou a cabeleireira loira inconfundível perto da cafeteria, apressou ainda mais os passos já se sentindo ofegante. 

– Até que enfim sua monga, por um momento pensei que havia me deixado de enfeite. 

Hinata recuperou o fôlego antes de responder.

Sorry Deidei, acabei ficando tempo demais no meu escritório e esqueci do nosso compromisso, não foi por mal me perdoe.

Deidara a observou por um tempo antes de fechar os olhos enquanto soltava o ar frio pela boca, então colocou os braços em volta do ombro da amiga que ele tanto amava. 

– De boas gata não guardo rancor não, mas falando sério eu pensei que quando você finalmente arrumasse um boy magia você viveria mais sabe, tu' vive atolada nesse trabalho! — Deidara se preocupa com a morena, eles são amigos desde o ensino médio e por isso ele sabia o quanto a morte do pai havia a abalado. Ele que havia ficado todas as noites ao seu lado ouvindo seu choro, escutando sempre seus desabafos alegando que agora estava sozinha, ele que havia provado que não, ela não estava só. Ela tinha ele afinal.

– Você sabe que é importante pra mim DeiDei. — Sim, ele sabia mais do que ninguém. Mas ele só queria a ver sempre feliz, por isso apoiou com todas as suas forças o relacionamento da amiga e o Uchiha; ele a fazia bem. – Agora chega de conversa mole e vamos tomar um café, estou congelando aqui fora! 

– Lindíssima, falou tudo! 

Ambos riram entrando no estabelecimento, soltando um ar de alívio ao perceberem a diferença de temperatura. Sentaram-se frente a frente aos fundos perto da janela, Hinata notou como o amigo olhava desesperadamente para todos os lados procurando um certo atendente de inusitados cabelos vermelhos. Hinata não conteu a risada, Deidara dificilmente se apaixonava com tamanha facilidade mas parece que um sorriso gentil e cafés grátis mexeu com ele de certa forma. 

– Qual a graça imunda? 

Deidara fez um bico extremamente fofo, estava envergonhado.

– DeiDei tá xonadão', iti malia! 

– Como é que é sua-

– Boa tarde, o de sempre? 

Sasori apareceu repentinamente com seu típico sorriso gentil, Hinata observou divertidamente como as bochechas do loiro mudaram rapidamente de cor enquanto o olhava embasbacado. Era óbvia a atração entre aqueles dois, Sasori sorria demais para o loiro além dos cafés por conta dele. Hinata chutou a perna do amigo na intenção de o despertar do transe.

– S-SIM! 

Hinata não conseguiu evitar soltar uma risada abafada pela sua mão. Recebendo um chute em resposta. Fez uma careta em direção ao amigo que a fuzilou com o olhar. A risada do ruivo preencheu o espaço, enquanto anotava algo no caderninho que segurava.

– Vocês são divertidos, deveriam vir aqui sempre. Bom, trarei o café de vocês por minha conta! 

– Obrigada Sasori é muita gentileza a sua, deveríamos sair qualquer dia sabe. Você parece ser muito legal e se daria muito bem com o DeiDei! 

Deidara me olhava incrédulo com um rosto extremamente corado. Sorri sacana em resposta. 

– Sim, acho uma ótima idéia! Depois me passem o número de vocês se não for incomodo. 

Vi como seus olhos castanhos brilharam em direção ao loiro que estava envergonhado e irritado. Sorri triunfante acenando com a cabeça. O ruivo saiu para buscar os pedidos e ainda sorrindo olhei para o Deidara.

– Hinata o que karalhos você tá fazendo?!

– Te ajudando meu anjo, me agradeça depois. 

Ele ia retrucar mas Sasori fez presença assim o calando, o loiro novamente fez um bico envergonhado. 

– Aqui está, caramelo e cupcake. 

– Obrigada Sasori! Senta aqui com a gente um pouco, nunca conversamos. 

Eu sorri em direção a ele que olhava para mim e Deidara, aparentemente relutante. O loiro de imediato se engasgou recebendo um olhar preocupado do ruivo. Fiz um jóia para Sasori o tranquilizando.

– Não sei se é uma boa idéia, estou no meu horário de trabalho e-

– É apenas um tempinho para nos conhecermos melhor, o Starbucks hoje não está tão cheio então creio eu que não é necessário tantos atendentes ativos. 

Sasori olhou em volta percebendo que eu estava certa, então sorriu para mim e concordou com a cabeça. 

– DeiDei vai mais pra lá! — fiz um gesto indicando que ele se movesse com as mãos. O loiro se afastou lentamente com vergonha de o encarar enquanto bebia seu café. – Pode se sentar! 

– Obrigada! 

Deidara olhava para a janela com um rosto extremamente vermelho enquanto o ruivo ainda mantinha um sorriso no rosto. Era uma cena cômica. Chutei a perna de Deidara para que ele interagisse de uma vez com o crush.

– E-então.. você vem muito aqui? 

Deidara o olhava sem jeito, segurei uma risada alta. Sasori riu, dessa vez era uma risada audível. O loiro ao perceber que a pergunta não tinha sentido colocou uma mão no rosto. 

– Bom eu trabalho aqui, então.. mas e você? Namora? Trabalha? Me conte mais sobre você. 

Sasori sorriu amorosamente, Deidara admirou aquele sorriso direcionado a si por alguns segundos. Hinata sorria, estava feliz por ter conseguido ajudar o amigo e esperava que se pegassem de uma vez. 

– Não namoro, e trabalho com arte. Faço esculturas, adoro esculpir gesso em diversas formas sabe. 

Deidara é um amante da arte, ou melhor da sua arte. Seus olhos sempre brilhavam ao falar sobre seu trabalho.

– Sério? Que incrível. Eu também aprecio arte. Eu fazia bonecos de madeira antigamente..

A conversa estava rendendo, encontraram um assunto em comum e com certeza ficariam o dia inteiro falando sobre arte se deixassem. O celular de Hinata vibrou, uma mensagem de itachi. Sorriu.

"Boa tarde princesa, tudo bem? Estou em casa e dessa vez trouxe meu irmãozinho. Posso ir te buscar?"

— Itachi 14:23 

Sasuke Uchiha. O irmão mais novo do seu namorado quase noivo que parece passar por problemas. Ela não teve como se desculpar por ser invasiva no jantar na mansão Uchiha, agora teria a oportunidade.

"Oi meu amor, estou bem sim e você? Pode sim, eu estou no Starbucks da Stone street"

— Hinata 14:24

Ela olhou para o amigo que agora conversava animadamente com o ruivo, não tão envergonhado quanto antes. Sorriu novamente. Se ela pudesse daria o mundo para o loiro, ele já havia a ajudado tanto, devia tudo a ele. Era como um precioso irmão mais velho. Tomou o resto do seu café e se recordou da primeira vez que se encontrou com Itachi, havia derrubado café em seu terno. Era extremamente desatenta às vezes e itachi foi uma das vítimas. Lembrou de como repetia um pedido de desculpas enquanto tentava limpar a mancha visível; e de como o Uchiha segurou delicadamente sua mão dizendo que não tinha problemas e que eu deveria ficar tranquila. Nos encaramos por um longo tempo, a partir dali sabíamos que nos encontraríamos mais vezes e que se apaixonar era inevitável.

"Estou bem sim Hina, já estou perto então por favor fique do lado de fora."

— Itachi 14:35

– Hey DeiDei, Itachi veio me buscar para irmos ao seu apartamento. Está tudo bem pra você né? Claro que está, aproveitem queridos. 

Hinata se levantou junto aos garotos. Abraçou os dois e agradeceu mais uma vez a Sasori pelo café e sua presença. Aproveitou para passar seu número e o de Deidara como havia dito. 

– Aproveite muito gatinha, até suas pernas cansarem. E obrigada por hoje!  

Deidara sorriu maliciosamente e beijou sua testa.  Hinata sentiu seu rosto ferver.

– Aproveite muito também amorzinho, e se peguem logo de uma vez. De nada. 

Saiu apressadamente tendo noção do ataque que o amigo iria ter. 

– IMUNDA! 

Escutou também a risada alta de Sasori, sorriu consigo mesma. Assim que chegou do lado de fora notou o carro de luxo tão conhecido. E o belo homem a esperando. Sorriram um para o outro e se abraçaram, trocaram um beijo quente antes de entrarem no carro.

– Estava com o seu amigo? 

– Sim, ele finalmente tomou atitude com o Sasori, graças a mim mas tomou. 

Itachi riu dando partida. Ao longo do caminho conversavam aleatoriamente enquanto uma mão de Itachi se mantinha em sua perna. Hinata gostava disso, Itachi é extremamente atencioso e protetor com ela. Ele sempre queria saber se estava tudo bem ou se precisava de algo. O amava com todas as suas forças; e esperava que ele nunca fosse embora.

– Chegamos. 

Itachi abriu a porta pra ela e pegou sua mão e se direcionaram ao luxuoso prédio. O apartamento de Itachi era no nono andar, assim que chegaram o Uchiha destrancou a porta. 

– Com fome? 

Hinata acenou com a cabeça, olhando em volta percebeu que Sasuke não estava lá. 

– Onde está seu irmão querido? 

– No quarto, você pode perguntar se ele também está com fome por favor? 

– Claro! 

Hinata foi em direção ao quarto de hóspedes, bateu na porta duas vezes e ouviu um "entre" antes de a abrir.

– Oi Sasuke, está com fome? Itachi irá preparar algo pra gente! 

Hinata sorriu olhando o garoto agora sentado na cama a observando. 

– Sim, diga a ele que eu já vou.

Se olharam por alguns segundos antes de Hinata decidir entrar no quarto fechando a porta atrás de si. Sasuke a olhava confuso.

– Sasuke eu queria te pedir desculpas pela minha pergunta evasiva no jantar. Se eu soubesse eu- 

– Está tudo bem, não tem porque se desculpar. Meu pai iria falar sobre o quanto sou a vergonha da família uma hora ou outra. 

Sasuke olhou para o porta retratos da cabeceira, era ele e seu irmão brincando de arco e flecha. Hinata o observou tristemente, de alguma forma sentia uma necessidade imensa de ajudar aquele garoto. Mas não poderia se meter sem mais nem menos na vida dos outros.

– Sabe, sei como é difícil ser o irmão mais novo tendo um irmão mais velho brilhante; e um pai que deseja que você seja tudo menos quem você é de verdade. Não é fácil, mas você pode mostrar que pode ser o melhor no que você faz de melhor, se ele não gostar que se dane o que importa é que você esteja feliz. Sei que não tenho o direito de me intrometer na sua vida muito menos dar opiniões, mas.. quero ajudar, conversar com você. Se quiser me aceitar pode contar comigo sempre, se não quiser eu ainda estarei aqui. 

Sasuke estava sem reação, olhava para a mulher em sua frente atônito. Ainda processando cada palavra antes dita. Hinata sorriu e saiu do quarto deixando Sasuke só em seus pensamentos. 

O Uchiha mais novo sentia como se mil borboletas dançassem em sua barriga, era.. diferente. Não sabia o que responder a mulher, não queria ninguém colocando o nariz em seus assuntos; mas talvez.. talvez não fosse tão ruim assim conversar com ela.







Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...